A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 SOCIOLOGIA. A POPULAÇÃO BRASILEIRA: DIVERSIDADE NACIONAL E REGIONAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 SOCIOLOGIA. A POPULAÇÃO BRASILEIRA: DIVERSIDADE NACIONAL E REGIONAL."— Transcrição da apresentação:

1 SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 SOCIOLOGIA

2 A POPULAÇÃO BRASILEIRA: DIVERSIDADE NACIONAL E REGIONAL

3 SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 Objetivo – introduzir a reflexão sobre a diversidade social brasileira Evidenciar nossa diversidade socioeconômica a partir de dados coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Problematizar como series estatísticas encobrem uma grande diversidade de situações regionais

4 PARATODOS – CHICO BUARQUE O meu pai era paulista Meu avô, pernambucano O meu bisavô, mineiro Meu tataravô, baiano Meu maestro soberano Foi Antonio Brasileiro Foi Antonio Brasileiro Quem soprou esta toada Que cobri de redondilhas Pra seguir minha jornada E com a vista enevoada Ver o inferno e maravilhas Nessas tortuosas trilhas A viola me redime Creia, ilustre cavalheiro Contra fel, moléstia, crime Use Dorival Caymmi Vá de Jackson do Pandeiro Vi cidades, vi dinheiro Bandoleiros, vi hospícios Moças feito passarinho Avoando de edifícios Fume Ari, cheire Vinícius Beba Nelson Cavaquinho Para um coração mesquinho Contra a solidão agreste Luiz Gonzaga é tiro certo Pixinguinha é inconteste Tome Noel, Cartola, Orestes Caetano e João Gilberto Viva Erasmo, Ben, Roberto Gil e Hermeto, palmas para Todos os instrumentistas Salve Edu, Bituca, Nara Gal, Bethania, Rita, Clara Evoé, jovens à vista

5 As formas de diversidade presentes na música Diversidade existente na família O meu pai era paulista Meu avô, pernambucano O meu bisavô, mineiro Meu tataravô, baiano Meu maestro soberano Foi Antonio Brasileiro

6 DIVERSIDADE MUSICAL

7 DIVERSIDADES DE ORIGENS

8 DIVERSIDADE Mas a diversidade econômica, como se mede? Mede - se através de indicadores, como: Renda – Rendimento mensal familiar (%) Educação – Taxa de analfabetismo para maiores de 15 anos (%) Saneamento e luz elétrica – por domícilio (%)

9 RENDIMENTO – Famílias por classes de rendimento médio familiar (%) Brasil e Regiões Até ¼ de SM Mais de 1/4 a 1/2 SM Mais de 1/2 a 1 SM Mais de 1 a 2 SM Mais de 2 a 3 SM Mais de 3 a 5 SM Mais de 5 SM Sem rendimen tos BRASIL6,714,12725,88,65,74,92,2 NORTE12,12128,718,75,33,72,73,3 NORDESTE15,422,729,91642,52,32,9 SUDESTE2,51025,33010,66,96,21,9 SUL2,48,725,432,612,38,25,91,6 CENTRO- OESTE 2,811,628,629,39,26,77,22,2 O que podemos dizer sobre o rendimento mensal familiar? Que até 2011, quase a metade (47,8%) das famílias no Brasil tinham rendimentos de até 1 SM. Mais da metade da população (52,8%) tem rendimentos entre 1/2 e 2 SM.

10 DIVERSIDADE

11 SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 2 FORMAÇÃO DA DIVERSIDADE BRASILEIRA

12 A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA Objetivo: Estabelecer uma reflexão sobre a migração no Brasil a partir de uma reflexão sobre a própria família. Foco temático: MIGRAÇÃO, IMIGRAÇÃO E EMIGRAÇÃO – QUEM É O ESTRANGEIRO DO PONTO DE VISTA SOCIOLOGICO. Competências e habilidades: estabelecer a diferenciação dos conceitos de migração, imigração e emigração; estabelecer uma reflexão sobre as razões da migração; apresentar uma visão sociológica da figura do estrangeiro; desenvolver habilidades de leitura e produção de textos contínuos; desenvolver a capacidade de expressão oral.

13 A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA Piquenique de funcionários da Nitro Química

14 A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA

15

16

17

18

19

20 VIMOS UM BAIRRO DE SÃO PAULO, MOSTRANDO TODA SUA DIVERSIDADE. SÃO MIGUEL PAULISTA É A IMAGEM DA DIVERSIDADE BRASILEIRA A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA

21

22 Emigrante – Que ou quem emigra; emigrado. Emigra – Deixar um país para estabelecer-se em outro. Sair (da pátria) para residir em outro país Imigrante – que ou pessoa que imigra. Imigrar – Entrar (num país estranho) para nele viver Migrante – Ou quem migra. Migrar – Mudar periodicamente ou passar de uma região para outra, de um país para outro. Dicionário Aurélio da L. Portuguesa A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA

23 Exemplo: aquele que sai de um país é um emigrante em relação ao país de origem. E imigrante em relação ao país a que chega.

24 Há quanto tempo você mora no bairro? A sua família já migrou, emigrou ou imigrou? O que você sabe sobre o passado de sua família?

25 A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA Muitos autores tratam sobre o tema da imigração, migração e emigração. E um deles é o Alemão Georg Simmel ( ), filho de Judeu que foi motivo de grande preconceito. Georg não procurou criar uma grande teoria. Na verdade, era a favor de escrever pequenos textos instigantes sobre o tema. O importante é que ele por ser ex-judeu, sentia-se um estrangeiro, pois era tratado como tal.

26 Alguns pontos importantes nas análises de Georg Simmel que podemos destacar: 1.é que preciso distinguir o viajante do estrangeiro. O estrangeiro para ele é aquele que chega e não vai embora. Logo, não é um mero viajante. É a figura que se muda de um lugar para o outro, para ali residir, e não o turista; 2.Como estrangeiro, sua posição em relação ao grupo é marcada pelo fato de não pertencer ao grupo desde o início do mesmo ou desde que nasceu; Obs... A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA

27 OBS: Temos que destacar que em alguns casos, você pode até ter nascido no lugar e mesmo assim é considerado pelos outros como estrangeiro. Isso ocorre por conta de seu biotipo, hábitos e costumes que diferem dos demais. E essa mudança não precisa ser necessariamente de país Pode ser de Estado, cidade ou bairro. É por isso que por exemplo, que muitos jovens loiros no Brasil recebem o apelido de alemão mesmo que muitas vezes, não tenham nenhuma descendência alemã. Há ainda outros que são chamados de japoneses por ter traços que lembram os orientais, embora tenham nascidos aqui e não tenham antepassados japoneses.

28 Para Simmel, o estrangeiro é um elemento do grupo, mesmo que não se veja como um, ou que não seja visto como parte dele pelos demais membros. Ou seja, é um elemento do conjunto, assim como são os indigentes ou mendigos e toda espécie de inimigos internos. A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA quer dizer que mesmo aqueles que não são queridos por um grupo, ou não são tratados como iguais, também fazem parte dele. O estrangeiro tem uma relação de proximidade e envolvimento e de distancia e indiferença. Muitas vezes tratado como de fora

29 PESQUISA MIGRAÇÃO NO BRASIL REDIGIR UM TEXTO RESPONDENDO AS SEGUINTES QUESTÕES: 1.Por que você acha que ocorre a emigração, a migração e a imigração? 2.Por que sair de seu país, Estado ou cidade e ir para outro? 3.Por que os imigrantes escolheram o Brasil? 4.E por que ocorre a migração interna e por que escolher o Estado de São Paulo? A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA

30

31

32

33

34

35

36 Basicamente formada por três grupos étnicos – Indígena; – Branco; – Negro.

37 A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA Perfil Demográfico Brasileiro:

38 A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA A natureza fez o homem feliz e bom, mas a sociedade o deprava e o torna miserável. (ROUSSEAU)

39 A FORMAÇÃO DIVERSIDADE BRASILEIRA

40

41

42

43

44

45

46

47


Carregar ppt "SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 SOCIOLOGIA. A POPULAÇÃO BRASILEIRA: DIVERSIDADE NACIONAL E REGIONAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google