A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Modelo OSI (Open Systems Interconnection). Modelo OSI Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico DadosFERSAAEFT ERSAAET RSAAT SAAT SAA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Modelo OSI (Open Systems Interconnection). Modelo OSI Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico DadosFERSAAEFT ERSAAET RSAAT SAAT SAA."— Transcrição da apresentação:

1 Modelo OSI (Open Systems Interconnection)

2 Modelo OSI Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico DadosFERSAAEFT ERSAAET RSAAT SAAT SAA AA A Transmissor Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico Receptor PDU

3 Modelo OSI Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico DadosFERSAAEFT ERSAAET RSAAT SAAT SAA AA A Receptor Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico Transmissor

4 1 - Camada Física Especifica tensões e correntes, tempos, conectores, pinagens e meios físicos; É a camada onde efetivamente ocorre a comunicação entre emissor e receptor; Normas sobre conectores, placas de rede, cabos, terminadores, etc; Equipamentos: Repetidor, Hub, Transceptor; Padrões: EIA/TIA-232, RJ45, IEEE (similar à Ethernet) e (Token Ring), IEEE (WiFi); Unidade de dados : Bit.

5 2 - Camada de Enlace Responsável pelo acesso lógico ao ambiente físico, fornecendo serviços de transmissão e controle de erros. Padrões: IEEE 802.3/802.2 e 802.5/802.2, HDLC, Frame Relay, PPP, ATM Equipamentos: Placa de Rede, Bridge (ponte), Switch; Unidade de dados : Quadro (frame).

6 2 - Camada de Enlace Enlace de Dados (Data Link) - Funções -Arbitragem: determina quando se deve usar o meio físico; -Endereçamento: físico dos hosts; -Controle de erros (detecção ou correção); Delimita e estabelece campos do quadro: -Delimitadores por padrão físico, tamanho ou codificação; -Subdividida nas redes IEEE802 (Logical Link Control e MAC); Controle de fluxo: controle de diferença de velocidades entre transmissão e recepção (previsto).

7 3 - Camada de Rede Encaminha informação da rede de origem para a rede de destino (roteamento) Controla tráfego e congestionamento entre sub-redes (controle de congestão) Estabelece esquema único de endereçamento independente da sub-rede utilizada Permite conexão de sub-redes heterogêneas; Protocolos: IP, IPX, ICMP; Equipamentos: Roteador; Unidade de dados : Pacote (Packet).

8 4 - Camada de Transporte Orientado à Conexão × Sem Conexão; Com ou sem confirmação; Estabelece qualidade de serviço (QoS); Recuperação de erros; Controle de fluxo; Garante a seqüência dos segmentos Protocolos: TCP, UDP Equipamentos: Gateway de transporte; Unidade de dados : Segmento (Segment).

9 5 - Camada de Sessão Gerencia sessões de comunicação (início, controle e término); Sessão é uma comunicação que necessita armazenar estados; Estados são armazenados para permitir reestabelecimento da comunicação em caso de queda da comunicação; Protocolos: NetBios; Ex: Retomar transferências de arquivos.

10 6 - Camada de Apresentação Transfere informações de um software de aplicação para a camada de seção definindo o formato de dados; Não está relacionada à comunicação em si; Representação da informação; Sintaxe e semântica; Criptografia, compactação, codificação; Estruturas de dados; Formatos: JPEG, GIF, ASCII, MPEG.

11 7 - Camada de Aplicação Aplicações que oferecem os serviços ao usuário final; Unificação de sistemas de arquivos e diretórios; Correio eletrônico (SMTP); Transferência de arquivos (FTP, TFTP); Execução remota (telnet); Servidor Web (HTTP).

12 Protocolo TCP/IP

13 TCP/IP O TCP é o protocolo da camada de transporte orientado à conexão, que oferece um serviço confiável.Frequentemente aparece como parte da pilha TCP/IP da arquitetura Internet, mas é um protocolo de propósito geral que pode ser adaptado para ser usado com uma variedade de sistemas. O IP é um protocolo para comunicação de redes Internet. Ele é o responsável pela transmissão de nível inferior (host-to- host), e é utilizado em dois tipos de estações: hosts e gateways.

14 Estrutura Básica da pilha de protocolos TCP/IP 7Aplicação 6Apresentação 5Sessão 4Transporte 3RedeInternet 2Enlace Interface com a Rede 1Física Modelos OSITCP/IP

15 Modelo TCP/IP Ethernet Token Ring Frame Relay ATM TelnetFTPHTTPDNSRIPSNMP TCP IP ARP ICMPIGMP Camada Rede Camada Internet Camada Aplicação Camada Transporte Serviços do TCP/IP UDP Arquitetura das camadas do Protocolo TCP/IP

16 Endereçamento ClasseEndereçosPrivadosMáscaraRedesMáquinas A a a milhões B a a C a a milhões254 D a E a

17 Formato datagrama IP

18 CAMPOS IP VERS: versão do protocolo IP que foi usada para criar o datagrama (4bits)HLEN: comprimento do cabeçalho, medido em palavras de 32 bits (4 bits) TOTAL-LENGTH: este campo proporciona o comprimento do datagrama medido em bytes, incluindo cabeçalho e dados. SERVICE-TYPE: este campo especifica como o datagrama poderia ser manejado e dividido em cinco subcomandos IDENTIFICATION, FLAGS e FRAGMENTS: estes três campos controlam a fragmentação e a união dos datagramas. O campo de identificação contém um único inteiro que identifica o datagrama, é um campo muito importante porque quando um gateway fragmenta um datagrama, ele copia a maioria dos campos do cabeçalho do datagrama em cada fragmento, então a identificação também deve ser copiada, com o propósito de que o destino saiba quais fragmentos pertencem a quais datagramas. Cada fragmento tem o mesmo formato que um datagrama completo. FRAGMENT OFFSET: especifica o início do datagrama original dos dados que estão sendo transportados no fragmento. É medido em unidades de 8 bytes. FLAG: controla a fragmentação. TTL(Time To Live): especifica o tempo em segundos que o datagrama está permitido a permanecer no sistema Internet. Gateways e hosts que processam o datagrama devem decrementar o campo TTL cada vez que um datagrama passa por eles e devem removê-lo quando seu tempo expirar. PROTOCOL: especifica qual protocolo de alto nível foi usado para criar a mensagem que está sendo transportada na área de dados do datagrama. HEADER-CHECKSUM: assegura integridade dos valores do cabeçalho. SOURCE AND DESTINATION IP ADDRESS: especifica o endereço IP de 32 bits do remetente e receptor. OPTIONS: é um campo opcional. Este campo varia em comprimento dependendo de quais opções estão sendo usadas. Algumas opções são de um byte, e neste caso este campo é chamado de Option Code, e está dividido em três campos.

19 Three way - Handshake

20 Host A sends a TCP SYNchronize packet to Host B Host B receives A's SYN Host B sends a SYNchronize- ACKnowledgement Host A receives B's SYN-ACK Host A sends ACKnowledge Host B receives ACK. TCP connection is ESTABLISHED.


Carregar ppt "Modelo OSI (Open Systems Interconnection). Modelo OSI Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico DadosFERSAAEFT ERSAAET RSAAT SAAT SAA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google