A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 15 SUCESSORES DE DOM BOSCO Parte II De Ricaldone a Ricceri.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 15 SUCESSORES DE DOM BOSCO Parte II De Ricaldone a Ricceri."— Transcrição da apresentação:

1 1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 15 SUCESSORES DE DOM BOSCO Parte II De Ricaldone a Ricceri

2 2 1 – O QUARTO SUCESSOR

3 3 Nascimento 1870 Falecimento º Reitor – Mor 1932 a 1951 PEDRO RICALDONE Como quarto sucessor de Dom Bosco, regeu a Congregação Salesiana por cerca de 20 anos.

4 4 2 – A UNIVERSIDADE SALESIANA

5 5 Homem de relevantes dotes de inteligência e de governo, deu grande impulso à formação espiritual e profissional dos Salesianos, ao desenvolvimento dos Institutos de Cultura Superior cujo monumento é a Universidade Pontifícia Salesiana (UPS),

6 6 3 – GRANDE EMPREENDEDOR

7 7 Incrementou também qualificadas Escolas de Trabalho, intensificou a expansão missionária, a animação catequista e apologética, as empresas editoriais e de mass-média e outras numerosas iniciativas.

8 8 Em atenta aderência ao espírito de Dom Bosco, foi uma excelente têmpera de religioso e organizador.

9 9 Por duas vezes deu volta completa no mundo, levando em toda a parte o valor de suas diretrizes, a grande compreensão do coração, o incremento promocional entre os nativos e a solicitude entre os imigrantes.

10 10 4 – ZELO EDUCAÇIONAL

11 11 Multiplicou os estudos profissionais, garantindo-lhes, em toda parte, o pessoal técnico especializado.

12 12 Mas ele voltou suas solicitudes para a congregação toda, a ponto de ver redobrado, em poucos anos, o número de professos, e sempre em rigorosa coerência com as origens.

13 13 O coração e o espírito o levaram, clandestino, além das linhas da revolução espanhola nos anos trinta, para confortar e animar.

14 14 5 – AS QUESTÕES EMPRESARIAL E AGRÁRIA

15 15 Foi autor de apreciadas publicações. Sua obra publicista e social brilha, entre outras, numa Biblioteca Agrária Salesiana de 140 volumes, na qual, desde os tempos de seu diretorado na Espanha, manteve em dia os conceitos correntes no campo da agricultura.

16 16 Escreveu para trabalhadores e empresários. Ao longo de sua vida publicou outras obras significativas, destacando-se o Dom Bosco Educador que ensinava não só na teoria, mas na pratica.

17 17 6 – ACOLHIDA AOS REFUGIADOS

18 18 Ao romper da guerra (1941) ele determinou que em todas as Inspetorias salesianas houvesse uma casa para jovens órfãos ou refugiados, e que em todos os Institutos fossem recebidos gratuitamente alguns menores necessitados.

19 19 7 – AS ESTRELAS DE OURO

20 20 As benemerências do Pe. Ricaldone foram reconhecidas na Itália com a premiação da Estrela de ouro ao mérito rural e da Estrela de ouro ao mérito escolar.

21 21 Melhores estrelas, entretanto, brilharam em seu céu, acesas pela sua caridade e pelo seu expressivo reconhecimento do mundo inteiro.

22 22 8 – O QUINTO SUCESSOR

23 23 Nascimento 1892 Falecimento º Reitor – Mor 1952 a 1965 RENATO ZIGGIOTTI

24 24 Chegou ao vértice depois de autênticas experiências, tendo sido militar, depois, professor e animador entre os jovens.

25 25 9 – O SUCESSOR DO PÓS GUERRA

26 26 Após as experiências de Conselheiro Geral e Vigário, regeu a Congregação nos difíceis anos de pós-guerra, incitando-a à unidade na vida espiritual fervorosa e no carisma de Dom Bosco.

27 27 Pe. Ziggiotti foi o primeiro Reitor-Mor Salesiano que, passada a geração crescida na escola direta do fundador Dom Bosco, precisou entrar nas fileiras depois de um excepcional serviço.

28 28 Seu reitorado no pós-guerra foi marcado além das normais atividades de governo por uma extraordinária volta ao mundo que levou o superior a um contato direto com a realidade da Congregação.

29 29 10 – UM RECONSTRUTOR

30 30 A viagem o fez conhecer todos os irmãos, deu-lhe modo de confirmar e encorajar programações e particularmente o impulsionou a reconstruir no espírito a unidade comunitária que os acontecimentos bélicos tinham prejudicado com anos de separação e segregação.

31 31 Soube reconstruir democraticamente, quase em festa, mas nem por isso menos incisivamente. Se tinha o dom do comando que um pouco lhe provinha das origens militares, sabia dissimulá-lo com grande interioridade.

32 32 11 – HUMILDE RETIRADA

33 33 Tão pouco pensava em si mesmo que, após o Concílio do qual tinha participado com mente e coração de verdadeiro filho da Igreja deixou o cargo de Superior e retirou-se humildemente, antes como Reitor do Santuário Dom Bosco, na colina dos Becchi, e depois em Albaré, no seu doce Vêneto, até a morte.

34 34 Vivia de Deus, vivia da Igreja. Vivia de Nossa Senhora e de Dom Bosco. Conseqüentemente vivia para seus irmãos e para sua missão.

35 35 12 – O SEXTO SUCESSOR

36 36 Nascimento 1901 Falecimento º Reitor – Mor 1965 a 1977 DOM LUÍS RÍCCERI Era Siciliano o Sexto sucessor de Dom Bosco

37 37 13 – PARA FRENTE COM DOM BOSCO

38 38 Desde o momento de sua eleição exprimiu, numa sintética declaração, a que depois se tornaria seu programa fundamental de governo: Para a frente com Dom Bosco vivo, hoje, para corresponder com as exigências do nosso tempo e as expectativas da Igreja.

39 39 14 – JUVENTUDE UMA FORÇA EXPLOSIVA E INCONTIDA

40 40 Esta intenção foi coerentemente seguida até o fim do mandato, na véspera do qual o P. Rícceri ainda reafirmava: Os destinatários de nossa missão são os jovens, elevados, nesta época, a uma importância primeira que se tornaram uma força explosiva e incontida

41 41 15 – UM DOM BOSCO DE MANGAS ARREGAÇADAS

42 42 Assim dizia: O Dom Bosco de que os jovens precisam é o Dom Bosco dos momentos de emergência, o Dom Bosco que arregaça as mangas...

43 43 É preciso lembrar que o seu reitorado, em anos de profunda inquietação social e cultural, foi acompanhado e aprovado, desde o início, pelas inquietações juvenis de 68.

44 44 Estas inquietações envolveram não só os jovens mas também as várias instituições conexas: escolas e associações, educadores e legisladores, entidades estatais e eclesiásticas...

45 45 No perceber a força incontida dos jovens e no referir-se a Dom Bosco e aos firmes princípios da sua mensagem, P. Rícceri manteve firme o timão que recebeu de seus predecessores.

46 46 16– ATENTO AOS CLAMORES DO TEMPO E DA IGREJA

47 47 Ao mesmo tempo impulsionava a congregação toda a corresponder às urgentes exigências dos tempos a à grande expectativa da Igreja.

48 48 17 – FIDELIDADE DINÂMICA

49 49 Esta fidelidade dinâmica ao espírito de Fundador volta como tema emergente nas palavras e nos escritos do superior, mas sobretudo nas iniciativas concretas, expostas nas freqüentes viagens ao exterior, sempre rápidas e operacionais, e nos últimos encontros com os responsáveis pelas estruturas religiosas e pelos outros setores específicos.

50 50 18 – A CASA MÃE NO CORAÇÃO DA IGREJA

51 51 Entre outras coisas, P. Rícceri realizando em tempos maduros uma hipótese já meditada pelos precedentes Reitores-Mores transferiu para Roma a Direção Geral da Sociedade Salesiana, separando-a da Casa Mãe de Valdocco e inserindo-a mais no coração geográfico, organizativo e espiritual da Igreja.

52 52 TRABALHO PARA CASA

53 53 1.Quais foram as premiações conferidas na Itália ao Padre Ricaldone em reconhecimento às suas benemerências? 2. Quais foram as experiências mais marcantes do reitorado do Padre Ziggiotti? 3. Qual é a frase do Padre Ricceri que sintetiza o que é ser Dom Bosco para os jovens?

54 54 PARTILHA

55 55 R 1 As benemerências do Pe. Ricaldone foram reconhecidas na Itália com a premiação das Estrelas de Ouro : ao mérito rural e ao mérito escolar.

56 56 R 2 As experiências mais marcantes do Padre Ziggliotti foram: reger a Congregação e reconstruir a unidade comunitária nos difíceis anos de pós-guerra.

57 57 R 3 O Dom Bosco de que os jovens precisam é o Dom Bosco dos momentos de emergência, o Dom Bosco que arregaça a mangas.

58 58 Imitemos Dom Ricceri: Sc Antonio Rodrigues da Silva Pasta da Formação. O Dom Bosco de que os jovens precisam é o Dom Bosco dos momentos de emergência, um Dom Bosco de mangas arregaçadas.


Carregar ppt "1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 15 SUCESSORES DE DOM BOSCO Parte II De Ricaldone a Ricceri."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google