A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REINO PROTOCTISTA PROF. JOÃO PAULO. ALGAS CARACTERÍSTICAS GERAIS: Vivem no mar, água doce. Podem ser unicelulares ou multicelulares. Seu corpo é chamado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REINO PROTOCTISTA PROF. JOÃO PAULO. ALGAS CARACTERÍSTICAS GERAIS: Vivem no mar, água doce. Podem ser unicelulares ou multicelulares. Seu corpo é chamado."— Transcrição da apresentação:

1 REINO PROTOCTISTA PROF. JOÃO PAULO

2 ALGAS CARACTERÍSTICAS GERAIS: Vivem no mar, água doce. Podem ser unicelulares ou multicelulares. Seu corpo é chamado de talo. Podem ter até 60m de comprimento. Possuem pigmentos localizados em seus cloroplastos. Podem ter de 1 cloroplasto até dezenas deles por célula. Todos os cloroplastos possuem clorola a, essencial ao processo de fotossíntese, e um ou mais tipos de clorola acessória, dependendo do grupo. As clorolas designadas pelas letras b, c e d diferem ligeiramente da clorola a em sua estrutura molecular.

3 Algas microscópicas são abundantes na superfície dos mares e de grandes lagos. Juntamente com protozoários, microscrustáceos e larvas de animais diversos formam o plâncton. Os cloroplastos podem conter também outros tipos de pigmento (carotenos e xantolas), cuja cor chega a mascarar o verde da clorola, tornando as algas marrons, amareladas ou avermelhadas. A maioria das algas possui células dotadas de parede celular. Em quase todas, a parede celular apresenta celulose em sua composição, em geral combinada a outras substâncias, tais como ágar, carragenina, carbonato de cálcio (CaCO3) e outras.

4

5 Filo Chlorophyta É o grupo mais diversicado com cerca de 8 mil espécies descritas. Possui cor verde com diferentes tons. Ocorrem espécies marinhas, dulcícolas e até terrestres. Algumas espécies de clorofíceas vivem em associação com fungos, constituindo liquens. Associação com hydras: Zooclorelas

6 Filo Phaeophyta Todas são multicelulares e marinhas. Varia de poucos centímetros até 60m. algas pardas gigantes, os kelps, ancoradas no fundo marinho e formando extensas orestas submersas Nos mares tropicais há poucas espécies de feofíceas, entre as quais se destacam as do gênero Sargassum, fáceis de encontrar na costa brasileira Algumas espécies acumulam carbonato de cálcio na parede celular.

7 Filo Rhodophyta Maioria vermelhas e multicelulares. Abundantes nos mares tropicais. Podem ocorrer em água doce e superfícies úmidas. Certas espécies de rodofíceas acumulam carbonato de cálcio nas paredes celulares, o que torna seu talo rígido e de aspecto petricado, semelhante aos recifes de coral onde vivem.

8 Filo Bacillariophyta (diatomáceas) Comprimento de 20 a 200µm. Ocorrem em mares de águas frias e até mesmo lagos de água doce. As células das diatomáceas são recobertas por uma carapaça, a frústula, constituída por dióxido de silício (SiO2), ou sílica, Em muitas espécies, a frústula é formada por duas partes encaixadas, como uma microscópica caixinha redonda com tampa, Essas estruturas conferem a muitas espécies de diatomáceas um aspecto iridescente e brilhante. Podem viver presas à superfície do corpo de moluscos, crustáceos, tartarugas e até baleias. Diatomito

9 Filo Chrysophyta (crisofíceas ou algas douradas) - Dulcícolas ou marinhas. -Os pigmentos marrom-amarelados algas douradas - Em muitas classicações, as crisofíceas são reunidas às diatomáceas

10 Filo Euglenophyta (euglenóides) Principais representantes: Euglenas. Ocorrência: ambiente marinho ou de água doce. Podem ser autótrofas e/ou heterótrofas. São comumente encontradas em ambientes ricos em matéria orgânica, podendo assimilar essas substâncias (sapró tas) Clorolas a e b, carotenos e xantolas. Reserva: paramilo. Ausência de parede celular. Possuem um agelo longo emergente e um agelo curto não emergente, presos na base de uma abertura

11 - Apresenta vacúlo contrátil - Quando as condições ambientais tornam-se desfavoráveis, o indivíduo transforma-se em um cisto de forma arredondada, que permanece dormente até que as condições se tornem favoráveis. -Reprodução assexuada apenas: divisão binária

12 Filo Dinophyta (dinoagelados) - Representado pelos dinoagelados. - Maior parte: bi agelados. - Ocorrência: principalmente no plâncton marinho. - Maioria possui clorola a e c, caroteno e peridinina, mas existem alguns heterótrofos que conseguem alimento por absorção de nutrientes. - Reserva: amido e óleo. - Parede celular: placas celulósicas rígidas que formam um parede teca.

13 -São responsáveis pela maré vermelha - Ocorrem como mutualistas em muitos outros tipos de orga- nismos, incluindo esponjas, águas-vivas, anêmonas-do-mar, corais, polvos, lulas, gastrópodes e tubelários - Os dinoagelados mutualistas não possuem tecas e ocorrem como células esféricas douradas chamadas zooxantelas responsáveis principalmente pela produtividade fotossintética que possibilita o desenvolvimento de recifes de coral em águas tropicais. - Alguns gêneros apresentam bioluminescência através da oxidação do substrato luciferina, catalisada pela enzima luciferase, ocorre a formação de um produto excitado, que libera fótons.

14 Filo Charophyta (carofíceas) - Carofíceas são algas multicelulares de água doce que crescem geralmente ancoradas a fundos submersos. -A maioria das espécies acumula carbonato de cálcio nas paredes das células, o que lhes confere um aspecto áspero e petricado. - Musgos pétreos A cor das carofíceas é geralmente esverdeada, às vezes tendendo para o castanho-acinzentado.


Carregar ppt "REINO PROTOCTISTA PROF. JOÃO PAULO. ALGAS CARACTERÍSTICAS GERAIS: Vivem no mar, água doce. Podem ser unicelulares ou multicelulares. Seu corpo é chamado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google