A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Arquitetura CORBA e Objetos Distribuídos Sistemas Distribuídos Prof. Danielle Martin Universidade de Mogi das Cruzes 2013-02.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Arquitetura CORBA e Objetos Distribuídos Sistemas Distribuídos Prof. Danielle Martin Universidade de Mogi das Cruzes 2013-02."— Transcrição da apresentação:

1 Arquitetura CORBA e Objetos Distribuídos Sistemas Distribuídos Prof. Danielle Martin Universidade de Mogi das Cruzes

2 Arquitetura CORBA C ommon O bject R equest B roker A rchitecture

3 Arquitetura CORBA Criada pelo Object Management Group (OMG), é a arquitetura padrão de sistemas distribuídos heterogêneos. Propõe uma estrutura comum para o gerenciamento de objetos distribuídos (OMA – Object Management Architecture).

4 Arquitetura CORBA – Características Implementação do ORB – Object Request Broker –Módulo intermediário entre o cliente e o servidor –Corretor para troca de mensagens (requisição / resposta) –Invocação remota de métodos –Cliente e servidor não se conhecem diretamente –MIDDLEWARE

5 Arquitetura CORBA – Representação

6 IDL Stubs/Skeletons IDL Stub – interface estática do lado cliente compilada com protótipos dos métodos invocados a um servidor. –Gerado automaticamente pelo compilador do ORB –Permite ao cliente acessar o componente remoto IDL Skeleton – interface estática compilada com os métodos remotos do lado servidor –Gerado automaticamente pelo compilador do ORB –Recebe mensagem com parâmetros de entrada –Realiza a chamada para a real implementação da classe –Empacota mensagem de resposta

7 IDL – Interface Definition Language Linguagem universal para definição de interfaces O ORB oferece um compilador IDL O compilador IDL gera os arquivos Stubs e Skeletons Linguagem de definição, e não de programação

8 Distribuição de Objetos Remotos A distribuição de objetos remotos consiste no compartilhamento, através do middleware, de uma instância de objeto que pode ser acessada de diferentes máquinas. E possível compartilhar objetos distribuídos em Java utilizando o Java RMI – Remote Method Invocation

9 Arquitetura de um Objeto Distribuído

10 Servidor do Objeto Distribuído A classe Servidor cria a instância do meuObj e realiza sua publicação no middleware, sob o nome objDist. Utiliza-se o metodo rebind, da classe Naming: – Naming.rebind(//localhost/objDist, meuObj); O objeto, com seus atributos e métodos, fica acessível para qualquer classe que saiba acessar sua referência.

11 Cliente do Objeto Distribuído Por questão de encapsulamento e reuso, o Cliente não deve ter acesso à implementação da classe de negócio, que gerou o objDist. O acesso é feito utilizando uma classe de interface para receber a referência do objeto. A referência do objDist é recuperada usando o metodo lookup da classe Naming: – InterfaceObj objRef; – objRef = (InterfaceObj) Naming.lookup(//ip.do.servidor/objDist);

12 RMI – Remote Method Invocation Servidor.java ObjetoNegocio meuObj = new ObjetoNegocio(); Naming.rebind(//localhost/objDist, meuObj); Cliente.java InterfaceObjeto objRef; objRef = (InterfaceObjeto) Naming.lookup(//ip.do.serv/objDist);


Carregar ppt "Arquitetura CORBA e Objetos Distribuídos Sistemas Distribuídos Prof. Danielle Martin Universidade de Mogi das Cruzes 2013-02."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google