A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Observatório do CDCC - USP/SC. Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação Científica e Cultural.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Observatório do CDCC - USP/SC. Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação Científica e Cultural."— Transcrição da apresentação:

1 Observatório do CDCC - USP/SC

2 Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação Científica e Cultural - CDCC Universidade de São Paulo - USP Endereço: Av. Trabalhador São-Carlense, n.400 São Carlos-SP Tel: 0-xx (Observatório) Tel: 0-xx (CDCC) Localização: Latitude: 22° 00' 39,5"S Longitude: 47° 53' 47,5"W Imagem: O Inicio do Observatório

3 Sessão Astronomia

4 As Sessões Astronomia são palestras proferidas pela equipe do Setor de Astronomia todos os sábados às 21h00. Iniciadas em 1992, foram criadas com o objetivo de falar sobre Astronomia ao nosso público em uma linguagem simples e acessível a todas as faixas etárias. Estas palestras se tornaram uma opção de diversão e informação para a comunidade local e também para visitantes de nossa cidade. Os temas abordados são os mais variados possíveis. O material multimídia contido aqui consiste numa opção audiovisual complementar que o professor do Sistema de Ensino pode utilizar como auxílio às suas aulas. O conteúdo das Sessões Astronomia pode ser acessado no seguinte endereço: Crédito do logo: Sessão Astronomia, CDCC-USP/SC, criado por Andre Fonseca da Silva Observação: Padrão e resolução da apresentação: 800 x 600 pixel com imagens a 96 dpi ou 38 pixel por centímetro com dimensão de 8,35 polegadas x 6,26 polegadas ou 21,2 cm x 15,9 cm respectivamente. Editado normamente em Office 97, podendo haver incompatibilidade de execução no Office XP e vice-versa.

5 Quebrando fronteiras da exploração espacial Raul Celistrino Teixeira

6 Histórico da missão Antes de 1960: Potência dos foguetes não era suficiente para mandar espaçonaves além de Júpiter Tempo estimado de viagem até Netuno: 30 anos

7 1961: Michael A. Minovitch demonstra que a gravidade de um planeta poderia fornecer energia a uma espaçonave (sobrevôo) - Diminuição da energia e do tempo necessário às viagens a planetas mais externos Histórico da missão

8 Alinhamento geométrico de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno: De 175 em 175 anos Próxima janela: Proposta de Grand Tour: Missão Terra-Júpiter-Saturno- Urano-Netuno Histórico da missão

9 Cortes de orçamento: Impossibilidade do Grand Tour (custo estimado original: US$ 750 milhões) Missão VoyagerMissão Voyager (originalmente Mariner): Estudo detalhado de Júpiter (e de uma de suas luas, Io) e Saturno (bem como de sua maior lua, Titan), 1/3 do custo original

10 –Voyager 1 –Voyager 1: Flybys por Júpiter e Saturno. –Voyager 2 –Voyager 2: Flybys por Júpiter e Saturno, permitia uma extensão da missão a Urano e Netuno Histórico da missão

11 Estrutura das sondas

12

13 Massa: 830 kg 11 instrumentos científicos, dos quais 5 ainda operantes Antena receptoraAntena receptora: 3,7 m de diâmetro RTGGeração de energia elétrica: RTG´s (Geradores Termoelétricos por Radioisótopos)

14 Instrumentos científicos Magnetômetro: Aferidor de campos magnéticos (2 deles: para altos e baixos campos) Detector de raios cósmicos: Detecta partículas altamente energéticas

15 Instrumentos científicos Investigador de plasma: Detecta partículas de baixa energia do meio interestelar, direção e valor da velocidade das mesmas. Sistema de imageamento: Captura imagens na região da luz visível, para estudo de fenômenos na atmosfera e anéis dos planetas e satélites visitados

16 Espectrômetro de Ultravioleta Espectrômetro de Infra-vermelho Instrumentos científicos

17 Gravação magnética com imagens e sons da Terra Carl Sagan e outros cientistas compilam o disco Mensagem terrestre

18 Imagem 3 Imagem 5Imagem 6 Imagem 4

19 Imagem 14 Imagem 15

20 Imagem 34 Imagem 32

21 Imagem 82

22 Música: Exemplos de música de várias culturas e épocas Saudações em 55 línguas e dialetos (incluindo o português) Sons da Terra: Animais (chimpanzés, sapos, cavalos, pássaros), vento, vulcões, trovões, risos, passos, batidas de um coração, mãe e filho, trens, ônibus, aviões

23 Lançamento Voyager 2: 20 de Agosto de 1977 Voyager 1: 5 de Setembro de 1977 Voyager 1 logo ultrapassa Voyager 2 (não comete os erros da última)

24 Trajetórias

25 Informações coletadas na viagem Júpiter –Voyager 1 passa mais próximo a Júpiter em 5 de Março de 1979; Voyager 2, em 9 de Julho. –Descoberta de 3 novas luas –Descoberta dos anéis de Júpiter

26 Informações coletadas na viagem Júpiter –Descoberta de vulcanismo em Io (erupções de enxofre, oxigênio e sódio a altas velocidades)

27 Informações coletadas na viagem Saturno –Encontrado em 1980/1981 –Atmosfera mais calma que a de Júpiter –Observação com detalhes de seus anéis –Observação de Titan

28

29 Voyager 1 tem sua trajetória desviada do plano do Sistema Solar Empolgação com descobertas da missão Voyager 2 tem sua missão estendida, mais recursos financeiros para a mesma Informações coletadas na viagem Manobra é realizada, visando passagem por Urano e Netuno (1ª espaçonave a passar por tais planetas)

30 Urano –Voyager 2 alcança Urano em 24 de Janeiro de 1986 –5 luas já conhecidas observadas; Descoberta de 10 mais Informações coletadas na viagem

31 Miranda Oberon

32 Informações coletadas na viagem Urano –Atmosfera: Hidrogênio, Hélio, Metano (2%) –Eixo de rotação: 98º de inclinação –Campo magnético: 59º do eixo de rotação

33 Informações coletadas na viagem Netuno –Aproximação: Junho- Outubro de 1989

34 Informações coletadas na viagem Netuno –Descoberta e observação dos anéis – Descoberta de 6 luas, além de Tritão e Nereida (já conhecidas)

35 Voyagers 1 e 2 ainda mantém medidas de: –Campo magnético solar –Vento solar Vento solar –Emissão de partículas carregadas pela coroa solar Missão interestelar Vento solar

36

37 Missão interestelar Interação do vento solar com partículas interestelares: Diminuição da velocidade das mesmas

38

39

40 Heliopausa só será atingida daqui a 20 anos Geradores de energia por radioisótopos perdem potência com o tempo - Previsão de funcionamento até 2020 Após isso, continuará (desligada) rumo ao meio interestelar Tempo para atingir a distância da estrela + próxima: ~ anos (!!) Missão interestelar

41 Créditos pelas imagens/vídeos/informações: –www.nasa.gov –http://voyager.jpl.nasa.gov/ –http://spacephysics.ucr.edu/ –http://solar.physics.montana.edu/ –http://www.ionsplus.com.br


Carregar ppt "Observatório do CDCC - USP/SC. Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação Científica e Cultural."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google