A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROJETO: UM PIUDACINHO DE MIM. Procurando desenvolver o tema da sexualidade e da responsabilidade, resolvi trabalhar com a experiência de adotar um.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROJETO: UM PIUDACINHO DE MIM. Procurando desenvolver o tema da sexualidade e da responsabilidade, resolvi trabalhar com a experiência de adotar um."— Transcrição da apresentação:

1 PROJETO: UM PIUDACINHO DE MIM

2

3 Procurando desenvolver o tema da sexualidade e da responsabilidade, resolvi trabalhar com a experiência de adotar um Pinto para que, na convivência prática, o jovem faça uma comparação entre sua vida normal e a responsabilidade de se ter um filho na adolescência, fazendo um relato sobre essa experiência.

4

5 Projeto Um PIUdacinho de mim Professora: ELOISA RAMOS Wallessa

6 S egunda - F eira 06/06 Hoje ganhei meu pintinho. Foi meu pai quem me deu, mesmo estando contrariado com a idéia. Ele já não é tão pequeno aliás, não estou gostando muito da idéia de criar um pinto. Eu tenho horror a galinha,mas o que 50 pontos não fazem, né !!! Ele é assim: Amarelo claro com o pescoço pelado. Ele come muito e suja tudo! Haja Paciência... Acho que é macho. Se for vai se chamar CRISTIANNO. Fiz uma casinha forrada para ele e coloquei sua comida e água. Aqui termino meu relatório por hoje, boa noite!

7 Terça – Feira 07/06 Bom Dia! Acordei com o barulhinho do CRISTIANNO piando aqui no meu quarto. Minha cachorra não gostou nem um pouco dele pois sempre que chega perto de sua casinha tenta pegá-lo. Já fui ao mercado,agora vou cuidar dele. Sua casinha está super suja. Ele derramou água, comida e está aquela lama e ele rolando na sujeira. Já estou começando a gostar dele. Vou para a escola e vou deixá - lo com a minha mãe que gostou muito dele! Beijinhos! Fui!!!!!!!!

8 Quarta -Feira 08/06 Oi, não tive aula hoje, tenho mais tempo para me acostumar com o CRIS. Quero sair, mas está chovendo e tenho que cuidar dele, pois minha mãe não quer ficar com ele, pra eu sair. Coitadinho!!!! Está tão frio e ele está tremendo tanto! Sinceramente não tenho nada de novo para contar, ele já está grandinho,comendo mais,e sujando mais,além de não parar de piar. Para dormir é a pior parte, tem vezes que pia tanto que sou obrigada a ficar com ele a noite toda.

9 Não exista amigo esquecido, Não exista negócio falido, Não exista boato mexido, Muito menos dinheiro sumido. Quinta-Feira 09/06 Bom Dia! Acordei à pouco e quando fui olhar o CRIS, vi que estava nascendo nele uma crista. Ainda não sei,mas acho que é macho!!! Fui a casa de minha avó pois sai cedo da escola,só que, com quem eu iria deixar o meu pintinho? Adivinha o que eu fiz? Levei-o junto comigo. Só que minha avó não gostou nada, pois soltei ele em sua varanda e ele sujou tudo. Fui obrigada a limpar tudinho. Claro né!! E no ônibus, todos olhando pra mim. Também ele não ficava quieto...

10 Não exista tempo nublado, Não exista ambiente abafado, Não exista corpo dobrado, Muito menos bom senso abalado. Sexta-Feira 10/06 OI. Hoje foi um dos piores dias do meu pintinho. Foi praticamente um atentado ao coitado. Acredita que o infeliz do gato da vizinha quase comeu meu pintinho?! Minha mãe o colocou para pegar um pouquinho de sol no quintal e o gato da vizinha veio devagarzinho pelo para pegá-lo. A sorte que eu estava chegando na hora ! Pintei as unhas dele de preto, tenho certeza que é macho! Tchau!

11 Não exista mágoa engolida, Não exista emoção reprimida, Não exista alma sofrida, Muito menos felicidade perdida... Sábado 11/06 Hoje,eu tive visitas. Meu vizinho de 2 anos veio me visitar e quando viu o CRISS, foi correndo pegá – lo. O coitado do pinto tomou um tombo do colo dele. A sorte é que ele já está voando e quando fui colocá-lo de volta em sua casinha, meu vizinho chorou tanto que fui obrigada a deixá- lo brincar. O Cris sofreu muito na mão dele, ficou todo tristinho. Quando conseguia fugir do menino, ia correndo para sua casa com medo de ser esmagado. Ele já está bem gordinho e grande. Já estou me acostumando mais com ele e perdendo o medo de galinha.

12 Domingo 12/06 Ah! Eloisa, estou tão triste. Meu pintinho está ficando doente.Começou a sair caroços em seu bico (pipoca) e espalhando pelos olhos. Ele está super triste. Não sei o que fazer, coloquei água com limão para ele beber, dizem que melhora, mas pelo jeito que ele está, não acredito que melhore. Estou cuidando dele melhor do que nunca, não sei o porquê dessa doença. Troco a água todos os dias, limpo e troco sua casinha. Estou me sentindo culpada por isso. Mas não foi por falta de cuidados!

13 Segunda-Feira 13/06 Terça-Feira 14/06 Agora mesmo que não tenho muito a escrever. Levei o Cris na casa de ração aqui em São Pedro, e o veterinário de lá me disse que não tinha mais o que fazer, que ele iria morrer. Que era uma doença comum nesses animais e que essas doenças não ocorrem por falta de cuidados. Ele já quase não come. Só vive dormindo e estou muito triste. Minha mãe diz que foi por que eu não cuidei dele como deveria, mas tenho certeza que não foi. Agora que ele estava ficando tão bonito! Suas penas estavam ficando marrons, e ele cada vez mais gordo e agora já está caidinho.

14 Quarta – Feira Quinta-Feira Sexta-Feira 15/0616/06 Quarta-Feira Agora, quando vou para a escola o Cris fica solto em meu quarto pois já não há mais necessidade dele ficar em sua casinha. Ele está tão fraquinho... 17/06 Sexta-Feira Quando eu acordei ele já não estava lá em casa. Meu pai levou tudo, a casinha, o pintinho. Ele morreu... Quinta-Feira Ele está cada vez pior, só estou esperando ele...

15 Aprendi 2 lições: Não me imagino nessa idade com um filho,pois se com o pinto fiquei triste com sua morte imagino a dor da perda de um filho. E a outra é você querer sair e não poder porque tem compromissos sérios. Ele piando a noite com frio, me acordando com fome... E se fosse uma criança? Com certeza eu não estaria preparada! Obrigada ELOISA por nos proporcionar essa experiência.!

16

17 O projeto Um Piudacinho de mim foi muito legal. No começo achei muito estranho o interesse que a professora Eloisa teve em nos passar esse projeto meio louco e esquisito demais! Nunca ouvi falar de alguém que tivesse criado um pinto daquela maneira!Mas, fazer o quê? Comecei a criar o tal do Pinto. E não é que comecei a achar interessante! Adotei o pinto e o criei como se fosse o meu próprio filho. Dei comida, brinquei, e até deixei de sair para ficar com ele! Acredite, isso não foi nada bom, mas valeu a pena!. A idéia do projeto foi para que nós aprendêssemos a ter responsabilidade e que também ter um filho na adolescência não é nada bom... Alessandra de Souza 701 Conclusão

18 É com muito prazer que eu escrevo essa conclusão sobre o projeto um Piudacinho de mim. Ele mudou a minha vida Eu aprendi muita coisa com esse projeto. Cuidar de um pinto não é fácil, mas é legal! Me sinto mais responsável, já consigo me virar sozinho e agora trato meu pai e minha mãe com muito mais afeição. Agradeço a todos os meus familiares que me ajudaram nesta árdua jornada e em especial agradeço a minha professora Eloisa que me deu uma oportunidade de uma nova realidade no meu viver. Hugo Miranda 701Conclusão

19 Conclusão Antes do projeto de Eloísa a minha vida era um saco eu ia para a escola e depois voltava para casa e encontrava as coisas todas prontas. Mas, um dia, eu cheguei na escola e a professora Eloisa fez um projeto para cuidar de um pintinho.Caracas! Eu achei a idéia uma doideira!. Mas, eu tinha que fazer.Eu comprei o pintinho e no começo eu não estava gostando nada,nada da idéia... Mais, para frente eu comecei a gostar. Eu estava aprendendo muita coisa. E o mais importante!Estava ficando feliz com o trabalho que eu estava tendo. Trabalho sim!!! Porque na verdade foi a maior trabalheira cuidar do Yrrami. Esse é o nome do meu pintinho.Quero deixar registrado aqui o quanto aprendi.Sou hoje, bem mais responsável e feliz!. A minha vida mudou radicalmente, e para melhor!. Obrigado professora Eloísa, por mas esse ensinamento... Yuri Nascimento 701

20 Esse projeto fez muito bem para mim. Me deu mais responsabilidade e consciência das coisas que faço. Antes eu vivia na rua porque não tinha nada para eu fazer em casa. Agora, eu estou bem mais caseira. A minha avó está amando esse projeto, porque agora eu fico mais tempo perto dela. Com certeza eu tenho muito mais responsabilidade agora de que antes. A prendi muito com esse projeto. Obrigada professora Eloisa pela sua preocupação e carinho por nós seus alunos. Fernanda 701 Conclusão

21

22 Quero dizer que depois que eu fiz esse projeto pude perceber que mudei radicalmente. Principalmente nos meus deveres de casa e na escola. Antes de fazer este projeto, eu não fazia nada. Eu não tinha responsabilidade nenhuma. Eu pude também perceber que crescer antes da hora é a pior coisa que pode acontecer com um adolescente.Crescendo antes do tempo nós perdemos muito de nossas vidas... De repente, podemos até mesmo perder a nossa identidade... Sheila Souza 701 Conclusão

23 É com muito orgulho que eu estou escrevendo essa conclusão. Aprendi varias coisas com esse projeto. Mais responsabilidade e outras coisas mais. Criar esse pinto foi muito divertido, apesar dele ter feito várias artes Ter fugido foi a pior delas, mas isso não importa. O importante e que eu dei muito amor e carinho para ele. Agradeço a professora Eloisa por me ensinar tanto e a me dar um jeito novo de viver... Lucas 701 Conclusão

24

25

26

27

28

29 Eu achei essa idéia um pouco complicada, mais depois eu fui me acostumando e achei uma ótima idéia. Meus pais no começo ficaram falando muito. Reclamando que o pintinho ia sujar a casa. Mas eles como eu, se acostumaram com a idéia. E logo, eles também viajaram comigo nesse projeto e me ajudaram a cuidar do pintinho direitinho. Eles falaram, que eu aprendi muito. E o mais importante é a responsabilidade e o compromisso que agora eu tenho. E ele, o pintinho? Ele cresceu e esta um frango grande e muito bonito. Leandro 701

30 Oi meu nome é Ludimila. O projeto Um Piudacinho de mim foi muito legal. Eu aprendi a ter mais compromisso. Não podia sair toda hora, chegava da escola e colocava comida e água para o pintinho, limpava a casinha dele...Eu gostei muito de ter cuidado do pintinho. Quando a professora Eloisa falou que nós teríamos que cuidar de um pintinho eu não tinha gostado dessa idéia, mais acabei gostando muito do projeto Um Piudacinho de mim. Ludimila 701

31 Antes do projeto, eu fazia minhas tarefas de casa e da escola. Durante o projeto, além disso cuidei do pintinho, agora não estou pois ela morreu. A conclusão que eu tive disso, é que para a gente alcançar alguma coisa na vida, e preciso do nosso esforço, para que as coisas se realiza na maneira que a pessoa quiser. A idéia da professora Eloisa foi super criativa. Me ensinou, que a vida não é fácil um dia nós vamos ficar independentes e vamos saber o que é isso. Talita 701

32 Quinta - feira, foi quando tudo começou... Eu comprei o pintinho e o levei pro serviço de minha avó para que ela o levasse para casa assim que ela saísse de lá. Assim que ele chegou em casa foi só alegria? Eu brincava com ele de corrida, de esconder, era muito legal! Ensinava também algumas coisas para ele: a ciscar, a limpar o bico, a ficar quietinho. Deu trabalho! Mas foi muito bom. Adorei o projeto e com certeza aprendi bastante. Valeu! Raphael Nogueira 701

33 Com o projeto Um Piu dacinho de mim minha vida mudou por ele ser assim. Ele é divertido cuidar de um pintinho. Todo dia ter carinho, cuidados e jeitinhos. Jeito de cuidar, como se fosse um filhinho. Ter amor e cuidado com pintinho e o que ele não teve quando era pequenininho. Chegar da escola e encontar ela lá fora, esperando você chegar para o carinho lhe dar. O nome da minha é Pink qualquer pode lhe dar. O importante é não a maltratar. Paz e amor ela ter para sempre feliz ser. Ana Paula Vicente 701

34 O projeto Um Piudacinho de mim foi muito legal. No começo achei muito estranho o interesse que a professora Eloisa teve em nos passar esse projeto meio louco. Esquisito demais! Nunca ouvi falar de alguém que tivesse criado um pinto daquela maneira!Mas, fazer o quê? Comecei a criar o tal do Pinto. E não é que comecei a achar interessante! Adotei o pinto e criei como se fosse o meu próprio filho. Dei comida, brinquei, e até deixei de sair para ficar com ele. Acredite, isso não foi nada bom, mas valeu a pena. A idéia do projeto foi que nós aprendessemos a ter responsabilidade e que também ter um filho na adolescência não é nada bom... Alessandra de Souza 701

35 É com muito prazer que eu escrevo essa conclusão sobre o projeto um Piudacinho de mim. Ele mudou a minha vida Eu aprendi muita coisa com esse projeto. Cuidar de um pinto não é fácil mais é legal. Me sinto mais responsável. Já consigo até me virar sozinho e tratar meu pai e minha mãe com mais afeição. Agradeço a todos os meus familiares que me ajudaram nesta árdua jornada e em especial agradeço a minha professora Eloisa que me deu uma oportunidade de uma nova realidade no meu viver. Hugo Miranda 701

36 Primeiramente eu quero dizer que depois que participei esse projeto, pude perceber que mudei radicalmente. Principalmente nos meus deveres de casa e na escola. Antes de fazer este projeto, eu não fazia nada. Eu não tinha responsabilidade nenhuma! Eu pude também perceber que crescer antes da hora é a pior coisa que pode acontecer com um adolescente. Crescendo antes do tempo nós perdemos muito de nossas vidas. De repente podemos até perder a nossa identidade. Sheila Souza 701

37 Esse projeto fez muito bem para mim. Me deu mais responsabilidade e convivência do que faço. Antes eu vivia na rua porque não tinha nada para fazer em casa. Agora eu estou bem mais caseira. A minha avó está amando isso porque fico mais tempo perto dela. Com certeza, tenho muito mais responsabilidade agora de que antes. Aprendi muito com esse projeto. Obrigado professora Eloisa pela sua preocupação. Fernanda 701

38 É com muito orgulho que eu estou escrevendo essa conclusão, Aprendi varias coisas com esse projeto. Mais responsabilidade e outras coisas a mais. Criar esse pinto foi muito divertido apesar dele ter feito várias artes.Ter fugido, mais isso não importa, o importante e que eu dei muito amor e carinho para ele! Agradeço a professora Eloisa por me dar um jeito novo de viver... Lucas 701

39 O projeto Um Piudacinho de mim foi muito divertido. Eu criei um pinto como ninguém criou! Eu dei nome, dei amor... Até chorei quando ele se mudou... Me ensinou muito. Eu amei muito o projeto. Mesmo quando outros ficaram falando que eu parecia doido. Eloisa obrigado por me ensinar tanto. Eu adorei esse projeto, vai ser mais uma lembrança na minha memória. Inesquecível... Matheus 701

40 Cuidar do pintinho por um mês foi uma ótima experiência e grande responsabilidade, não só por colocar comida e nem por limpar sua sujeira mas sim pelo cuidado que se deve ter quando o pintinho é jovem como não deixa-lo largado por pois alguém não poderia vê-lo por ser pequenino e acabar pisando em cima. Como dizia este foi um trabalho diferente de todos que eu já fiz pois não só era importante a nota mas sim o que eu aprenderia com esta responsabilidade pois cuidar de um pintinho jovem e quase a mesma coisa que cuidar de um bebê pois os mesmos cuidados que deveríamos ter com o bebê deveríamos ter com o pintinho, e com isso uma nova coisa se aprende pois ela poderá ser utilizada mais no futuro. Isaac 701


Carregar ppt "PROJETO: UM PIUDACINHO DE MIM. Procurando desenvolver o tema da sexualidade e da responsabilidade, resolvi trabalhar com a experiência de adotar um."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google