A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Teresa Maria Vazão Julho 2005 Arquitecturas de Gestão Arquitectura de Gestão SNMPv1 (Parte 1) IST/INESC-ID Contactos:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Teresa Maria Vazão Julho 2005 Arquitecturas de Gestão Arquitectura de Gestão SNMPv1 (Parte 1) IST/INESC-ID Contactos:"— Transcrição da apresentação:

1 Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Teresa Maria Vazão Julho 2005 Arquitecturas de Gestão Arquitectura de Gestão SNMPv1 (Parte 1) IST/INESC-ID Contactos: IST/Tagus-Park Tel:

2 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos ???? Sumário Módulo II: Arquitecturas de Gestão Conceito de arquitectura de Gestão Conceito de arquitectura de Gestão Arquitectura de Gestão SNMP Arquitectura de Gestão SNMP Arquitectura Gestão SNMPv1 Características gerais Modelo de Informação Outras Arquitecturas de Gestão Outras Arquitecturas de Gestão Tendências de evolução Tendências de evolução

3 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos

4 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos IETFTítulo RFC 1155 Structure and Identification of Management Information for TCP/IP-based networks. RFC 1212 Concise MIB Definition RFC 1213 Management Information Base for Network Management of TCP-IP-based Internets: MIB-II RFC 1157 Simple Network Management Protocol Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Normas. Versão 1

5 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Arquitectura Cliente-Servidor Gestor contém as aplicações de gestão e faz a interface com o utilizador Agente que é responsável por um conjunto de recursos geridos. O Gestor pode monitorizar ou controlar os recursos através dos Agentes. Características gerais

6 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Características gerais O Agente estrutura a informação de gestão numa MIB. Cada objecto da MIB é um objecto escalar, pelo que não há os conceitos de classes, herança, encapsulamento etc.. A MIBs Internet definem a estrutura, o significado e a identificação dos recursos que podem fazer parte da MIB dum Agente. A MIB dum Agente contém apenas os tipos objectos geridos que podem ser instanciados, nos equipamentos que gere. A identificação de objectos é efectuada através da ARI

7 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Características gerais SNMP Regras de Estruturação Internet MIB Internet Registration Tree RFCs e MIBs proprietárias Gestor Ex: Servidor Ex: Router Ex: PC Agente MIB Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

8 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Árvore de Registo da Internet (ARI) root itu-t (0) iso (1) join iso/itu-t (2) org (3) dod (6) internet (1) mib -2 (1) ATM (41) X.25 (44) recursos nós (36) IBM (2)HP (11) dir- (1)mgmt (2)exper. (3)priv.(4) empresas (1) Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

9 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Possibilidade de gerir aspectos específicos dos produtos Um Gestor não é capaz de gerir o que não conhece Agente desenvolve uma descrição textual e uma descrição formal da MIB proprietária Gestor carrega e compila a descrição formal, de forma a incluí-la na sua biblioteca. Diferentes Modelos de Informação nas diferentes versões do SNMP dificultam estas operações MIBs proprietárias

10 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Estrutura da MIB - Identificação de objectos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 mib ip iplnReceives ipRouteTable ipRouteEntry ipRouteNextHop ipRouteDest Objecto Escalar Tabela

11 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Sintaxe dos objectos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Tipos de dados pré-definidos Independentes da Aplicação Dependentes da Aplicação RFC 1155 Network Address IpAddress Time tick Gauge Counter Opaque Primitivos INTEGER OCTECT STRING OBJECT IDENTIFIER NULL Construtores SEQUENCE SEQUENCE OF Time tick - tempo em centésimos de segundo Gauge -contador up-down de 32 bits, números positivos, que bloqueia quando atinge o valor máximo, até que seja feito o reset. Counter - contador circular de 32 bits, números positivos Opaque - transferência de qualquer tipo de dados

12 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

13 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Definição de objectos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 mib- 2 ip iplnReceives ipRouteTable ipRouteEntry ipRouteNextHopipRouteDest MIB Grupo Tabela Linha Variável Instância = tipo de objecto + valor SNMP Gestor Acessos internos iplnReceives 25 CounterValue Agente ipRouteDest … ipRouteNextHop … … … … … … MIB do Agente

14 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Definição de objectos escalares MACRO OBJECT-TYPE: Nome e Identificador Sintaxe Tipo de acesso Estado Descrição informal,... Localização do ramo na ARI ipInReceives OBJECT TYPE SYNTAX Counter ACCESS read-only STATUS mandatory DESCRIPTION ´ The total number of input datagrams received from interfaces….´ ::= {ip 3} Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

15 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Definição de tabelas O Modelo de Informação SMI suporta apenas tabelas bidimensionais. As entradas da tabela são objectos escalares. A definição de tabelas envolve : a utilização dos construtores SEQUENCE e SEQUENCE-OF a utilização dum novo campo na macro object-type, o campo IndexPart.

16 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Uma pausa para descobrirem …. Como se estrutura uma tabela ? Utilizar a informação de: ARI e ipRouteTable Macro que define ipInReceives Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

17 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Definição de tabelas: ipRouteTable ipRouteTableOBJECT-TYPE SYNTAX SEQUENCE OF IpRouteEntry ACCESS not-accessible STATUS mandatory DESCRIPTION > ::= { ip 21} IpRouteEntry OBJECT-TYPE SYNTAX IpRouteEntry ACCESS not-accessible STATUS mandatory DESCRIPTION > INDEX{ipRouteDest } ::= { ipRouteTable 1} IpRouteEntry ::= SEQUENCE { ipRouteDest IpAddress,... ipRouteNextHop IpAddres,.. } ipRouteDest OBJECT-TYPE SYNTAX IpAddress ACCESS read-write STATUS mandatory DESCRIPTION > ::= {ipRouteEntry 1} ipRouteNextHop OBJECT-TYPE SYNTAX IpAddress ACCESS read-write STATUS mandatory DESCRIPTION > ::= {ipRouteEntry 7} Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

18 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Codificação da informação Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Componente de Aplicação MIB Componente de Aplicação MIB Componente de transferência de dados Componente de transferência de dados Mapeamento Local Mapeamento Local Sintaxe Abstracta Sintaxe de Transferência Regras de Codificação

19 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 Codificação da informação Componente de aplicação (SNMP) Representação da informação de forma estruturada Sintaxe abstracta (ASN.1) Mapeamento local para armazenamento ou visualização Componente de transferência de dados (UDP/IP/...) Representação da informação de forma não estruturada SDUs para comunicação entre camadas adjacentes PDUs para comunicação entre camadas pares Sintaxe de transferência (ex: ASCII) Necessidade de codificação para converter os formatos

20 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 BER IdentifierLengthValue 0 Length 0 < Length < < Length < K Length (K octetos) 00 – universal 01 – application 10 – context specific 11 – private 0 – primitive 1 – constructed 2 – INTEGER 4 – OCTET STRING 16 – SEQUENCE e SEQUENCE OF Tag P/CNumber TagP/C111111xxxxxxx0 Number > 30 Ex: INTEGER

21 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Conclusões Simplicidade de conceitos Modelo de Informação orientado a tipos de dados. - OGs são folhas da ARI. - Acesso a OGs através do Identificador do Objecto na ARI. Desenvolvimento rápido de produtos Vantagens Modelo não orientado a objectos: - não há re-utilização - não há herança. Estrutura da ARI: - não há inclusão - elevado nº de MIBs - informação relacionada em várias sub-árvores. Desvantagens Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

22 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos

23 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Problema 1 Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 clientTable OBJECT-TYPE SYNTAX SEQUENCE OF clientEntry ACCESS not-accessible STATUS mandatory :== {exemplo 1} clientEntry OBJECT-TYPE SYNTAX clientEntry ACCESS not-accessible STATUS mandatory INDEX {ClientCode} :== {ClientTable 1} clientEntry :== SEQUENCE { clientCode INTEGER, clientName OCTECT STRING, clientIpAddress IpAddress, clientInTraff INTEGER, clientOutTraff INTEGER, } ClientCode OBJECT-TYPE SYNTAX INTEGER ACCESS READ-ONLY STATUS mandatory :== {clientEntry 1} clientIpAddress OBJECT-TYPE SYNTAX IpAddress ACCESS READ-ONLY STATUS mandatory :== {clientEntry 3} clientInTraffic OBJECT-TYPE SYNTAX INTEGER ACCESS READ-WRITE STATUS mandatory :== {clientEntry 4} clientOutTraffic OBJECT-TYPE SYNTAX INTEGER ACCESSREAD-WRITE STATUS mandatory :== {clientEntry 5} a) Identificar a chave de pesquisa b) Representar a parte da árvore de registo, respeitante a este extracto de MIB

24 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Solução 1 Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 a) Identificar a chave de pesquisa b) Representar a parte da árvore de registo, respeitante a este extracto de MIB clientTable OBJECT-TYPE SYNTAX SEQUENCE OF clientEntry ACCESS not-accessible STATUS mandatory :== {exemplo 1} clientEntry OBJECT-TYPE SYNTAX clientEntry ACCESS not-accessible STATUS mandatory INDEX {ClientCode} :== {ClientTable 1} clientEntry :== SEQUENCE { clientCode INTEGER, clientName OCTECT STRING, clientIpAddress IpAddress, clientInTraff INTEGER, clientOutTraff INTEGER, } ClientCode OBJECT-TYPE SYNTAX INTEGER ACCESS READ-ONLY STATUS mandatory :== {clientEntry 1} clientTable {1} clientEntry {1} clientIpAddress {3} clientName {2}clientInTraff {4} clientCode {1}clientOutTraff {5}

25 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Problema 2 Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1 a) Considerando que dispõem de SNMPv1, desenhe uma MIB para representar a informação de todos os Clientes do serviço. Suponha que cada Cliente é identificado por um campo denominado clientId.

26 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Solução 2 Arquitectura de Gestão Internet-SNMPv1

27 TMV Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Resumo da aula Arquitectura de Gestão SNMPv1 Características gerais Normas Árvore de registo MIBs e sintaxe de objectos Modelo de informação Definição de objectos escalares Definição de tabelas Codificação de informação


Carregar ppt "Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Teresa Maria Vazão Julho 2005 Arquitecturas de Gestão Arquitectura de Gestão SNMPv1 (Parte 1) IST/INESC-ID Contactos:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google