A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Esta apresentação pode incluir declarações que apresentam expectativas da Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA sobre eventos ou resultados futuros. Todas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Esta apresentação pode incluir declarações que apresentam expectativas da Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA sobre eventos ou resultados futuros. Todas."— Transcrição da apresentação:

1

2 Esta apresentação pode incluir declarações que apresentam expectativas da Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em expectativas futuras e não em fatos históricos, estão sujeitas a vários riscos e incertezas. A FERBASA não pode garantir que tais declarações venham a ser concretizadas. Estes riscos e incertezas incluem fatores relacionados: (a) ao país onde temos operações (b) a economia global, (c) mercado de capitais, (d) negócio de minérios e metais e sua dependência da produção industrial global, que é cíclica por natureza, e (e) elevado grau de competição global nos mercados onde a Ferbasa opera. Para obter informações adicionais sobre fatores que podem dar origem a resultados diferentes daqueles estimados pela Ferbasa, favor consultar os relatórios arquivados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). As informações, dados e documentos aqui apresentados devem ser tratados confidencialmente sob qualquer condição e não podem ser divulgados a terceiros não autorizados, sem a expressa e escrita autorização dos representantes legais da Cia. de Ferro Ligas da Bahia – FERBASA, sob pena de responsabilização a eventual violação e/ou divulgação não autorizada. 2

3 3 1.RESULTADOS FINANCEIROS 2.FATO RELEVANTE 3.PERSPECTIVAS FeCr FeSi 4.CAPEX 2012

4 4 Queda preço referência FeCrAC em 4,2% de USc$/lb Queda preço FeCrAC em 6,8% Queda preço FeCrBC = MI 1,3% ME 6,7% Queda preço FeSi75 STD = MI 5,7% ME 16,7% Aplicação em Imobilizado no valor de R$ 33,4MM Aumento no volume total de vendas em ton ou 58,0%

5 Vendas em R$Volume de VendasPreço médio Produto1T12 4T113T111T12 4T113T111T12 4T113T11 (R$mil) (t) (R$) FeCrAC % % % % % % FeCrBC % % % % % % FeSi75 STD % % % % % % FeSi75 HP % % % % % % Total % % % % > Aumento de Receita em ligas em R$ 61,0MM > Volume total ligas maior em toneladas, principalmente: aumento 111% venda MI de FeCrAC aumento 15% venda MI de FeCrBC aumento 47% venda ME de FeSi75 STD > Preços médios menores para os dois mercados

6 R$ milhões -6,7% 37,9% 6

7 Mil toneladas A produção de ligas totalizou toneladas, uma redução de 3,66% em relação ao ano anterior ,5% - 2,9% 66,7% 25,0%

8 R$ milhões - 5,4% 9,1% 47% 11% 36% 33% 13%48% A receita líquida no IT12 totalizou R$ mil, redução de 6,77% sobre o mesmo período de ,9%

9 11,1% O lucro líquido de R$ mil no IT12, representou uma redução de 44,44% em comparação ao mesmo período de 2011 (R$ mil). R$ milhões 9 -44,4%

10 Notas: (1) EBITDA ou LAJIDA = Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações; (2) ROIC (Return on Invested Capital) = EBIT ¸ (estoques + clientes + imobilizado - fornecedores); (3) ROE (Return on Equity) = Lucro Líquido/Patrimônio Líquido Inicial; IT12IT11Var% Desempenho Operacional: Receita Operacional Líquida ,8% Lucro Bruto ,3% EBITDA (1) ,8% Lucro Líquido ,3% Lucro por ação 0,230,41 -43,9% Retorno sobre o Capital Investido – ROIC (2) 0,020,05 -60,0% Retorno sobre o Patrimônio Líquido – ROE (3) 0,020,04 -50,0% Patrimônio Líquido ,8% Posição Financeira: Caixa, Equivalente a Caixa e Aplicações Financeiras ,4% Margens Margem Bruta 19,73%23,07% -14,5% Margem EBITDA 14,80%22,20% -33,3% Margem Líquida 11,20%18,41% -39,2% 10

11 11 R$ milhões (*) Incluso: Avaliação patrimonial; Ativo biológico;

12 variação mar/12dez/11 Mar 12 x Dez 11 R$ mil % Produto acabado (26.651) -31,2% Minério ,4% Coque (12.157) -41,1% Lenha ,1% Almoxarifado ,7% Minério (Ferro+Quartzo+Carvão) ,5% Outras MP auxiliar (1.501 ) -9,5% Total estoque (29.986) -13,4% > Estoque 12

13 13 Volume de vendas : mesmo patamar do 2T12 Câmbio: 1,95 a partir de maio Preços : mesmo patamar do 2T12 CPV energia +10% a partir de maio a novembro dissídio +7% a partir de julho demais insumos 3% a partir de abril Despesas Fixas : 5% a partir de abril Receitas Financeiras : redução a partir de abril

14 AcionistasON%PN%TOTAL% Fundação José Carvalho , , ,7 VBI Administração de Recursos Ltda-0, , ,4 Norges Bank-0, , ,9 Fundo Fator Sinergia III e IV FIA-0, , ,7 Ações em tesouraria ,1-0, ,0 Outros , , ,2 Total , , ,0 14

15 IT12IT11Var % Ações negociadas (Mil) ,6% Valor transacionado (R$ mil) ,0% Valor de mercado (R$ mil) ,0% Ações existentes (Mil) Valor patrimonial por ação (R$) 12,6012,03 4,7% Cotação (p/ação PN) (R$) 11,3012,84 -12,0% 15

16 16 1.RESULTADOS FINANCEIROS 2.FATO RELEVANTE 3.PERSPECTIVAS FeCr FeSi 4.CAPEX 2012

17 O programa contemplou sondagens de superfície e subterrânea, proporcionando um substancial incremento desses recursos, que eram da ordem de , para toneladas

18 Fonte: Heinz H. Pariser Rank in Mill tin %in Mill tin % South Africa7, *49.5 Zimbabwe Kazakhstan Turkey Finland India Brazil Others Total9, * incl. UG2 & Independent Mines Source: Department of Mineral Resources, South Africa, Heinz H. Pariser Chromite Ore ReserveChromite Ore Output 18

19 Sondagem de subsuperfície Sondagem de superfície RECURSOS DESCOBERTOS = toneladas de Minério de Cromo 19

20 20 3. PERSPECTIVAS FeCr Foto - FeCrBC (ferrocromo baixo carbono) - Basculamento do cadinho

21 Terceiro trimestre – manutenção ou pequeno aumento do preço; Aumento de custo na China; Aumento das tarifas de energia África do Sul – inverno; Baixo estoque de minério de cromo na China; China operando a 90% da capacidade instalada. 21

22 22 3. PERSPECTIVAS FeSi Foto noturna da Planta de FeSi75%

23 Receio quanto a manutenção da taxa de crescimento da produção de aço mundial em 2012 Câmbio 1,95 >> +10,3% s/média 1T12 (1,7672) Queda no preço em US$/ton em relação a

24 24 1.RESULTADOS FINANCEIROS 2.FATO RELEVANTE 3.PERSPECTIVAS FeCr FeSi 4.CAPEX 2012

25 (Já aprovado) (Aprovação condicionada) 25

26 DIRETORIA DE MINERAÇÃO Pesquisa Mineral para ampliação de reserva de Minério de Cromo Desenvolvimento da Mina Subterrânea Novos equipamentos DIRETORIA DE RECURSOS FLORESTAIS Condução Florestal – Projeto Maraltino Compra de novas terras Novos fornos mecanizados para carvoejamento DIRETORIA INDUSTRIAL Construção Forno 14 Filtros de manga F1 e F5

27 27 Assegurar todo o suprimento de FeCr no Mercado Interno Diversificação de produtos, na linha de Ligas Metálicas Ampliação das reservas de minério, através de programas de prospecção e pesquisa Implantação de novos projetos de Silvicultura Projeto de uma fábrica de Silício Metálico Projeto para Ampliação de Produção de FeSi 75% Projeto para Ampliação de Produção de FeCr 27

28 A Administração da Ferbasa agradece pela presença de todos, pelo apoio recebido, pela oportunidade deste encontro e a confiança na compra, indicação e monitoramento das ações FESA3 / FESA4. Temos certeza que, em 2012, continuaremos a agregar valor à nossa empresa, em benefício dos acionistas e investidores da Ferbasa. A administração 28

29 29 Geraldo de Oliveira Lopes Diretor Presidente e de Relações c/ Investidores Victor Rodrigues Diretor Financeiro Davi Lopes Perez Gerente de Relações c/ Investidores

30

31 31 ?


Carregar ppt "Esta apresentação pode incluir declarações que apresentam expectativas da Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA sobre eventos ou resultados futuros. Todas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google