A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

U.E União Européia Integrantes: Anne – nº2 Juliana – nº18 Laura – nº 19 Marina – nº 24 Professor: Wilson Forti 8A.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "U.E União Européia Integrantes: Anne – nº2 Juliana – nº18 Laura – nº 19 Marina – nº 24 Professor: Wilson Forti 8A."— Transcrição da apresentação:

1 U.E União Européia Integrantes: Anne – nº2 Juliana – nº18 Laura – nº 19 Marina – nº 24 Professor: Wilson Forti 8A

2 Apresentação Neste trabalho nós iremos apresentar o bloco econômico chamado: U.E. Iremos responder tais perguntas e falar características variadas. Uma boa apresentação.

3 Índice Slide 2: Apresentação Slide 4 e 5: Pergunta e resposta 1 Slide 6: Pergunta e resposta 2 Slide 7 ao 10: Pergunta e resposta 3 Slide 11 e 12: Pergunta e resposta 4 Slide 13: Pergunta e resposta 5 Slide 14: Pergunta e resposta 6 Slide 15: Conclusão Slide 16: Bibliografia

4 Pergunta 1: 1- O que é um bloco econômico hoje e como ele serve a economia global? Bloco Econômico é uma união de países com interesses mútuos de crescimento econômico e, em alguns casos, se estende também á integração social desses países. Tem como uma das idéias principais a visão de que haja uma integração maior entre países e a facilitação no comércio entre eles pode beneficiar a ambos ter um crescimento maior e em conjunto. O primeiro Bloco Econômico nasceu em 1956 com a criação da CECA (Comunidade Européia do Carvão e do Aço), na Europa. Esse grupo foi formado inicialmente pela Bélgica, Alemanha Ocidental, Holanda, Itália, Luxemburgo e França. Depois desse grupo, principalmente depois da Guerra Fria, mais e mais Blocos Econômicos foram se formando. A união européia é considerada um Bloco Econômico que é constituído por 27 países. É considerado o mais fluente do mundo, inclusive se enquadrando numa classificação diferente de Bloco Econômico, sendo uma “supranacional econômica e política”. Sua união vai além de áreas econômicas, a União Européia forma uma união econômica, política e social.

5 Os primeiros passos da União Européia foram os Tratado de Roma (1951) e a Comunidade Européia do Carvão e do Aço (1957), além da Euratom ( Comunidade Européia da Energia Atômica). A Euratom tinha como seus integrantes França, Itália, Luxemburgo, Alemanha e Países Baixos. Esse acordo foi pouco a pouco englobando mais países até completar seus atuais membros. República da Macedônia, Croácia, Turquia, e Islândia são nações candidatas a entrar na UE.

6 Pergunta 2: 2- Apresentar quais os tipos de blocos que existem em nosso planeta. Um dos primeiros tipos de blocos econômicos da história foi a União Aduaneira, iniciado em 1834, formado na base da Confederação Alemã e, posteriormente, no Império Alemão em Surtos da formação do bloco econômico foram vistos nos anos 1960 e 1970, bem como na década de 1990após o colapso do comunismo. Em 1997, mais de 50% de todo o comércio mundial foi realizado sob as organizações de blocos comerciais regionais União europeia A união entre os países se iniciou após a Segunda Guerra Mundial. Mas a criação foi efetivada em 1992 com o Tratado de Maastricht. Nele há uma moeda oficial, o euro. Hoje são cerca de 30 países que fazem parte do bloco. As mais importantes instituições da UE são a Comissão Europeia, o Conselho da União Europeia, o Conselho Europeu, oTribunal de Justiça da União Europeia e o Banco Central Europeu.

7 Pergunta 3: 3- Dados gerais do bloco: histórico de formação, bandeira, países membros, país sede, organização, estrutura funcionamento, significado da sigla. FORMAÇÃO DA UE União Européia (UE) é atualmente o maior bloco de integração regional entre Estados. Não só em função do número de membros – vinte e cinco – como também por causa do amplo escopo abrangido pela integração. Os tratados estabelecidos versam desde acordos comerciais, passando por união monetária e almejando até a consolidação de um Tratado Constitucional. A UE também distingue-se de outras organizações e esforços europeus. O primeiro estágio é a formação de uma área de livre comércio, seguindo para zona aduaneira, e então mercado comum, para finalmente se alcançar a união econômica e política de fato. A UE já consolidou a união econômica quando da adoção de moeda única – o euro – e do estabelecimento de um Banco Central Europeu capaz de formular política macroeconômica para os membros. A união política de fato poderá vir a ser estabelecida caso um Tratado Constitucional seja adotado pelos Estados membros. Os quatro pilares dessa integração são a livre circulação de bens, livre circulação de serviços, livre circulação de pessoas e por fim a livre circulação de capitais. Cada um desses pilares é abrangido na medida em que vão se aprofundando os níveis de integração. Por exemplo, no primeiro estágio – o livre comércio – tem-se a livre circulação de bens. Com o mercado comum, os quatro pilares já terão sido alcançados pelo bloco, e em sua última etapa – a união econômica e política – a consolidação de todos os quatro pilares ocorre com a formulação comunitária de políticas em diversas áreas.

8 BANDEIRA - A bandeira européia consiste num círculo com doze estrelas douradas num fundo azul. Foi inicialmente usada pelo Conselho da Europa, e pensada para representar a Europa como um todo. A bandeira foi originalmente adotada pelo Conselho da Europa 8 de Dezembro de A Comunidade Européia(CE) adotou-a a 26 de Maio de A UE, que se estabeleceu pelo Tratado de Maastricht na década de 1990 e que veio a substituir a CE e as suas funções, também escolheu esta bandeira. Desde então, o uso da bandeira tem sido conjuntamente controlado quer pelo Conselho da Europa quer pela União Européia. PAÍSES MEMBROS - A União Européia (UE) foi criada originalmente por seis Estados fundadores em 1957, crescendo até aos atuais 27 Estados-membros. Os países integrantes são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária. Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos (Holanda), Polônia, Portugal, Reino Unido, República, Romênia e Suécia. Macedônia, Cróacia e Turquia encontram-se em fase de negociação.

9 Bruxelas é a capital de fato da União Européia (UE) e a maior área urbana na Bélgica. É composta por 19 comunas, incluindo a Cidade de Bruxelas, propriamente dita, que é a capital da Bélgica, Flandres e da Comunidade Francesa da Bélgica. Bruxelas é um importante centro de política internacional. A presença das principais instituições da União Européia, bem como a sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte, fez da cidade uma sede poliglota de muitas organizações internacionais, políticos, diplomatas e de funcionários públicos criação da BENELUX Anexação do reino Unido, Dinamarca e República da Irlanda Anexação da Grécia Anexação de Portugal e Espanha. A partir dessa data o mercado comum europeu (MCE) começou a ser conhecido como Europa, depois CEE NASCE A UNIAO EUROPEIA O euro foi colocado em circulação experimentalmente O euro se torna oficial

10 A União Européia não é um Estado Federal. É uma organização de uma base historicamente única que foi evoluindo imenso ao longo destes largos anos. Está formada em variadas instituições. O poder legislativo está sobe comando de um "triângulo institucional" formado por três instituições: Conselho da União Européia (que representa os Estados Membros); Conselho Europeu (reúne os Chefes de Estado e de Governo de todos os Estados Membros e o Presidente da Comissão Européia); Parlamento Europeu (que representa os cidadãos); Comissão Européia (um órgão politicamente independente que representa o interesse geral dos europeus); A SIGLA U.E SIGNIFICA: UNIÃO EUROPEIA

11 Pergunta 4: 4-Apresentar quais são os objetivos, política e perspectiva do bloco econômico, por você estudado. Alguns especialistas dizem que um próximo passo para a Zona do Euro evitar crises econômicas como a atual seria a criação de uma instituição única para monitorar e regular os gastos públicos dos Estados-membros, de forma a evitar que desleixos ou dificuldades governamentais sejam detectados na fonte, evitando repercussões maiores para o bloco. Parece não haver realmente uma política econômica convergente entre os membros da Zona do Euro, até por conta da peculiar situação de cada país, já que é complicado comparar economicamente, por exemplo, Alemanha e Grécia. Mas é justamente nessa política econômica convergente, integrada de fato, que reside a saída para a crise atual e o impulso para o avanço da União Européia enquanto bloco integrado.

12 A difícil missão, no momento, reside em convencer os membros mais “ricos” do bloco, especialmente a Alemanha (a chanceler alemã Angela Merkel tem se mostrado reticente sobre o assunto), a rever a política econômica regional, estreitando ainda mais a relação entre os países, até mesmo através de investimentos (e não empréstimos!) diretos em setores deficitários de Estados-membros em condições econômicas inferiores à média da União Européia, como é o caso da Grécia. Portanto, muito embora a Europa não esteja completamente integrada, principalmente na órbita da política econômica, a União Européia segue sendo o exemplo mais próximo de consolidar, num cenário positivo, a idéia de uma Federação de Estados, o que pode um dia vir a ser, numa escala global, a concretização do ideário Federalista kantiano da paz perpétua

13 Pergunta 5: 5 – Apresentar com suas relações econômicas estão estruturadas com outros países especialmente o Brasil. Em um mundo globalizado, onde os países estão cada vez mais dependendo uns dos outros e dos mercados internacionais, manter bons relacionamentos e realizar acordos comerciais com outras nações ou blocos econômicos (como a união européia, Mercosul, dentre outros) é algo muito interessante e necessário para a realização de negociações e melhora da balança comercial dos países. Dito isto, o presente trabalho, tem por objetivo expor um pouco da situação das relações comerciais entre Brasil e União Européia e os objetivos dos mesmos.O Brasil nos últimos anos vem passando por um grande momento de prosperidade e estabilidade econômica, tendo se tornado uma das grandes potências emergentes do mundo. Grande parte dessa estabilidade ocorre devido a melhora da balança comercial brasileira, oriunda do grande aumento que as exportações do país tiveram. Para se ter uma idéia, durante o governo do presidente Lula as exportações tiveram um avanço de 153% (mesmo considerando o período de crise mundial), subindo de R$ 62 bilhões de reais em 1998 para 153 bilhões de reais em 2009 segundo dados do IBGE.

14 Pergunta 6: 6- Apresentar um artigo de jornal ou revista que trate de algum aspecto sobre o bloco que você estudou. A crise financeira internacional assusta também os europeus. Mas apesar da turbulência nas bolsas e da falta de confiança nos mercados, o continente abriga atualmente uma superpotência com PIB superior a 15 trilhões de dólares e uma moeda fortíssima, o euro. O próximo passo para a União Européia é uma Constituição comum aos países que integram o bloco. Em 2005, franceses e holandeses rejeitaram, em referendos populares, um texto que uma mesma legislação à UE inteira. Em junho de 2008, foi a vez da Irlanda dizer não ao Tratado de Lisboa, uma versão reformulada daquele documento. A Constituição é considerada por muitos a peça que falta para a UE deslanchar de vez como potência, fazendo frente até mesmo aos Estados Unidos

15 Conclusão Nesta apresentação, percebe-se muitas características da União Européia. Esperamos que tenham gostado e aprendido mais sobre a U.E.

16 Bibliografia europeia-e-brasil/ ab&cp=8&gs_id=12&xhr=t&q=uni%C3%A3o+europ% pdf membros_da_Uni%C3%A3o_Europeia AAO52fR


Carregar ppt "U.E União Européia Integrantes: Anne – nº2 Juliana – nº18 Laura – nº 19 Marina – nº 24 Professor: Wilson Forti 8A."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google