A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso NECOBELAC Universidade do Minho, 16 de Junho de 2011 Acesso Aberto em Portugal: o Projecto RCAAP Ricardo Saraiva, José Carvalho Universidade do Minho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso NECOBELAC Universidade do Minho, 16 de Junho de 2011 Acesso Aberto em Portugal: o Projecto RCAAP Ricardo Saraiva, José Carvalho Universidade do Minho."— Transcrição da apresentação:

1 Curso NECOBELAC Universidade do Minho, 16 de Junho de 2011 Acesso Aberto em Portugal: o Projecto RCAAP Ricardo Saraiva, José Carvalho Universidade do Minho – Serviços de Documentação {rsaraiva,

2 Acesso Aberto em Portugal Contexto científico em Portugal Evolução do Acesso Aberto em Portugal Situação actual de revistas de Acesso Aberto Situação actual de repositórios Acesso Aberto O projecto RCAAP Antevisão da apresentação Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011

3 Até meados dos anos 90, o sistema científico português estava subdesenvolvido e era de pequena dimensão. A situação tem vindo a alterar-se sobretudo na última década; O número de investigadores e a produção científica referenciada internacionalmente tem vindo a crescer nos últimos anos a uma taxa média anual superior a 10%; O número de artigos portugueses referenciados por ano na ISI era inferior a até 1990, ultrapassou os apenas em 2003, actualmente é já superior a Contexto científico em Portugal Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011

4 O atraso estrutural e o significativo esforço realizado por Portugal na modernização do seu sistema científico e de ensino superior, desde meados da década de 1990, podem também ser evidenciados pela taxa de crescimento do número de publicações desde 2000, uma das maiores da UE. Contexto científico em Portugal Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 Fonte: GPEARI - Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais / Ministério da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior

5 Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 Evolução do Acesso Aberto em Portugal

6 Em Portugal a publicação de revistas científicas é dirigida essencialmente por sociedades cientificas activas nas suas áreas de investigação; Na maioria dos casos, a assinatura das revistas está ligada a um membership e são essencialmente disponibilizadas em suporte impresso; O número de revistas OA em Portugal também é ainda escasso. Situação actual de revistas de Acesso Aberto Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011

7 Número de revistas científicas/académicas activas em Portugal Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 Possivelmente co-publicadas com outro(s) paíse(s) Fonte: Ulrichs Periodicals Directory N=203

8 Número de revistas científicas/académicas activas em Portugal Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 Fonte: Ulrichs Periodicals Directory Possivelmente co-publicadas com outro(s) paíse(s) N=203

9 Número de revistas científicas/académicas online Activas em Portugal Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 Fontes: Ulrichs Periodicals Directory | Journal Citation Reports Possivelmente co-publicadas com outro(s) paíse(s) N=60

10 Ainda no que respeita ao panorama das revistas OA, a secção portuguesa do projecto Scielo, Scielo Portugal, actualmente disponibiliza 36 revistas de acesso aberto publicadas por entidades portuguesas; A Directory of Open Access Journals (DOAJ), que reúne informação de revistas OA de todo mundo, tem vindo a referenciar um número crescente de revistas de origem portuguesa na sua base de dados. Ao longo de 2011 já foram acrescentadas 6 novas revistas, perfazendo na actualidade um total de 53 revistas científicas portuguesas OA. Situação actual de revistas de Acesso Aberto Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 País Portugal Número total de revistas na DOAJ por ano Número de revistas adicionadas à DOAJ por ano

11 Antes do surgimento do projecto RCAAP eram conhecidos em Portugal 11 repositórios em produção ou fase de instalação; Durante a primeira fase do projecto RCAAP, foram criados 5 novos repositórios na infra-estrutura SARI (Universidade Aberta; Universidade dos Açores; Universidade Técnica de Lisboa; Hospitais da Universidade de Coimbra; Universidade do Algarve); Na actualidade existem em Portugal 34 repositórios científicos OA em estado de produção e agregados no portal RCAAP. Situação Actual de Repositórios de Acesso Aberto Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011

12 O mapa dos repositórios portugueses Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011

13 Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 Instituição N. de Documentos Tipo de Documentos Política Institucional de AA artigo documento de conferência livro & capítulo de livro documento de trabalho tese doutoramento dissertação de mestrado outro Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti380N/D Não Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE17495% 1% 4%Não Centro Hospitalar do Porto317N/D Não Hospitais da Universidade de Coimbra85891%3%2% 4%Sim Hospital do Prof. Doutor Fernando Fonseca24070%25%1% 4%Não Instituto Gulbenkian de Ciência9098%1% Não Instituto Nacional de Saúde875% 12% 13%Não Instituto Politécnico de Bragança364646%33%8%1%2%5% Sim Instituto Politécnico de Castelo Branco60739%42%3% 4%9%3%Não Instituto Politécnico de Leiria37450%31%2% 5%4%8%Não Instituto Politécnico de Santarém354N/D Não Instituto Politécnico de Viseu59887%3% 1% 5%Não Instituto Superior de Ciências do Trabalho e do Emprego1840N/D Sim Instituto Superior de Psicologia Aplicada50938% 3%57%2%Não Laboratório Nacional de Engenharia e Geologia89512%74%5% 2%1%6%Não Repositório Científico Lusófona561N/D Não Repositório Comum51216%27%7% 1%3%46%Não Universidade Católica Portuguesa582N/D Não Universidade da Covilhã4983% 8% 6%3% Não Universidade Aberta85815%11%16% 6%48%4%Sim Universidade da Madeira145N/D Não Universidade de Aveiro2893N/D Não Universidade de Coimbra6776N/D Sim Universidade de Évora1036N/D Não Universidade de Lisboa2350N/D Sim Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro440N/D Não Universidade do Algarve17290%3% 4%1%2%Não Universidade do Minho %38%5%2%7%10%4%Sim Universidade do Porto17552N/D Sim Universidade dos Açores94563%5%1% 2%6%23%Não Universidade Fernando Pessoa154348%1%10%1% 15%24%Não Universidade Nova Lisboa249923%4%3%2%12%54%2%Sim Universidade Técnica Lisboa240913%6%1% 7%38%35%Não

14 Síntese… Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 O universo da publicação cientifica em Portugal é relativamente pequeno, mas tem vindo a crescer nas últimas duas décadas. Dado que o número de revistas portuguesas é reduzido e que muitas só são publicadas em suporte impresso, o número de revistas OA também é baixo; No que concerne aos repositórios, tem havido progressos significativos nos últimos anos, mas o grau de desenvolvimento tem sido diverso, variando de instituição para instituição, no geral a produção científica recolhida ainda é baixa (menos de 10%);

15 Síntese… Curso NECOBELAC Braga, 16 de Junho de 2011 Os repositórios com maior sucesso são os que possuem políticas de auto-arquivo associadas; Tendo em conta o pequeno universo das revistas portuguesas, a crescente proporção de literatura científica publicada em revistas internacionais e as limitações dos recursos financeiros das instituições, é crível que no futuro imediato o enfoque do progresso OA em Portugal se concentre nos repositórios e no auto-arquivo.

16 O Projecto RCAAP Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal & José Carvalho

17 Conteúdos Objectivos Serviços Principais Actividades Indicadores

18

19 Objectivos Aumentar a visibilidade e difusão dos resultados de investigação Facilitar o acesso à informação sobre a produção científica nacional Integrar Portugal num conjunto de iniciativas internacionais

20 Modelo de Gestão UMIC (Política/Financiamento) FCCN (Coordenação geral e infra-estruturas) UMinho (Coordenação científica e técnica)

21 Serviços

22 Serviços – Portal RCAAP

23 Serviços – Validador de Repositórios

24 Serviços - SARI &

25 Serviços – Repositório Comum

26 Directório Luso Brasileiro (http://directorio.rcaap.pt)

27 SARC – Serv. Aloj. Revistas Científicas Autonomia dos gestores da revista Interface diferenciado

28 SARDCI – Repositório de Dados Científicos Inquéritos / questionários Medições Dados meteorológicos

29 Políticas Auto-arquivo em RI (Blimunda) Actividades 1.Compilar políticas de auto-arquivo das editoras e revistas científicas nacionais 2.SHERPA/ROMEO 3.Traduzir SHERPa/ROMEO 4.Interesse em potencial serviço de alojamento de revistas MoU FCCN / SHERPA-ROMEO

30 Actividades Disseminação Formação Helpdesk Cooperação Luso-Brasileira Estudos na área (dados científicos, teses, preservação)

31 Website de Apoio ao Projecto

32 Indicadores

33 Evolução dos Repositórios

34 Políticas e mandados OA em Portugal InstituiçãoAno Universidade do Minho2005 ISCTE2007 Universidade do Porto2008 Universidade Aberta2010 Instituto Politécnico de Bragança2010 Universidade de Coimbra2010 Universidade de Lisboa2010 Hospitais Universitários de Coimbra2011 Instituto Politécnico de Leiria2011 Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro2011

35 Total documentos

36 Desafios Disseminação e consciencialização da comunidade, em particular a de autores Mandados nas instituições de Ensino e Investigação Mandados nas agências financiadoras da ciência (públicas e privadas) Prosseguir esforços de internacionalização

37 Questões? Obrigado pela atenção! Ricardo Saraiva, José Carvalho Universidade do Minho – Serviços de Documentação {rsaraiva,


Carregar ppt "Curso NECOBELAC Universidade do Minho, 16 de Junho de 2011 Acesso Aberto em Portugal: o Projecto RCAAP Ricardo Saraiva, José Carvalho Universidade do Minho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google