A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROJECTO BLIMUNDA Ana Alves Pereira DDBFCT/NOVA NECOBELAC | CURSO DE FORMAÇÃO DE FORMADORES JUN 2011 | UMinho - Braga.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROJECTO BLIMUNDA Ana Alves Pereira DDBFCT/NOVA NECOBELAC | CURSO DE FORMAÇÃO DE FORMADORES JUN 2011 | UMinho - Braga."— Transcrição da apresentação:

1 PROJECTO BLIMUNDA Ana Alves Pereira DDBFCT/NOVA NECOBELAC | CURSO DE FORMAÇÃO DE FORMADORES JUN 2011 | UMinho - Braga

2 Agenda 1.Apresentação do Projecto Blimunda 2.Enquadramento do Projecto Blimunda 3.Objectivos do Projecto Blimunda 3.1 Projecto Sherpa/RoMEO 3.2 Sherpa/RoMEO em Português 4.Resultados do Projecto Blimunda 5.Conclusões / Lições aprendidas

3 Apresentação do Projecto Blimunda Levantamento das políticas das editoras e revistas científicas nacionais para o auto-arquivo em repositórios institucionais.

4 Apresentação do Projecto Blimunda *Blimunda personagem do romance de José Saramago Memorial do Convento que tem capacidades extraordinárias que lhe permitem ver coisas que não estão ao alcance das outras pessoas.

5 Enquadramento do Projecto Blimunda Surge no âmbito do Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP) É desenvolvido na Divisão de Documentação e Biblioteca da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova

6 Objectivos do Projecto Blimunda - Ano I 1.Proceder à compilação das políticas de auto-arquivo das editoras e revistas científicas nacionais 2.Incluir a informação na base de dados do projecto Sherpa/RoMEO e traduzir as políticas para inglês 3.Traduzir o portal do projecto Sherpa/RoMEO para português 4.Saber do interesse das revistas em aderirem a um potencial serviço de alojamento de revistas

7 Objectivos do Projecto Blimunda – Ano II 1.Validação das políticas 2.Contactar revistas sem políticas definidas 3.Inclusão de novos títulos no Sherpa/ RoMEO 4.Manter a versão do Sherpa/RoMEO em português actualizada

8 Sugerir Novos Títulos

9 Projecto SHERPA / RoMEO SHERPA - Securing a Hybrid Environment for Research Preservation and Acces RoMEO (Rights MEtadata for Open archiving) Is the key database of publisher's open access policies, used worldwide by repository administrators and academics to check the self-archiving rights of their publications.

10 SHERPA/RoMEO

11 SHERPA/RoMEO em Português

12

13 P ROJECTO B LIMUNDA R E S U L T A D O S

14 SHERPA / RoMEO – Estatísticas da interface em PT Total 2009 Total 1033 Dados entre Nov de 2010 e Jun de 2011

15 Resultados do Projecto Blimunda

16 Caracterização das revistas Percentagem de revistas por área científica segundo o Manual de Frascati Área CientíficaN Ciências Agrárias5 Ciências Médicas14 Ciências Naturais16 Ciências Sociais52 Engenharia e Tecnologia7 Humanidades45 Total139

17 Revistas de Ciências Médicas InstituiçãoTítuloPreprint Postprint editor Postprint autor Revisão Pares Arquimed Arquivos de Medicina não Edições Universidade Fernando PessoaRevista da Faculdade de Ciências da Saúdenãosim sim Ministério da Saúde. Instituto da Droga e da Toxicodependência, IP Toxicodependênciasnãosim s/i Escola Nacional de Saúde Pública / UNLRevista Portuguesa de Saúde Públicanãosim 6 meses nãosim Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Enfermagem (UI&DE) Pensar Enfermagem nãosim s/i Sociedade Portuguesa de GastrenterologiaGE - Jornal Português de Gastrenterologianãosim sim Sociedade Portuguesa de Hemorreologia e Microcirculação Boletim da Sociedade Portuguesa de Hemorreologia e Microcirculação nãosim sim Faculdade de Medicina / ULRevista da Faculdade de Medicina de Lisboanão s/i Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano / UTAD Motricidade sims/isimsim Sociedade Portuguesa de ReumatologiaActa Reumatológica Portuguesanãosim sim Revista Portuguesa de Pneumologia simnãosimsim Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa / IPLx Saúde & Tecnologia nãosim 6 meses nãosim Sociedade Portuguesa de PediatriaActa Pediátricanão simsim Instituto Português do SangueABO – Revista de Medicina Transfusionalnão s/i

18 Instituições mais representadas InstituiçãoNº de revistas Universidade do Porto 29 Instituto de Investigação Científica Tropical 14 Edições Universidade Fernando Pessoa 10

19 Caracterização das revistas Percentagem de revistas com revisão por pares (peer review)

20 Definição da política de depósito Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo em Repositórios Institucionais (RIs)

21 Definição da política de depósito Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo da versão preprint (versão sem revisão) em RIs

22 Definição da política de depósito Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo da versão postprint (versão do editor) em RIs

23 Definição da política de depósito Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo da versão postprint (versão do autor corrigida) em RIs

24 Definição da política de depósito Acesso à versão arquivada 6 meses período de embargo definido pela maior parte das revistas

25 Definição da política de depósito: síntese 81 % das revistas permite o auto-arquivo em RIs. 73% permite o auto-arquivo sem período de embargo Maioria das revistas com embargo definiu períodos de 6 meses. A versão preprint (versão do editor) é a versão mais permissiva para o auto-arquivo. 69% das revistas tem revisão por pares.

26 Versão electrónica Percentagem de revistas com versão electrónica

27 Versão electrónica Percentagem de revistas com interesse em aderir a um serviço de alojamento e gestão do ciclo editorial online

28 Versão electrónica: síntese 46% das revistas têm versão electrónica. 78% estão interessadas em aderir ao serviço de alojamento e gestão do ciclo editorial online, a disponibilizar pela FCCN. O serviço de alojamento já está a ser implementado pela FCCN!

29 Conclusões / Principais dificuldades Desconhecimento sobre: Acesso Aberto Repositórios Institucionais Revistas electrónicas Auto-arquivo Sistema electrónico de gestão do ciclo editorial. Ex: OJS Propósito do SHERPA/ RoMEO

30 Conclusões / Lições aprendidas O contacto directo (telefone ou presencial) tem resultados mais positivos que o devido ao grande desconhecimento dos temas relativos ao Acesso Aberto. Existe uma grande vontade em aderir a estas iniciativas. Existe uma grande vontade de inovar e actualizar os modelos de publicação. Grande parte das revistas científicas definiram políticas permissivas em relação ao auto-arquivo em RIs!

31 Questões? Contactos o b r i g a d a !


Carregar ppt "PROJECTO BLIMUNDA Ana Alves Pereira DDBFCT/NOVA NECOBELAC | CURSO DE FORMAÇÃO DE FORMADORES JUN 2011 | UMinho - Braga."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google