A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FÓRUM NACIONAL CONSECTI / CONFAP SÃO LUÍS / MA, 24.07.2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FÓRUM NACIONAL CONSECTI / CONFAP SÃO LUÍS / MA, 24.07.2012."— Transcrição da apresentação:

1 FÓRUM NACIONAL CONSECTI / CONFAP SÃO LUÍS / MA,

2 MISSÃO DA ABIPTI ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO “ Representar e promover a participação das entidades de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica no estabelecimento e na execução de políticas voltadas para o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. ”

3 ASSOCIADOS POR REGIÃO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO TOTAL DE ASSOCIADOS: 170 Região Centro-Oeste Região Sul Região Sudeste Região Nordeste Região Norte 21 (12%) 16 (9%) 64 (38%) 51 (30%) 18 (11%)

4 DIRETORIA ATUAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO PRESIDENTE Isa Assef dos Santos - Presidente da FUCAPI, Manaus/AM. VICE-PRESIDENTES (05) UM POR REGIÃO DO BRASIL Vice-Presidente Região Norte Luiz Augusto Mesquita de Azevedo, diretor presidente da FUNTAC, Rio Braco/AC; Vice-Presidente Região Nordeste Maria Gricélia Pinheiro de Melo, diretora regional do Senai-PB, Capina Grande/PB; Vice-Presidente Região Centro-Oeste Pedro Antonio Arraes Pereira, diretor presidente da Embrapa, Brasília/DF; Vice-Presidente Região Sul Luiz Antonio Antoniazzi, presidente do CIENTEC, Porto Alegre/RS; e Vice-Presidente Região Sudeste Paulo Roberto Santos Ivo, executivo de Desenvolvimento de Negócios do Instituto Eldorado, Campinas/SP.

5 A ABIPTI PRESENTE NO SNCTI ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO Empresas do Setor Privado Empresas do Setor Privado Empresas Estatais Empresas Estatais EPDIs Públicas EPDIs Privadas Associações Setoriais Associações Setoriais FAPs Secretarias Estaduais de C&T Secretarias Estaduais de C&T CNPq MCTI FINEP Conselho Consultivo da FINEP Conselhos de Admin. CGEE e ITEP Conselho Deliberativo do CNPq CNI/SEBRAE CONSECTI / CONFAP FORUM SEC. MUNIC. C&T ANPEI, ANPROTEC & FORTEC

6 OBJETIVOS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO  Participar nos processos de formulação de políticas públicas e do aperfeiçoamento do marco legal de CT&I Ação: Participação no Conselho do CNPq, FINEP e CGEE; Apoio à Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados e também na do Sendo Federal; Apoio ao MCTI para o novo Código de CT&I; Parcerias CONSECTI/CONFAP/FORUM DOS SECRETÁRIOS MUNICICIPAIS DE C&T/FORTEC. Aliança ANPEI, ANPROTEC  Promover e divulgar informações relevantes no âmbito da CT&I de modo a aumentar a conexão e auxiliar os atores do SNCTI na tomada de decisão; Ação: AGÊNCIA GESTÃO CT&I DE NOTÍCIAS; INFORME ABIPTI; E GESTÃO C&T online.

7 OBJETIVOS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO  Contribuir para melhorar a gestão e a eficiência das EPDIs no cumprimento de sua missão Ação: Programa da Excelência na Gestão (PEG); Base de Indicadores Nacionais e Internacionais para benchmarking; Promover ações de formação e capacitação demandadas pelas EPDIs Ação: AGINTEC e Curso: Elaboração e Gestão de Projetos de CT&I.

8 TENDÊNCIAS INTERNACIONAIS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO IPTs O conhecimento e a capacidade de inovação podem estar fora da empresa – “open innovation”, ampliando a interação e o intercâmbio entre os IPTs e destes com as empresas – competências complementares, necessitando de atuação em “redes” e mudança no processo de gestão que facilite a parceria e a cooperação. O crescimento da demanda de serviços está afetando a realidade dos IPTs. Algumas vezes afastando-os das pesquisas, mas sempre aumentando sua relação com o setor privado. Fonte: Nota Técnica CGEE / PGE ABIPTI 2010 – 2022, AGO.2010.

9 DESAFIOS ATUAIS DAS EPDIS NO BRASIL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO O modelo jurídico e administrativo da maioria dos institutos está desatualizado e restringe o cumprimento da sua missão, criando dificuldades para aplicação do marco regulatório e das políticas de inovação, levando à insegurança jurídica. Deficiências em relação à política de gestão de pessoas, pois em muitos institutos o número de bolsistas supera o de servidores que continua a cair, em virtude das aposentadorias e da baixa renovação por meio de concursos públicos; 1 / 3

10 DESAFIOS ATUAIS DAS EPDIS NO BRASIL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO A subvenção econômica não alcança as EPDIs privadas, sem fins lucrativos, nem permite que a contrapartida possa ser substituída pela participação pública no programa, projeto ou serviço que promova a inovação; As EPDIs privadas, sem fins lucrativos, não são consideradas ICTs no conceito da Lei de Inovação, embora atuem em áreas de interesse e responsabilidade do Estado.

11 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO 7ª EDIÇÃO

12 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO 19:00 CERIMÔNIA DE ABERTURA Conferência Magna: A importância das Entidades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (EPDIs) para um Brasil inovador e competitivo. Palestrante: Exmo. Dr. Marco Antônio Raupp – Ministro do MCTI. Tempo: 40 minutos (após a fala dos membros da mesa) 1º. Dia

13 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO 2º. Dia Manhã 08:30 – 09:40 CONFERÊNCIAS Tema: Necessidades e potencialidades das EPDIs para a inovação. Eckart Bierdümpel - Diretor da Fraunhofer no Brasil. 09:40 – 10:10 Desafios das EPDI’s públicas - Case: Cenpes Petrobras Apresentador: Oscar René Chamberlain –CENPES/Petrobrás 10:30 – 12:10 MESA REDONDA As redes de institutos de pesquisa tecnológica e a promoção das atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação nas empresas Os atuais instrumentos de articulação: SIBRATEC e Embrapii – Luiz Antonio Rodrigues Elias - Secretário Executivo do MCTI 02 - Pesquisa Desenvolvimento e Inovação nas empresas: Estágio atual e principais desafios - Ronald Martin Dauscha - Diretor da ANPEI Debatedores: João Alziro Herz Jornada - NMETRO. Sergio Machado Rezende - UFPE. Jefferson de Oliveira Gomes - CNI Domingos Manfredi Naveiro – Diretor do INT. Moderador: Carlos Alberto Aragão - Diretor Geral ABTlus.

14 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO 3º. Dia Manhã 08:30 10:00 CONFERÊNCIAS Tema: Os desafios para a inovação no Brasil. Palestrantes: Maximiliano Carlomagno - Innoscience Jorge de Paula Costa Ávila - Presidente do INPI Coordenador: Rubén Dario Sinisterra – Presidente do FORTEC 10:00 – 10:30 Desafios das EPDI’s privadas. Case: Bioclone - Roberto Caracas - Diretor Executivo da Bioclone. 10:50 – 12:20 MESA REDONDA Programas e instrumentos de apoio para a inovação no Brasil 01 - Formação e Capacitação de Recursos Humanos – Glaucius Oliva - Presidente do CNPq Financiamento e Políticas públicas para a inovação – Glauco Antonio Truzzi Arbix – Presidente da FINEP. Debatedores: Mariano Francisco Laplane – Presidente do CGEE. Ennio Candotti – Vice Presidente do SBPC. Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho – Presidente do SEBRAE NACIONAL. Moderadora: Isa Assef dos Santos – Presidente da ABIPTI

15 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA TECNLÓGICA E INOVAÇÃO 2º. e 3º. Dias - 15 e Tarde 14:00 – 18:00 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS Subtemas: 1)Contribuição das EPDI’s para o Brasil Inovador e Competitivo: 2)Modelos de Organização e Gestão das EPDI’s; 3)Projetos Inovadores das EPDI’s; 4)Contribuição das EPDI’s na Formação e Capacitação de RH: As apresentações dos subtemas serão feitas de forma simultânea.

16 ISA ASSEF DOS SANTOS (92)


Carregar ppt "FÓRUM NACIONAL CONSECTI / CONFAP SÃO LUÍS / MA, 24.07.2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google