A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UM POUCO DE HISTÓRIA… Novo México – EUA – 1998 Fortaleza - 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UM POUCO DE HISTÓRIA… Novo México – EUA – 1998 Fortaleza - 2011."— Transcrição da apresentação:

1

2 UM POUCO DE HISTÓRIA… Novo México – EUA – 1998 Fortaleza

3 COMO INICIAR CR PRISÕES : 1.ORAÇÃO Na Igreja No CR Dos presidiários Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos. Provérbios 16:9

4 COMO INICIAR CR PRISÕES : 2.CONHEÇA A ESTRUTURA EXISTENTE Tipo de unidades (Federal, Estadual) Provisórios / Aberto / Semi-aberto / Condenados

5 COMO INICIAR CR PRISÕES : 3.DESENVOLVA UMA EQUIPE Estabeleça uma liderança Convide pessoas do CR local Convide pessoas com um coração misericordioso e de servo Treine os voluntários

6 COMO INICIAR CR PRISÕES : 4.CONTACTE AS PESSOAS RESPONSÁVEIS Secretaria de Justiça Diretor Assistente social Agente penitenciário

7 COMO INICIAR CR PRISÕES : 5.APRESENTE O CR PRISÕES Apresentação do programa do CR Currículo – Guia do Participante Possibilidades do programa no presídio (Nós trazemos uma ferramenta, não Deus. Deus já está no presídio)

8 COMO INICIAR CR PRISÕES : 6.SOLICITE UM CONVÊNIO Autorização para realizar o programa (onde, quando, frequência, acesso, …) Carteirinha de identificação para acesso na instituição

9 ÁREAS DE ATUAÇÃO: FAMILIARES

10 ÁREAS DE ATUAÇÃO: ORAÇÃO

11 ÁREAS DE ATUAÇÃO: GRUPOS DE PASSOS

12 ÁREAS DE ATUAÇÃO: RADIO LIVRE

13 ÁREAS DE ATUAÇÃO: DELEGACIA / JUIZADO

14 ÁREAS DE ATUAÇÃO: APADRINHAMENTO

15 4 REGRAS INEGOCIÁVEIS NADA PARA DENTRO / NADA PARA FORA NADA DE INFORMAÇÕES PESSOAIS NADA DE OPINIÕES NADA DE DINHEIRO / PRESENTES

16 DICAS PRÁTICAS- FUNCIONÁRIOS TRATE SEMPRE COM RESPEITO E GENTILEZA EVITE DISCUSSÕES RESPEITE A HIERARQUIA – QUALQUER DISCORDÂNCIA CONVERSE COM SEU COORDENADOR DO CR-PRISÕES

17 DICAS PRÁTICAS- GERAL LEVE SEMPRE SEU RG LEVE UM SORRISO, UM ROSTO DE ESPERANÇA E UM CORAÇÃO DE PASTOR LEVE JESUS – SEJA SENSÍVEL A DIREÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

18 DICAS PRÁTICAS- FAZER SEJA UM BOM OUVINTE MANTENHA-SE FIRME NO SEU PROPÓSITO INICIAL – PROVER ENCORAJAMENTO ESPIRITUAL MANTENHA-SE ESTÁVEL EMOCIONALMENTE - EVITE SENTIMENTALISMO PROTETOR

19 DICAS PRÁTICAS- FAZER ESCOLHA ROUPAS DISCRETAS E MODESTAS, NÃO USE ÓCULOS ESCUROS E BONÉS FIQUE SEMPRE EM GRUPO, NUNCA ANDE OU CONVERSE COM ALGUÉM SOZINHO EM UMA SITUAÇÃO DE INSTABILIDADE – MANTENHA A CALMA E CORDIALIDADE

20 DICAS PRÁTICAS- FAZER RESPEITE AS DIFERENÇAS (FÉ, DOUTRINAS, OPINIÕES…) NA MEDIDA DO POSSÍVEL, CONVERSE COM PESSOAS DO MESMO SEXO SEJA FIEL NO SEU COMPROMISSO

21 DICAS PRÁTICAS- NÃO FAZER NÃO LEVE BOLSA, MÁQUINA FOTOGRÁFICA, CELULAR, ALIMENTOS, OBJETOS DE VALOR NUNCA ABRA PORTÕES E GRADES, OU ENTRE SEM SER AUTORIZADO NÃO DÊ CARONAS PARA PARENTES DE PRESOS OU OUTROS VISITANTES

22 DICAS PRÁTICAS- NÃO FAZER NÃO USE LINGUAGEM ERUDITA E EVANGELIQUÊS NÃO PROCURE MUDAR A OUTRA PESSOA NUNCA PERGUNTAR: Por que está preso? Que crime você cometeu?

23 COMO SE APROXIMAR? APERTE A MÃO CUMPRIMENTE COM ALEGRIA OLHAND0 NO ROSTO PERGUNTE O NOME DA PESSOA, EM SEGUIDA REPITA O NOME DELA E SE APRESENTE

24 COMO SE APROXIMAR? CONVERSE – PROCURE CONHECER A PESSOA, FAÇA-A SE SENTIR ÚNICA E VALORIZADA Família – Esporte – Situação Jurídica – Visitas – Saúde – Bíblia Despeça-se e diga quando virá novamente

25 APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE DEVEMOS FAZER: 1.Mostrar o amor de Deus para a pessoa. (Comportamento – não emoção) 2.Tratar a pessoa da mesma forma que trataria outras. 3.Ter pessoas dispostas a apadrinharem ex- presidiários (do mesmo sexo).

26 APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE DEVEMOS FAZER: 4.Integrá-los no programa do CR e encorajá- los a crescer. (Não os tornar líderes imediatamente – isto coloca pressão / esperar pelo menos 1 ano) 5.Ter parceria com outras igrejas e órgãos do governo para suprir necessidades físicas dos ex-internos que não possam suprir por si mesmos.

27 6.Desenvolver um clima de graça na prestação de contas. 7.Ter consciência que a pessoa vem de um ambiente de manipulação. 8.Procurar saber sobre qual era o envolvimento dela com o programa do CR, utilizando seus pontos forte e fortalecendo os fracos. APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE DEVEMOS FAZER:

28 9.Saber quais são as regras da condicional que a pessoa deve seguir. 10.Continuar amando a pessoa mesmo que ela não seja amável. APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE DEVEMOS FAZER:

29 1.Dar dinheiro ou bens para a pessoa. 2.Oferecer-se para levar a pessoa para a sua casa. (Levar a pessoa para um abrigo ou outro lugar neutro, se ela não ficar, o problema é dela) 3.Anunciar publicamente que a pessoa é um ex-presidiário. (Manter o anonimato) APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE NÃO DEVEMOS FAZER:

30 3.Ser fiador, pagar dívidas, negociar pela pessoa,etc 4.Ao ver a pessoa agir de forma errada, não conversar com ela sobre o que observou (talvez ela nem saiba que é errado). APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE NÃO DEVEMOS FAZER:

31 6.Delegar liderança antes da pessoa estar no programa do CR por um ano. 7.Conversar com outras pessoas sobre quais foram os motivos pelos quais a pessoa foi presa. 8.Perguntar e inquirir a pessoa pelas razões pelas quais esteve presa. APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE NÃO DEVEMOS FAZER:

32 6.Por conta própria, investigar ações erradas que a pessoa esteja cometendo (comunique as autoridades). 7.Encorajar a pessoa a falar mal de autoridades (polícia, agentes penitenciários, juízes,...).(Romanos 9) APÓS A SOLTURA 10 COISAS QUE NÃO DEVEMOS FAZER:


Carregar ppt "UM POUCO DE HISTÓRIA… Novo México – EUA – 1998 Fortaleza - 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google