A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Protoctistas: algas Professora: Rosana Moraes e Emanuelle Grace.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Protoctistas: algas Professora: Rosana Moraes e Emanuelle Grace."— Transcrição da apresentação:

1 Protoctistas: algas Professora: Rosana Moraes e Emanuelle Grace

2 Polêmicas sobre o reino Protoctista O reino Proctista é polifilético, isto é, seus principais representantes, genericamente denominados algas e protozoários, têm ancestralidades distintas. O reino Proctista é polifilético, isto é, seus principais representantes, genericamente denominados algas e protozoários, têm ancestralidades distintas. De acordo com a diretriz básica da classificação moderna, uma categoria taxonômica deve ser monofilética, isto é, todos os seus representantes devem ter tido, em algum ponto do passado, um mesmo ancestral, de quem herdaram a apomorfia e que os distingue dos demais grupos. De acordo com a diretriz básica da classificação moderna, uma categoria taxonômica deve ser monofilética, isto é, todos os seus representantes devem ter tido, em algum ponto do passado, um mesmo ancestral, de quem herdaram a apomorfia e que os distingue dos demais grupos.

3 As algas Vivem no mar, na água doce e em terra firme, sobre superfícies úmidas. Vivem no mar, na água doce e em terra firme, sobre superfícies úmidas. Muitas espécies são unicelulares, enquanto outras são pluricelulares, formando filamentos, lâminas ou estruturas compactas que podem lembrar caules e folhas de plantas terrestres. Muitas espécies são unicelulares, enquanto outras são pluricelulares, formando filamentos, lâminas ou estruturas compactas que podem lembrar caules e folhas de plantas terrestres. O corpo das algas multicelulares é chamado de TALO. O corpo das algas multicelulares é chamado de TALO.

4 As algas Nas classificações mais antigas a as algas eram incluídas no reino Plantae, mas nas atuais elas foram retiradas, uma vez que durante a sua reprodução liberam o zigoto no ambiente e o novo ser se desenvolve independentemente do organismo genitor. Nas classificações mais antigas a as algas eram incluídas no reino Plantae, mas nas atuais elas foram retiradas, uma vez que durante a sua reprodução liberam o zigoto no ambiente e o novo ser se desenvolve independentemente do organismo genitor. Somente as algas clorofíceas são mais aparentadas com as plantas, mas mesmo assim, boa parte dos sistematas concorda que é mais conveniente manter as algas fora do grupo das plantas. Somente as algas clorofíceas são mais aparentadas com as plantas, mas mesmo assim, boa parte dos sistematas concorda que é mais conveniente manter as algas fora do grupo das plantas.

5 Algas pluricelulares

6 Algas unicelulares

7 Algas O critério utilizado para classificar as algas é o tipo de pigmento presente em seus cloroplastos. Em todos os cloroplastos há clorofila a, essencial para a fotossíntese. Dependendo do grupo pode haver um ou mais tipos de clorofilas acessórias, b,c e d. O critério utilizado para classificar as algas é o tipo de pigmento presente em seus cloroplastos. Em todos os cloroplastos há clorofila a, essencial para a fotossíntese. Dependendo do grupo pode haver um ou mais tipos de clorofilas acessórias, b,c e d. Os cloroplastos podem ter outros tipos de pigmento (carotenos e xantofilas), cuja a cor pode mascarar o verde da clorofila, tornando as algas marrons, amareladas ou avermelhadas. Os cloroplastos podem ter outros tipos de pigmento (carotenos e xantofilas), cuja a cor pode mascarar o verde da clorofila, tornando as algas marrons, amareladas ou avermelhadas.

8

9 Algas são autotróficas FitoplânctonZooplâncton

10 Principais grupos de algas Clorofíceas (verdes) – uni ou multicelulares Clorofíceas (verdes) – uni ou multicelulares Feofíceas (pardas) - multicelulares Feofíceas (pardas) - multicelulares Rodofíceas (vermelhas) – maioria é multicelulares Rodofíceas (vermelhas) – maioria é multicelulares Diatomáceas (pigmento dourado à marrom-esverdeado) Diatomáceas (pigmento dourado à marrom-esverdeado) Crisofíceas (pigmento marrom-esverdeado) - unicelular Crisofíceas (pigmento marrom-esverdeado) - unicelular Euglenóides (em geral verdes) - unicelular Euglenóides (em geral verdes) - unicelular Dinoflagelados (avermelhada brilhante) - unicelular Dinoflagelados (avermelhada brilhante) - unicelular Carofíceas (esverdeadas, às vezes castanho- acinzentadas) - multicelulares Carofíceas (esverdeadas, às vezes castanho- acinzentadas) - multicelulares

11 Nori – alimento feito a partir da alga Chondrum Rodofícea séssil = fixa Rodofíceas sésseis = fixas no solo marinho ou nas rochas, fazem parte do bênton. Alga Chondrum

12 Euglenofícea - É a única alga que não possui parede celular e que apresenta vacúolo contrátil; - Vive exclusivamente em ambiente de água doce; - É mixotrófica, ou seja, pode se comportar de forma autotrófica na presença de luz ou de forma heterotrófica na ausência dela;

13 Pirrofíceas ou dinoflageladas -Importantes componentes do fitoplâncton marinho. - maré vermelha: Fenômeno que provoca a morte de peixes e crustáceos devido a toxinas excretadas por estas algas, ocorrendo também a contaminação de moluscos filtradores, que quando ingeridos por humanos pode causar intoxicações graves ou até a morte. Geralmente, o fenômeno está associado à eutrofização das águas: excesso de nutrientes (poluição orgânica) causa a proliferação dessas algas. -Unicelulares, sendo a clorofila seu pigmento predominante (verde).

14 Crisofíceas (algas douradas) -Unicelulares e principais integrantes do fitoplâncton marinho; - predomínio de pigmentos amarelos e marrons; -As mais conhecidas são as diatomáceas; -Possuem parede celular rica em sílica (dura); -Esqueleto silicoso possui várias utilidades para o homem, tais como, na produção velas de filtros de barro, cremes esfoliantes, abrasivos de polimento, ceras e até mesmo na construção civil.

15 Clorofíceas ou algas verdes - Uni ou pluricelulares; - São os prováveis ancestrais das plantas, baseia-se no fato de ambas terem principalmente a celulose como constituinte da parede celular e a presença de clorofila como principal pigmento fotossintetizante; -Ocorrem em ambientes aquáticos, terrestre úmido ou até mesmo fazendo parte de associações mutualísticas, como nos líquens ( algas + fungos); - São comestíveis;

16 Rodofíceas ou algas vermelhas - Também possuem representantes unicelulares e pluricelulares, sendo as últimas em maior número; - Possuem na parede celular polissacarídeos como o ágar e o carragin, o primeiro é utilizado na produção de meio de cultivo para bactérias e fungos, e pelo fato de ser uma substância resistente a digestão em seres humanos, é utilizado na produção de laxantes. Já o carragin é uma substância gelatinosa usada na indústria alimentícia (produção de sorvetes) onde participa como agente espessante. Obs: não possuem nenhuma relação com o fenômeno da Maré Vermelha

17 Líquens = algas + fungos, nesta associação a alga (autótrofa) fornece alimento – glicose- para fungo que é heterótrofo. E o fungo capta umidade (H 2 O na forma de vapor) da atmosfera e fornece às algas, para que estas realizem a fotossíntese. Os líquens são indicadores biológicos da qualidade do ar, ou seja, eles não sobrevivem quando a poluição atmosférica é alta.

18 Feofíceas ou algas pardas (marrons) - São exclusivamente pluricelulares, com representantes que variam entre alguns centímetros até aproximadamente 70m de comprimento; - Formadoras de florestas marinhas; - São predominantemente marinhos; - Além da celulose presente na parede celular, também possuem um outro carboidrato chamado algina, utilizada em cremes, sorvetes, maionese, cosméticos e sorvetes. - Em alguns países, após a sua secagem elas são utilizadas na composição de fertilizantes agrícolas (adubos); - Também fazem parte da culinária oriental, assim como algumas rodófitas.

19 Feofícea chamada Laminaria, sendo secada para posterior consumo

20 Processo natural de secagem da feofícea Laminaria que será utilizada na produção do Kombu

21 Feofíceas ou algas pardas (marrons)

22 Feofíceas ou algas pardas ou algas marrom

23 Existem feófitas que alcançam até 70m de comprimento

24 Reprodução das algas Divisão binária Em euglenóides, os núcleos e os flagelos se dividem longitudinalmente.

25 Reprodução das algas Em diatomáceas, quando a célula se divide, uma das células–filhas recebe a metade maior da carapaça, e a outra, a menor. Ao formar a outra metade, as diatomáceas produzem sempre a de menor tamanho e, por isso, uma parte dos indivíduos têm tamanhos ligeiramente menores que a linhagem original.

26 Reprodução das algas

27 Adultos n

28 Ciclo sexuado em Spirogyra

29

30


Carregar ppt "Protoctistas: algas Professora: Rosana Moraes e Emanuelle Grace."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google