A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

32º Domingo do Tempo Comum MÊS DIOCESANO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O DÍZIMO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "32º Domingo do Tempo Comum MÊS DIOCESANO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O DÍZIMO."— Transcrição da apresentação:

1

2 32º Domingo do Tempo Comum

3 MÊS DIOCESANO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O DÍZIMO

4 SER DIZIMISTA É UMA QUESTÃO DE FÉ

5 Irmãos e irmãs, é com alegria que nos reunimos nesta celebração

6 para louvar e agradecer a Deus por tudo o que Ele nos dá,

7 e, unidos em oração, continuaremos nossa reflexão

8 sobre a conscientiza- ção do Dízimo.

9 Duas pobres viúvas são o centro deste domingo. A hospitalidade

10 da primeira é compensada pelo milagre de Elias, e a humildade da

11 segunda merece de Jesus um elogio sem igual. Essas duas

12 viúvas podem nos inspirar a viver melhor o nosso compromisso

13 com a comunidade, especialmente através do

14 Dízimo. Com alegria, cantemos!

15

16 Canto de Abertura

17

18 Saudação

19 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

20 A graça e a paz de Deus, nosso Pai,

21 e de Jesus Cristo, nosso Senhor,

22 estejam convosco.

23 Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

24

25 Ato Penitencial

26 Senhor, diante de vós pedimos perdão pela falta de

27 conscientiza- ção do sentido cristão do Dízimo e, formando um

28 só coração, queremos nos unir com todas as pessoas que vivem a

29 alegria da partilha e a generosidade expressa no Dízimo.

30 “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tu alma e

31 de todo o teu entendimento! Esse é o maior e o primeiro mandamento.

32 Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 22,37-39)

33 Pelas vezes em que nossas ações, atitudes e palavras são contrárias aos

34 mandamentos de Deus, pedimos perdão, Senhor!

35 Piedade, piedade, piedade de nós! (bis)

36 “Dê a cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza, nem

37 constrangimen- to. Deus ama a quem dá com alegria” (2Cor 9,7).

38 Pelas vezes em que entregamos nosso Dízimo com tristeza,

39 querendo usar esse dinheiro para outros fins, pedimos, perdão, Senhor!

40 Piedade, piedade, piedade de nós! (bis)

41 “Levantando os olhos, viu Jesus os ricos que depositavam suas ofertas no

42 templo. Viu também uma viúva pobrezinha, depositar duas

43 pequeninas moedas, e disse: Em verdade vos digo: Esta

44 pobre viúva pôs mais do que os outros. Pois todos aqueles lançaram nas

45 ofertas de Deus o que lhes sobra; esta, porém, deu de sua indigência,

46 tudo o que lhe restava para seu sustento” (Lc 21,1-4)

47 Pelas vezes em que não nos compromete- mos com o

48 Dízimo porque achamos ser o que temos muito pouco

49 para partilhar, pedimos perdão, Senhor!

50 Piedade, piedade, piedade de nós! (bis)

51 “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15)

52 Pelas vezes em que não testemunhamos a riqueza evangelizadora

53 do Dízimo, expressão do amor de Deus aos irmãos e a

54 nós mesmos, pedimos perdão, Senhor!

55 Piedade, piedade, piedade de nós! (bis)

56 Deus todo- poderoso tenha compaixão de nós,

57 perdoe os nossos pecados

58 e nos conduza à vida eterna. Amém.

59

60 Hino de Louvor

61 Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados.

62 Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo- poderoso.

63 Nós vos louvamos, nós vos bendizemos,

64 Nós vos adoramos, nós vos glorificamos,

65 Nós vos damos graças por vossa imensa glória.

66 Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito,

67 Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai.

68 Vós, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

69 Vós, que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica.

70 Vós, que estais à direita do Pai, tende piedade de nós.

71 Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor,

72 só vós, o Altíssimo, Jesus Cristo,

73 com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

74

75 Oração da Coleta

76 OREMOS: Deus de poder e misericórdia,

77 afastai de nós todo obstáculo

78 para que, inteiramente disponíveis,

79 nos dediquemos ao vosso serviço.

80 Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,

81 na unidade do Espírito Santo.

82 Amém.

83

84 Nossa solidariedade generosa e alimentada pela graça de Deus

85 realiza o milagre da partilha. É o que nos ensina a Palavra de Deus.

86

87 PRIMEIRA LEITURA 1Rs 17,10-16

88 Leitura do Primeiro Livro dos Reis:

89 Naqueles dias, 10 Elias pôs-se a caminho e foi para Sarepta.

90 Ao chegar à porta da cidade,

91 viu uma viúva apanhando lenha.

92 Ele chamou-a e disse:

93 “Por favor, traze-me um pouco de água numa vasilha para eu beber”.

94 11 Quando ela ia buscar água, Elias gritou-lhe:

95 “Por favor, traze-me também um pedaço de pão em tua mão”.

96 12 Ela respondeu:

97 “Pela vida do Senhor, teu Deus, não tenho pão.

98 Só tenho um punhado de farinha numa vasilha

99 e um pouco de azeite na jarra.

100 Eu estava apanhando dois pedaços de lenha,

101 a fim de preparar esse resto para mim e meu filho,

102 para comermos e depois esperar a morte”.

103 13 Elias replicou- lhe:

104 “Não te preocupes! Vai e faze como disseste.

105 Mas, primeiro, prepara-me com isso um pãozinho, e traze-o.

106 Depois farás o mesmo para ti e teu filho.

107 14 Porque assim fala o Senhor, Deus de Israel:

108 ‘A vasilha de farinha não acabará

109 e a jarra de azeite não diminuirá,

110 até ao dia em que o Senhor enviar

111 a chuva sobre a face da terra’”.

112 15 A mulher foi e fez como Elias lhe tinha dito.

113 E comeram, ele e ela e sua casa, durante muito tempo.

114 16 A farinha da vasilha não acabou

115 nem diminuiu o óleo da jarra,

116 conforme o que o Senhor tinha dito por intermédio de Elias.

117 Palavra do Senhor. Graças a Deus!

118

119 SALMO RESPONSORIAL Sl 145

120 Bendize, minh’alma, bendize ao Senhor!

121

122 1. O Senhor é fiel para sempre,

123 faz justiça aos que são oprimidos;

124 ele dá alimento aos famintos,

125 é o Senhor quem liberta os cativos.

126 Bendize, minh’alma, bendize ao Senhor!

127 2. O Senhor abre os olhos aos cegos ╬

128 o Senhor faz erguer-se o caído;

129 o Senhor ama aquele que é justo.

130 É o Senhor quem protege o estrangeiro.

131 Bendize, minh’alma, bendize ao Senhor!

132 3. Quem ampara a viúva e o órfão

133 mas confunde os caminhos dos maus.

134 O Senhor reinará para sempre! ╬

135 Ó Sião, o teu Deus reinará

136 para sempre e por todos os séculos!

137 Bendize, minh’alma, bendize ao Senhor!

138

139 SEGUNDA LEITURA Hb 9,24-28

140 Leitura da Carta aos Hebreus:

141 24 Cristo não entrou num santuário feito por mão humana,

142 imagem do verdadeiro,

143 mas no próprio céu,

144 a fim de comparecer, agora, na presença de Deus,

145 em nosso favor. 25 E não foi para se oferecer a si muitas vezes,

146 como o sumo- sacerdote que, cada ano,

147 entra no Santuário com sangue alheio.

148 26 Porque, se assim fosse,

149 deveria ter sofrido muitas vezes,

150 desde a fundação do mundo.

151 Mas foi agora, na plenitude dos tempos,

152 que, uma vez por todas, ele se manifestou

153 para destruir o pecado pelo sacrifício de si mesmo.

154 27 O destino de todo homem é morrer uma só vez,

155 e depois vem o julgamento.

156 28 Do mesmo modo, também Cristo,

157 oferecido uma vez por todas,

158 para tirar os pecados da multidão,

159 aparecerá uma segunda vez, fora do pecado,

160 para salvar aqueles que o esperam.

161 Palavra do Senhor. Graças a Deus!

162

163 Aclamação ao Evangelho

164

165 EVANGELHO Mc 12,38-44

166 O Senhor esteja convosco.

167 Ele está no meio de nós.

168 PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Marcos

169 Glória a vós, Senhor!

170 Naquele tempo, 38 Jesus dizia, no seu

171 ensinamento a uma grande multidão:

172 “Tomai cuidado com os doutores da Lei!

173 Eles gostam de andar com roupas vistosas,

174 de ser cumprimentados nas praças públicas;

175 39 gostam das primeiras cadeiras nas sinagogas

176 e dos melhores lugares nos banquetes.

177 40 Eles devoram as casas das viúvas,

178 fingindo fazer longas orações.

179 Por isso eles receberão a pior condenação”.

180 41 Jesus estava sentado no Templo,

181 diante do cofre das esmolas,

182 e observava como a multidão depositava

183 suas moedas no cofre.

184 Muitos ricos depositavam grandes quantias.

185 42 Então chegou uma pobre viúva

186 que deu duas pequenas moedas,

187 que não valiam quase nada.

188 43 Jesus chamou os discípulos e disse:

189 “Em verdade vos digo,

190 esta pobre viúva deu mais do que todos os outros

191 que ofereceram esmolas.

192 44 Todos deram do que tinham de sobra,

193 enquanto ela, na sua pobreza,

194 ofereceu tudo aquilo que possuía para viver”.

195 Palavra da Salvação.

196 Glória a vós, Senhor!

197 OFERECEU TUDO, ATÉ A PRÓPRIA VIDA!

198

199 Profissão de Fé (Símbolo apostólico)

200 Creio em Deus Pai todo- poderoso, criador do céu e da terra.

201 E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor,

202 que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria;

203 padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado.

204 Desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia,

205 subiu aos céus; está sentado à direita de Deus Pai todo- poderoso,

206 donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.

207 Creio no Espírito Santo;

208 na Santa Igreja Católica; na comunhão dos santos;

209 na remissão dos pecados;

210 na ressurreição da carne;

211 na vida eterna. Amém.

212

213 Oração da Comunidade

214 1. Por toda a Igreja, nosso Papa, nosso Bispo, nosso Pároco para

215 que, com seu testemunho e serviço, sejam sinal do amor

216 de Deus por toda a humanidade, rezemos.

217 Senhor, escutai a nossa prece.

218 2. Para que nossa comunidade assuma com

219 maior consciência e compromisso as dimensões

220 da partilha do Dízimo e oferta, rezemos.

221 Senhor, escutai a nossa prece.

222 3. Por toda ação evangelizadora, missionária e pastoral de

223 nossa Paróquia, cuja eficácia depende da fidelidade de

224 nossos dizimistas, rezemos.

225 Senhor, escutai a nossa prece.

226 4. Por todos nós que participamos desta celebração,

227 para que sejamos abençoados por Deus e realizemos a

228 plena comunhão que ela nos propõe, rezemos.

229 Senhor, escutai a nossa prece.

230

231 Apresentação das Oferendas

232

233 Orai, irmãos e irmãs

234 para que o nosso sacrifício

235 seja aceito por Deus Pai todo- poderoso.

236 Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,

237 para glória do seu nome,

238 para nosso bem e de toda a santa Igreja.

239

240 Oração sobre as Oferendas

241 LANÇAI, ó Deus, sobre o nosso sacrifício

242 um olhar de perdão e de paz,

243 para que, celebrando a paixão do vosso Filho,

244 possamos viver o seu mistério.

245 Por Cristo, nosso Senhor.

246 Amém.

247

248 Oração Eucarística VI-A: A Igreja a caminho da unidade

249 O Senhor esteja convosco.

250 Ele está no meio de nós.

251 Corações ao alto.

252 O nosso coração está em Deus.

253 Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

254 É nosso dever e nossa salvação.

255 Na verdade, é justo e necessário,

256 é nosso dever e salvação dar- vos graças

257 e cantar-vos um hino de glória e louvor,

258 Senhor, Pai de infinita bondade.

259 Pela palavra do Evangelho do vosso Filho

260 reunistes uma só Igreja

261 de todos os povos, línguas e nações.

262 Vivificada pela força do vosso Espírito

263 não deixais, por meio dela, de congregar na unidade

264 todos os seres humanos.

265 Assim, manifestando a aliança do vosso amor,

266 a Igreja transmite constantemente

267 a alegre esperança do vosso reino

268 e brilha como sinal da vossa fidelidade

269 que prometestes para sempre

270 em Jesus Cristo, Senhor nosso.

271 Por esta razão, com todas as virtudes do céu,

272 nós vos celebramos na terra,

273 cantando (dizendo) com toda a Igreja a uma só voz:

274 Santo, Santo, Santo,

275 Senhor Deus do universo!

276 O céu e a terra proclamam a vossa glória.

277 Hosana nas alturas!

278 Bendito o que vem em nome do Senhor!

279 Hosana nas alturas!

280

281 Na verdade, vós sois santo e digno de louvor,

282 ó Deus, que amais os seres humanos

283 e sempre os assistis no caminho da vida.

284 Na verdade, é bendito o vosso Filho,

285 presente no meio de nós,

286 quando nos reunimos por seu amor.

287 Como outrora aos discípulos,

288 ele nos revela as Escrituras

289 e parte o pão para nós.

290 O vosso Filho permaneça entre nós!

291 Nós vos suplicamos, Pai de bondade,

292 que envieis o vosso Espírito Santo

293 para santificar estes dons do pão e do vinho,

294 a fim de que se tornem para nós

295 o Corpo e † o Sangue

296 de nosso Senhor Jesus Cristo.

297 Mandai o vosso Espírito Santo!

298 Na véspera de sua paixão,

299 durante a última Ceia,

300 ele tomou o pão,

301 deu graças, e o partiu

302 e deu a seus discípulos, dizendo:

303 TOMAI, TODOS, E COMEI:

304 ISTO É O MEU CORPO,

305 QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

306

307 Do mesmo modo,

308 ao fim da ceia, ele, tomando o cálice em suas mãos,

309 deu graças novamente

310 e o entregou a seus discípulos, dizendo:

311 TOMAI, TODOS, E BEBEI:

312 ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE,

313 O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA,

314 QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS

315 PARA REMISSÃO DOS PECADOS.

316 FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

317

318 Eis o mistério da fé!

319 Anunciamos, Senhor, a vossa morte

320 e proclamamos a vossa ressurreição.

321 Vinde, Senhor Jesus!

322 Celebrando, pois, ó Pai santo,

323 a memória de Cristo, vosso Filho, nosso Salvador,

324 que pela paixão e morte de cruz

325 fizestes entrar na glória da ressurreição

326 e colocastes à vossa direita,

327 anunciamos a obra do vosso amor

328 até que ele venha,

329 e vos oferecemos o pão da vida

330 e o cálice da bênção.

331 Olhai com bondade

332 para a oferta da vossa Igreja.

333 Nela vos apresentamos

334 o sacrifício pascal de Cristo,

335 que vos foi entregue.

336 E concedei que, pela força do Espírito do vosso amor,

337 sejamos contados,

338 agora e por toda a eternidade,

339 entre os membros do vosso Filho,

340 cujo Corpo e Sangue comungamos.

341 Aceitai, ó Senhor, a nossa oferta!

342 Renovai, Senhor, à luz do Evangelho,

343 a vossa Igreja (que está em N).

344 Fortalecei o vínculo da unidade

345 entre os fiéis leigos e os pastores do vosso povo,

346 em comunhão com o nosso Papa N.

347 e o nosso Bispo N.

348 e os bispos do mundo inteiro,

349 para que o vosso povo,

350 neste mundo dilacerado por discórdias,

351 brilhe como sinal profético

352 de unidade e de paz.

353 Confirmai na caridade o vosso povo!

354 Lembrai-vos dos nossos irmãos e irmãs (N. e N.),

355 que adormeceram na paz do vosso Cristo,

356 e de todos os falecidos,

357 cuja fé só vós conhecestes:

358 acolhei-os na luz da vossa face

359 e concedei- lhes, no dia da ressurreição,

360 a plenitude da vida.

361 Concedei-lhes, ó Senhor, a luz eterna!

362 Concedei-nos ainda,

363 no fim da nossa peregrinação terrestre,

364 chegarmos todos à morada eterna,

365 onde viveremos para sempre convosco.

366 E em comunhão com a bem- aventurada Virgem Maria,

367 com os Apóstolos e Mártires,

368 (com S. N.: santo do dia ou patrono)

369 e todos os Santos,

370 vos louvaremos e glorificaremos,

371 por Jesus Cristo, vosso Filho.

372 Por Cristo, com Cristo, em Cristo,

373 a vós, Deus Pai todo-poderoso,

374 na unidade do Espírito Santo,

375 toda a honra e toda a glória,

376 agora e para sempre. Amém.

377

378 Rito da Comunhão

379 Guiados pelo Espírito de Jesus

380 e iluminados pela sabedoria do Evangelho, ousamos dizer:

381 Pai nosso que estais nos céus,

382 santificado seja o vosso nome;

383 venha a nós o vosso reino,

384 seja feita a vossa vontade,

385 assim na terra como no céu;

386 o pão nosso de cada dia nos dai hoje;

387 perdoai-nos as nossas ofensas,

388 assim como nós perdoamos

389 a quem nos tem ofendido;

390 e não nos deixeis cair em tentação,

391 mas livrai-nos do mal.

392 Livrai-nos de todos os males, ó Pai,

393 e dai-nos hoje a vossa paz.

394 Ajudados pela vossa misericórdia,

395 sejamos sempre livres do pecado

396 e protegidos de todos os perigos,

397 enquanto, vivendo a esperança,

398 aguardamos a vinda do Cristo Salvador.

399 Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

400 Senhor Jesus Cristo,

401 dissestes aos vossos Apóstolos:

402 Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz.

403 Não olheis os nossos pecados,

404 mas a fé que anima vossa Igreja;

405 dai-lhe, segundo o vosso desejo,

406 a paz e a unidade.

407 Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo. Amém.

408 A paz do Senhor esteja sempre convosco.

409 O amor de Cristo nos uniu.

410 Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.

411

412 Cordeiro de Deus,

413 que tirais o pecado do mundo,

414 tende piedade de nós.

415 Cordeiro de Deus,

416 que tirais o pecado do mundo,

417 tende piedade de nós.

418 Cordeiro de Deus,

419 que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

420 Eu sou o Pão vivo, que desceu do céu:

421 se alguém come deste Pão,

422 viverá eternamente.

423 Eis o Cordeiro de Deus,

424 que tira o pecado do mundo.

425 Senhor, eu não sou digno(a)

426 de que entreis em minha morada,

427 mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

428

429 Canto da comunhão

430

431 Oração depois da Comunhão

432 Fortificados por este alimento sagrado,

433 nós vos damos graças, ó Deus,

434 e imploramos a vossa clemência;

435 fazei que perseverem na sinceridade do vosso amor

436 aqueles que fortalecestes pela infusão do Espírito Santo.

437 Por Cristo, nosso Senhor.

438 Amém.

439

440 Bênção e Despedida

441 O Senhor esteja convosco!

442 Ele está no meio nós.

443 Senhor nosso Deus,

444 enriquecei vossos filhos e filhas

445 com tesouros de vossa misericórdia

446 e concedei-lhes paz e segurança

447 para que, exultando em ação de graças,

448 com alegria vos louvem.

449 Por Cristo, nosso Senhor.

450 Amém.

451 Abençoe-vos Deus todo- poderoso,

452 Pai e Filho † e Espírito Santo.

453 Amém.

454 Glorificai o Senhor com vossa vida;

455 ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

456 Graças a Deus.

457

458 Louvor Final

459


Carregar ppt "32º Domingo do Tempo Comum MÊS DIOCESANO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O DÍZIMO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google