A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Clicar com o mouse para avançar o slide Atividade proposta, com exclusividade, aos Autores da Rede PEAPAZ. O mote para a Tertúlia em epígrafe configura-se.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Clicar com o mouse para avançar o slide Atividade proposta, com exclusividade, aos Autores da Rede PEAPAZ. O mote para a Tertúlia em epígrafe configura-se."— Transcrição da apresentação:

1

2 Clicar com o mouse para avançar o slide

3

4 Atividade proposta, com exclusividade, aos Autores da Rede PEAPAZ. O mote para a Tertúlia em epígrafe configura-se através do tema: "Halloween". Participação por autor: livre. Extensão do trabalho: livre. Forma: prosa e verso. Poemas, contos, crônicas, entre outras expressões da forma literária, apresentadas pelos Autores da Rede PEAPAZ, em comemoração ao "Halloween", Para comentar "Tertúlia Poética nº 10", clicar no último ícone: " Responder esta", localizado ao final das publicações. Obrigada a todos! Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz. Criadora da Rede Cultural Poetas e Escritores do Amor e da Paz. Moderadora do Grupo Tertúlias Poéticas.

5

6 HORROR Quando o sangue jorra sobre o altar, O sacrifício de uma vítima imolada Está a acontecer, nesse tétrico lugar, Sobre a sepultura ou campa profanada; Um esquálido e satânico sacerdote Bebendo pelo crânio em forma de taça, Invoca as forças ocultas e a própria Morte, Querendo e desejando toda a desgraça; O cheiro do sangue quente espalha-se no ar, Atraindo e alvoroçando os morcegos vampiros Que se angustiam por o provar e saborear; Ocultamente, debaixo da lua cheia a brilhar, As inumanas feras fazem ouvir o seus suspiros E os uivos compõem uma sinfonia ao luar!... MIGUEL PIÇARRA

7 BRUXA, POETISA OU UMA QUALQUER Meu caldeirão poético explodiu Ante a profusão de emoções Que verteu de corações Empenhados na propagação do amor Meu velho livro de receitas Poções mágicas de poesia Foram entregues à maresia Que tentou destruí-las Eu sou bruxa ou feiticeira Também sou criança arteira Mas nem em um instante se quer Vou deixar que a poesia Fuja de minha face mulher Não, não posso... Sem ser ao certo, anja, santa... Bruxa, poetisa ou uma qualquer Que as palavras fujam De minha emoção De meu coração Preciso de feitiços, Poções de muita criatividade Que sem falsa vaidade Deixo como lembrança A todos que têm esperança De que o mundo em que vivemos Teria mais paz Se por traz De cada pensamento Tivesse um sentimento Ou uma bruxa a poetar Com feitiços de palavras Para todos alegrar Denise Severgnini

8 Bruxa Erótica Vassouras na mão À espera do amado O aspirador do lado Pode ele entalar E ela ter que puxar Ele chega atrevido Coloca a boca no umbigo A vassoura cai A razão se vai O aspirador funciona É uma boca louca Que suga a seiva E o mago anti-herói Corrói a bruxa Que se estica e puxa E numa ânsia insana Leva-o à cama Travando uma luta fatal Que não há feitiço que apague O fogo natural Dos mágicos no ato carnal Denise Severgnini

9 MANDINGA Juro que eu não queria Mas fiz feitiçaria Galo preto na encruzilhada E pipoca estraladinha Sem faltar a marafinha A pomba gira baixou Ogum aproximou Mas o melhor do despacho Foi o galo de penacho Que acordou e cantou Denise Severgnini

10 Poção do amor Com estilete dourado direciono o sangue das veias ao caldeirão por rubis cravejado. Lagartos, escorpiões, mente insana, aranhas e suas intrincadas teias, pitadas de malvadez humana... Ao som de mantras remexo e bebo. A coruja observa, antevendo o cio. Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz

11 Dedicado à Intensa e Antiga Doutrina Ancestral das Seguidoras de Brígida, a Rainha e gentil Usuária do Xale das Amas Sagradas Silvia Ferreira Lima

12 MULHER - BRUXA & FADA No solstício que celebra o verão. Sou bruxa num ritual. Tendo wicca como religião. E o amor nesse abissal. Intervenho em teu destino. Feito fada em pura magia. Sou fêmea,feminino. Só eu sei minha biografia. Descendo dos quatro elementos da natureza. Sou o cálice,a vulva da Deusa. Sacerdotisa como alteza. Ou uma fada se assim o quiser. Dos três extremos quaisquer. Sou fada,bruxa,ou simplesmente mulher. Mônica do S Nunes Pamplona

13 Minha porção bruxa Vive em meu coração De mulher. Amo meus amores, Minha pátria e meus amigos. Luto dia a dia pela paz e pelo bem. Pressinto, Intuo, Harmonizo, Concilio, Afago, Acaricio. No silêncio de meus pensamentos, Arquiteto e teço minhas benzeduras, Sempre para o bem. Não tenho o manual Wicca, Mas no caldeirão de minha alma Misturo as minhas poções, Sem guardar rancores nem mágoas. Por tudo isto, sou leve, E a vassoura transporta-me A qualquer lugar. Desmistifico a imagem criada De bruxa feia, De nariz comprido. Sou a bruxa-mulher, Que por muitas qualidades e poderes Fui expulsa na História Dos lugares de destaque que só homens Ocupavam. E muito disto até hoje perdura. Acima de qualquer coisa, Posso gostar de gatos, Posso fazer meus chás, Acalento e curo. Halloween / Meu lado bruxólico Arlete Brasil Deretti Fernandes

14 Halloween a noite que ensimesma causa medo más, nem todas as noites são assim lua nada apagada, sem albedo branco disco, anel, um mar marfim. uma estrela, um cisco, desde cedo molha o céu em um canto do cetim ariscos vagalumes no arvoredo dançam dança estranha, luz carmim. agora em mim a noite é um abismo dois gélidos fantasmas giz eu vi no céu do meu pincel só plasma sismo. Vi lua numa lua de Dali. Van Gogh riu estrelas vandalismo - no Sol amanhecendo amanheci. Marco Bastos

15 Música de fundo:: Grupo ERA _ Ameno. Compilação dos poemas:: Denise Severgnini Formatação do e- book::


Carregar ppt "Clicar com o mouse para avançar o slide Atividade proposta, com exclusividade, aos Autores da Rede PEAPAZ. O mote para a Tertúlia em epígrafe configura-se."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google