A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA para o Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI

2 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI 2 É um programa de educação para o empreendedorismo, a ser aplicado em escolas com 9º e 10º anos (ou equivalente) dos concelhos do território do “Corredor Azul”, com os objetivos de aumentar a competitividade do território e dos seus agentes e desenvolver capacidades empreendedoras nos jovens adolescentes. O que é o projeto?

3 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI Qual a sua pertinência face ao contexto educativo e social atual?  Na última década a Educação para o Empreendedorismo é uma constante em grande parte das agendas dos Estados-membros.  Diversos documentos e publicações, com destaque para “Mini- empresas estudantis no Ensino Secundário”. (2005)  Agenda de Oslo para a Educação para o Empreendedorismo na Europa (2006)recomenda a inclusão do Empreendedorismo nos curricula nacionais do ensino secundário geral.  Em alguns Estados-membro (por ex. Espanha) o empreendedorismo já é um objetivo reconhecido nos sistemas de ensino e explicitado nos curricula nacionais. (2007) 3 Atual conjuntura europeia

4 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI Conceito de Empreendedorismo na U.E • “O espírito empreendedor é a capacidade dos indivíduos de converter ideias em atos. Compreende a criatividade, a inovação e a assunção de riscos e, bem assim, a capacidade de planear e gerir projectos com vista a alcançar objectivos“ - COM(2006) 33 final, Aplicar o Programa Comunitário de Lisboa: Promover o espírito empreendedor através do ensino e da aprendizagem. • A educação pode contribuir grandemente para criar uma cultura mais empreendedora e deve-se começar com os mais jovens, nos bancos da escola. 4

5 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI Qual a sua pertinência face ao contexto educativo e social atual? • Necessidade de empreendedorismo qualificado e Inovação indispensáveis para a dinamização do tecido empresarial e internacionalização da economia portuguesa. • O Programa do XIX Governo Constitucional aponta o empreendedorismo e a inovação como objetivos prioritários. • Resolução do Conselho de Ministros n.º 54/2011, de 16 de Dezembro: Aprova o Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação (+E+I). • Resolução do Conselho de Ministros n.º 55/2011, de 16 de Dezembro: Determina a missão e as competências do Conselho Nacional para o Empreendedorismo e a Inovação (CNEI). 5 Atual conjuntura nacional

6 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI Que competências desenvolve? • Desenvolve Capacidades empreendedoras: Atitude pró-ativa, Auto-confiança e confiança nos outros, Iniciativa, Criatividade, Inovação, Trabalho e Equipa e Cooperação, Networking… • Desenvolve Competências para a gestão e criação de empresas Assunção de Riscos, Planear e gerir projectos com vista a alcançar objectivos, Responsabilidade, Resiliência… • Possibilita forte ligação com as empresas e o território • Aumenta grau de motivação dos alunos 6

7 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI • Alunos Desenvolvem competências empreendedoras e adquirem/melhoram conhecimentos específicos de Gestão, Língua Portuguesa, Geografia, Matemática, Educação Visual e Tecnológica,…através de um exercício prático, simulador do real e divertido. Aumentam motivação. • Professores Têm programa prático e concreto para a educação do empreendedorismo, que ‘treina’ competências-chave e atitude pró-ativa para a cidadania e confere conhecimentos específicos curriculares. Adquirem manuais didáticos. Participam em ação de formação acreditada, com 2,4 unidades de crédito. • Escolas Adquirem programa de educação para operacionalizar o Empreendedorismo Participam na rede de escolas Envolvem-se nas atividades complementares (concurso de ‘empresas’, Feira, seminário final,…) • Território Ligação entre os diversos ‘atores’: escola, entidades públicas, empresas,.. 7 Qual o retorno para os diferentes atores envolvidos?

8 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI • A metodologia consiste na constituição de uma empresa na sala de aula. Propõe-se aos alunos gerir a sua própria empresa durante um ano letivo. A constituição não será formalizada mas os alunos simularão todo o processo de criação e de gestão da mesma. Os alunos, enquanto ‘sócios’ desta ‘empresa’, farão negócios reais com dinheiro real. • A empresa criada em aula estabelecerá relações comerciais com outra ‘empresa’, com o objetivo de comprar e vender produtos entre si. Os produtos comprados serão comercializados no mercado local e posteriormente proceder- se-á à análise dos resultados e à repartição dos lucros obtidos, como em qualquer empresa real. 8 Que metodologia é utilizada?

9 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI Os conteúdos estão organizados em torno de 3 blocos temáticos, coincidentes com 3 momentos-chave na vida de uma empresa e com os 3 períodos do ano letivo: • Bloco 1 “Constituição da empresa” Os alunos tomam contacto com o projeto e criam a sua empresa comercial, organizando o trabalho e os recursos humanos, ao mesmo tempo que desenham a sua própria imagem corporativa. (23 sessões, entre Outubro e Dezembro - 1º período) • Bloco 2 “Organização e Planeamento da Empresa” Os alunos desempenham a atividade da empresa. No princípio, trabalham todos juntos procurando, comprando e colocando preços nos produtos para vender. Depois, são distribuídos por 4 departamentos, onde desempenham simultaneamente as funções específicas de cada departamento visando alcançar, entre todos, os objetivos de empresa. Os departamentos que se estabelecem na aula são: Direção, Marketing e Publicidade, Departamento Comercial e Administração e Finanças. (36 sessões, entre Janeiro e Março - 2º período) • Bloco 3 “Obter resultados e Balanço Final” Os alunos trabalham, todos juntos, vendendo os produtos importados. É o momento de obter resultados e valorizar a experiência. (9 sessões, entre Abril e Junho - 3º período) 9 Como se implementa a metodologia?

10 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI 10 Os conteúdos estão organizados em torno de 3 blocos temáticos, coincidentes com 3 momentos-chave na vida de uma empresa. Cada bloco temático é constituído por módulos e unidades curriculares (U.C.) distribuídas assim: Como se implementa a metodologia?

11 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI 11 Como se implementa a metodologia?

12 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI 12 Produção dos materiais didáticos Manual do aluno, Manual do Professor, Kit Escola – Jan. Março 2012 Apresentação do programa às escolas Reuniões de Sensibilização e apresentação do programa Empreender na Escola junto de professores e agentes de educação nos concelhos do território do Corredor Azul – Jan. - Março 2012 Candidatura e Seleção das escolas Período de candidatura – Abril 2012 Seleção e comunicação às escolas – Maio 2012 Disseminação do programa junto das escolas selecionadas Reuniões/Sessões de divulgação com as escolas selecionadas – Maio, Junho e Set Cronograma das atividades nas escolas - Fase de Preparação

13 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI 13 Implementação do programa nas escolas Os alunos das escolas participantes desenvolvem as suas “empresas” ao longo do ano letivo – Out.2012 – Junho 2013 Ação de formação para professores, modalidade “projeto” Confere 2,4 unidades de crédito aos professores participantes. 20h presenciais (4 dias x 5 h) e 40 h de trabalho autónomo. - Out – Junho 2013 (sessões presenciais em Out e Abril 2013). Acompanhamento e monitorização do projeto Reuniões de Acompanhamento e Coaching on-line prestado aos professores envolvidos. 8 sessões por escola: 3 em 2012 (Out. – Dez. 2012), 5 em 2013 (Jan. – Maio 2013) Newsletter trimestral 3 em 2012: Jun. Set. e Nov.; 4 em 2013:Fev., Abr., Junho e Set. Utilização de plataforma e-commerce Para comercialização on-line, dos produtos ‘importados’ – Mar. - Jun Cronograma das atividades nas escolas - Fase de Desenvolvimento

14 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI 14 Disseminação - Out – Maio 2013  Produção de audiovisual Contendo os principais momentos dos alunos e professores participantes ao longo do ano letivo  Publicidade em meios de comunicação temáticos  Comunicação regional  Produção de materiais de divulgação dos resultados do projeto Cronograma das atividades nas escolas - Fase de Desenvolvimento

15 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI 15 Realização de uma Feira Temática – Maio 2013 Para comercialização dos produtos dos alunos e exposição dos trabalhos desenvolvidos pelas ‘empresas’ dos alunos. Deverão participar todas as escolas envolvidas no programa (alunos, professores, direção). Realização de Seminário Final e entrega de Prémios – Set.2013 O seminário final será o momento de apresentação dos resultados do projeto e distinção das melhores ‘empresas’, contemplando prémios para os melhores alunos, professores e escolas. Critérios a considerar: • produtos produzidos e/ou “importados” da empresa parceira, de cada turma/escola, • materiais publicitários e informativos produzidos para os respetivos produtos: embalagem, rótulos, folhetos, logótipos,… • decoração do espaço de exposição e venda na feira. Fase de Apresentação de Resultados e Fecho

16 PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI OBRIGADA! 16


Carregar ppt "PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA Corredor Azul Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação Política de Cidades Pólis XXI PROGRAMA EMPREENDER NA ESCOLA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google