A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 “Avaliação Ecológica de Projetos” Departamento de Engenharia de Alimentos DEA Faculdade de Engenharia de Alimentos FEA Universidade Estadual de Campinas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 “Avaliação Ecológica de Projetos” Departamento de Engenharia de Alimentos DEA Faculdade de Engenharia de Alimentos FEA Universidade Estadual de Campinas."— Transcrição da apresentação:

1 1 “Avaliação Ecológica de Projetos” Departamento de Engenharia de Alimentos DEA Faculdade de Engenharia de Alimentos FEA Universidade Estadual de Campinas UNICAMP Junho / 2005

2 2 Avaliação Ecológica de Projetos TP 334 Características de Ocupação e uso do solo Rural e Urbano de Barão Geraldo “Produções Ecossistêmicas” Prof. Dr. Enrique Ortega Alunos: Eng° Agr° José Paulo Baddini O. A. e Rosemary

3 3 Sumário 1.Mapas 1.1 Mapa das microbacias hidrográficas de Barão Geraldo 1.2 Mapa da vista geral do uso do solo em BG e 2.Caracterização geral do uso do solo de Barão Geraldo 3.Diagnóstico das áreas urbanas 3.1 Caracterização geral 4. Diagnóstico das áreas rurais 4.1 Ocupação rural Fazendas Pequenas propriedades rurais Fragmentos florestais Cerrados Florestas mesófilas semidecíduas 4.2 Regiões rurais de Barão Geraldo Nordeste Noroeste Central

4 4 1. Mapas 1.1) Bacias Hidrográficas 1 – Ribeirão das Pedras 2 – Córrego da Faz. M. D’Este 3 – Ribeirão Anhumas 4 – Setor de Drenagem do Rio Atibaia 5 – Ribeirão Quilombo Mapa da Hidrografia de Barão Geraldo

5 5 1. Mapas 1.2) Vista Geral de ocupação do solo

6 6 2) Caracterização Geral do Uso do Solo 2.1) RHODIA 2.2) CENTRO 2.3) CORREDORES (AVENIDAS 1,2,3 e 4) 2.4) CENTRO MÉDICO E CENTRO BOLDRINI 2.5) BOULEVARD 2.6) REAL PARQUE 2.7) RECANTO YARA 2.8) SANTA IZABEL

7 7 3.1) Caracterização: - ocupação urbana não planejada; - loteamento da cidade universitária – UNICAMP (polarizador do crescimento urbano); - expansão para o vale das garças a partir de 1970; - crescimento direcionado pelo sistema viário. - obstáculo à polarização comercial devido à atração de Campinas; - aumento da especulação imobiliária das grandes glebas nas mãos de poucos proprietários. 3) Diagnóstico das áreas urbanas de Barão Geraldo

8 8 4) Diagnóstico da área rural 4.1) Ocupação Rural 4.1.1) fazendas (ciclo do café); 4.1.2) pequenas propriedades rurais; 4.1.3) fragmentos florestais: ) Campos Cerrados; ) Florestas mesófilas semidecíduas.

9 ) fazendas:  culturas anuais (soja, milho, etc) e/ou pastagens 4.1) Ocupação Rural

10 10 4.1) Ocupação Rural 4.1.1) Fazendas (ciclo do café) Ex: Fazenda Rio das Pedras

11 11 4.1) Ocupação Rural 4.1.2) pequenas propriedades rurais:  grande número e diversos tipos;  produção e comércio de variadas culturas anuais (hortaliças, frutas, flores).

12 12 4.1) Ocupação Rural 4.1.2) Pequenas propriedades Recursos Naturais e Pequenas Culturas

13 13 4.1) Ocupação Rural 4.1.2) Pequenas propriedades Criação de Animais e Criação comercial pesqueiro na região da vila santa isabel

14 14 4.1) Ocupação Rural 4.1.2) Pequenas propriedades Culturas associadas e Culturas Perenes

15 15 4.1) Ocupação Rural 4.1.3) Fragmentos Florestais ) campos cerrados; ) floresta mesófila semidecídua.

16 ) Fragmentos Florestais ) Campos Cerrados: Degradação da área de cerrado no país Ocupação Original do Cerrado Remanescente do Cerrado no ano 2000

17 ) Fragmentos Florestais ) Características dos Cerrados: solos mais “pobres” (arenosos); baixa disponibilidade de água (lençol freático mais profundo); atualmente em Barão Geraldo representa cerca de 0,09% de cobertura (2,68 ha); localização: lab. Síncroton e bairro guará (próx. Bosque das palmeiras); principais famílias: Myrtaceae, Fabaceae, Melastomataceae, Caesalpiniaceae e Rubiaceae.

18 ) Fragmentos Florestais ) Campos Cerrados a)campo limpo b) campo sujo

19 ) Fragmentos Florestais ) Campos Cerrados a) cerradão b) flores

20 ) Fragmentos Florestais ) Florestas mesófilas semidecíduas (abril - agosto) porte médio a alto, solos “mais férteis”, troncos eretos com sobreposição de copas; famílias: Meliaceae, Rutaceae, Euphorbiaceae, Lauraceae; atualmente em Barão Geraldo representam 6,33% (185 ha); localização: Fazenda Santa Genebra, Faz. Rio das Pedras, Vila Holândia, Jardim do Sol, Faz. Pau D’alho (área restabelecida recentemente);

21 ) Fragmentos Florestais ) Florestas mesófilas semidecíduas ) Florestas ciliares / Matas ciliares; ) Florestas higrófitas / Matas brejosas;

22 ) Florestas Mesófilas ) Floresta ou Mata ciliar: situan-se à margem dos cursos d’água; praticamente inexistem no distrito BG; algumas ações de restituição (ex: UNICAMP).

23 ) Florestas Mesófilas ) Mata ciliar => restituição Ex: UNICAMP

24 ) Florestas Mesófilas ) Floresta Mesófila Semidecídua Mata Santa Genebra (Região Noroeste – Rua Final do Bairro Real Parque)

25 25 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo  No distrito de Barão Geraldo identificou-se três grandes regiões rurais:  4.2.1) região nordeste: compreendida entre a rodovia Campinas Mogi Mirim e a estrada da Rhodia;  4.2.2) região noroeste: compreendida entre a rodovia D. Pedro e os arredores da estrada de Paulínia;  4.2.3) região central: compreendida pelos arredores da estrada da Rhodia.

26 26 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo 4.2.1) Caracterização da região nordeste: Solos -> Latossolos: roxo, vermelho e amarelo; e solos hidromórficos; Atividade intensiva em pequenas áreas (produção hortifrutigranjeiros atende ao mercado atacadista) cinturão verde; Atividades ligadas ao lazer, chácaras de aluguel, açudes para pescas esportivas e lazer e fazendas de médio porte (monocultura de café).

27 27 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo 4.2.1) Ilustração da região nordeste: Produção comercial de hortifrutigranjeiros

28 28 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo 4.2.1) Ilustração da região nordeste: pesqueiro comercial (na rodovia Campinas- Paulínia, em frente da Indústria Perdigão)

29 ) Caracterização da região noroeste: Solos-> Latossolos: roxo, vermelho e amarelo; Atividade de hortifruticultura, propriedades de maiores extensões de terra voltada para monocultura de açúcar e criação de animais. 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo

30 30 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo 4.2.2) Ilustração da região noroeste: (região do bairro Real Parque e adjacências) Produção de Verduras Área de monocultura de cana-de-açúcar

31 ) Caracterização da região central: (região da fazenda Rio das Pedras) Solos -> Latossolo roxo, vermelho e amarelo; e solos hidromórficos; áreas localizadas às margens do ribeirão das pedras e próximo ao Jardim do Sol; área de pouca atividade agrícola. 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo

32 32 4.2) Regiões Rurais de Barão Geraldo 4.2.3) Ilustração da região central: Áreas de pastagens e criação de gado (local das fotos: Região do Bairro Guará)

33 33 Principais Referências: - Plano local de gestão urbana de Barão Geraldo – Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente (SEPLAMA) – Prefeitura Municipal de Campinas, 117p. Junho, 1996; - mapa da hidrografia disponível em acessado em 17/06/2005; - fotos de autoria própria e pesquisa no site ( contato: José Paulo )


Carregar ppt "1 “Avaliação Ecológica de Projetos” Departamento de Engenharia de Alimentos DEA Faculdade de Engenharia de Alimentos FEA Universidade Estadual de Campinas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google