A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE DO PARANÁ CAPACITAÇÃO PARA REFERÊNCIAS EM TUBERCULOSE MAIO/2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE DO PARANÁ CAPACITAÇÃO PARA REFERÊNCIAS EM TUBERCULOSE MAIO/2009."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE DO PARANÁ CAPACITAÇÃO PARA REFERÊNCIAS EM TUBERCULOSE MAIO/2009

2 Coeficiente de incidência estimada de tuberculose, Estimativa casos novos tuberculose todas as formas por hab Fonte: OMS sem estimativa or more

3 Perú Brasil Total: % Haiti Rep. Dom. México Honduras Equador Perú Bolívia Brasil Nicarágua Guiana Colômbia Guatemala Tuberculose nas Américas Who-2007

4 Coeficiente de incidência de tuberculose. Brasil, Brasil: 38,2/ hab. Fonte: MS / SVS / SINAN e IBGE Casos por habitantes.

5 Tuberculose no Brasil, /3 da população do mundo está infectada pelo bacilo da tuberculose 80 mil casos novos notificados 5 mil óbitos 7.ª causa de gastos com internação no SUS 1.ª causa de morte nos portadores de Aids 16.º país no mundo em número de casos 108.º país em incidência no mundo

6 Coeficiente de incidência de tuberculose. Brasil e Estados, Fonte: MS / SVS / SINAN e IBGE Departamentos Brasil Estados 24,9

7 Incidência de todas as formas de tuberculose por município. Paraná, 2008*. Fonte: SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN Casos por 100 mil hab * Dados preliminares 1.ª 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 7.ª 8.ª 9.ª 10.ª 11.ª 12.ª13.ª 14.ª 15.ª 16.ª 17.ª 18.ª19.ª 20.ª 21.ª 22.ª

8 Incidência de todas as formas de tuberculose por município prioritário. Paraná, 2008*. CI por 100 mil hab Fonte: SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN Casos por 100 mil hab * Dados preliminares

9 Tendência da incidência de tuberculose de todas as formas. Brasil e Paraná, 1990 a 2008*. Fonte: SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN MS / SVS / SINAN e IBGE * Dados preliminares

10 Tendência da incidência de tuberculose de todas as formas e com baciloscopia positiva. Paraná, 1981 a 2008*. Fonte: SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

11 % de casos novos de tuberculose de todas as formas por sexo. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

12 Casos novos de tuberculose e teste HIV. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

13 Resultado de coortes de tratamento de casos novos de tuberculose. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN (excluída a forma meningoencefálica) * Dados preliminares % 85 5

14 Tendência da mortalidade de tuberculose de todas as formas. Paraná, 1981 a Fonte: SVS/DEVE/DVIEP/SIM

15 % de tratamento supervisionado em casos novos de tuberculose. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

16 Situação de encerramento de casos novos de todas as formas e com HIV+. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

17 Situação de encerramento de casos novos de todas as formas e com HIV+. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

18 % de casos de tuberculose por tipo de entrada. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

19 Comunicantes de todos os casos de tuberculose esperados, registrados / examinados. Paraná, 2007 e 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares %

20 UTILIZAÇÃO DA CULTURA RECIDIVA REINGRESSO PÓS-ABANDONO BACILOSCOPIA NEGATIVA E RX SUSPEITO HIV +

21 Número de casos de tuberculose com recidiva e cultura solicitada. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

22 Resultados de culturas solicitadas em recidivas. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

23 Número de casos de tuberculose de reingressos pós- abandono e cultura solicitada. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

24 Resultados de culturas solicitadas em reingressos pós-abandono. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

25 Número de casos de tuberculose com baciloscopia negativa (1.ª e 2.ª amostras), RX suspeito e cultura solicitada. Paraná, 2001 a 2008*. 82,1% 65,5% 60,1% Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

26 Resultados de culturas solicitadas em casos de tuberculose com baciloscopia negativa e RX suspeito. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

27 Número de casos de tuberculose com HIV+ e cultura solicitada. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

28 Resultados de culturas solicitadas com HIV+. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

29 Número de casos de tuberculose de reingressos pós- abandono e recidiva com HIV+ e cultura solicitada. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

30 Resultados de culturas solicitadas em reingressos pós- abandono e recidiva com HIV+. Paraná, 2001 a 2008*. % Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares

31 ALTA POR CURA COMPROVADA BACILOSCOPIA NO 6.º MÊS DE TRATAMENTO

32 % de realização de baciloscopia nos casos pulmonares no 1.º e 6.º mês de tratamento. Paraná, 2001 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SINAN * Dados preliminares %

33 TUBERCULOSE MULTIRRESISTENTE (TBMR)

34 Número de casos de tuberculose multirresistente. Paraná, 1999 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SIVTBMR * Dados preliminares N=53

35 Distribuição em % casos de tuberculose multirresistente por município. Paraná, 1999 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SIVTBMR * Dados preliminares

36 Evolução do tratamento dos casos de tuberculose multirresistente. Paraná, 1999 a 2008*. Fonte:SVS/DECA/DVCDE/PECT/SIVTBMR * Dados preliminares %

37 Maiores desafios Definidos pela Organização Mundial da Saúde – Stop TB 1. Acompanhar a co-infecção TB/HIV estimulando a quimioprofilaxia; 2. Testar HIV para 100 % dos pacientes; 3. Contribuir para o fortalecimento dos sistemas de saúde; 4. Engajar provedores de saúde (públicos, privados, beneficentes, etc.); 5. Estimular a mobilização dos doentes e comunidades; 6. Fomentar e promover pesquisas.

38 Maiores desafios Definidos pela Organização Mundial da Saúde – Stop TB 7. Curar 85 % dos pacientes; 8. Diminuir o abandono para menos de 5 %; 9. Reduzir a mortalidade para metade em relação a 1990: de 1,77 para 0,88/100 mil hab até 2015; 10. Tratamento supervisionado para 100 % dos pacientes.

39 Programa Estadual de Controle da Tuberculose –Elisabeth Thadeo Sens - –Betina Mendez Alcântara Gabardo - –Soeli do Rocio Daguetti - –Maria Francisca Teresa Caldeira-Scherner Dal-Ri Moreira - SESA/SVS/DECA/DVCDE Programa Estadual de Controle da Tuberculose Rua Piquiri, 170 – Curitiba, Paraná – CEP – 140. Fone/Fax: (41) 3330 – 4546


Carregar ppt "PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE DO PARANÁ CAPACITAÇÃO PARA REFERÊNCIAS EM TUBERCULOSE MAIO/2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google