A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Co-Infecção TB/HIV Fábio Moherdaui Programa Nacional de DST/Aids Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde - Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Co-Infecção TB/HIV Fábio Moherdaui Programa Nacional de DST/Aids Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde - Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 Co-Infecção TB/HIV Fábio Moherdaui Programa Nacional de DST/Aids Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde - Brasil

2 Tuberculose e HIV/Aids no Brasil TB: – casos novos notificados/ano – estimados –8% dos portadores de TB são HIV+ AIDS: – casos novos por ano – infectados pelo HIV – casos de aids em tratamento –20% dos casos de AIDS são notificados também como portadores de TB ativa

3 Condições associadas à Aids e incidências acumuladas para o período

4 Percentual de pacientes com tuberculose entre casos notificados de Aids. Brasil, * Fonte: SINAN e PN-DST/AIDS (*dados até 30/06/2004) %

5 TB Pulmonar TB Disseminada TARV Mono Bi Tripla TB em PVHA – Brasil 1985/2003 Fonte: SINAN

6 Colaboração entre os programas de TB e DST/Aids 1. Compromisso de integração dos PN de TB e DST/Aids no nível federal 2. Reativação do Comitê Assessor em TB/HIV 3. Identificação de pontos focais (não coordenadores formais) dedicados à implementação das atividades, ao menos no nível estadual

7 Motivos para a Integração TB/HIV 1. Estabelecimento de estratégias mais eficazes para o controle da co-infecção. 2. Otimização de recursos financeiros, materiais e humanos. 3. Melhora da resolutividade da rede na atenção aos usuários. 4. Diminuição do impacto de um agravo sobre o outro (morbidade e mortalidade).

8 Objetivos da Integração TB/HIV 1. Diagnosticar HIV/Aids em portadores de TB e iniciar o tratamento o mais precocemente possível. 2. Diagnosticar TB em pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHA) e iniciar o tratamento o mais precocemente possível. 3. Diagnosticar e tratar casos entre parceiros de portadores do HIV e contatos de doentes de TB 4. Proteger parceiros e contatos da infecção por TB e HIV (profilaxia e prevenção)

9 Estratégias para a redução da co-infecção 1.Reduzir a transmissão do HIV nos portadores de TB (aconselhamento, preservativos, uso seguro de drogas injetáveis, adesão e controle de parceiros). 2.Reduzir a transmissão de TB nos portadores de HIV (busca ativa de casos em contatos e adesão ao tratamento)

10 Estratégias para a redução da co-infecção 3.Envolvimento e participação ativa da comunidade e OSC. 4.Treinamentos e supervisões conjuntas em TB/HIV 5.Incorporação da TB nos discursos e documentos de HIV/Aids e vice- versa 6.IEC em TB/HIV para pacientes, familiares, comunidade e gestores

11 Proposta para o Fundo Global Co-Infecção TB/HIV

12 META Reduzir a morbi-mortalidade por TB em 10 regiões metropolitanas até 2010 OBJETIVOS 1. Fortalecer a estratégia DOTS para melhorar o diagnóstico e tratamento precoce nas populações vulneráveis 2. Fortalecer a mobilização social e IEC 3. Fortalecer a rede de lab melhorando a qualidade e o sistema de informações 4. Fortalecer as ações para redução da co- infecção TB/HIV com base nas experiências exitosas do PN-DST/AIDS

13 Objetivo 4 – TB/HIV 1. Diagnosticar HIV/Aids em portadores de TB e tratar o mais precocemente possível. 2. Diagnosticar TB em pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHA) e tratar o mais precocemente possível. 3. Diagnosticar e tratar casos entre parceiros e contatos 4. Facilitar e estimular a participação da Sociedade Civil.

14 Fábio Moherdaui Médico - Assessor Técnico Programa Nacional de DST/Aids (5561)


Carregar ppt "Co-Infecção TB/HIV Fábio Moherdaui Programa Nacional de DST/Aids Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde - Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google