A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A ERA VARGAS (1930 – 1945). A ERA VARGAS ( 1930-1945) Crise do café Em 1929, a produção do Brasil foi de 21 milhões de sacas- o Brasil só exportou 14.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A ERA VARGAS (1930 – 1945). A ERA VARGAS ( 1930-1945) Crise do café Em 1929, a produção do Brasil foi de 21 milhões de sacas- o Brasil só exportou 14."— Transcrição da apresentação:

1 A ERA VARGAS (1930 – 1945)

2

3 A ERA VARGAS ( ) Crise do café Em 1929, a produção do Brasil foi de 21 milhões de sacas- o Brasil só exportou 14. Crise do capitalismo mundial. Crise de 1929,abalou o mundo e o Brasil não ficou impune

4 A DESTRUIÇÃO DO PODER TRADICIONAL Enfraquecimento econômico dos cafeicultores contribuiu para desestruturar as bases de sustentação da República Velha.

5 Desacordo entre as elites políticas de Minas Gerais e São Paulo. Desacordo entre as elites políticas de Minas Gerais e São Paulo. A política do café-com-leite entra em crise.. A política do café-com-leite entra em crise.. Washington Luis – Presidente de Washington Luis – Presidente de

6 ALIANÇA LIBERAL SÃO PAULO APOIOU JÚLIO PRESTES DO PRP SÃO PAULO APOIOU JÚLIO PRESTES DO PRP MINAS GERAIS + PARAIBA + RIO GRANDE DO SUL SE JUNTARAM E FORMARAM A ALIANÇA LIBERAL Antonio Carlos – MG.PRM João Pessoa - PB Getúlio Vargas – R G. DO SUL

7 PROGRAMA DA ALIANÇA LIBERAL Instituição do voto secreto A criação de algumas leis trabalhistas Incentivo à produção industrial Reprodução de cartaz da campanha eleitoral de Getúlio- promessa de garantir ao povo LIBERDADE

8 OUTROS SETORES DA SOCIEDADE BRASILEIRA TAMBÉM DEMONSTRARAM O SEU DESCONTENTAMENTO E ASPIRAÇÕES Operários que lutavam por melhores condições de vida. Comunistas do PCB FORMARAM O BLOCO OPERÁRIO CAMPONÊS ( BOC).

9 PROPOSTAS: Impostos somente para os ricos; Habitação para os operários; Obrigatoriedade do ensino primário; Voto secreto e obrigatório; Estabelecimento da relações diplomáticas com a URSS Nas eleições de 1930, o BOC lançou o primeiro candidato operário da história do Brasil: o motorista Minervino de Oliveira.

10 NAS ELEIÇÕES DE 1930 – BOA PARTE DO BRASIL VOTOU EM VARGAS MAS O ELEITO FOI NAS ELEIÇÕES DE 1930 – BOA PARTE DO BRASIL VOTOU EM VARGAS MAS O ELEITO FOI Júlio Prestes

11 A Aliança Liberal recusou-se a aceitar o resultado das eleições – diziam : “ FOMOS ROUBADOS”. A Aliança Liberal recusou-se a aceitar o resultado das eleições – diziam : “ FOMOS ROUBADOS”. O clima era de revolta – foi nesse contexto que o Mineiro Antonio Carlos disse “ FAÇAMOS A REVOLUÇÃO, ANTES QUE O POVO A FAÇA”. O clima era de revolta – foi nesse contexto que o Mineiro Antonio Carlos disse “ FAÇAMOS A REVOLUÇÃO, ANTES QUE O POVO A FAÇA”.

12 João Pessoa, governador da Paraíba e candidato à Presidência da República foi assassinado por motivos pessoais e políticos. João Pessoa, governador da Paraíba e candidato à Presidência da República foi assassinado por motivos pessoais e políticos. Logo em seguida, 26 de julho de 1930, esse episódio levou a oposição o unir-se contra o governo. Logo em seguida, 26 de julho de 1930, esse episódio levou a oposição o unir-se contra o governo.

13 Washington Luis foi deposto pela oposição e o poder foi entregue a GETÚLIO VARGAS. Esse fato ficou conhecido como “ REVOLUÇÃO DE 1930”. Governo Provisório ( ) Governo Constitucional ( ) Estado Novo ( ) Getúlio Dornelles Vargas

14 Vargas governa por 15 anos A vitória do movimento de 1930 deu início a uma fase na história do Brasil marcada pela liderança política de Getúlio Vargas. Esse periodo conhecido como Era Vargas ou período do getulista, e se estendeu até 1945.

15 Durante esses 15 anos, ocorreram significativas transformações político-sociais no país em função do novo rumo das políticas públicas. A população urbana cresceu em relação à agrária, a importância da indústria na economia nacional se ampliou e o poder dos empresários das cidades aumentou, em comparação com o poder dos produtores rurais.

16 Os historiadores dividem o período getulista em três fases: governo provisório (de 1930 a 1934) governo constitucional (de 1934 a 1937) governo ditatorial (de 1937 a 1945).

17 Governo provisório Entre suas primeiras providências destacam-se: a suspensão da Constituição de 1891, o fechamento dos órgãos do Poder Legislativo (Congresso Nacional, Assembléias Legislativas e Câmaras Municipais) e indicação de interventores militares ligados ao Tenentismo para chefiar os governos estaduais. Entregando o governo dos estados aos interventores, Getúlio pretendia desmontar estrutura política da Primeira República, baseada no poder dos coronéis-fazendeiros. Entregando o governo dos estados aos interventores, Getúlio pretendia desmontar estrutura política da Primeira República, baseada no poder dos coronéis-fazendeiros.

18 A Revolução Constitucionalista (1932) São Paulo contra o resto do país. São Paulo contra o resto do país. Estopim para o início da Revolução foi o assassinato dos estudantes Paulistas. Estopim para o início da Revolução foi o assassinato dos estudantes Paulistas.

19 Mobilizou armas e 30 mil homens de São Paulo para lutar contra o governo federal. Mobilizou armas e 30 mil homens de São Paulo para lutar contra o governo federal. Depois de três meses de lutas e muitos mortos e feridos, os soldados paulistas foram derrotados pelas tropas federais Depois de três meses de lutas e muitos mortos e feridos, os soldados paulistas foram derrotados pelas tropas federais

20 São Paulo foi derrotado militarmente, porém, politicamente foi vitorioso – conseguiu do governo federal a abertura da ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE – QUE ELABOROU A CONSTITUIÇÃO DE São Paulo foi derrotado militarmente, porém, politicamente foi vitorioso – conseguiu do governo federal a abertura da ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE – QUE ELABOROU A CONSTITUIÇÃO DE 1934.

21 GOVERNO CONSTITUCIONAL Em 16 de julho de 1934, terminou o trabalho da Assembleia e foi promulgada a nova Constituição do Brasil. Entre seus pontos principais estavam. Em 16 de julho de 1934, terminou o trabalho da Assembleia e foi promulgada a nova Constituição do Brasil. Entre seus pontos principais estavam.

22 Voto secreto - a eleição dos candidatos aos poderes Executivo e Legislativo passou a ser feita por meio do voto secreto. As mulheres adquiriram o direito de votar. Voto secreto - a eleição dos candidatos aos poderes Executivo e Legislativo passou a ser feita por meio do voto secreto. As mulheres adquiriram o direito de votar. CIDADANIA-DEMOCRACIA

23 Direitos trabalhistas - foram reconhecidos direitos trabalhistas fundamentais, como salário mínimo, jornada de trabalho não superior a 8 horas diárias, proibição do trabalho de menores de 14 anos, férias anuais remuneradas e indenização na demissão sem justa causa, entre outras medidas. A interpretacão do significado das leis trabalhistas é controversa: para alguns historiadores, elas representam conquistas dos operários enquanto para outros foram concessões do governo. Direitos trabalhistas - foram reconhecidos direitos trabalhistas fundamentais, como salário mínimo, jornada de trabalho não superior a 8 horas diárias, proibição do trabalho de menores de 14 anos, férias anuais remuneradas e indenização na demissão sem justa causa, entre outras medidas. A interpretacão do significado das leis trabalhistas é controversa: para alguns historiadores, elas representam conquistas dos operários enquanto para outros foram concessões do governo.

24 Nacionalismo econômico - decidiu-se pela proteção das riquezas naturais do país, como jazidas minerais e quedas- d'água capazes de gerar energia Nacionalismo econômico - decidiu-se pela proteção das riquezas naturais do país, como jazidas minerais e quedas- d'água capazes de gerar energia

25 Pela Constituição o presidente deveria ser eleito INDIRETAMENTE – Vargas foi eleito. Pela Constituição o presidente deveria ser eleito INDIRETAMENTE – Vargas foi eleito. Na época surgiram dois grupos rivais: Na época surgiram dois grupos rivais: A AIB ( AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA- FASCISTA) A AIB ( AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA- FASCISTA) ANL ( ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA- COMUNISTA) ANL ( ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA- COMUNISTA)

26 AIB ERA O INTEGRALISMO- FASCISTA AIB ERA O INTEGRALISMO- FASCISTA O integralismo combatia o comunismo, pregava o nacionalismo extremado, a existência de um Estado poderoso, a disciplina e a hierarquia dentro da sociedade e a entrega do poder a um único chefe integralista. O integralismo combatia o comunismo, pregava o nacionalismo extremado, a existência de um Estado poderoso, a disciplina e a hierarquia dentro da sociedade e a entrega do poder a um único chefe integralista.

27 ANL - COMUNISTAS ANL - COMUNISTAS Oprograma político da ANL incluía a nacionalização das empresas estrangeiras, o não-pagamento da dívida externa brasileira, a realização de uma reforma agrária — dando terras aos trabalhadores do campo e combatendo o latifúndio — e a garantia das liberdades individuais. Um de seus lemas era: Pão, terra e liberdade. Oprograma político da ANL incluía a nacionalização das empresas estrangeiras, o não-pagamento da dívida externa brasileira, a realização de uma reforma agrária — dando terras aos trabalhadores do campo e combatendo o latifúndio — e a garantia das liberdades individuais. Um de seus lemas era: Pão, terra e liberdade.

28 O chefe de polícia de Vargas, Filinto Müller, acusava o movimento de ser controlado por "perigosos comunistas" e financiado por estrangeiros O chefe de polícia de Vargas, Filinto Müller, acusava o movimento de ser controlado por "perigosos comunistas" e financiado por estrangeiros

29 A Intentona Comunista (1935) A Intentona Comunista (1935) Diante da repressão, os comunistas que participavam da Aliança Nacional Libertadora planejaram uma revolta militar contra o governo. Em novembro de 1935, eclodiu a Intentona Comunista — rebeliões de batalhões do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Rio de Janeiro, todas rapidamente dominadas pelas forças governamentais. Diante da repressão, os comunistas que participavam da Aliança Nacional Libertadora planejaram uma revolta militar contra o governo. Em novembro de 1935, eclodiu a Intentona Comunista — rebeliões de batalhões do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Rio de Janeiro, todas rapidamente dominadas pelas forças governamentais.

30 LUIS CARLOS PRESTES – O GRANDE LÍDER DA INTENTONA COMUNISTA. LUIS CARLOS PRESTES – O GRANDE LÍDER DA INTENTONA COMUNISTA.

31 A Intentona Comunista serviu como pretexto para os setores mais autoritários do governo radicalizarem o regime político. A Intentona Comunista serviu como pretexto para os setores mais autoritários do governo radicalizarem o regime político.

32 Governo ditatorial ( )- ESTADO NOVO Pelas regras constitucionais, o mandato de Getúlio Vargas terminaria em Aproximando-se a data das eleições presidenciais, deu-se início à campanha eleitoral. Enquanto isso, Vargas preparava um golpe de Estado para permanecer na presidência da república Pelas regras constitucionais, o mandato de Getúlio Vargas terminaria em Aproximando-se a data das eleições presidenciais, deu-se início à campanha eleitoral. Enquanto isso, Vargas preparava um golpe de Estado para permanecer na presidência da república

33 No dia 10 de novembro de 1937, Vargas ordenou o cerco militar ao Congresso Nacional, impôs o fechamento do Legislativo e outorgou uma nova Constituição para o país, substituindo a Constituição de Iniciava-se, desse modo, o governo ditatorial, que ficou conhecido como Estado Novo. No dia 10 de novembro de 1937, Vargas ordenou o cerco militar ao Congresso Nacional, impôs o fechamento do Legislativo e outorgou uma nova Constituição para o país, substituindo a Constituição de Iniciava-se, desse modo, o governo ditatorial, que ficou conhecido como Estado Novo.

34 Durante esse período, foi instaurado no país o estado de emergência, que autorizava o governo a invadir casas, prender pessoas, julgá-las sumariamente e condená-las. Vargas detinha em suas mãos os mais amplos poderes; seus atos não podiam sequer ser submetidos à Justiça. Durante esse período, foi instaurado no país o estado de emergência, que autorizava o governo a invadir casas, prender pessoas, julgá-las sumariamente e condená-las. Vargas detinha em suas mãos os mais amplos poderes; seus atos não podiam sequer ser submetidos à Justiça.

35 Os estados brasileiros perderam sua autonomia política, e os governos estaduais foram entregues ao comando de interventores da confiança do presidente. Os estados brasileiros perderam sua autonomia política, e os governos estaduais foram entregues ao comando de interventores da confiança do presidente. Em comemorações públicas realizadas em todas as capitais, as bandeiras estaduais foram queimadas para simbolizar a morte do federalismo Em comemorações públicas realizadas em todas as capitais, as bandeiras estaduais foram queimadas para simbolizar a morte do federalismo

36 Os partidos políticos foram extintos e as eleições democráticas, suspensas. As greves e manifestações contrárias ao governo estavam proibidas pela polícia. Os partidos políticos foram extintos e as eleições democráticas, suspensas. As greves e manifestações contrárias ao governo estavam proibidas pela polícia.

37 A polícia política do governo de Vargas perseguiu milhares de cidadãos; muitos foram presos, torturados e mortos. Entretanto, um governo dificilmente se sustenta apenas pela repressão; por isso, desde que se instalou no poder, Vargas buscou recursos de propaganda ­para conquistar a simpatia popular. A polícia política do governo de Vargas perseguiu milhares de cidadãos; muitos foram presos, torturados e mortos. Entretanto, um governo dificilmente se sustenta apenas pela repressão; por isso, desde que se instalou no poder, Vargas buscou recursos de propaganda ­para conquistar a simpatia popular.

38 Essa estratégia foi comum a diversos ditadores das décadas de 1930 e 1940, como Perón (Argentina), Mussolini (Itália), Hitler (Alemanha) e Stalin (União Soviética). Essa estratégia foi comum a diversos ditadores das décadas de 1930 e 1940, como Perón (Argentina), Mussolini (Itália), Hitler (Alemanha) e Stalin (União Soviética).

39 Com esse objetivo, o governo brasileiro criou, em 1939, o Departamento de Imprensa Propaganda (DIP), órgão diretamente ligado à presidência da república, encarregado de coordenar a propaganda oficial e censurar os meios de comunicação social — como rádio, cinema, teatro e imprensa. Com esse objetivo, o governo brasileiro criou, em 1939, o Departamento de Imprensa Propaganda (DIP), órgão diretamente ligado à presidência da república, encarregado de coordenar a propaganda oficial e censurar os meios de comunicação social — como rádio, cinema, teatro e imprensa.

40 Hora do Brasil Hora do Brasil O DIP também foi responsável pela producão de milhares de cartazes que apresentavam Vargas como "salvador da Pátria". O DIP também foi responsável pela producão de milhares de cartazes que apresentavam Vargas como "salvador da Pátria". VARGAS – POPULISTA – MANIPULADOR DAS MASSAS ( POVÃO). VARGAS – POPULISTA – MANIPULADOR DAS MASSAS ( POVÃO).

41 Estado Novo e Segunda Guerra Mundial A partir de 1941, o governo brasileiro começou a fazer acordos internacionais para apoiar os aliados. Comprometeu-se a fornecer borracha e minério de ferro para os países aliados e permitiu que militares norte-americanos fossem enviados para bases militares instaladas no nordeste brasileiro. Em troca desse apoio, obteve do governo dos Estados Unidos grande parte do financiamento para a construção da Usina Siderúrgica de Volta Redonda — obra significativa para a industrialização do país. A partir de 1941, o governo brasileiro começou a fazer acordos internacionais para apoiar os aliados. Comprometeu-se a fornecer borracha e minério de ferro para os países aliados e permitiu que militares norte-americanos fossem enviados para bases militares instaladas no nordeste brasileiro. Em troca desse apoio, obteve do governo dos Estados Unidos grande parte do financiamento para a construção da Usina Siderúrgica de Volta Redonda — obra significativa para a industrialização do país.

42 A Alemanha logo reagiu à cooperação do Brasil para com os aliados. Entre fevereiro e agosto de 1942, submarinos alemães torpedearam e afundaram nove navios brasileiros, matando mais de 600 pessoas. A agressão militar nazista provocou indignação nacional. Multidões reuniram- se em várias capitais, pedindo guerra e vingança contra os alemães. A Alemanha logo reagiu à cooperação do Brasil para com os aliados. Entre fevereiro e agosto de 1942, submarinos alemães torpedearam e afundaram nove navios brasileiros, matando mais de 600 pessoas. A agressão militar nazista provocou indignação nacional. Multidões reuniram- se em várias capitais, pedindo guerra e vingança contra os alemães.

43 Em 31 de agosto de 1942, o governo brasileiro declarou guerra às potências do Eixo. Em 1944, partiram para lutar na Itália as primeiras tropas da Força Expedicionária Brasileira (FEB), comandadas pelo general Mascarenhas de Morais. Mais de 25 mil soldados foram enviados à Itália, e participaram de batalhas como as de Monte Castello, Castelnuovo, Collechio e Fornovo. Em 31 de agosto de 1942, o governo brasileiro declarou guerra às potências do Eixo. Em 1944, partiram para lutar na Itália as primeiras tropas da Força Expedicionária Brasileira (FEB), comandadas pelo general Mascarenhas de Morais. Mais de 25 mil soldados foram enviados à Itália, e participaram de batalhas como as de Monte Castello, Castelnuovo, Collechio e Fornovo.

44 Política econômica Política econômica Com relação à economia, Vargas empenhou-se em estabilizar a situação da cafeicultura e, ao mesmo tempo, diversificar a produção agrícola. Além disso, estimulou o desenvolvimento industrial. Com relação à economia, Vargas empenhou-se em estabilizar a situação da cafeicultura e, ao mesmo tempo, diversificar a produção agrícola. Além disso, estimulou o desenvolvimento industrial.

45 AGRICULTURA AGRICULTURA O governo Vargas procurou agir em defesa da cafeicultura, proibindo o plantio de novas mudas de café durante três anos e ordenando a queima de milhões de sacas estocadas em depósitos do governo. O objetivo era evitar a superprodução cafeeira e recuperar o preço do produto. O governo Vargas procurou agir em defesa da cafeicultura, proibindo o plantio de novas mudas de café durante três anos e ordenando a queima de milhões de sacas estocadas em depósitos do governo. O objetivo era evitar a superprodução cafeeira e recuperar o preço do produto.

46 Com essas e outras medidas, a cafeicultura foi lentamente se reequilibrando e, a partir de 1939, o café voltou a alcançar bons preços no exterior. Com essas e outras medidas, a cafeicultura foi lentamente se reequilibrando e, a partir de 1939, o café voltou a alcançar bons preços no exterior.

47 OUTROS PRODUTOS Para diversificar a produção agrícola, o governo incentivou o cultivo de outros produtos, como algodão, cana-de- açúcar, óleos vegetais e frutas tropicais. Para diversificar a produção agrícola, o governo incentivou o cultivo de outros produtos, como algodão, cana-de- açúcar, óleos vegetais e frutas tropicais.

48 Industrialização Industrialização Além de diversificar a produção agrícola, o governo Vargas preocupou-se em estimular o desenvolvimento industrial. Para isso, aumentou os impostos de importação, elevando os preços dos produtos estrangeiros, e diminuiu os impostos sobre a indústria nacional, estimulando a produção e o consumo de produtos nacionais. Além de diversificar a produção agrícola, o governo Vargas preocupou-se em estimular o desenvolvimento industrial. Para isso, aumentou os impostos de importação, elevando os preços dos produtos estrangeiros, e diminuiu os impostos sobre a indústria nacional, estimulando a produção e o consumo de produtos nacionais.

49 A política industrial nesse período tinha por objetivo substituir importações de artigos estrangeiros por produtos fabricados no Brasil A política industrial nesse período tinha por objetivo substituir importações de artigos estrangeiros por produtos fabricados no Brasil

50 Em consequência dessa política econômica, o número de indústrias no país dobrou (alimentos, tecidos, calçados, móveis etc), e a elas somaram-se filiais de indústrias estrangeiras voltadas para a produção química, farmacêutica, de eletrodomésticos, de motores de veículos, de pneus etc. Em consequência dessa política econômica, o número de indústrias no país dobrou (alimentos, tecidos, calçados, móveis etc), e a elas somaram-se filiais de indústrias estrangeiras voltadas para a produção química, farmacêutica, de eletrodomésticos, de motores de veículos, de pneus etc.

51 Em função das dificuldades para a criação de indústrias de base — voltadas para a produ­ção de máquinas e equipamentos pesados, pro­dutos químicos básicos, minérios etc. —, o governo passou a intervir na economia. Em função das dificuldades para a criação de indústrias de base — voltadas para a produ­ção de máquinas e equipamentos pesados, pro­dutos químicos básicos, minérios etc. —, o governo passou a intervir na economia.

52 CRIOU AS ESTATAIS: CRIOU AS ESTATAIS: VALE DO RIO DOCE ( MINÉRIO DE FERRO EM MINAS GERAIS) CSN ( COMPANHIA SIDERÚGICA NACIONAL)

53 Trabalhismo e populismo Durante o período getulista, o desenvolvimento urbano de São Paulo e do Rio de Janeiro atraiu para essas cidades grande número de tra­ balhadores rurais que emigravam principalmente do nordeste, fugindo da miséria, da exploração, da expulsão de suas terras e da seca. Essa massa de trabalhadores pobres veio aumentar a mão-de-obra disponível para as indústrias do sudeste Durante o período getulista, o desenvolvimento urbano de São Paulo e do Rio de Janeiro atraiu para essas cidades grande número de tra­ balhadores rurais que emigravam principalmente do nordeste, fugindo da miséria, da exploração, da expulsão de suas terras e da seca. Essa massa de trabalhadores pobres veio aumentar a mão-de-obra disponível para as indústrias do sudeste

54 Com as indústrias, cresceu também o número de operários. Ao mesmo tempo, ampliou-se a consciência dos trabalhadores de que era preciso lutar por seus direitos. Percebendo a força social do operariado, o governo federal elaborou uma política trabalhista (e tida por muitos como tática de populismo) que, segundo análise de alguns historiadores, tinha dupla função: conquistar a simpatia dos trabalhadores e exercer domínio sobre eles, controlando seus sindicatos. Essa política inspirava-se na Carta dei Lavoro (Carta do Trabalho), criada pelo fascismo italiano Com as indústrias, cresceu também o número de operários. Ao mesmo tempo, ampliou-se a consciência dos trabalhadores de que era preciso lutar por seus direitos. Percebendo a força social do operariado, o governo federal elaborou uma política trabalhista (e tida por muitos como tática de populismo) que, segundo análise de alguns historiadores, tinha dupla função: conquistar a simpatia dos trabalhadores e exercer domínio sobre eles, controlando seus sindicatos. Essa política inspirava-se na Carta dei Lavoro (Carta do Trabalho), criada pelo fascismo italiano

55 Assim, nesse período foi implantada uma série de leis trabalhistas. Mas essas leis resultaram, em grande medida, das lutas e reivindicações dos movimentos operários e não podem ser consideradas simples concessões do governo de Getúlio Vargas. Assim, nesse período foi implantada uma série de leis trabalhistas. Mas essas leis resultaram, em grande medida, das lutas e reivindicações dos movimentos operários e não podem ser consideradas simples concessões do governo de Getúlio Vargas. Um sindicato pelego é aquele que finge representar a classe operária...na verdade ele manipula o trabalhador - POPULISMO

56 Entre as leis trabalhistas implantadas nessa época destacam-se aquelas que asseguravam ao operário direitos como salário mínimo, férias remuneradas, jornada diária não superior a oito horas, proteção ao trabalho da mulher e do menor e estabilidade no emprego. (salário mínimo) Entre as leis trabalhistas implantadas nessa época destacam-se aquelas que asseguravam ao operário direitos como salário mínimo, férias remuneradas, jornada diária não superior a oito horas, proteção ao trabalho da mulher e do menor e estabilidade no emprego. (salário mínimo)

57 Em 1943, essas leis foram reunidas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), importante marco na história da legislação trabalhista no país Em 1943, essas leis foram reunidas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), importante marco na história da legislação trabalhista no país

58 A guerra contra o nazi-fascismo na Europa foi, de certo modo, aproveitada pêlos grupos liberais brasileiros para combater o "fascismo interno" do próprio Estado Novo — a ditatura Vargas. A guerra contra o nazi-fascismo na Europa foi, de certo modo, aproveitada pêlos grupos liberais brasileiros para combater o "fascismo interno" do próprio Estado Novo — a ditatura Vargas.

59 Vargas decidiu antecipar-se aos adversarios e procurou liderar a abertura democrática em fevereiro de 1945, fixou prazo para a eleição presidencial, concedeu anistia ampla a todos os condenados políticos, libertou os comunistas presos, entre os quais o líder Luís Carlos Prestes e permitiu a volta dos exilados ao país. Vargas decidiu antecipar-se aos adversarios e procurou liderar a abertura democrática em fevereiro de 1945, fixou prazo para a eleição presidencial, concedeu anistia ampla a todos os condenados políticos, libertou os comunistas presos, entre os quais o líder Luís Carlos Prestes e permitiu a volta dos exilados ao país.

60 Nesse contexto, renascia a vida partidaria Foram organizados diversos partidos políticos como a União Democrática Nacional (UDN), o Partido Social Democrático (PSD), o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e o Partido Social Progressista (PSP). Foi também legalizado o Partido Comunista do Brasil (PCB), que até então agia na clandestinidade. Nesse contexto, renascia a vida partidaria Foram organizados diversos partidos políticos como a União Democrática Nacional (UDN), o Partido Social Democrático (PSD), o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e o Partido Social Progressista (PSP). Foi também legalizado o Partido Comunista do Brasil (PCB), que até então agia na clandestinidade.

61 Nas eleições presidenciais, marcadas para 2 de dezembro de 1945, concorreriam três candidatos: o general Eurico Gaspar Dutra (pelo PSD e PTB), que contava com o apoio de Vargas; o brigadeiro Eduardo Gomes (pelo UDN); e o engenheiro Yedo Fiúza (pelo PCB). Nas eleições presidenciais, marcadas para 2 de dezembro de 1945, concorreriam três candidatos: o general Eurico Gaspar Dutra (pelo PSD e PTB), que contava com o apoio de Vargas; o brigadeiro Eduardo Gomes (pelo UDN); e o engenheiro Yedo Fiúza (pelo PCB).

62 Foi nesse contexto que surgiu o QUEREMISM0 – movimento popular que queria a redemocratização do Brasil com Vargas. Foi nesse contexto que surgiu o QUEREMISM0 – movimento popular que queria a redemocratização do Brasil com Vargas.

63 Em 29 de outubro de 1945, os generais Góis Monteiro e Eurico Gaspar Dutra – depuseram Vargas. Em 29 de outubro de 1945, os generais Góis Monteiro e Eurico Gaspar Dutra – depuseram Vargas. Góis Monteiro Eurico Gaspar Dutra


Carregar ppt "A ERA VARGAS (1930 – 1945). A ERA VARGAS ( 1930-1945) Crise do café Em 1929, a produção do Brasil foi de 21 milhões de sacas- o Brasil só exportou 14."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google