A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO CURSO DE LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA IV Profa. Dra. Maria Eunice B. Vidal Mendonça.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO CURSO DE LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA IV Profa. Dra. Maria Eunice B. Vidal Mendonça."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO CURSO DE LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA IV Profa. Dra. Maria Eunice B. Vidal Mendonça

2 Conceituação: As formas verbais podem variar em número, pessoa, tempo, modo e voz, indicando ações, processos, estados e manifestações de fenômenos naturais.

3 Estrutura Interna dos Verbos: aspectos flexionais Os sintagmas verbais possuem uma estrutura em que se combinam, quase sempre, um radical, uma vogal temática e desinências modo-temporais e número-pessoais. O radical verbal é morfema portador de um conteúdo lexical específico. Já a vogal temática é um morfema gramatical que indica a conjugação a que pertencem os verbos. Existem três conjugações verbais em Português: 1ª conjugação, indicada pela vogal temática “a”; 2ª conjugação, indicada pela vogal temática “e”; 3ª conjugação, indicada pela vogal temática “i”. Ao radical verbal já combinado com a vogal temática dá-se o nome de tema verbal.

4 As desinências verbais são morfemas que marcam, nas formas verbais, as flexões de número, pessoa, tempo e modo. Pode-se visualizar a estruturação morfológica interna dos sintagmas verbais a partir do seguinte “molde” ou “fórmula”: V= R + VT + SMT + SNP Trabalh-a-sse-m - trabalh: radical; - a: vogal temática; - trabalha: tema; - sse: desinência modo-temporal; - m: desinência número pessoal.

5 Formas rizotônicas e arrizotônicas Em certas formas verbais, cai o acento tônico na raiz verbal, ou mais especificamente no radical: amo, viram, coube, manda, etc. A estas damos o nome de formas rizotônicas. Em outras, é fora do radical que recai a tonicidade: amou, amaram, verão, mandado, etc. A estas damos o nome de formas arrizotônicas.

6 Semântica dos Modos Os modos verbais indicam a atitude do falante com relação ao conteúdo de seus enunciados. - Indicativo: o conteúdo do enunciado é tomado, pelo falante, como certo. Ex.: Meus filhos comem frutas e bebem leite todos os dias. Por isso serão adultos saudáveis. - Subjuntivo: o conteúdo do enunciado é tomado, pelo falante, como duvidoso, hipotético, incerto em termos de probabilidade de ocorrência. Ex.: Talvez aconteça a tão desejada vitória. - Imperativo: o conteúdo do enunciado expressa uma atitude de mando, conselho, advertência... Corra, vá lá, marque o gol!

7 Semântica dos Tempos Verbais Tempos do Modo Indicativo Presente : o momento do evento corresponde ao momento da enunciação. Ex.: Vejo, naquela praça, uma criança que corre. Outros Usos: - Ação habitual: Durante as férias, viajo com os amigos. - Indicar algo em futuro próximo e certo: Parto para o Rio de Janeiro amanhã bem cedo. - Na afirmação de verdades: Os homens são mortais. - Presente histórico: Todos estavam reunidos na sala do Tribunal. Nesse momento entra o réu, acompanhado do seu advogado, e agride fisicamente um dos guardas.

8 Pretérito : o momento do evento é anterior ao momento da fala. Pode ser: - Perfeito : refere-se a um fato concluído no passado: No ano passado, ela comprou toda a coleção da Barsa. - Imperfeito : refere-se a um fato inconcluso, que se prolonga por algum tempo, no passado: Quando era criança, Eduardo sempre nadava no riozinho da fazenda de seu avô. - Mais-que-perfeito : refere-se a um fato ocorrido no passado, anterior a outro fato também passado: Quando a polícia chegou, o assaltante já fugira com o carro de um dos moradores da casa.

9 Futuro : o momento do evento é posterior ao momento da fala. - Futuro do Presente : fato futuro em relação ao momento presente. Ex.: Tenho certeza de que comprarei um carro japonês no próximo ano. - Futuro do Pretérito : fato futuro em relação a um fato passado. Ou seja, ocorrência de um fato em um momento posterior a algum momento passado. Ex.: Eu tinha certeza de que compraria um carro japonês no ano passado. - Uso: Empregados quando se quer ser gentil e educado. Ex.: Você não gostaria de me dar a honra dessa dança?

10 Tempos do Modo Subjuntivo - Presente: indica uma ocorrência que talvez se realize. Ex.: É necessário que você venha para cá para resolver problemas de família. - Pretérito Imperfeito : indica algo que talvez tenha acontecido no passado ou que poderia acontecer. Ex.: Se você dançasse com ela, poderiam ir ao baile nesta noite. - Futuro : indica uma ocorrência que talvez suceda no futuro. Ex.: Quando você disser a verdade, tudo será diferente.

11 Modo Imperativo - Imperativo Afirmativo : Conduza o carro atentamente! - Imperativo Negativo : Não sejam tão arrogantes.

12 Formas Nominais dos Verbos - Infinitivo : tem valor equivalente ao de um substantivo. Ex.: Preservar a natureza é fundamental. - Gerúndio : tem valor adverbial ou adjetival. Ex.: O menino quebrou a perna jogando bola. / Os dois homens discutindo em voz alta naquele canto da sala. - Particípio : tem valor equivalente ao de um adjetivo. Ex.: Os trabalhos feitos a lápis não serão aceitos pelo professor.

13 Vozes Verbais - Voz Ativa : quando o processo verbal é visto como ação que se origina no sujeito. Ex.: Os homens atravessam o deserto montados em seus camelos. - Voz Passiva : quando o sujeito é paciente do processo expresso pelo verbo. A passiva ocorre com verbos transitivos diretos. Pode ser analítica ou sintética. Ex: A maçã foi devorada pela criança faminta (passiva analítica) / Procuram-se operários especializados (passiva sintética). - Voz Reflexiva : quando o sujeito é ao mesmo tempo agente e paciente do processo verbal. Ex.: Depois das denúncias de corrupção, o governador demitiu-se de suas funções.

14 Tipologia Verbal - Regulares : aqueles que obedecem rigorosamente ao paradigma de sua conjugação (amar, vender, partir). - Irregulares : apresentam formas que não obedecem ao paradigma de sua conjugação, podendo apresentar irregularidades no radical ou nas desinências (dizer, dar). - Anômalos : apresentam profundas irregularidades em seus radicais (ser, ir). - Defectivos : não se conjugam em todas as formas previstas pelo paradigma (abolir, precaver). - Abundantes : apresentam mais de uma forma para determinada flexão, geralmente no particípio (aceitar, extinguir).

15 Tempos PrimitivosTempos Derivados INFECTUM Presente do Indicativo 1ª pessoa Presente do Subjuntivo Imperativo Afirmativo Imperativo Negativo PERFECTUM Pret. Perfeito Indicativo 2ª pessoa P. mais-que-Perfeito Indicativo Pretérito Imperfeito Subjuntivo Futuro do Subjuntivo INFINITUM Infinitivo Impessoal Pretérito Imperfeito Indicativo Futuro do Presente Indicativo Futuro do Pretérito Indicativo Infinitivo Pessoal Gerúndio Particípio

16 Exemplo de Aplicação dos Tempos Primitivos e Derivados PROIBIR Presente do Indicativo Imperativo Afirmativo Presente do Subjuntivo Imperativo Negativo eu proíbo eu proíba tu proíbes* proíbe tutu proíbasnão proíbas tu ele proíbeproíba vocêele proíbanão proíba você nós proibimosproibamos nósnós proibamosnão proibamos nós vós proibis* proibi vósvós proibaisnão proibais vós eles proíbemproíbam vocêseles proíbamnão proíbam vocês

17 Verbos Auxiliares Os chamados verbos auxiliares são aqueles utilizados juntamente com outros verbos na formação dos tempos compostos ( tenho estudado / havíamos feito) e das locuções verbais ( poderão ganhar / queremos vencer). Os verbos principais que entram nas formações dos tempos compostos e das locuções verbais ocorrem sempre em uma de suas formas nominais: Tínhamos sonhado (particípio) / Estou chegando (gerúndio) / Querem brincar (infinitivo). Os verbos auxiliares mais frequentes são ter, haver (voz ativa), ser, estar (voz passiva). Funcionam também como auxiliares, em construções perifrásticas, verbos como querer, ir, dever, saber, vir, poder, etc. Nos tempos compostos ou nas locuções verbais, o verbo que traduz a significação predominante é o principal.

18 Quadro 2: Formação dos tempos compostos INDICATIVO SUBJUNTIVO Pret. Perfeito Composto tenho cantado tens cantado tem cantado temos cantado tendes cantado têm cantado tenha cantado tenhas cantado tenha cantado tenhamos cantado tenhais cantado tenham cantado

19 Quadro 2: Formação dos tempos compostos INDICATIVO SUBJUNTIVO Pret. mais que Perfeito Composto tinha cantado tinhas cantado tinha cantado tínhamos cantado tínheis cantado tinham cantado tivesse cantado tivesses cantado tivesse cantado tivéssemos cantado tivésseis cantado tivessem cantado

20 Quadro 2: Formação dos tempos compostos INDICATIVO SUBJUNTIVO Futuro do Presente Composto terei cantado terás cantado terá cantado teremos cantado tereis cantado terão cantado

21 Quadro 2: Formação dos tempos compostos INDICATIVO SUBJUNTIVO Futuro do Pretérito Composto teria cantado terias cantado teria cantado teríamos cantado teríeis cantado teriam cantado tiver cantado tiveres cantado tiver cantado tivermos cantado tiverdes cantado tiverem cantado

22 Conjugações Verbais Irregulares Existem verbos cujas formas não obedecem rigorosamente ao paradigma das conjugações regulares, podendo apresentar irregularidades no radical ou nas desinências. Seguem apenas os tempos nos quais ocorrem formas irregulares com relação ao paradigma ao qual pertence o verbo indicado. Fica implícito, portanto, que as demais formas são regulares.

23 PRIMEIRA CONJUGAÇÃO DAR Indicativo Presente: dou, dás, dá, damos, dais, dão. Pretérito perfeito: dei, deste, deu, demos, destes, deram. Pretérito mais-que-perfeito: dera, deras, dera, déramos, déreis, deram. Subjuntivo Presente: dê, dês, dê, demos, deis, deem. Pretérito imperfeito: desse, desses, desse, déssemos, désseis, dessem. Futuro: der, deres, der, dermos, derdes, derem.

24 SEGUNDA CONJUGAÇÃO CABER Indicativo Presente: caibo, cabes, cabe, cabemos, cabeis, cabem. Pretérito perfeito: coube, coubeste, coube, coubemos, coubestes, couberam. Pretérito mais-que-perfeito: coubera, couberas, coubera, coubéramos, coubéreis, couberam. Subjuntivo Presente: caiba, caibas, caiba, caibamos, caibais, caibam. Pretérito imperfeito: coubesse, coubesses, coubesse, coubéssemos, coubésseis, coubessem. Futuro: couber, couberes, couber, coubermos, couberdes, couberem.

25 CRER Indicativo Presente: creio, crês, crê, cremos, credes, creem. Pretérito perfeito: cri, creste, creu, cremos, crestes, creram. Pretérito imperfeito: cria, crias, cria, críamos, críeis, criam. Subjuntivo Presente: creia, creias, creia, creiamos, creiais, creiam. Pretérito imperfeito: cresse, cresses, cresse, crêssemos, crêsseis, cressem. Futuro: crer, creres, crer, crermos, crerdes, crerem.

26 DIZER Indicativo Presente: digo, dizes, diz, dizemos, dizeis, dizem. Pretérito perfeito: disse, disseste, disse, dissemos, dissestes, disseram. Pretérito mais-que-perfeito: dissera, disseras, dissera, disséramos, disséreis, disseram. Subjuntivo Presente: diga, digas, diga, digamos, digais, digam. Pretérito imperfeito: dissesse, dissesses, dissesse, disséssemos, dissésseis, dissessem. Futuro: disser, disseres, disser, dissermos, disserdes, disserem. Particípio : dito = bendizer, desdizer, contradizer, maldizer, predizer.

27 FAZER Indicativo Presente: faço, fazes, faz, fazemos, fazeis, fazem. Pretérito perfeito: fiz, fizeste, fez, fizemos, fizestes, fizeram. Pretérito mais-que-perfeito: fizera, fizeras, fizera, fizéramos, fizéreis, fizeram. Subjuntivo Presente: faça, faças, faça, façamos, façais, façam. Pretérito imperfeito: fizesse, fizesses, fizesse, fizéssemos, fizésseis, fizessem. Futuro: fizer, fizeres, fizer, fizermos, fizerdes, fizerem. = desfazer, perfazer, refazer, satisfazer

28 PERDER Presente do indicativo: perco, perdes, perde, perdemos, perdeis, perdem. Presente do subjuntivo: perca, percas, perca, percamos, percais, percam.

29 PODER Indicativo Presente: posso, podes, pode, podemos, podeis, podem. Pretérito perfeito: pude, pudeste, pôde, pudemos, pudestes, puderam. Pretérito mais-que-perfeito: pudera, puderas, pudera, pudéramos, pudéreis, puderam. Subjuntivo Presente: possa, possas, possa, possamos possais, possam. Pretérito imperfeito: pudesse, pudesses, pudesse, pudéssemos, pudésseis, pudessem. Futuro: puder, puderes, puder, pudermos, puderdes, puderem

30 PÔR (anômalo) Indicativo Presente: ponho, pões, põe, pomos, pondes, põem. Pretérito imperfeito: punha, punhas, punha, púnhamos, púnheis, punham. Pretérito perfeito: pus, puseste, pôs, pusemos, pusestes, puseram. Pretérito mais-que-perfeito: pusera, puseras, pusera, puséramos, puséreis, puseram. Subjuntivo Presente: ponha, ponhas, ponha, ponhamos, ponhais, ponham. Pretérito imperfeito: pusesse, pusesses, pusesse, puséssemos, pusésseis, pusessem. Futuro: puser, puseres, puser, pusermos, puserdes, puserem. Particípio : posto = antepor, apor, contrapor, decompor, depor, dispor, expor, impor, opor, propor, repor, supor, transpor.

31 PROVER (embora derivado de “ver” apresenta conjugação regular no Pretérito Perfeito do Indicativo e nas formas dele derivadas). Indicativo Pretérito perfeito: provi, proveste, proveu, provemos, provestes, proveram. Pretérito mais-que-perfeito: provera, proveras, provera, provêramos, provêreis, proveram. Subjuntivo Pretérito imperfeito: provesse, provesses, provesse, provêssemos, provêsseis, provessem. Futuro: prover, proveres, prover, provermos, proverdes, proverem Particípio : provido

32 QUERER Indicativo Presente: quero, queres, quer, queremos, quereis, querem. Pretérito perfeito: quis, quiseste, quis, quisemos, quisestes, quiseram. Mais-que-perfeito: quisera, quiseras, quisera, quiséramos, quiséreis, quiseram. Subjuntivo Presente: queira, queiras, queira, queiramos, queirais, queiram. Pretérito imperfeito: quisesse, quisesses, quisesse, quiséssemos, quisésseis, quisessem. Futuro: quiser, quiseres, quiser, quisermos, quiserdes, quiserem.

33 REQUERER (não segue a conjugação de querer. Apresenta flexão regular no pretérito perfeito e nos tempos que dele se formam) Indicativo Presente: requeiro, requeres, requer, requeremos, requereis, requerem. Pretérito perfeito: requeri, requereste, requereu, requeremos, requerestes, requereram. Subjuntivo Presente: requeira, requeiras, requeira, requeiramos, requeirais, requeiram.

34 SER (anômalo) Indicativo Presente: sou, és, é, somos, sois, são. Pretérito imperfeito: era, eras, era, éramos, éreis, eram. Pretérito perfeito: fui, foste, foi, fomos, fostes, foram. Mais-que-perfeito: fora, foras, fora, fôramos, fôreis, foram. Futuro do presente: serei, serás, será, seremos, sereis, serão. Futuro do pretérito. seria, serias, seria, seríamos, seríeis, seriam. Subjuntivo Presente: seja, sejas, seja, sejamos, sejais, sejam. Pretérito imperfeito: fosse, fosses, fosse, fôssemos, fôsseis, fossem. Futuro: for, fores, for, formos, fordes, forem. Particípio : sido

35 TRAZER Indicativo Presente: trago, trazes, traz, trazemos, trazeis, trazem. Pretérito perfeito: trouxe, trouxeste, trouxe, trouxemos, trouxestes, trouxeram. Mais-que-perfeito: trouxera, trouxeras, trouxera, trouxéramos, trouxéreis, trouxeram. Futuro do presente: trarei, trarás, trará, traremos, trareis, trarão. Futuro do pretérito: traria, trarias, traria, traríamos, traríeis, trariam. Subjuntivo Presente: traga, tragas, traga, tragamos, tragais, tragam. Pretérito imperfeito: trouxesse, trouxesses, trouxesse, trouxéssemos, trouxésseis, trouxessem. Futuro: trouxer, trouxeres, trouxer, trouxermos, trouxerdes, trouxerem.

36 VALER Indicativo Presente: valho, vales, vale, valemos, valeis, valem. Subjuntivo Presente: valha, valhas, valha, valhamos, valhais, valham. = equivaler

37 VER Indicativo Presente: vejo, vês, vê, vemos, vedes, veem. Pretérito perfeito: vi, viste, viu, vimos, vistes, viram. Pretérito mais-que-perfeito: vira, viras, vira, víramos, víreis, viram. Subjuntivo Presente: veja, vejas, veja, vejamos, vejais, vejam. Pretérito imperfeito: visse, visses, visse, víssemos, vísseis, vissem. Futuro: vir, vires, vir, virmos, virdes, virem. Particípio : visto = antever, entrever, prever, rever.

38 TERCEIRA CONJUGAÇÃO DORMIR Presente do indicativo: durmo, dormes, dorme, dormimos, dormis, dormem. Presente do subjuntivo: durma, durmas, durma, durmamos, durmais, durmam. = tossir, engolir, cobrir, descobrir, encobrir, recobrir.

39 IR (anômalo) Indicativo Presente: vou, vais, vai, vamos, ides, vão. Pretérito imperfeito: ia, ias, ia, íamos, íeis, iam. Pretérito perfeito: fui, foste, foi, fomos, fostes, foram. Mais-que-perfeito: fora, foras, fora, fôramos, fôreis, foram. Futuro do presente: irei, irás, irá, iremos, ireis, irão. Futuro do pretérito. iria, irias, iria, iríamos, iríeis, iriam. Subjuntivo Presente: vá, vás, vá, vamos, vades, vão. Pretérito imperfeito: fosse, fosses, fosse, fôssemos, fôsseis, fossem. Futuro: for, fores, for, formos, fordes, forem.

40 SERVIR Presente do indicativo: sirvo, serves, serve, servimos, servis, servem. Presente do subjuntivo: sirva, sirvas, sirva, sirvamos, sirvais, sirvam. = aderir, advertir, conferir, deferir, desferir, despir, divergir, ferir, inferir, ingerir, inserir, preferir, referir, refletir, repelir, repetir, seguir, sugerir, vestir, mentir, sentir.

41 VIR (anômalo) Indicativo Presente: venho, vens, vem, vimos, vindes, vêm. Pretérito imperfeito: vinha, vinhas, vinha, vínhamos, vínheis, vinham. Pretérito perfeito: vim, vieste, veio, viemos, viestes, vieram. Mais-que-perfeito: viera, vieras, viera, viéramos, viéreis, vieram. Futuro do presente: virei, virás, virá, viremos, vireis, virão. Futuro do pretérito: viria, virias, viria, viríamos, viríeis, viriam. Subjuntivo Presente: venha, venhas, venha, venhamos, venhais, venham. Pretérito imperfeito: viesse, viesses, viesse, viéssemos, viésseis, viessem. Futuro: vier, vieres, vier, viermos, vierdes, vierem. = advir, convir, intervir, provir e sobrevir.

42 VERBOS DEFECTIVOS Alguns verbos apresentam conjugação defectiva por motivos de eufonia e de possibilidade de confusão com formas idênticas de outro verbo. Os principais são estes: 1- Todos os verbos impessoais ; 2- Adequar e Precaver, que só se conjugam nas formas arrizotônicas; 3- Computar, que não possui a 1ª, a 2º e a 3º pessoa do singular de Presente do Indicativo e, consequentemente, todas as formas derivadas; 4- Reaver, derivado de Haver, que só se conjuga nas formas em que se conserva a letra v ; 5- Verbos defectivos de 3ª conjugação: tornou-se praxe classificá- los em dois grupos.

43 GRUPO I – os que seguem a conjugação de Abolir, que não possui a 1ª pessoa do singular do Presente do Indicativo e, consequentemente, todas as formas dela derivadas: Presente do Indicativo - aboles abole abolimos abolis abolem - Seguem essa conjugação: aturdir, bramir, brandir, carpir, colorir,, comedir, delir, demolir, desmedir, disjungir, esculpir, espargir, exaurir, explodir, fulgir, jungir, refulgir, retorquir, ruir e urgir.

44 GRUPO II - os que seguem a conjugação de Falir, que só se usa nas formas arrizotônicas, não possuindo também todas as suas formas derivadas: Presente do Indicativo - falimos falis - Seguem essa conjugação: combalir, embair, emolir, empedernir, esbaforir-se, escandir-se, espavorir, florir, garrir, remir, ressarcir, ressequir, transir.

45 VERBOS ABUNDANTES Apresentam mais de uma forma em certos tempos e modos. Essas variantes, contudo, são mais frequentes no particípio. Assim, as formas participiais regulares usam-se, via de regra, com auxiliares ter e haver, e as irregulares com os auxiliares ser e estar. - Os familiares haviam aceitado o convite. - O convite foi aceito pelo diretor.

46 Emprego facultativo: - Tinha acendido / aceso as velas - As velas foram acendidas / acesas - Tinha entregado / entregue a carta - As cartas eram entregues - Tinha ganho / ganhado o prêmio - O campeonato estava ganho - Tinha gastado / gasto o dinheiro - Foi gasto muito dinheiro - Tinha salvado / salvo o doente - O doente foi salvo - Tê-lo-ia pegado / pego de surpresa - O ladrão foi pego pela polícia - Terá pagado / pago a dívida? - A dívida foi paga?

47 Observações: - as formas ganho, gasto e pago, sem dúvida por serem mais breves, no português atual, vêm tornando obsoletos os particípios regulares ganhado, gastado e pagado ; - chego é particípio da variante coloquial da língua.


Carregar ppt "UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO CURSO DE LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA IV Profa. Dra. Maria Eunice B. Vidal Mendonça."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google