A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nos dias de chuva, eu debruço na janela e começo a pensar... Penso em sonhos, penso em realidade, penso em tudo o que vejo, em tudo o que acontece à minha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nos dias de chuva, eu debruço na janela e começo a pensar... Penso em sonhos, penso em realidade, penso em tudo o que vejo, em tudo o que acontece à minha."— Transcrição da apresentação:

1

2 Nos dias de chuva, eu debruço na janela e começo a pensar... Penso em sonhos, penso em realidade, penso em tudo o que vejo, em tudo o que acontece à minha volta... Nos dias de chuva, eu debruço na janela e começo a pensar... Penso em sonhos, penso em realidade, penso em tudo o que vejo, em tudo o que acontece à minha volta...

3 Às vezes começo a chorar, às vezes começo a rir, mas sempre sinto alguma emoção muito forte... Quando eu penso, eu me sinto bem, eu entendo melhor o que acontece... Às vezes começo a chorar, às vezes começo a rir, mas sempre sinto alguma emoção muito forte... Quando eu penso, eu me sinto bem, eu entendo melhor o que acontece...

4 Não há um momento melhor para pensar que em dias de chuva... Um dia, debruçada na janela, comecei a ver as gotas de chuva rolando pelo vidro, fiquei olhando... Não há um momento melhor para pensar que em dias de chuva... Um dia, debruçada na janela, comecei a ver as gotas de chuva rolando pelo vidro, fiquei olhando...

5 Eu já havia visto gotas escorrendo pelo vidro muitas vezes, mas nunca tinha pensado nelas... Mas naquele dia eu pensei... Eu já havia visto gotas escorrendo pelo vidro muitas vezes, mas nunca tinha pensado nelas... Mas naquele dia eu pensei...

6 Parecia que a chuva era o choro do céu... O céu chorando pelo sofrimento, pela devastação, fome, pobreza, injustiça... Parecia que a chuva era o choro do céu... O céu chorando pelo sofrimento, pela devastação, fome, pobreza, injustiça...

7 O céu chorando pelas pessoas que tanto lutam, que enfrentam o dia-a-dia, pelos trabalhadores, pelo esforço intenso, pelo suor, pela dor, pelo sangue derramado... O céu chorando pelas pessoas que tanto lutam, que enfrentam o dia-a-dia, pelos trabalhadores, pelo esforço intenso, pelo suor, pela dor, pelo sangue derramado...

8 O céu chorando... Os trovões se esfolando de raiva de tudo isso... As gotas da chuva rolando pelo vidro, como as lágrimas quentes e salgadas de sofrimento, rolando pelo rosto de tanta gente... O céu chorando... Os trovões se esfolando de raiva de tudo isso... As gotas da chuva rolando pelo vidro, como as lágrimas quentes e salgadas de sofrimento, rolando pelo rosto de tanta gente...

9 A chuva violenta, agressiva, fazendo um apelo aos homens... Mas os homens não percebem... A chuva violenta, agressiva, fazendo um apelo aos homens... Mas os homens não percebem...

10 Como muitas vezes, a chuva vai diminuindo, até parar... Não, a chuva mais uma vez não conseguiu convencer o homem... Como muitas vezes, a chuva vai diminuindo, até parar... Não, a chuva mais uma vez não conseguiu convencer o homem...

11 Mas o céu vai clareando e o sorriso iluminado do sol surge, Dando risadas doces e puras, como um riso solto e inocente de uma criança...

12 Homenageando todas as pessoas que lutam, que trabalham duro, que amam, que respeitam...

13 Uma linda homenagem aos humildes, aos sinceros, aos de bom coração, aos esforçados, aos justos...

14 Sorrindo, porque pensa que todos tem suas qualidades e defeitos...

15 E com esperança que um dia, as pessoas justas de verdade, as pessoas que lutaram e sofreram muito ensinem as outras tantas coisas...

16 O céu, com seu sorriso esperando por dias melhores... Amanda Watanabe Bernardinelli


Carregar ppt "Nos dias de chuva, eu debruço na janela e começo a pensar... Penso em sonhos, penso em realidade, penso em tudo o que vejo, em tudo o que acontece à minha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google