A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ana Serra nº 1, 10º A. Ao observar uma rocha com as suas características particulares, recuamos no tempo para perceber: As condições ambientais, quer.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ana Serra nº 1, 10º A. Ao observar uma rocha com as suas características particulares, recuamos no tempo para perceber: As condições ambientais, quer."— Transcrição da apresentação:

1 Ana Serra nº 1, 10º A

2 Ao observar uma rocha com as suas características particulares, recuamos no tempo para perceber: As condições ambientais, quer físicas quer químicas; A sua origem; A sua litologia; O seu conteúdo fossilífero.

3 Apenas nas rochas sedimentares dá-se a formação de fósseis através do seguinte processo de fossilização: Fóssil – Restos de um organismo ou vestígios da sua actividade, que viveu numa determinada época da história da Terra e que permaneceu intacto nos estratos de rochas sedimentares. Recapitulando, são muito convenientes duas condições: Que o organismo possua partes duras. Que ocorra um enterramento rápido por sedimentos finos que interrompa a decomposição. De acordo com as condições do ser vivo e do meio, podem ocorrer diversos tipos de fossilização. Podemos classificar estes processos em quatro grupos: Moldagem - as partes duras dos organismos acabam por desaparecer deixando nas rochas as suas marcas (impressões). Mineralização - os materiais originais que compõem o ser vivo são substituídos por outros mais estáveis. Mumificação - o material original do ser vivo conserva-se parcial ou totalmente nas rochas ou em outros materiais. Marcas ou Pegadas – são vestígios da actividade do ser vivo, impressas nas rochas.

4 De Idade ou característicos De Ambiente ou fácies Idade geológica das rochas que os contém Ambiente em que viveram Grande expansão temporal Dados sobre a temperatura, oxigenação… Grande expansão geográfica Dados sobre a temperatura, oxigenação… Grande expansão geográfica

5 “Numa sucessão de estratos não deformados, um estrato é mais antigo do que aquele que o cobre e mais recente do que aquele que lhe serve de base.” Com base no princípio anteriormente referido, caso os estratos contenham fósseis aplica-se o princípio da mesma maneira, ou seja, os fósseis contidos nos estratos superiores são mais recentes e os que estão nos estratos inferiores são mais antigos.

6 “Estratos que contenham o mesmo conjunto de fósseis têm a mesma idade.” Ao afirmar que um determinado estrato é mais antigo ou recente que outro, atribui-se uma Idade Relativa.

7 A Idade Radiométrica permite-nos obter um valor numérico para a idade das rochas, determinado em milhões de anos (M.a.). A determinação da idade radiométrica, baseia-se na desintegração de isótopos radioactivos naturais, geralmente de potássio (K-40), rubídio (Rb-87), urânio (U-235 e U- 238) e carbono (C-14). Os átomos iniciais de um isótopo radioactivo (isótopo-pai) são incorporados na estrutura dos minerais da rocha que os contém. Como estes elementos são instáveis, o núcleo dos seus átomos desintegra-se espontaneamente, libertando radioactividade, isto é, energia sob a forma de calor e radiações, originando um novo isótopo, o isótopo-filho. Este isótopo- -filho é mais estável que o isótopo-pai, ocorrendo a desintegração sempre no sentido de obtenção de isótopos- filhos cada vez mais estáveis. A Idade Radiométrica é a idade numérica das rochas e dos minerais, baseada nas propriedades radioactivas de certos elementos químicos.

8 A semi-vida, corresponde ao tempo necessário para que ocorra a desintegração de metade do número inicial de isótopos-pais de uma amostra, originando isótopos-filhos estáveis. Os valores de semi-vida obtidos numa determinada rocha, até à actualidade, permitem-nos a datação radiométrica dessa rocha. Curva de decaimento radioactivo do isótopo-pai em isótopo-filho. O decaimento corresponde à transformação de um átomo noutro com a libertação de energia.

9 A Escala do Tempo Geológico ou Escala Estratigráfica é uma seriação cronológica dos principais acontecimentos da História da Terra, desde a sua formação até à actualidade. As divisões são designadas por: 1ª Ordem: Éones; 2ª Ordem: Eras 3ª Ordem: Períodos

10 (Todas as imagens foram retiradas daqui) Geologia 10 Dias, A. Guerner & Guimarães, Paula & Rocha, Paulo; Areal Editores


Carregar ppt "Ana Serra nº 1, 10º A. Ao observar uma rocha com as suas características particulares, recuamos no tempo para perceber: As condições ambientais, quer."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google