A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PRESENÇA DE JESUS NO ANTIGO E NO NOVO TESTAMENTO João Martins.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PRESENÇA DE JESUS NO ANTIGO E NO NOVO TESTAMENTO João Martins."— Transcrição da apresentação:

1 A PRESENÇA DE JESUS NO ANTIGO E NO NOVO TESTAMENTO João Martins

2 INTRODUÇÃO Ao receber a leva de Espíritos, oriundos de um planeta do Sistema da Capela, exilados na Terra, Jesus prometeu a eles o direito de cada um retornar ao seu planeta de origem, tão logo cumprissem suas provas na Terra. E, aos retardatários, Ele assegurou descer em pessoa ao nosso planeta – no momento certo – para lhes revelar o caminho de volta ao “Paraíso” de onde eles foram alijados. Objetivando o cumprimento de Sua promessa, o Mestre começou os preparativos mais de um milênio antes de sua descida, propriamente dita.

3 Os detalhes que antecederam ao Seu nascimento, à sua missão, ao papel de seus auxiliares, ao seu sofrimento e morte, foram minuciosamente planejados com muita antecedência pelo “Alto”. E esses detalhes, revelados pelos seus enviados (profetas), ao longo dos séculos, constituem partes de um grande mosaico que revela o retrato falado do Cristo e de suas ações, bem como de sua vida e o tipo de sua morte neste planeta, foram todos desenhados ao longo de mil e trezentos anos e devidamente cumpridos. Basta comparar o Antigo com o Novo Testamento, naquilo que se refere ao Messias prometido. (J.Martins)

4 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Balaão (aproximadamente 1250 A.C.), por clarividência, revela o surgimento de um “astro” do tronco de Jacó. Eu o vejo – mas não agora, Eu o contemplo – mas não de perto: Um astro, procedente de Jacó, se torna chefe, Um cetro se levanta, procedente de Israel. (Nm 24:17)

5 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Samuel (1000 A.C.), antevê a genealogia terrena do Messias (da tribo de Judá e descendência de Davi): “Quando chegares ao fim de teus dias e repousares com teus pais suscitarei para ti suceder um teu descendente, nascido de tuas entranhas e confirmarei a sua realeza (...) Tua casa e tua realeza subsistirão para sempre diante de ti; teu trono ficará estável para sempre.” (2 Sm 7:12 e 16) Davi, sob inspiração, revela a hierarquia do Cristo Oráculo de Iahweh ao meu senhor: “Senta-te à minha direita, até que eu ponha teus inimigos como escabelo de teus pés”. (Sl :1) José e Maria (grávida) vão à Belém Lc 2:4-5 – Também José subiu da cidade de Nazaré, na Galiléia, para Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, por ser da casa e da família de Davi. Jesus esclarece sobre sua genealogia Estando os fariseus reunidos, Jesus interrogou-os: “Que pensais a respeito do Cristo? Ele é filho de quem?” Responderam-lhe: “De Davi!”. Ao que Jesus lhes disse: “Como então Davi, falando sob inspiração, lhe chama “Senhor”, ao dizer: “O Senhor disse ao meu Senhor: Senta-te à minha direita, Até que eu ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés?” Ora, se Davi lhe chama Senhor, como pode ser seu filho?” E ninguém podia responder- lhe nada. E a partir daquele dia, ninguém se atreveu a interrogá-lo.

6 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Daniel (550 A.C.), tem a visão da outorga do governo da Terra ao Messias Eu continuava contemplando, nas minhas visões noturnas, quando notei, vindo sobre as nuvens do céu, um como Filho de Homem. Ele adiantou-se até o Ancião e foi introduzido à sua presença. A ele foi outorgado o império, a honra e o reino, e todos os povos, nações e línguas o serviram. Seu poder é um poder eterno que jamais passará, e seu reino jamais será destruído.” (Dn 7:14) O anúncio do nascimento do Salvador Lc 2:11 – Nasceu-vos hoje um Salvador, que é o Cristo Senhor, na cidade de Davi. Jo 4:25-26: A mulher lhe disse: “Sei que o Messias (que se chama Cristo) está para vir. Quando ele vier, nos anunciará tudo.” Disse-lhe Jesus: “Sou eu, que falo contigo!” Mt 26:63-64 – E o Sumo Sacerdote lhe disse: “Eu te conjuro pelo Deus vivo que nos declares se tu és o Messias, o Filho de Deus.” Jesus respondeu: “Tu o disseste! Aliás, eu vos digo que de ora em diante vereis o filho do Homem sentado à direita do Poderoso e vindo sobre as nuvens do céu.”

7 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaias (740 A.C.) visualiza um Precursor preparando os caminhos do Senhor “No deserto, abri um caminho para Iahweh; na estepe, aplainai uma vereda para o vosso Deus. Seja entulhado todo vale, todo monte e toda colina sejam nivelados; Transformem-se os lugares escarpados em planície, e as elevações, em largos vales. Então a glória de Iahweh há de revelar-se e toda a carne, de uma só vez, o verá, pois a boca de Iahweh o afirmou”. (Is 40:3-5). João Batista é chamado a pregar a vinda do Cristo Lc 3:1-6 – (...) a palavra de Deus foi dirigida a João filho de Zacarias, no deserto. E ele percorreu toda a região do Jordão, proclamando um batismo de conversão para a remissão dos pecados, conforme está escrito no livro das palavras do profeta Isaías no deserto.

8 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Malaquias (entre 515 a 445 A.C.) confirma a descida de um mensageiro que viria preparar um caminho para o Messias: “Eis que vou enviar o meu mensageiro para que prepare um caminho diante de mim.” (Ml 3:1) Anunciação da vinda de João Batista, o Precursor: Lc. 1:13-17 – Disse-lhe, porém, o anjo: “Não tenhas medo, Zacarias,(...)tua mulher vai te dar um filho, ao qual porás o nome de João. (...) Pois ele será grande diante do Senhor: (...) Ele caminhará à sua frente, com o espírito e o poder de Elias,(...) para preparar ao Senhor um povo bem disposto.” Em Mateus, a pregação de João Batista: Mt 3:11 - Eu vos batizo com água para a conversão, mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu. De fato, eu não sou digno nem ao menos de tirar-lhe as sandálias. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.

9 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Malaquias (entre 515 a 445 A.C.) revela o nome do Precursor: Eis que vos enviarei Elias, o profeta, antes que chegue o Dia de Iahweh, grande e terrível. Ele fará voltar o coração dos pais para os filhos e o coração dos filhos para os pais, para que eu não venha ferir a terra com anátema. (Ml. 3:23-24) Jesus revela que João Batista era o Elias: Mt. 11:7-14 – (...) começou Jesus a falar a respeito de João às multidões: (...) “Eis que envio o meu mensageiro à sua frente; ele preparará o teu caminho diante de ti.” (...) Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu nenhum maior do que João, o Batista, e, no entanto, o menor no Reino dos Céus é maior do que ele. (“...) E, se quiserdes dar crédito, ele é o Elias que deve vir.” Mt. 17:12-13 – Eu vos digo, porém, que Elias já veio, mas não o reconheceram. Ao contrário, fizeram com ele tudo quanto quiseram. “Assim também o Filho do Homem irá sofrer da parte deles”. Então os discípulos entenderam que se referia a João Batista.

10 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Em 2 Reis (entre 1000 e 562 A.C.), é descrita a roupa de Elias, o tesbita: Perguntou-lhe Ocozias: “Que aparência tinha o homem que veio ao vosso encontro e vos disse essas palavras?” Responderam-lhe: “Era um homem vestido de pelos e com um cinto de couro ao redor dos rins.” E disse o rei: “É Elias, o tesbita!” O apóstolo Mateus descreve a roupa de João Batista e o seu tipo de alimentação : Mt. 3:4 – João usava uma roupa de pelos de camelo e um cinturão de couro em torno dos rins. Seu alimento consistia de gafanhotos e mel silvestre.

11 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaias (740 A.C.) antevê que o Messias nasceria de uma jovem senhora: “Por isso o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a jovem mulher está grávida e vai dar à luz um filho, e lhe dará o nome Emanuel” (Is. 7:14) O anjo anuncia a gravidez de Maria Lc. 1:26-38 – No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão chamado José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. Entrando onde ela estava, disse-lhe: “Alegra- te cheia de graça, o Senhor está contigo!” Ela ficou intrigada com esta palavra e pôs-se a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, porém, acrescentou: “Não tenhas medo, Maria! Encontraste graça junto de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e o chamarás com o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; ele reinará na casa de Jacó para sempre, e o seu reinado não terá fim.”

12 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Miquéias (720 A.C.), aponta onde nasceria o Messias “Mas tu, Belém de Efrata, embora pequena entre os clãs de Judá, de ti sairá para mim aquele que deve governar Israel. Suas origens vem de tempos antigos, de dias imemoráveis.” (Mq. 5;1) O Anjo Gabriel anuncia o nascimento do Senhor Lc. 2:11 – Nasceu-vos hoje um Salvador, que é o Cristo - Senhor, na cidade de Davi. Mt. 2:1-2 – Tendo Jesus nascido em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que vieram magos do Oriente a Jerusalém, perguntando: “Onde está o rei dos judeus, recém-nascido? Com efeito, vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”

13 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaías (740 A.C.), refere-se à manjedoura como o primeiro berço do Messias “O boi conhece seu dono, e o jumento, a manjedoura de seu senhor. Mas Israel é incapaz de conhecer, o meu povo não pode entender” (Is l:3) Os pastores visitam o menino Jesus Lc 2:15-16 – Quando os anjos os deixaram, em direção ao céu, os pastores disseram entre si: “Vamos já a Belém, e vejamos o que aconteceu, o que o Senhor nos deu a conhecer”. Foram então às pressas, e encontraram Maria, José e o Recém-nascido deitado numa manjedoura.

14 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Salmista e Profeta, em épocas diferentes, visualizam a visita dos Magos ao recém-nascido: “Os reis de Tarsis e das ilhas vão trazer-lhe ofertas.” Os reis de Sabá e de Seba vão pagar-lhe tributo; Todos os reis se prostrarão diante dele. As nações todas o servirão.” (Sl. 72:10- 11) Uma horda de camelos te inundará, os camelinhos de Madiã e Efa; todos virão e Sabá, trazendo ouro e incenso e proclamando os louvores de Iahweh.” (Is 60:6) Magos do Oriente visitam o menino Jesus Mt. 2:1-2 – Tendo Jesus nascido em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que vieram magos do Oriente a Jerusalém, perguntando: “Onde está o rei dos judeus, recém-nascido? Com efeito, vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo. Mt.2:7-11–Então Herodes mandou chamar secretamente os magos e procurou certificar-se com eles a respeito do tempo em que a estrela tinha aparecido. E, enviando-os a Belém, disse- lhes: “Ide e procurai obter informações exatas a respeito do menino e, ao encontrá-lo, avisai-me, para que também eu vá adorá-lo.” A essas palavras do rei, eles partiram. E eis que a estrela que tinham visto no Oriente ia à frente deles até que parou sobre o lugar onde se encontrava o menino. Ao entrar na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Em seguida abriram seus cofres, e ofereceram-lhe presentes: ouro, incenso e mirra.

15 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaias (740 A.C.), revela que o Messias não seria guerreiro mas o Príncipe da Paz. “Porque nasceu para nós um menino, um filho nos foi dado. Ele tem a soberania sobre seus ombros e será chamado: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai para sempre, Príncipe da paz” (Is 9:5) Jesus ordena ao apóstolo que embainhe a espada. Mt. 26:51-52 – E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, desembainhou a espada e, ferindo o servo do Sumo Sacerdote, decepou-lhe a orelha... Mas Jesus lhe disse: “Guarda a tua espada no seu lugar, pois todos os que pegam a espada pela espada perecerão”.

16 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaias (740 A.C.), fala da convocação do Messias, pelo Senhor: “Eu, Iahweh, te chamei para o serviço da justiça, tomei-te pela mão e te modelei. Eu te pus como aliança do povo, como luz das nações, a fim de abrir os olhos dos cegos, a fim de soltar do cárcere os presos, e da prisão os que habitam nas trevas” (Is 42:6-7) Jesus confirma ser a luz do mundo Jo. 8:12 – Jesus continuou dizendo: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida.”

17 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaias (740 A.C.), antevê a missão principal do Messias: O espírito do Senhor Iahweh está sobre mim, porque Iahweh me ungiu; Enviou-me a anunciar a boa nova aos pobres, a curar os quebrantados de coração e proclamar a liberdade aos cativos, a libertação aos que estão presos, a proclamar um ano aceitável a Iahweh. (Is 61:1-2) Jesus anuncia sua missão Lc. 4:16-21 – Ele foi a Nazara onde fora criado e, segundo seu costume, entrou em dia de sábado na sinagoga, e levantou-se para ler. Foi- lhe entregue o livro do profeta Isaías; abrindo- o, encontrou o lugar onde está escrito: “O Espírito do Senhor está sobre mim, Porque ele me ungiu Para evangelizar os pobres; Enviou-me para proclamar a remissão aos presos E aos cegos a recuperação da vista, Para restituir a liberdade aos oprimidos, E para proclamar um ano de graça do Senhor.” Enrolou o livro, entregou ao servente e sentou- se. Todos na sinagoga olhavam-no atentos. Então começou a dizer: “Hoje realizou-se essa Escritura que acabastes de ouvir.”

18 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO O Salmista (1000 A.C.?) orienta que o Messias falará por parábolas: “Abrirei a boca em parábolas proclamarei coisas ocultas desde a formação do mundo” (Sl 78.2) Jesus pregava às multidões através de parábolas: Mt. 13:34-35 – Jesus falou tudo isso às multidões por parábolas. E sem parábolas nada lhes falava, para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: “Abrirei a boca em parábolas; proclamarei coisas ocultas desde a formação do mundo.”

19 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaias (740 A.C.), revela que o Messias será qual um pastor: “Como um pastor apascenta ele o seu rebanho, com o seu braço reúne os cordeiros, carrega-os no seu regaço, conduz carinhosamente as ovelhas que amamentam. (Is 40.11) Miquéias (720 A.C.), aponta o Messias como um pastor do povo “Ele permanecerá firme e apascentará o povo na força do Senhor, na excelência do nome do Senhor seu Deus.” (Mq 5:4) Jesus afirma ser o Bom Pastor Jo. 10:14-18 – Eu sou o bom pastor; Conheço as minhas ovelhas E elas me conhecem, Como o Pai me conhece E eu conheço o Pai. Eu dou a vida por minhas ovelhas. Mas tenho outras ovelhas Que não são deste aprisco: Devo conduzi-las também E ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho E um só pastor. Por isto o Pai me ama, Porque dou a minha vida para retomá-la. Ninguém ma arrebata, Mas eu a dou livremente. Tenho poder de entregá-la E poder de retomá-la; Este é o preceito que recebi do Pai.”

20 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO O salmista ( 1000 A.C.?) fala da pedra angular que seria rejeitada “A pedra que os construtores rejeitaram, tornou-se a pedra angular” (Sl 118:22-23) Jesus é a pedra angular rejeitada, como predito Mt. 21:42-44 – Disse-lhes então Jesus: “Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os construtores rejeitaram Tornou-se a pedra angular; Pelo Senhor foi feito isso E é maravilha aos nossos olhos? Por isso vos afirmo que o Reino de Deus vos será tirado e confiado a um povo que produza seus frutos”

21 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Isaias (740 A.C.), detalha os sofrimentos e a mansidão do Messias, ante os seus algozes “Ofereci o dorso aos que me feriam e as faces aos que me arrancavam os fios da barba; não ocultei o rosto às injúrias e aos escarros.” (Is 50:6) “Foi maltratado, mas livremente humilhou-se e não abriu a boca, como um cordeiro conduzido ao matadouro; como uma ovelha que permanece muda, na presença de seus tosquiadores, ele não abriu a boca.” (Is 53:7) Castigos e humilhações sofridos por Jesus Mt. 26:62-68 – Levantando-se então o Sumo Sacerdote, disse-lhe: “Nada respondes? O que testemunham estes contra ti?” Jesus, porém, ficou calado. E o Sumo Sacerdote lhe disse: “Eu te conjuro pelo Deus Vivo que nos declares se tu és o Messias, o Filho de Deus.” Jesus respondeu: “Tu o disseste. Aliás, eu vos digo que de ora em diante vereis o Filho do Homem sentado à direita do Poderoso e vindo sobre as nuvens do céu.” O Sumo Sacerdote então rasgou suas vestes dizendo: “Blasfemou! Que necessidade temos ainda de testemunhas?” Vede: vós ouvistes neste instante a blasfêmia. Que pensais?” Eles responderam: “É réu de morte.” E cuspiram-lhe no rosto e o esbofetearam. Outros lhe davam bordoadas, dizendo: “Faze-nos uma profecia. Messias: quem é que te bateu?” Mt. 27:30-31 – E cuspindo nele, tomaram o caniço e batiam-lhe na cabeça. Depois de caçoarem dEle, despiram-lhe a capa escarlate e tornaram a vesti-lo com as suas próprias vestes e levaram-no para o crucificar

22 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO Levítico (1250 A.C), prescreve o holocausto anual de um carneiro pelo pecado coletivo do povo: “Receberá da comunidade dos filhos de Israel dois bodes destinados ao sacrifício pelo pecado e um carneiro para o holocausto. Depois de haver oferecido o novilho do sacrifício pelo seu próprio pecado e de ter feito o rito de expiação por si mesmo e pela sua casa, Aarão tomará os dois bodes e os colocará diante de Iahweh na entrada de Tenda da Reunião. Lançará a sorte sobre os dois bodes, atribuindo uma sorte a Iahweh e outra a Azazel(*). Aarão oferecerá o bode sobre o qual caiu a sorte “Para Iahweh” e fará com um sacrifício pelo pecado. Quanto ao bode sobre o qual caiu a sorte “Para Azazel”, será colocado vivo diante de Iahweh, para se fazer com o rito de expiação, a fim de ser enviado a Azazel, no deserto.“ (Lv 16: 5- 10)________________ (*) Azazel é o nome de um demônio que os antigos hebreus e cananeus acreditavam que habitasse o deserto, terra árida onde Deus não exerceria a sua ação fecundante

23 ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO O Espírito Jesus e os dois discípulos de Emaús Lc. 24:25-27 – Ele, então, lhes disse: “Insensatos e lentos de coração para crer tudo o que os profetas anunciaram! Não era preciso que o Cristo sofresse tudo isso e entrasse em sua glória?” E, começando por Moisés e por todos os Profetas, interpretou- lhes, em todas as Escrituras, o que a Ele dizia respeito.


Carregar ppt "A PRESENÇA DE JESUS NO ANTIGO E NO NOVO TESTAMENTO João Martins."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google