A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Obrigações (a serem pagas) Obrigações (a serem pagas) Patrimônio (riqueza) Conjunto de bens pertencentes a uma pessoa ou a uma empresa  Bens. Valores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Obrigações (a serem pagas) Obrigações (a serem pagas) Patrimônio (riqueza) Conjunto de bens pertencentes a uma pessoa ou a uma empresa  Bens. Valores."— Transcrição da apresentação:

1 Obrigações (a serem pagas) Obrigações (a serem pagas) Patrimônio (riqueza) Conjunto de bens pertencentes a uma pessoa ou a uma empresa  Bens. Valores a receber, Direitos a Receber  Direitos Contas a pagar, dívidas  Obrigações Bens e Direitos (a receber) Bens e Direitos (a receber) PATRIMÔNIO DE UMA PESSOA OU DE UMA EMPRESA Fonte: Marion, 1998:30 Patrimônio - Conceito

2 Exemplo: Dinheiro em caixa Veículos Imóveis Estoques Tangíveis Intangíveis (incorpóreos) Móveis Imóveis Patrimônio - Bens

3 Ex.: Cia. Teresópolis Bens Edifícios Móveis e utensílios Veículos Máquinas Terrenos Marcas e Patentes Total TangívelIntangível MóveisImóveis Valores em $ mil Fonte: Marion, 1998:31 Patrimônio - Bens

4 Exemplo: Valores a receber Títulos a receber Contas a receber Duplicatas a receber (vendas a prazo) Contas Bancárias Patrimônio - Direitos

5 Ex.: Cia. Teresópolis Direitos Bancos conta Movimento (depósito) Duplicatas a Receber Títulos a Receber (notas promissórias) Aluguéis a Receber Total Valores em $ mil Fonte: Marion, 1998:32 Patrimônio - Direitos

6 Exemplo: Empréstimos a pagar Contas a pagar Impostos a pagar Salários a pagar Duplicatas a pagar (compras a prazo) Dívidas com outras pessoas. Em Contabilidade  Obrigações Exigíveis Patrimônio - Obrigações

7 Ex.: Cia. Teresópolis Obrigações Fornecedores (dívidas com fornec. de mercadorias) Empréstimos bancários (a pagar) Salários a pagar Encargos Sociais a pagar (FGTS, INSS) Impostos a Pagar (ou a recolher) Financiamentos (empréstimos a pagar a longo prazo) Contas a Pagar (Diversos) Total Valores em $ mil Fonte: Marion, 1998:33 Patrimônio - Obrigações

8 Patrimônio da Cia. Teresópolis Valores em $ mil BENS + DIREITOS OBRIGAÇÕES EXIGÍVEIS Fonte: Marion, 1998:34 Obrigações1.500 Patrimônio Líquido4.130 Obrigações1.500 Patrimônio Líquido4.130 Bens Direitos Total Bens Direitos Total Bens + Direitos – Obrigações Exigíveis = Patrimônio Líquido – = 0 Bens + Direitos – Obrigações Exigíveis = Patrimônio Líquido – = 0 Patrimônio

9 Conceito Principais Demonstrações Financeiras Períodos de Apresentação Requisitos para Publicação Demonstrações Financeiras

10 Contabilizados Relatórios Contábeis Dados Coletados Dados Coletados Dados Coletados Demonstrações Financeiras - Conceito

11 Balanço Patrimonial (BP) Demonstração de Resultado do Exercício (DRE) Principais Demonstrações Financeiras

12 Sociedades Anônimas Sociedades Anônimas Sociedades Limitadas Sociedades Limitadas Donos Acionistas Sócios ou Cotistas Pequeno número Sócios ou Cotistas Pequeno número Capital Ações Cotas Relatório Contábil Relatório Contábil Publicação: D.O. e Jornal de grande Circulação local Publicação: D.O. e Jornal de grande Circulação local Publicação não necessária Publicação não necessária Tipos de Empresa Tipos de Empresa Notas explicativas  Complementos das demonstrações: Notas de rodapé Notas explicativas  Complementos das demonstrações: Notas de rodapé Empresas Características

13 Período de Apresentação Lei das S.A.s  ao fim do período de 12 meses Período  Exercício Social ou Período Contábil Exercício Social X Ano Civil  Imposto de Renda (31.12) Exercício Social  Definido pelos proprietários S.A.s de Capital Aberto e Fechado S.A.s de Capital Aberto (Ações em bolsa)  Publicação semestral Fins Gerenciais  relatórios (semanais, quinzenais, mensais...) Demonstrações Financeiras

14 Dados fundamentais para Publicação Denominação da Empresa Título da demonstração (BP, DRE,....) Data do exercício social Valores do exercício referência e anterior Moeda e representação (Mil, Milhões...) Demonstrações Financeiras

15 Balanço Patrimonial Data ___/___/___ Balanço Patrimonial Data ___/___/___ Demonstrativo do Resultado do Exercício Data ___/___/___ Demonstrativo do Resultado do Exercício Data ___/___/___ Relatórios Contábeis - Obrigatórios Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados Data ___/___/___ Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados Data ___/___/___ Em duas colunas Notas Explicativas: (notas de rodapé) Fonte: Marion, 1998:42 Demonstrações Financeiras

16 Relatórios Contábeis Obrigatórios Ativo Passivo Patrimônio Líquido O termo “Capital”em Contabilidade Origens X Aplicações Principal origem de Recursos A expressão “Balanço Patrimonial” Balanço Patrimonial

17 Obrigações Fornecedores Salários a Pagar Empréstimos Bancários Impostos a Pagar Patrimônio Líquido Capital Subscrito Integralizado Obrigações Fornecedores Salários a Pagar Empréstimos Bancários Impostos a Pagar Patrimônio Líquido Capital Subscrito Integralizado Ativo Passivo e PL Bens Máquinas Veículos Estoque Dinheiro Direitos Títulos a receber Depósitos em Bancos Bens Máquinas Veículos Estoque Dinheiro Direitos Títulos a receber Depósitos em Bancos Balanço Patrimonial

18 Conjunto de bens e direitos de propriedade da empresa.  Proporcionam ganho para a empresa  Contas a Receber  Estoque de Produtos Acabados  Máquinas e Equipamentos  Prédios próprios Balanço Patrimonial - Ativo

19 Conjunto de obrigações exigíveis da empresa.  Dívidas que serão reclamadas a partir da data do seu vencimento  PASSIVO EXIGÍVEL  Dívidas com Terceiros  Recursos de Terceiros  Capital de Terceiros  TERCEIRO  Pessoas físicas ou jurídicas  Fornecedores, Funcionários, Governo, Bancos... Balanço Patrimonial - Passivo

20 Total de aplicações dos proprietários na empresa Os proprietários (sócios, acionistas) fornecem meios para o início do negócio.  PASSIVO NÃO EXIGÍVEL  Recurso próprio ou Capital próprio  Risco do capitalista  Em caso de falência da empresa, o sócio perde o dinheiro investido (Investimento de risco) Patrimônio Líquido = Ativo (bens + direitos) – Passivo Exigível (obrigações exigíveis) Balanço Patrimonial – Patrimônio Líquido

21 Origens x Aplicações Fontes x Aplicações Ativo Bens Máquinas Veículos Estoque Dinheiro Direitos Títulos a receber Depósitos em Bancos Bens Máquinas Veículos Estoque Dinheiro Direitos Títulos a receber Depósitos em Bancos Obrigações Fornecedores Salários a Pagar Empréstimos Bancários Impostos a Pagar Patrimônio Líquido Capital Subscrito Integralizado Obrigações Fornecedores Salários a Pagar Empréstimos Bancários Impostos a Pagar Patrimônio Líquido Capital Subscrito Integralizado Passivo e PL Aplicações Origens Balanço Patrimonial

22 ATIVOPASSIVO Circulante Permanente Realiz. L.P. Patrim. Líquido. L.P. Exig. L.P. Disponível (Caixa e Bancos) 600 Duplicatas a Receber (Clientes) Estoques 700 Total Fornecedores 600 Empréstimos a pagar 1200 Contas a Pagar 800 Total Títulos a Receber Total Investimentos 600 Imobilizado Diferido 400 Total Empréstimos a Pagar Total Capital Social Reservas 100 Lucro do Exercício 300 Total TOTAL DO ATIVO 6.000TOTAL DO PASSIVO Aplicações:. Giro$ Permanente$ Aplicações:. Giro$ Permanente$ Fontes:. Terceiros$ Próprias$ Fontes:. Terceiros$ Próprias$ Fontes e aplicações no Balanço Patrimonial

23 Principal Origem de Recursos Lucro é a remuneração ao capital investido na empresa pelos proprietários. A quem pertence o Lucro? ? Balanço Patrimonial

24 Conceito e objetivo Conceito de Prazos na Contabilidade Ativos Passivos Deduções do Ativo e PL Balanço Patrimonial - Grupo de Contas

25 ATIVOPASSIVO Circulante Permanente Realiz. L.P. Patrim. Líquido Exig. L.P. Valores disponíveis e conversíveis dentro do período Recursos dos Proprietários ou Sócios da Empresa Exigível NÃO obrigatório Obrigações com terceiros que se vencem além do período. Exigível obrigatório Obrigações com terceiros que vencem no período. Exigível obrigatório Valores conversíveis além do período Investimentos de caracter permanente ou que beneficiam exercícios futuros Balanço Patrimonial - Grupo de Contas Resumo

26 Longo Prazo Conceito de Curto e Longo Prazos Curto Prazo  até um ano (conceito geral) Longo Prazo  Período acima de um ano Curto Prazo X1X2 Término do Exercício social X X0 Balanço Patrimonial - Grupo de Contas

27 Principais Deduções do Ativo e Patrimônio Líquido Ativo Circulante Provisão para Devedores Duvidosos (PDD) Duplicatas Descontadas Ativo Permanente Depreciação Acumulada Amortização Acumulada Patrimônio Líquido Prejuízo Balanço Patrimonial - Grupo de Contas

28 Apuração do Resultado Conceito de Receita e Despesa Regime de Competência Regime de Caixa Balanço Patrimonial X DRE e Regime de Competência Diferença entre Despesa e Custo Apuração e Regimes de Contabilidade

29 Características: Apuração realizada à cada exercício social Resumo ordenado das Receitas e Despesas do período Confronto entre Receitas e Despesas  Receitas > Despesas  Lucro  Receitas < Despesas  Prejuízo Apuração do Resultado - Conceito

30 Receitas: Vendas de Produtos, Mercadorias ou Serviços  A vista  entrada de dinheiro em Caixa  A prazo  entrada de direitos a receber Aumentam o Ativo Nem todo aumento de Ativo significa Receita  Empréstimos  Financiamentos  Compras a prazo .... Receitas e Despesas - Conceitos

31 Despesas : Todo sacrifício, esforço para obter Receita  Matéria Prima; Mão de Obra;  Consumo de bens (Depreciação);  Serviços Podem ocorrer à vista ou a prazo  A vista  saída de dinheiro do Caixa  A prazo  aumento das Obrigações Receitas e Despesas - Conceitos

32 Custos Indústria:  Gastos de industrialização do produto Despesas Comércio:  Gastos relativos às mercadorias p/ revenda Despesas:  Gastos no escritório Serviços:  Gastos na execução dos serviços Diferença entre Despesa e Custo

33 Custos: Gastos ligados à produção (transformar MP em Produto ) Lançados quando o produto for vendido Despesas: Gastos para transformar PA em receita Lançadas quando incorridas Diferença entre Despesa e Custo Gastos: Sacrifício Financeiro Custos Despesas

34 Custos Despesas Conta  Pessoal  Matéria Prima  Mercadoria  Embalagem  Manutenção  Aluguel  Marketing  Comissão de Vendas  Fretes de entrega  Limpeza .... XXXXXXXXXXXXXX X XXXXXXX XXXXXX Produção Comercial e Administração Diferença entre Despesa e Custo - Resumo

35  Demonstração Dedutiva  A Receita Bruta e suas Deduções  Apuração do Lucro Bruto  Custos das Vendas  Lucro Operacional  O Lucro e o Imposto de Renda  O Lucro Líquido e sua destinação Demonstração do Resultado do Exercício

36 ATIVOPASSIVO Circulante Permanente Realiz. L.P. Patrim. Líquido Exig. L.P. Disponível (Caixa e Bancos) 600 Duplicatas a Receber (Clientes) Estoques 700 Total Circulante Fornecedores 600 Empréstimos a pagar 1200 Contas a Pagar 800 Total Títulos a Receber Total Investimentos 600 Imobilizado Diferido 400 Total Empréstimos a Pagar Total Capital Social Reservas 100 Lucro do Exercício 300 Total TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO Balanço Patrimonial

37 Receitas (-) Despesas Lucro ou Prejuízo Sentido Vertical (dedutivo) Sentido Vertical (dedutivo) Demonstração Dedutiva Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.)

38 - O lucro é compatível com a aplicação? - É melhor realizar a atividade comercial ou aplicar no mercado financeiro? Representa o confronto entre as RECEITAS e as DESPESAS da empresa num determinado período de tempo Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.)

39 Empresas Micros e Pequenas Médias e Grandes DRE (completa)DRE (simples) Receitas (-) Despesas. Lucro ou Prejuízo Receitas (-) Deduções (-) Custos (-) Despesas (-) Lucro ou Prejuízo VERTICALVERTICAL VERTICALVERTICAL Demonstração Dedutiva: Contexto Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.)

40 D.R.E. e suas Contas Receitas Bruta (-) Deduções da Receita = Receita Líquida (-) Custos das Vendas = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais = Lucro Operacional (-) Despesas não Operacionais + Receitas não Operacionais = Lucro Antes do Imposto de Renda (LAIR) (-) Provisão para Imposto de Renda = Lucro Depois do Imposto de Renda Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.)

41 D.R.E. e suas Contas Receitas Bruta (-) Deduções da Receita = Receita Líquida (-) Custos das Vendas = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais = Lucro Operacional (-) Despesas não Operacionais + Receitas não Operacionais = Lucro Antes do Imposto de Renda (LAIR) (-) Provisão para Imposto de Renda = Lucro Depois do Imposto de Renda Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.) A Receita Bruta representa a somatória dos valores das Notas Fiscais emitidas A Receita Bruta representa a somatória dos valores das Notas Fiscais emitidas

42 Impostos e Taxas s/ Vendas. IPI. ICMS. ISS. PIS. COFINS Devoluções (vendas canceladas) Abatimentos (descontos) Impostos e Taxas s/ Vendas. IPI. ICMS. ISS. PIS. COFINS Devoluções (vendas canceladas) Abatimentos (descontos) O fato gerador é a Receita O fato gerador é a Receita D.R.E. e suas Contas Receitas Bruta (-) Deduções da Receita = Receita Líquida (-) Custos das Vendas = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais = Lucro Operacional (-) Despesas não Operacionais + Receitas não Operacionais = Lucro Antes do Imposto de Renda (LAIR) (-) Provisão para Imposto de Renda = Lucro Depois do Imposto de Renda Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.)

43 Receitas Bruta (-) Deduções da Receita = Receita Líquida (-) Custos das Vendas = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais = Lucro Operacional (-) Despesas não Operacionais + Receitas não Operacionais = Lucro Antes do Imposto de Renda (LAIR) (-) Provisão para Imposto de Renda = Lucro Depois do Imposto de Renda Despesas Operacionais são os gastos incorridos para: vender, administrar e financiar as operações. Custos das Vendas representam os gastos de “produção” apropriados aos produtos ou serviços vendidos. Despesas Operacionais. Vendas. Administrativas. Financeiras Despesas Operacionais. Vendas. Administrativas. Financeiras Despesas Financeiras. Juros incorridos (pagos ou não). Juros de mora pagos. Descontos concedidos. Comissões bancárias. Correção monetária sobre empréstimos. CPMF Despesas Financeiras. Juros incorridos (pagos ou não). Juros de mora pagos. Descontos concedidos. Comissões bancárias. Correção monetária sobre empréstimos. CPMF Receitas Financeiras. Aplicações financeiras. Juros de mora recebido. Descontos obtidos Receitas Financeiras. Aplicações financeiras. Juros de mora recebido. Descontos obtidos Se as Receitas Financeiras forem maiores que as Despesas Financeiras, o saldo reduzirá a conta de Despesas Operacionais Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.) D.R.E. e suas Contas

44 Receitas Bruta (-) Deduções da Receita = Receita Líquida (-) Custos das Vendas = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais = Lucro Operacional (-) Despesas não Operacionais + Receitas não Operacionais = Lucro Antes do Imposto de Renda (LAIR) (-) Provisão para Imposto de Renda = Lucro Depois do Imposto de Renda Despesas e Receitas não Operacionais são variações registradas na D.R.E., que não fazem parte do objeto Social da Empresa Ganhos ou Perdas ocorridos com venda de Permanentes: venda de ações (com lucro ou prejuízo); venda de imobilizados (com lucro ou prejuízo Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.) D.R.E. e suas Contas

45 Receitas Bruta (-) Deduções da Receita = Receita Líquida (-) Custos das Vendas = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais = Lucro Operacional (-) Despesas não Operacionais + Receitas não Operacionais = Lucro Antes do Imposto de Renda (LAIR) (-) Provisão para Imposto de Renda = Lucro Depois do Imposto de Renda É a sobra líquida à disposição dos proprietários da empresa. Demonstação de Resultados do Exercício (D.R.E.) D.R.E. e suas Contas


Carregar ppt "Obrigações (a serem pagas) Obrigações (a serem pagas) Patrimônio (riqueza) Conjunto de bens pertencentes a uma pessoa ou a uma empresa  Bens. Valores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google