A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Contabilidade, Estratégia Financeira e de Capital de Giro Prof. Haroldo C. Giacometti.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Contabilidade, Estratégia Financeira e de Capital de Giro Prof. Haroldo C. Giacometti."— Transcrição da apresentação:

1

2 Contabilidade, Estratégia Financeira e de Capital de Giro Prof. Haroldo C. Giacometti

3 Ambiente Financeiro Interno Objetivos e Funções da Adm. Financeira * Realização de Análises e Planejamento Financeiro * Decisões de Investimento * Decisões de Financiamento * Decisão de Dividendos/Reinvestimento

4 Objetivo do Administrador Financeiro A Maximização de Lucro ignora a data em que os retornos ocorrem, o fluxo de caixa ao acionista e o risco A Maximização da Riqueza. O administrador Financeiro deve tomar decisões que aumentam o preço da ação, pois então haverá aumento da riqueza, do valor do acionista Preservação da riqueza ou situação dosstakeholders: empregados, clientes, fornecedores, credores e outros interesses.

5 Serviços Financeiros Analistas de Crédito a bancos e outras instituições financeiras Consultores Financeiros a indivíduos Corretores de títulos e investimentos Corretores de investimentos em imóveis Corretores de seguros

6 Administração Financeira Analista Financeiro Analista ou gerente de Investimentos de Capital Gerente de Projetos Financeiros envolvendo financiamentos Gerente de Caixa ou Tesouraria Analista ou gerente de crédito Administrado de Fundos de Pensão

7 Vice Presidente de Finanças Tesoureiro *Investimento de Capital *Planejamento Financeiro e captação de fundos *Caixa *Crédito *Câmbio *Fundos de Pensão Controller *Tributos *Contabilidade de Custos *Informática *Contabilidade Financeira

8 Demonstrações e Informações Contábeis Balanço Patrimonial Demonstração do Resultado do Exercício Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido Demonstrações das Origens e Aplicações de Recursos Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

9 Balanço Patrimonial Ž ATIVO Circulante Realizável a Longo Prazo Ativo Permanente Ž PASSIVO Circulante Exigível a Longo Prazo Resultado de Exercícios Futuros Patrimônio Líquido

10 ATIVO Circulante são contas que estão constantemente em giro,em movimento, a conversão em dinheiro será no máximo no próprio exercício social Realizável a Longo Prazo são bens e direi- tos que se transformarão em dinheiro em até um ano após o levantamento do Balanço Permanente são bens e direitos que não se destinam a venda e tem vida útil longa no caso de bens.

11 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO CIRCULANTE são obrigações exigíveis que serão liquidadas no próximo exercício social: nos próximos 365 dias após o levantamento do Balanço EXIGÍVEL A LONGO PRAZO são as obrigações exigíveis que serão liquidadas com prazo superior a um ano-dívidas a longo prazo. PATRIMÔNIO LÍQUIDO são os recursos dos proprietários aplicados na empresa. Os recursos significam o Capital mais o seu rendimento LUCROS E RESERVAS

12 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO RECEITA BRUTA 100 (-) DEDUÇÕES ICMS 9 ABATIMENTOS 2 11 RECEITA LÍQUIDA 89 (-) CUSTO DOS PRODS. VENDIDOS 48 RESULTADO OPERACIONAL BRUTO 41 (-) DESPESAS OPERACIONAIS DE VENDAS 6 ADMINISTRATIVAS 5 FINANCEIRAS 3 VARIAÇÕES MONETÁRIAS 2 16 RESULTADO OPERACIONAL LÍQUIDO 25

13 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (COMPLEMENTO) RESULTADO OPERACIONAL LÍQUIDO 25 (+) RECEITAS NÃO OPERACIONAIS 1 (-) DESPESAS NAO OPERACIONAIS 2 (1) RESULTADO ANTES DOS IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES 24 IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES (12) RESULTADOS ANTES DAS PARTICIPAÇÕES 12 PARTICIPAÇÕES 4 RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 8

14 TÉCNICAS DE ANÁLISE ECONÔMICO- FINANCEIRAS ANÁLISE VERTICAL OU DE ESTRUTURA- COMPARAÇÕES RELATIVAS ENTRE OS VALORES DOS ELEMENTOS DE UMA DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL ANÁLISE HORIZONTAL OU DE EVOLUÇÃO- INDICA A EVOLUÇÃO DE VALORES AO LONGO DO TEMPO, COMPARANDO-SE DUAS OU MAIS DEMONS- TRAÇÕES CONTÁBEIS ANÁLISE POR QUOCIENTES- CONSISTE NA RELAÇÃO ENTRE DOIS VALORES DE SALDOS DE CONTAS OU DE GRUPOS DE CONTAS, ORIGINANDO ÍNDICES QUE INDICAM ASPECTOS DA SITUAÇÃO ECONÔMICA OU FINANCEIRA DA EMPRESA

15 ÍNDICES DE LIQUIDEZ CORRENTE Ativo Circulante Passivo Circulante IMEDIATA Disponível Passivo Circulante SECA Ativo Circ.(-)Estoques(-)Desp.Ex.Seguinte Passivo Circulante MEDIATA(Geral) Ativo Circulante(+)Realizável a Longo a Prazo Passivo Circulante(+)Exigível a Longo Prazo SOLVÊNCIA GERAL Ativo Total Passivo Exigível

16 Lucratividade MARGEM OPERACIONAL Lucro Operacional Receita Operacional Líquida MARGEM LÍQUIDA Lucro Líquido Receita Operacional Líquida MARGEM BRUTA Lucro Bruto Receita Operacional Bruta PARTICIPAÇÃO DE CUSTOS E DESPESAS Custos ou Despesas Receita Operacional Líquida

17 ÍNDICES DE RENTABILIDADE RETORNO DO CAPITAL PRÓPRIO Lucro Líquido Patrimônio Líquido Médio RETORNO SOBRE O CAPITAL INVESTIDO Lucro Líquido Ativo Total ROI - RETORNO SOBRE O INVESTIMENTO LUCRATIVIDADE GIRO DO ATIVO Lucro Operacional x Receita Operacional Líquida Receita Oper. Líquida Ativo Médio Operacional ou Total

18 ÍNDICES DE ENDIVIDAMENTO GRAU DE ENDIVIDAMENTO Passivo Exigível Ativo Total ENDIVIDAMENTO COM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Empréstimos e Financiamentos Ativo Total PARTICIPAÇÃO DO CAPITAL PRÓPRIO Patrimônio Líquido Ativo Total GARANTIA DE CAPITAL DE TERCEIROS Passivo Exigível Patrimônio Líquido COBERTURA DE DESPESAS FINANCEIRAS Lucro antes das Despesas Financeiras Despesas Financeiras

19 ÍNDICES DE ATIVIDADE ROTAÇÃO DE ESTOQUE Custo da Mercadoria Vendida x 360 Estoque Médio PRAZO MÉDIO DE DUPLICATAS A RECEBER Média do Saldo de Duplicatas a Receber Vendas a Prazo 360 PRAZO MÉDIO DE DUPLICATAS A PAGAR Média de Duplicatas a Pagar Compras a Prazo 360 ROTAÇÃO DO ATIVO PERMANENTE Receita Operacional Líquida Ativo Permanente

20 Administração do Capital de Giro Grande número de administradores dedica muito tempo às atividades rotineiras de suas empresas, geralmente ao Capital de Giro Ativos Circulantes representam parte expressiva de investimentos Investimentos necessários em ativos circulantes podem acarretar necessidade de em- préstimos e despesas financeiras elevadas Elevação de vendas requer investimentos elevados e implicam em investir em giro

21 Conceitos de Capital de Giro Contem Ativos Circulantes da empresa: Caixa e Bancos, Aplicações Financeiras, Contas e Duplicatas a Receber, Estoques, de C. Prazo Envolve também Passivos Circulantes: Contas a Pagar, Financiamentos Bancários, Impostos e Taxas a Pagar, Salários a Pagar e outros de Curto Prazo O Capital de Giro ou Circulante Líquido é: Ativo Circulante menos Passivo Circulante

22 Diagrama do Capital de Giro CAIXA Adm.Cap.GiroFin. Longo Prazo Bancos Governo Empregados Fornecedores Estoques Contas a Receber Debenturistas Acionistas Bancos Ativos Permanentes

23 Capital Circulante Líquido ou de Giro Ativo Circulante Realizável Longo Prazo Ativo Permanente CCL Passivo Circulante Exigível Longo Prazo Patrimônio Líquido CCL = AC - PC

24 Cia. Pirajá Ativo Circulante Caixa 200 Aplicações 500 Duplicatas a Receber 800 Estoques Passivo Circulante Duplicatas a Pagar 700 Empréstimos 900 Títulos a Pagar 800 Capital de Giro, CCL= ?

25 Financiamento do CCL Evolução Ativo Total Passivo Tempo $ Passivo Circulante Fundos Permanentes ou de Longo Prazo Ativo Circulante Flutuante Ativo Circulante Permanente Ativo Permanente CCL

26 Estratégias de Financiamento de CCL Risco e Lucratividade são associados ao CCL A Lucratividade se refere a diferença entre receitas e custos gerados pelos ativos circulantes ou permanentes da empresa O Risco neste caso se refere à insolvência ou a falta de capacidade de pagamentos

27 Risco versus Lucratividade Em princípio quanto maior a relação entre ativos circulantes e o ativo total menor o lucro e menor o risco Quanto maior a relação entre o passivo circulante e o ativo total maior o lucro e maior o risco

28 Estratégias de Financiamento Agressiva:A empresa financia suas atividades sazonais e parte das necessidades permanentes de fundos com fundos de curto prazo Conservadora:O financiamento das atividades é quase todo através de fundos de longo prazo

29 Pressupostos Básicos Custos financeiros de financiamentos a curto prazo são em geral menores que de longo prazo, mas não necessariamente. Retornos são em geral maiores quando recursos financeiros são aplicados em ativos permanentes ao invés de circulantes, mas também não necessariamente


Carregar ppt "Contabilidade, Estratégia Financeira e de Capital de Giro Prof. Haroldo C. Giacometti."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google