A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição José Luiz Balthazar Jacob Instituto de Moléstias Cardiovasculares São José do Rio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição José Luiz Balthazar Jacob Instituto de Moléstias Cardiovasculares São José do Rio."— Transcrição da apresentação:

1 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição José Luiz Balthazar Jacob Instituto de Moléstias Cardiovasculares São José do Rio Preto - SP

2 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Entre – maior prevalência em adultosEntre – maior prevalência em adultos Maior idade média de pacientes com C.C.GraveMaior idade média de pacientes com C.C.Grave Em existia número + igual de crianças e adultos com C.C. GraveEm existia número + igual de crianças e adultos com C.C. Grave Circulation 2007; 115:

3 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição 4-10/1000 nascidos vivos4-10/1000 nascidos vivos Avanços nos cuidados cardiológicos pediátricosAvanços nos cuidados cardiológicos pediátricos Aumento no número de adultos com C.C. em centros terciáriosAumento no número de adultos com C.C. em centros terciários Crianças 18 anos adultosCrianças 18 anos adultos

4 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição

5 Critérios de InclusãoCritérios de Inclusão –No mínimo 1 CID e/ou procedimento cirúrgico entre e Critérios de ExclusãoCritérios de Exclusão –Vários CID (Bloco I) –Doença não específica (Bloco V) diagnosticado por não especialista –Doença do Bloco II sem diagnóstico feito por especialista e sem ECO –Doenças operadas sem CID

6 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Ano 2.000Ano –11,89 / crianças –4,09 / adultos –5,78 / na população em geral C.C. GraveC.C. Grave –1,45 / 1000 crianças (12% dos C.C.) –0,38 / 1000 adultos (9% dos C.C.)

7 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Ano 2.000Ano –Feminino 52% CC crianças52% CC crianças 57% CC adultos57% CC adultos –Prevalência em Adultos (total) Feminino 4,55 / 1000Feminino 4,55 / 1000 Masculino 3,61 / 1000Masculino 3,61 / 1000 –CC Grave Feminino 0,41 / 1000Feminino 0,41 / 1000 Masculino 0,35 / 1000Masculino 0,35 / 1000 P < 0,0001 P = 0,0001 Distribuição pelo Sexo

8 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição C.C. com shunt (CIA,CIV,PCA,AVC)C.C. com shunt (CIA,CIV,PCA,AVC) –Adultos Feminino 2,13 / 1000Feminino 2,13 / 1000 Masculino 1,46 / 1000Masculino 1,46 / 1000 –Crianças Feminino 9,95 / 1000Feminino 9,95 / 1000 Masculino 7,92 / 1000Masculino 7,92 / 1000 P < 0,0001 Distribuição pelo Sexo

9 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Ano 2.000Ano –Mediana população geral com CC = 40 anos (27 – 60) –Mediana população com grave CC = 29 anos (22 – 39) –Mediana população com outros CC = 42 anos (28 – 62) C.C. em Adultos

10 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Proporção e números entre adultos e crianças

11 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Prevalência entre Adultos e Crianças

12 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Prevalência para Adultos e Crianças por diferentes faixas etárias

13 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição Doenças mais comunsDoenças mais comuns –Estudos prévios: CIV – D.TGA – T4F –Estudo atual: CIA – CIV – D.TGA – T4F CIA – mais comum cardiopatia congênita no adultoCIA – mais comum cardiopatia congênita no adulto AVC e T4F – mais comum cardiopatias congênitas graves no adultoAVC e T4F – mais comum cardiopatias congênitas graves no adulto

14 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição ConclusõesConclusões –Aumento da prevalência e número de adultos com graves CC mostram provavelmente melhora nas técnicas cirúrgicas –Aumento da sobrevida deve resultar num desvio da mortalidade para além dos 18anos –Maior mortalidade deve ser esperada em adultos com graves CC, do que em crianças –Estudos serão necessários para demonstrar como a melhor sobrevida na infância afetará a mortalidade do adulto

15 Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição AtençãoAtenção –Os números mostram que a população adulta com CC está e continuará aumentando, o que irá determinar maior atendimento médico geral.


Carregar ppt "Cardiopatias Congênitas na População Geral Prevalência e Distribuição José Luiz Balthazar Jacob Instituto de Moléstias Cardiovasculares São José do Rio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google