A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AUTOMAÇÃOAUTOMAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AUTOMAÇÃOAUTOMAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 AUTOMAÇÃOAUTOMAÇÃO

2 2 Automação no âmbito industrial Existem duas formas básicas de realizar o CONTROLO DE PROCESSOS INDUSTRIAIS Finalidade: substituição do operador humano por um operador artificial. Controlo em malha aberta Controlo em malha fechada

3 3 Controlo em malha aberta Operador (ordens) Sistema de controlo Actuadores Processo Produto de entrada Produto de saída

4 4 Controlo em malha fechada Operador (ordens) Sistema de controlo Actuadores Processo Produto de entrada Produto de saída Sensores O controlo em malha fechada é o que se utiliza na maioria dos processos existentes na indústria. Através dos sensores o sistema de controlo recebe a confirmação das acções desenvolvidas sobre o processo pelos actuadores

5 5 Processos industriais Tipos de processos industriais Contínuos – As matérias primas estão a entrar permanentemente no processo (início do processo) e saem de forma contínua no outro extremo, com o aspecto de produto acabado. Descontínuos – Recebe na entrada uma determinada quantidade de peças, sobre as quais e realizam as operações necessárias para se produzir um produto final. Discretos – O processo pode ser decomposto numa série de operações realizadas sequencialmente de forma que para se realizar uma determinada operação seja necessário que se tenham realizado correctamente as anteriores. Exemplo: fabrico de uma peça 1º A partir de uma barra corte da peça com as dimensões estipuladas 2º Transporte da peça para a base da máquina de furar 3º Realização do 1º furo 4º Realização do 2º furo 5º Evacuação da peça

6 6 Controladores sequenciais Assíncronos A transição entre estados verifica-se no mesmo momento em que se produz uma variação nas variáveis de entrada. Síncronos A transição para um determinado estado só se verifica em função das variáveis de entrada e da variável interna (associada ao estado anterior) sincronizadas por um sinal de relógio (clock) de frequência fixa.

7 7 Autómato programável Autómato programável ou controlador lógico programável (PLC) é todo o equipamento electrónico capaz de controlar em tempo real processos sequenciais em meios industriais.

8 8 Vantagens e desvantagens Vantagens do PLC: Reduzidas dimensões Grande fiabilidade Facilidade de montagem Possibilidade de se introduzirem modificações sem se mudar o cablado ou juntar outros aparelhos. Desvantagens do PLC: O seu custo inicial Necessidade de um técnico programador

9 9 Estrutura externa Estrutura externa do PLC Estrutura compacta O autómato apresenta num só bloco todos os seus elementos (fonte de alimentação, CPU, memórias, entradas/saídas, etc.) Estrutura modular O autómato divide-se em módulos que realizam funções específicas (fonte de alimentação, CPU, entradas/saídas, etc.)

10 10 Estrutura interna PLC Entradas do PLC quanto à tensão: Isentas de tensão (interruptores, fins de curso, contactos de relé); A corrente continua ou a corrente alternada. (Detectores de proximidade, células fotoeléctricas) Entradas do PLC quanto ao sinal que recebem: analógicas; digitais. Saídas do PLC: a relé (ac/dc) (para comutações não muito rápidas) a triac (ac/dc) (para comutações muito rápidas) a transístor (dc) (para cargas de baixo consumo, comutação rápida e elevado número de operações) Saídas do PLC quanto ao sinal que enviam: analógicas; digitais. EntradasEntradas SaídasSaídas CPU ProcessadorProcessador MemóriaMemória

11 11 Dispositivos de E/S EntradasEntradas SaídasSaídas CPU PLC Dispositivos de saída (actuadores) Contactores Electroválvulas Motores Lâmpadas Dispositivos de entrada (captadores/sensores) Interruptores Fins de curso Células fotoeléctricas Detectores de proximidade


Carregar ppt "AUTOMAÇÃOAUTOMAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google