A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Workshop da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa Curitiba – 29 de maio de 2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Workshop da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa Curitiba – 29 de maio de 2006."— Transcrição da apresentação:

1 Workshop da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa Curitiba – 29 de maio de 2006

2

3 Antecedentes Antecedentes Ações em Telemedicina vêm se desenvolvendo no mundo desde a década de 60. Alguns projetos de demonstração de aplicação da telecomunicação foram realizados ainda nas décadas de 60 e 70. Países precursores dessas iniciativas são: EUA, Canadá, Austrália e França. Todos os países desenvolvidos têm programas e orçamento. No Brasil, os projetos e serviços tomam formam a partir da década de 90, porém sem grande compartilhamento.

4 Destaque Destaque Resolução CFM n°.1.643/2002 Art. 1°: Definir a Telemedicina como o exercício da Medicina através da utilização de metodologias interativas de comunicação audio- visual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em Saúde. Exemplos de aplicação em: dermatologia, oncologia, radiologia, cirurgia, cardiologia, psiquiatria, atendimento domiciliar, reabilitação, pediatria, obstétrica, ginecologia e neurologia. Profissionais de saúde vêm se tornando crescentemente criativos na aplicação e no desenvolvimento de novas TICs em Telesaúde. A maioria dos profissionais de saúde serão afetados no uso da Telemedicina na pesquisa, no ensino, no diagnóstico e no tratamento de saúde. PORTARIA n° 561, DE 16 DE MARÇO DE 2006, Institui no âmbito do Ministério da Saúde a Comissão Permanente de Telesaúde.

5 Objetivos Objetivos Implantação de infra-estrutura para interconexão das Unidades de Faculdades e Hospitais Universitários de Ensino das diferentes regiões do país, que desenvolvem projetos de Telemedicina, permitindo a comunicação e colaboração entre grupos de pesquisa nacionais e internacionais. Melhoria no atendimento das populações das regiões mais carentes e sem atendimento médico especializado, através dos benefícios resultantes do intercâmbio de conhecimentos médicos especializados, teleconferências, cursos de capacitação e formação continuada, discussão entre equipes médicas e segunda opinião.

6 Instituições participantes - Abril 2006 Instituições participantes - Abril 2006 Hospital São Paulo e Centros de Saúde da Escola Paulista de Medicina - Unifesp, (São Paulo) Hospital das Clínicas - FM USP, (São Paulo) Hospital Universitário de São Paulo/LSITEC - USP (São Paulo) Hospital das Clínicas da Unicamp (Campinas/SP) Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (São Paulo) Hospital Universidade de Marília -Unimar (Marília/SP) Hospital Universitário Pedro Ernesto - UERJ (Rio de Janeiro) Fundação Oswaldo Cruz, (Rio de Janeiro) Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago - UFSC (Florianópolis) Hospital das Clínicas Prof. Arnóbio Marques - UFPE (Recife) Hospital Universitário Walter Cantídio - UFC (Fortaleza) Hospital da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, (Porto Alegre) Hospital Universitário Getúlio Vargas - UFAM (Manaus) Hospital das Clínicas – UFMG, (Belo Horizonte) Hospital Universitário - UFES (Vitória) Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes - UFAL (Maceió) Hospital Universitário Prof. Edgar Santos - UFBA (Salvador) Hospital das Clínicas - UFMA (São Luís) Hospital Universitário Lauro Wanderley -UFPB (João Pessoa) Hospital Universitário - UFPR (Curitiba)

7 Sistema de Videoconferência Telediagnóstico por Imagem Educação à distância Exemplos Unifesp Ufes FM-USP ISCMPA Exemplos

8 Metodologia Metodologia Cada instituição participante apresenta a sua infra-estrutura atual e a pretendida, espaço físico, equipamentos, rede de comunicação, serviços, projetos de telemedicina e equipe técnica; A RNP apresenta a infra-estrutura atual de rede metropolitana local, regional ou PoP; e os componentes necessários ao projeto da infra- estrutura pretendida.

9 Comitê Assessor e Grupos de Interesse Comitê Assessor e Grupos de Interesse O Comitê Assessor RUTE garante os aspectos éticos, de qualidade da informação e formação, pertinência e prioridade. E ainda: orienta as discussões e os caminhos da RUTE. Os Grupos de Interesse específicos em cada área relevante garantem a qualidade na prestação dos serviços. ( pesquisa, ensino e assistência )

10 Resultados Esperados Resultados Esperados Expansão das Unidades de Telemedicina nos HUs, habilitadas para colaboração nacional e internacional através de serviços de aplicações de redes avançadas, com conseqüente redução de custos e melhoria de serviços; Desenvolvimento e demonstração de soluções para outras organizações e secretarias estaduais e municipais de saúde; Orientação do uso inovador em redes de especialização em saúde integradas em procedimentos de telemedicina em âmbito nacional; Adoção e o estabelecimento de procedimentos de telemedicina em projetos de assistência colaborativa, pesquisa, demonstrações, eventos, palestras e cursos.

11 Aliada às Redecomep´s, a criação de uma infra-estrutura nacional de telecomunicação de apoio aos serviços integrados de assistência, educação e pesquisa prestados pelos Hospitais Universitários é de fundamental importância ao desenvolvimento das redes estaduais e municipais de atendimento de saúde. Redecomep Redes Comunitárias de Ensino e Pesquisa

12 Representante Legal: Nelson Simões Diretor Geral, Coordenação Executiva: José Luiz Ribeiro Filho, Ordenador de Despesas: Wilson Coury Diretor Financeiro, Gerência do Projeto: Luiz Ary Messina,


Carregar ppt "Workshop da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa Curitiba – 29 de maio de 2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google