A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FORMAÇÃO BÁSICA. I. São Vicente de Paulo FORMAÇÃO BÁSICA “ Não é suficiente que eu ame a Deus se meu próximo não o ama”. A SSVP inspira-se no pensamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FORMAÇÃO BÁSICA. I. São Vicente de Paulo FORMAÇÃO BÁSICA “ Não é suficiente que eu ame a Deus se meu próximo não o ama”. A SSVP inspira-se no pensamento."— Transcrição da apresentação:

1 FORMAÇÃO BÁSICA

2 I. São Vicente de Paulo

3 FORMAÇÃO BÁSICA “ Não é suficiente que eu ame a Deus se meu próximo não o ama”. A SSVP inspira-se no pensamento e na obra deste santo, para aliviar os sofrimentos do próximo, mediante o trabalho efetivo e afetivo. São Vicente de Paulo

4 FORMAÇÃO BÁSICA Nascido em Pouy, França em 1581, hoje chamada de São Vicente de Paulo. Sua descendência tem vínculo na Espanha; A casa que nasceu Vicente chamava-se “ranquines” = casa do coxo, por causa de seu pai. Vicente carregou para toda sua vida, o jeito tranquilo, firme e organizado dos camponeses. Da infância ao sacerdócio

5 FORMAÇÃO BÁSICA Vicente era o terceiro filho de seis irmãos; Ajudava seu pai a pastorear os rebanhos; Viveu como Pobre ao lado de outros Pobres; Saiu de casa aos 15 anos para estudar, em um colégio franciscano em Dax, por intermédio de um amigo da família, Sr. Comet, juíz de Pouy; Torna-se professor dos filhos do Sr. Comet, que lhe pagava e assim podia custear seus estudos. Da infância ao sacerdócio

6 FORMAÇÃO BÁSICA 1596 – com pouco mais de 15 anos recebe a tonsura e as ordens menores, pelas mãos do Bispo de Tarbes. Os estudos continuam em Tolosa e depois em Saragoça – recebe o diaconato. Falecimento de seu pai – 23 de setembro = recebe o sacerdócio por Dom Francisco de Bourdelles Primeira Missa = Vilarejo de Buzet-sur Tarn dedicado à Nossa Senhora, a quem tanto amava. Da infância ao sacerdócio

7 FORMAÇÃO BÁSICA 1605 – viagem à Roma, visita os túmulos de Pedro e Paulo e conhece o Papa Clemente VIII. Emociona às lágrimas, não eram lágrimas de conversão, mas de alguém que corria atrás do prestígio e fazer carreira em busca do sucesso pessoal. Mas Deus purifica seu escolhido que busca honrarias e cargos eclesiásticos. Três provas ocorrem na vida de Vicente. “Noite escura” de Vicente de Paulo

8 FORMAÇÃO BÁSICA 1. O cativeiro na Tunísia; 2. A injusta acusação de roubo; 3. Vicente pede a Deus o sofrimento e a depressão de um amigo para si, que custou-lhe longos anos de tormenta e dor. Este último episódio foi chamado por ele de “noite escura”. “Noite escura” de Vicente de Paulo

9 FORMAÇÃO BÁSICA 1.Foi após este episódio, que aos pés de um crucifixo, se consagra à Caridade por toda a vida, servindo os Pobres por amor a Jesus. 2.Este voto de servir os Pobres é a chave mestra para toda a vida dele e a fonte de numerosas obras de caridade – assume pela primeira vez a direção de uma Paróquia(que existe até hoje) restaura-a, estabelece a comunhão mensal e tenta fundar um seminário. “Noite escura” de Vicente de Paulo

10 FORMAÇÃO BÁSICA 1613 – professor particular dos filhos da nobre família Gondi;um destes filhos tornou-se cardeal. Exerce o ministério com os Pobres camponeses nas terras dos Gondi; Sente-se incomodado com a vida no Palácio e acredita não estar cumprido o voto de servir aos Pobres; Família de Gondi e o ano de 1617

11 FORMAÇÃO BÁSICA 1917 – ao atender um camponês muito doente, que a pesar da fama de santo, queria fazer a última confissão, este desabafa: disse que estaria condenado se não tivesse feito esta confissão geral. Em 25 de janeiro do mesmo ano, ao celebrar na igreja de Folleville, fala sobre a “confissão geral” e muitos aparecem para confessar. Vai repetindo a pregação pelas aldeias vizinhas. Percebe o quanto o povo Pobre estava abandonado. Família de Gondi e o ano de 1617

12 FORMAÇÃO BÁSICA Esta data seria para sempre lembrada como a data de fundação da Congregação da Missão. Afasta-se da Família Gondi e assume a paróquia de Chatillon, que estava em total abandono; Organiza a caridade, quando uma família necessita de ajuda, para que as pessoas pudessem ajudar através do revezamento. Em 23 de agosto 1617, funda a primeira Confraria da Caridade chamada de Damas da Caridade. Atualmente conhecidas como AIC (Associação Internacional de Caridade). “A caridade só é eficaz se for organizada”. Família de Gondi e o ano de 1617

13 FORMAÇÃO BÁSICA Com a ajuda de outros sacerdotes inicia a missão pelas Aldeias nas terras pertencentes a Família Gondi. Principais atividades das Missões: anúncio da Boa Nova; Sacramentos,Catequese, reconciliação, socorro aos Pobres e Confissão Geral. Duração das missões: de 15 a 30 dias. De aldeia em aldeia

14 FORMAÇÃO BÁSICA 1619 – recebe o convite de Luiz XIII, para ser o Capitão-mor das galés do reino. “Essa pobre gente está sendo tratada como animais” (SVP.) Melhorias: prisões mais arejadas e maiores, limpas e com boa alimentação. Hospital para atendê-los. O objetivo era dar um pouco de dignidades aos Pobres condenados. * tomou o lugar de um deles... As Galés

15 FORMAÇÃO BÁSICA Seus familiares aguardavam a promessa de uma vida melhor e se decepcionaram com Vicente. Vicente ficou com remorso e por três meses pediu perdão a Deus e pediu que afastasse dele o remorso de ter deixado sua família pelo trabalho junto aos Pobres. Rever a família

16 FORMAÇÃO BÁSICA Com a ajuda da Senhora Gondi, Vicente organiza as missões, com o lema: “O Senhor me enviou para evangelizar os Pobres”. Formaram mais de mil padres missionários e em pouco tempo a “companhia” dos missionários atingiu a Polônia, Itália, Argélia, Madagascar, Irlanda e Escócia. Fundação para as Missões

17 FORMAÇÃO BÁSICA As confrarias da caridade espalharam-se pelas paróquias rurais para socorrer os doentes, os famintos, as vítimas das guerras. Conheceu Luísa de Marillac, e como seu diretor espiritual conquistou-a para a Missão. As confrarias cresciam e a pobreza também. Margarida de Naseau, foi a primeira moça camponesa a entrar para a Missão. Filhas da Caridade

18 FORMAÇÃO BÁSICA de novembro nasce na Igreja: “A Companhia das Filhas da Caridade”. Era uma congregação diferente, as irmãs não ficavam enclausuradas, mas trabalhavam pelas ruas, juntos aos Pobres e doentes e nem faziam votos solenes, por isso demorou muito para ser aceita pela Santa Sé – receberam a aprovação do cardeal Retz, filho dos Gondi e ex-aluno de Vicente. Vicente e Luísa fundaram mais de 60 casas das Filhas da Caridade. Filhas da Caridade

19 FORMAÇÃO BÁSICA Suas atividades e obras foram profundamente marcadas pela força do Evangelho (evangelizar e servir os Pobres); Fundou 13 casas para as crianças abandonadas; Enviava auxílio para as áreas de guerra; Fundou abrigos para idosos, doentes e abandonados; Enfim, Vicente viveu amando e servindo a Jesus Cristo nos Pobres. E de forma criativa, organizada e acelerada. “Pequenos serviços a Deus e ao povo”

20 FORMAÇÃO BÁSICA “Fomos escolhidos como instrumentos de Deus e de sua imensa e paternal caridade,que quer ver estabelecida em todas as almas.” 27 de setembro 1660 – às 4h45min da manhã, na casa de São Lázaro (seminário) entrega seu trabalho a Deus, pedindo perdão por ter feito tão pouco para os Pobres, os filhos preferidos de Deus. São Vicente é conhecido como: Pai dos Pobres. Uma vida chegando ao fim

21 FORMAÇÃO BÁSICA “ As coisas de Deus se fazem por si mesmas, e a verdadeira sabedoria consiste em seguir a Providência Divina passo a passo, sem se colocar adiante e sem ficar para trás” Conclusão

22 Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo! ECAFO - CNB


Carregar ppt "FORMAÇÃO BÁSICA. I. São Vicente de Paulo FORMAÇÃO BÁSICA “ Não é suficiente que eu ame a Deus se meu próximo não o ama”. A SSVP inspira-se no pensamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google