A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Everaldo S. Freitas Informática I (600.002).

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Everaldo S. Freitas Informática I (600.002)."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Everaldo S. Freitas Informática I ( )

2 Objetivos Conhecer e capacitar os alunos ao trabalho com o conjunto de produtividade oferecido pelo Openoffice, com ênfase no processador de texto Writer, aplicativo para apresentação de slides Impress e desenvolvimento de planilhas e gráficos através do Calc. Conhecer e desenvolver habilidades para o uso dos meios de comunicação eletrônicos, tais como internet, correio eletrônico, intranet e skype, assim como com as tecnologias eletrônicas da vanguarda.

3 Ementa Ensino sobre o emprego de aplicativos que ofereçam soluções aos trabalhos acadêmicos, profissionais e nas organizações, como, processador de texto, apresentador eletrônico de trabalho, meios de comunicação, ferramentas e serviços eletrônicos.

4 Conteúdo Programático 1 – Introdução 2 – Internet Conceitos básicos; História da Internet; Páginas, Serviços e Ferramentas da Internet; Como navegar; Guardar Informações; Copiar textos, imagens e endereços; Gravar imagens; Imprimir; Criar lista de endereços favoritos; Pesquisar na Internet;

5 Conteúdo Programático 3 – Ferramentas da Internet Correio Eletrônico; Intranet; Skype; Tecnologias eletrônicas de vanguarda; 4 – Aplicativos do Openoffice (Writer) Abrir e criar documentos; Adicionar e editar textos; Verificar ortografia; Localizar e substituir; Formatação de textos (manual e com estilos); Tabelas; Marcadores e numeração; Cabeçalho e rodapé; Quebra de paginas; Indice automático; Atalhos

6 Conteúdo Programático 5 – Aplicativos do Openoffice (Impress) Abrir um exemplo de apresentação do Impress; Criar uma apresentação; Salvar e exportar; Editar Slides (alterar o layout, adicionar, copiar, mover e excluir slides); Formatar texto dos slides; Adicionar figuras ao slide; Transição de slides; Efeitos de textos em textos e gráficos; Executar apresentação;

7 Conteúdo Programático 6 – Aplicativos do Openoffice (Calc) Fundamentos da Planilha; Células; Dados; Formatação de Planilhas, células e folhas; Fórmulas e Funções; Gráficos.

8 Bibliografia Dominando a Internet. Autor: Hahn, Harley- Editora: Makron Books; Projetos em sala de aula: Excel Autor: Tajra, Sanmya Feitosa - Editora: Erica; Projetos em sala de aula: Word Autor: Tajra, Sanmya Feitosa - Editora: Erica; Projetos em sala de aula: PowerPoint Autor: Tajra, Sanmya Feitosa - Editora: Erica; Impress: Trabalho com slides(OpenOffice). Autor: Andrade, Denise de Fatima - Editora: Viena; Excel Avançado. Autor: Cinto, Antonio Fernando - Editora: Novatec;

9 Critérios de Avaliação MB = ((MT * 0,2) + (PR *0,8)) MT – Média de trabalhos PR – Prova regimental Trabalhos: Pesquisas e exercícios práticas de laboratório.

10 Aula 1 1 – Introdução a informática

11 Conceitos Iniciais Computador – Formado de Hardware e Software HARDWARE: parte física do computador SOFTWARE: conjunto de programas que faz funcionar a máquina;

12 Evolução

13

14 Estrutura do Computador

15

16

17 Memória Recipiente (espaço) no qual são realizadas as operações de tratamento dos dados. Comparação culinária : Processador -> cozinheiro ; Softwares -> receitas ; Dados -> ingredientes ; Memória -> recipiente. A memória pode ser aumentada com a adição de chips.

18 Memória No ambiente Windows, a quantidade de memória influencia a velocidade. Quanto maior a capacidade de memória, maior é o desempenho do processador.

19 Memória Memória RAM Random Access Memory - memória de acesso aleatório (randômico) ; Memórias destinadas à leitura e gravação de dados; Armazena dados e instruções que digitamos e também certos parâmetros de controle do próprio microcomputador. Dados não são permanentes.

20 Memória Memória ROM (Read Only Memory) - memória apenas de leitura. São memórias permanentes; Conteúdo é gravado na fábrica e não pode ser alterado; Armazena a BIOS; BIOS identifica o computador e configura como ele irá trabalhar; Seu conteúdo nunca é perdido mesmo quando se desliga o computador;

21 Memória

22 PLACA-MÃE Principal placa de circuitos do micro. Nela ficam o processador e a memória. As outras placas do sistema são encaixadas na placa mãe (Ex.: as que controlam discos e monitor de vídeo.

23 1- Slots de expansão ( ISA ). 2- Slots de expansão (PCI). 3- Memória Flash ROM ( BIOS ). 4- Slot de vídeo AGP. 5- Soquete de encaixe da fonte ATX. 6- Slot de encaixe do processador. 7- Soquete de encaixe do processador. 8- Chipset. 9- Slots de expansão de memória. 10- Bateria de Lithium. 11- Conectores FDD. 12- Conectores IDE. Placa Mãe

24 Saídas para impressora e teclado Slots Processador Placa Mãe

25 Teclado O teclado é a comunicação da máquina com o mundo exterior. Através dele podemos indicar as tarefas que o computador deve seguir. Há varios tipos de teclado que foram surgindo ao longo do tempo. Uns por necessidade, outros por modernidade.

26 Numérico Edição Mouse Alfabeto Funções - Os teclados tem dois layouts basicos: * ABNT (com a tecla Ç); * Estados Unidos Internacional (sem a tecla Ç); OBS: A configuração do layout pode ser feito no Painel de Controle nas opções regionais e de idioma.

27 Alguns Tipos de Teclado

28 Monitor Periférico de saida que é indispensável para o computador. A maioria dos monitores hoje são LCD ou LED, porém os monitores CRT (monitores de tubo) ainda são encontrados.

29 Impressora Um dos mais importantes periféricos de saída do computador. Mais comuns: matriciais, jato de tinta e laser Matriciais martelam com agulhas sobre uma fita entintada para produzir os textos ou desenhos. Possuem 9 ou 24 agulhas e trabalham principalmente com formulários contínuos (é muito utilizada em bancos).

30 Impressoras Jato de Tinta utilizam um dispositivo que lança sobre o papel minúsculas gotas de tinta que formam as letras. Sua resolução é bastante superior à das matriciais. Laser, processo de impressão similar ao utilizado nas fotocopiadoras, apresentam a melhor qualidade na produção de textos e imagens. Logicamente, a escala de preços cresce com a resolução: dos três grupos, as máquinas a laser são as que custam mais

31 SCANNER É um periférico de grande valor para quem deseja passar para o computador imagens gráficas como fotos, recortes de jornais e revistas, desenhos artísticos e técnicos para ilustração, que se fossem criados no computador seriam caros e demorados. Primordial para o trabalho com artes gráficas.

32 Software Conjunto de instruções colocadas em ordem lógica que quando executada, esta seqüência de comandos, controla o computador realizando tarefas difíceis para o ser humano efetuar com rapidez e eficiência.

33 Tipos de Software Existem vários tipos de softwares nos dias de hoje, que nos solucionam os mais diversos problemas com resultados excelentes, mas basicamente são divididos em duas categorias: os de base (sistemas operacionais) e os de aplicação (aplicativos)

34 Software de Base (SB) Parte lógica indispensável ao funcionamento de um computador, Ex.: Sistema Operacional controla a CPU, gerencia memória, controla o acesso de periféricos, possibilita a execução de programas, entre outras coisas mais. Há ainda a plataforma operacional gráfica (também chamada de ambiente operacional), o exemplo clássico e o Windows.

35 SB - Sistemas Operacionais MS-DOS, sistema mais popular do mercado, foi desenvolvido pela empresa Microsoft, e utiliza uma tela de caracteres sem gráficos. WINDOWS não é um sistema operacional e sim um ambiente operacional gráfico que usa como plataforma o sistema MS-DOS, para ser executado e traz muitos recursos graças a interface gráfica, desenvolvido pela Microsoft, dispõe hoje em dia de variados programas aplicativos.

36 SB - Sistemas Operacionais UNIX - sem sombra de dúvida um dos maiores sucessos em todos os tempos, este sistema operacional foi desenvolvido pelos Bel Laboratories da AT&T, ele tinha como alvo as máquinas com maior potência do que os simples computadores pessoais. LINUX – Sistema operacional baseado na plataforma Unix. Software livre que vem sendo aperfeiçoado e atualmente já encontra muitos adeptos.

37 SM - Software Sob Medida São sistemas (conjunto de programas) criados por um programador ou mesmo o próprio usuário para atender suas necessidades específicas. Isto se dá devido aos softwares padronizados (os aplicativos) não atenderem as necessidades do usuário, ou atenderem mal. Pois normalmente estas necessidades são exclusivas do usuário.

38 SM - Software Sob Medida SOFTWARE HOUSE, s ão verdadeiras indústrias de programas, que procuram prover as necessidades do mercado desenvolvendo programas, treinando os operadores, etc.

39 SAP - Softwares Aplicativos Programas para aplicações gerais distribuídos mundialmente, desenvolvidos de modo a atender diversas necessidades de um grande número de usuários, de uma forma padrão.

40 SAP – Softwares Aplicativos Processadores de textos, utilizados para criar documentos escritos, como cartas, trabalhos de escola, receias médicas, laudos de processos de advocacia, petições, contratos, cartas de cobrança, monografias entre outros documentos, e ainda malas diretas. Existem vários processadores de texto atualmente no mercado alguns deles são: Word, Writer, WordPerfect etc...

41 Exemplos de Editores de Texto Word for Windows, fornece um nível de sofisticação muito elevado, tornando o software excelente, rápido e de fácil aprendizagem para usuários do ambiente Windows; Writer, software livre criado para ser uma opção aos usuários que não tem como comprar uma licença para uso do Word da Microsoft. Word Perfect for Windows, este software é concorrente direto do Word da Microsoft, possui mesma facilidade que o Word, é uma opção para quem não se adaptar com o Word.

42 Planilhas Eletronicas Planilhas de cálculo, utilizadas para montagem de diversos tipos de planilhas (financeiros, estatísticos, matemáticos, trigonométricos, banco de dados, etc.) como folhas de pagamento, controles de contabilidade, lista de preços, cálculo de precisão, controles de estoques, entre outros processos que necessitam de cálculos.

43 Exemplos de Planilhas Eletronicas As planilhas de cálculo mais conhecidas são: Excel, primeira planilha a ser conceituada no ambiente Windows, devido a sua facilidade de operação. Foi criada pela Microsoft Calc, planilha oferecida pelo BrOffice, software livre encontrado no mercado.

44 ABD - Aplicativos de Bancos de Dados Dataflex é gerenciador de banco de dados Multi-usuário muito usado em ambientes de Médio Porte havendo versões em vários sistemas operacionais dentre eles o MS-DOS, Windows, Unix, Xenix entre outros DBase for windows, nova versão para o windows, aproveitando a compatibilidade com o DBase III para o MS-DOS

45 ABD - Aplicativos de Bancos de Dados Oracle, um dos mais conceituados sistemas gerenciadores de banco de dados para médio e grande porte atualmente no mercado. Access, este gerenciador de banco de dados apresenta uma estrutura muito versátil e inteligente. Utiliza a plataforma gráfica Windows e também foi desenvolvidos pela Microsoft.

46 Desenhos de técnicos, ilustrações e tratamento de fotos Programas normalmente utilizados por agências de publicidade, para criar e tratar fotografias e ilustrações que serão colocadas em livros, anúncios de propaganda ou também utilizadas para criar animações: Adobe Photoshop, Corel Draw, AutoCad, Flash etc...

47 Linguagens de Programação As linguagens de programação evoluíram muito desde o surgimento dos computadores. Inicialmente, toda a programação era feita em linguagem de máquina (linguagem de baixo nível) Hoje predominam-se no mercado as linguagens de alto nível (visuais) proporcionando maior eficiência e rapidez no desenvolvimento dos programas.

48 Aula 2 2 – Internet Conceitos básicos; História da Internet;

49

50 Internet A Internet nasceu praticamente sem querer. Foi desenvolvida nos tempos remotos da Guerra Fria com o nome de ArpaNet (Advanced Research Projects Agency ) para manter a comunicação das bases militares dos Estados Unidos, mesmo que o Pentágono fosse riscado do mapa por um ataque nuclear. Seria também uma das formas das forças armadas norte-americanas de manter as comunicações em caso de ataques inimigos que destruíssem os meios convencionais de telecomunicações. Assim, em 1969, foi criada a ARPANET - ARPAnetwork e em outubro do mesmo ano foi enviada a primeira mensagem remotamente, inaugurando na prática suas atividades. Durante os anos seguintes, a ARPANET foi sendo ampliada com novos pontos em todo os Estados Unidos, passando a incluir também universidades. Nas décadas de 1970 e 1980, além de ser utilizada para fins militares, a Internet também foi um importante meio de comunicação acadêmico. Estudantes e professores universitários, principalmente dos EUA, trocavam idéias, mensagens e descobertas pelas linhas da rede mundial.

51 Internet Em 1982, foi implementado o TCP/IP, protocolo padrão da Rede. No ano seguinte, toda a parte militar (que recebeu o nome de MILNET) foi separada da ARPANET. Em 1985, surgiram os primeiros domínios (.edu,.org e.gov), logo após à criação deste conceito. Também nessa época, começou a ser usado o nome INTERNET para se referir ao conjunto de redes liderado pela ARPANET. Depois da cisão com a parte militar e o uso já comum do termo INTERNET, a ARPANET se esvaziou e deixou de existir oficialmente em Em síntese, a Internet é um conjunto de redes de computadores interligadas que tem em comum um conjunto de protocolos e serviços, de uma forma que os usuários conectados possam usufruir de serviços de informação e comunicação de alcance mundial.

52 Panorama da Internet - Mundo 1,6 bilhões de usuários (25% da população mundial); Até 2013 – 2,2 bilhões; Quase 1 milhão de pessoas acessam pela 1ª vez, todos os dias; Em 1982 = 315 sites. Em 2009 = 226 milhões !; A cada minuto = 20 horas de vídeo no YouTube; A cada segundo um novo blog é criado; 1 bilhão de internautas navegam em redes sociais. Fonte: International Telecommunication Union (ITU) / Forrester Research Netcraft / Google Discovery

53 Panorama da Internet Fonte: Ibope Nielsen

54

55 Aprox. 69 milhões de usuários em Estimativa: em 2010, o número se aproximará de 100 milhões – 49% da população. Fonte: Ibope/Nielsen NetRatings, 2009 e DataFolha, 2008 Internet Brasil - usuários

56 Internet Brasil Internet x outras mídias No Brasil, a penetração de Internet é de 40%. É maior que a da TV por assinatura e igual a da Revista. Em 2007, pela primeira vez, foram vendidos mais computadores que televisores no Brasil. Fonte (BrasilI: Comitê Gestor de Internet – Governo Federal, 2007 Fontes (Internacional): Internet World Stats, 2008 / Folha de São Paulo, 2009 Penetração por tipo de mídia

57 Internet Brasil - locais de acesso + de 38 milhões acessam de suas casas. banda larga é um fator determinante – 50% dos domicílios. Fonte: Comitê Gestor de Internet – Governo Federal, 2007 e palestra Negrini

58 Internet Brasil Distribuição Demográfica 51% Masculino 49% Feminino De acordo com pesquisa BBDO e Proximity: 70% dos homens não saberiam como se divertir sem a internet. 56% das mulheres acham que a vida seria inviável se elas não pudessem usar a web para se manter em contato com a família. Isso explica porque 63% dos usuários do Facebook são do sexo feminino. Mais de 20% das usuárias colocam, na rede social, fotos ao lado de amigos, mas só 9% dos homens fazem isso. Fonte: BBDO e Proximity

59 Internet Brasil Distribuição Geográfica A distribuição geográfica é diretamente relacionada à população nas regiões do país. Não existe relação entre renda regional e penetração de acesso à Internet. Fonte: IBGE

60 Internet Brasil - Tempo de Uso A média de utilização mensal de Internet é de 26h15min a maior do mundo! Esse perfil se reflete no sucesso de ferramentas de Redes Sociais, como o Windows Live Messenger e o Orkut. Fonte: IBOPE Nielsen Online – 2009.

61 Internet Brasil Distribuição por Faixa Etária O uso da Internet é distribuído quase linearmente pelas principais faixas etárias: 18 a 64 anos = 68% = economicamente ativos. Fonte: Ibope/Nielsen NetRatings, 2008 e palestra Negrini.

62 Internet Brasil – uso on-line

63 63 Internet - considerada por muitos como um dos mais importantes e revolucionários desenvolvimentos da história da humanidade; Um cidadão comum ou uma pequena empresa podem ter acesso a informações localizadas nos mais distantes pontos do globo; Permite também criar, gerenciar e distribuir informações em grande escala, no âmbito mundial. Importância da Internet

64 64 Com a Internet uma pessoa qualquer (um jornalista, por exemplo) pode, de sua própria casa, oferecer um serviço de informação; Influência da Internet em nossas vidas: comunicação áudio-visual entre as pessoas; contato à distância das empresas pelos seus dirigentes; comercialização de objetos e de serviços; Importância da Internet

65 65 Importância da Internet Influências da Internet em nossas vidas: Administração governamental, como o site da Receita Federal; e o mais importante, a disposição, para qualquer um, de grande parte do conhecimento da humanidade adquirido até os dias atuais.

66 Aula 3 Páginas, Serviços e Ferramentas da Internet; Como navegar; Guardar Informações; Copiar textos, imagens e endereços; Gravar imagens; Imprimir; Criar lista de endereços favoritos; Pesquisar na Internet;

67 67 Formas de Acessar a Internet Acesso Dial UP Feito através de linha telefônica convencional. É uma conexão instável e provê baixas taxas de transmissão. ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line) Além de não ocupar a linha telefônica, permite acessos superiores a 6Mbps(download); Radio Este sistema consiste na transmissão de dados por ondas de rádio frequência. O serviço é disponibilizado através de antenas direcionais.

68 68 O que é WWW? Abreviação do inglês World Wide Web, também chamada de Web apenas, é uma rede de computadores de alcance mundial; É a parte gráfica da Internet, que possibilita acesso simultâneo a imagens, animações, sons e textos; Sua maior característica é a possibilidade de navegação através dos links; É um dos serviços básicos e o mais utilizado da Internet.

69 69 Abreviação de electronic mail, correio eletrônico; Trata-se de outro serviço muito usado da Internet, com envio e recepção de mensagens escritas de usuário a usuário, Permite anexar arquivos para serem enviados com mensagens.

70 Navegação Navegação e navegadores

71 71 O que é Browser? O verbo browse do inglês significa procurar, folhear; Um browser ou navegador é um programa que permite a navegação na Internet e a visualização das páginas na Web; O browser mais difundido é o Internet Explorer, mas temos o Mozila Firefox, Opera, Chrome etc...; A navegação pelas páginas se dá através dos Endereços Web (eletrônicos) e por links localizados nas páginas.

72 72 Buscadores Os motores de busca da Internet, ou buscadores, são ferramentas essenciais para encontrar informações no vasto e crescente mundo da Internet; São sistemas de busca por palavras chave, em bases de dados das páginas Web;

73 73 Como fazer uma busca? Para se fazer uma busca de informações através de um buscador, basta digitar a palavra desejada, escolher o tipo de pesquisa e clicar em Pesquisar; Após isso, será apresentada na tela uma seqüência de resultados de possíveis sites que contenham aquela informação pesquisada. Escolhe-se um dos links e clica-se nele, para ir até o site que contém a informação.

74 74 Buscadores O resultado da busca por uma palavra apresenta links para páginas onde esta palavra foi encontrada. Os buscadores utilizam mecanismos para que as páginas mais importantes no resultado de uma pesquisa, apareçam logo no início.

75 75 Buscadores Os mais conhecidos são: Google: Yahoo: Bing:

76 76 Download Download significa descarregar (down=baixo, load=carga); Copiar um arquivo eletrônico; Processo de captura de informações pela cópia de arquivos localizados em computadores distantes para o seu próprio computador local. Forma de realização: através de links que estão em páginas Web (estes links apontam para arquivos que podem ser baixados).

77 77 Download x Upload O processo inverso ao download é o chamado UPLOAD. Alguns sites são exclusivos para downloads, especialmente de programas, como o: Outros permitem disponibilizar arquivos

78 Megaupload Acusações de violação direta de leis autorais diz respeito a um link compartilhado no Megaupload, cujo conteúdo estava hospedado em servidores do serviço, e que infringia a lei, caracterizando pirataria. A URL em questão levava para uma música do rapper 50 Cent.

79 79 Grátis Serviço de recebimento e envio de s, oferecido gratuitamente aos usuários; Para se ter acesso é necessário efetuar um cadastro com alguns dados do usuário; Utiliza páginas Web para a digitação e visualização das mensagens; Os fornecedores não se responsabilizam pelo conteúdo das mensagens, nem por qualquer dano que os usuários venham a ter ao utilizarem o serviço.

80 80 Grátis Os mais conhecidos e respectivas capacidade de armazenamento: GMail (Google): mais de 2GBwww.gmail.com Yahoo: 1GBwww.yahoo.com.br BOL: 1GBwww.bol.com.br Hotmail: 250MBwww.hotmail.com IG: 10MBwww.ig.com.br Geralmente nos de maior capacidade as mensagens devem ter um tamanho máximo de 10MB.

81 local

82 82 Disco Virtual É uma área de armazenamento à distância, onde se pode guardar qualquer tipo de arquivo (fotos, textos, programas, etc); Em alguns sites da Internet você poderá inscrever-se gratuitamente e ganhar uma área de Disco Virtual; O espaço ganho varia de acordo com o site que fornece o serviço; O único inconveniente é que em horários de muito acesso o serviço de transferência de dados fica relativamente lento.

83 83 Disco Virtual Alguns sites que disponibilizam o serviço: Dropbox: Terra: UOL:

84 84 Outros Sites Compra e venda: Diversão/Games:

85 85 Outros Sites Vários sites oferecem diversos serviços para os internautas: Dicionários: Notícias:

86 86 Comunicação Existem diversas formas de comunicação via Internet, dentre as quais destacam-se: ; Chats; Messagens instantâneas (msn, yahoo mensseger); Skype (voz pela internet); Sites de relacionamentos: - Orkut: - Facebook: - Linkedin:

87 87 Educação Uma das ferramentas para busca de artigos acadêmicos. Formato encontrado: PDF

88 Aula 4 Editores de Texto Editores de texto são aplicativos que permitem criar documentos de textos, com as formatações necessárias, com numerações, cabeçalhos e rodapés. Permite ainda adicionar ao texto, figuras e imagens fotográficas, além de gráficos e planilhas. Os mais simples de utilizar são os aplicativos Bloco de Notas e o WordPad, que acompanham o sistema operacional Windows XP, porém não possuem tantos recursos como o MS Word e BrOffice.

89 BrOffice Broffice.org é o nome de um conjunto de programas de escritório livre (free software), disponível na internet gratuitamente (no site que oferece ferramentas poderosas para o trabalho na maioria das corporações. O broffice.org é um produto nacional (mantido por uma equipe brasileira) baseado num conjunto de programas mundialmente conhecido: o openoffice.org.

90 BrOffice O pacote Broffice tem os seguintes aplicativos: Writer um processador de texto e uma ferramenta para criar páginas da Web Calc um aplicativo de planilha para cálculos e gráficos Impress um aplicativo de apresentação para slides Draw um aplicativo de edição de imagem vetorial Base um front-end de banco de dados Math ferramenta para desenhar e inserir fórmulas gráficas nos documentos.

91 BrOffice Writer Writer é um aplicativo do pacote BrOffice.org e sua função é de processar texto, oferecendo vários recursos de processamento como: formatação de um texto, inserção de objetos (imagens, arquivos e outros...), buscando cada vez mais facilitar a criação de documentos.

92 Extensões de arquivos BrOffice As extensões dos arquivos do BrOffice são diferentes do MSOffice, porém podemos salvar os documentos em formatos conhecidos.

93 Área de trabalho do BrOffice Barra de Título: Exibe o nome do documento ativo. Enquanto o arquivo não for salvo com o nome escolhido pelo usuário aparecerá na barra de titulodocumento 1. Barra de Menus: Apresenta os menus que são utilizados para acessar os recursos do Writer. Barra Ferramentas Padrão: Consiste em uma série de ícones associados com determinadas operações do Writer. Barra de Formatação Padrão: Responsável pela aparência e formato dos caracteres e parágrafos. Réguas: Permite criar margem de parágrafo para o texto, alterar as margens da página, e etc. Barra de Status: Mostra a posição atual do cursor através das coordenadas Linha/Coluna, o número da página atual e a quantidade de páginas do documento. Barras de Rolagem: Utilizadas para movimentação do texto.

94 Barra de Menus A barra de menus na parte superior da janela do BrOffice.org lista os comandos que você pode usar com os itens selecionados atualmente. Clique no nome de um menu e clique no comando que deseja usar. Comandos indisponíveis são exibidos em cinza. OBS: Você também pode escolher um comando ao pressionar uma combinação de teclas. Por exemplo, para abrir um documento, pressione Ctrl+O, ou ALT em conjunto com a letra sublinhada do respectivo menu. Exemplo: Alt + A para abrir o menu Arquivo.

95 Barra de Ferramentas Uma barra de ferramentas é um conjunto de ícones que representam comandos comuns. Para acessar um desses comandos, clique no ícone do comando na barra de ferramentas. As barras de ferramentas Padrão e de Formatação localizam-se embaixo dos menus, na parte superior de cada janela de aplicativo do BrOffice.org. OBS: Se posicionar o ponteiro do mouse sobre um ícone da barra de ferramentas, o nome do comando que o ícone representa será exibido em uma caixa amarela. EXIBINDO E OCULTANDO BARRAS DE FERRAMENTAS: Clique no menu Exibir e selecione Barra de Ferramentas, marque as barras que você deseja exibir e desmarque as que você deseja ocultar. Para movimentar a barra de ferramenta, clique no título da barra e arraste para a posição que deseja, ou, dê dois cliques no título da barra.

96 Barra de Ferramentas

97

98

99 Formatação de documentos Formatação Caractere

100 Formatação de documentos Formatação Parágrafo

101 Formatação de documentos Na formatação de parágrafo podemos criar efeitos no inicio dos textos, com por exemplo a aplicação de capitulares. Veja abaixo o exemplo de aplicação de capitulares: A letra A fica maior e ocupa 3 linhas do início do parágrafo.

102 Formatação de documentos Formatação Página

103 Exercício Desenvolva o exercício 1 disponível no link: ftp://ftp.unilins.edu.br/everaldo/ Informatica_Organizacoes/Exercicio/ Ao final envie para o do professor:

104 Menu de Inserção No menu inserir do BrOffice temos a possibilidade de adicionar ao documento: tabelas, cabeçalho e rodapé, quebras de linha, notas, quadros, figuras, formulas etc...

105 Menu de Inserção

106

107 Exercício de Aplicação Digitar o texto abaixo e formata-lo segundo o layout a seguir: A cada dia que passa, a informática vem adquirindo cada vez mais relevância na vida das pessoas e nas empresas. Sua utilização já é vista como instrumento de aprendizagem e sua ação no meio social vêm aumentando de forma rápida entre as pessoas. Cresce o número de famílias que possuem em suas residências um computador. Esta ferramenta está auxiliando pais e filhos mostrando-lhes um novo jeito de aprender e ver o mundo. Quando se aprende a lidar com o computador novos horizontes se abrem na vida do usuário. Nas organizações não poderia ser diferente, toda empresa necessita ser informatizada para se manter no mercado de trabalho e acompanhar as tecnologias, o computador veio para inovar e facilitar a vida das empresas.

108 Exercício de Aplicação Na pagina que digitar o texto, inserir cabeçalho e rodapé com as informações a seguir: Cabeçalho: ID e Nome dispostos à direita da linha Rodapé: Data e número da página centralizados

109 Exercício de Aplicação Transferir os dados acima para uma tabela para que fiquem melhor dispostos para análise. Use estilos de tabelas coloridas para tornar o visual mais atrativo

110 Estilos de Formatação Podemos utilizar estilos de formatação do BrOffice ou criar estilos proprios para o texto.

111 Estilos de Formatação O acesso aos estilos do BrOffice se faz pelo menu Formatar no item Estilos e Formatação.

112 Estilos de Formatação Clicar no ícone estilos de caracteres e dentro da caixa do assistente clicar com o botão direito do mouse. Selecionar o item NOVO.

113 Estilos de Formatação Na caixa de configuração, na aba organizador, dê um nome para o estilo. Depois nas outras abas escolha os tipos de fonte, tamanho, efeitos posição e cores do plano de fundo. Finalize clicando no botão OK.

114 Estilos de Formatação Para aplicar o estilo basta selecionar o texto e dar duplo click sobre o estilo criado. Exemplo: Criar um estilo de formatação de caracteres com as seguintes características: a. Tipo da letra: Comic Sans Ms; b. Cor da letra: Azul; c. Tamanho da letra: 14; d. Sublinhado: Pontilhado; e. Efeitos: Contorno, Sombra, Caixa alta;

115 Inserção de Índice Automático Uma das principais dúvidas de quem está fazendo trabalhos escolares e acadêmicos, principalmente a monografia é como eu faço o índice ou o sumário de meu texto?. Se temos um texto bem pequeno pode até não dar tanto trabalho, mas no caso de uma monografia com 100 páginas teremos dificuldades. Por isso os editores de texto dispõem de uma estrutura que cria índices automaticamente de acordo com a numeração das paginas. Isso facilita o trabalho e faz com que se perca menos tempo formatando o documento.

116 Inserção de Índice Automático Os sumários são, geralmente, compostos pelos títulos e subtítulos do texto relacionados com a página em que esses títulos e subtítulos estão, portanto, a primeira coisa que você precisa fazer para que seu editor de texto crie um sumário automaticamente para você é dizer para ele o que é um título e o que não é. No BrOffice iremos utilizar a galeria de estilos de parágrafos para executar tal tarefa. Para criar um estilo de parágrafo faremos da mesma forma que utilizamos para criar estilo de caracteres. Podem ser utilizados os estilos prontos também.

117 Galeria de Estilos de Formatação Iremos usar esses estilos para marcar os títulos como título e os subtítulos como subtítulo. É só selecionar o texto do título e clicar no estilo apropriado. Você pode utilizar os estilos padrão do BrOffice Writter (Título 1, Título2, Título 3 …) ou criar seus próprios estilos.

118 Galeria de Estilos de Formatação Selecionando o titulo e dando duplo click no estilo de parágrafo desejado.

119 Galeria de Estilos de Formatação Após aplicar os estilos em todos os títulos do texto, basta deixar o cursor onde se deseja criar o sumário e selecionar no menu Inserir -> Índices e tabelas -> Índices e sumários..

120 Ajustes do Índice Automático Na tela de configuração faça os ajustes conforme desejar e clique OK.

121 Índice Automático O Indice (sumário) será acrescentado, caso deseje fazer alterações clicar com botão direito sobre o indice para edição ou atualização.

122 Exercício Crie um índice automático no documento (artigo comparação aplicativos.odt) disponível no link: ftp://ftp.unilins.edu.br/everaldo/ Informatica_Organizacoes/Exercicio/ Ao final envie para o do professor:

123 Mala direta com Writer A mala direta nada mais é do que uma forma de enviar cartas personalizadas. É muito utilizada no ramo empresarial. Normalmente é criado um documento padrão, e ao aplicar a mala direta é gerado vários outros documentos iguais, porém personalizados com o nome de cada cliente da empresa e até com outras informações configuradas.

124 Mala direta com Writer Abra o Writer (editor de texto) e crie o documento no qual será aplicada a mala direta (formatar toda estrutura conforme desejado). Salve o documento; O próximo passo é criar a lista de nomes que servirá como base de dados. OBS: Normalmente essa lista é muito grande e deve ser fornecida pela empresa.

125 Mala direta com Writer Exemplo de cartão para mala direta:

126 Mala direta com Writer Abra o OpenOffice Calc (planilha eletrônica) e insira os dados conforme o exemplo ao lado, utilizando a primeira linha como título (obrigatório) e sem utilizar linhas em branco entre os dados. Essa será a nossa base de dados. Salve o documento, feche a janela e retorne ao documento padrão no Writer.

127 Mala direta com Writer No menu Inserir, selecionar campos -> outros para abrir a tela de configuração. No botão procurar, busque o arquivo que contem os nomes (lista).

128 Mala direta com Writer Ao selecionar o arquivo da lista, na caixa de configuração aparecerá os itens. Basta posicionar o cursor (no documento padrão) onde deseja que o campo seja acrescentado e clicar no botão inserir. Aparecerá uma marca no local que depois será substituída por cada nome ou informação desejada.

129 Mala direta com Writer Exemplo de Inserção de campo de mala direta:

130 Mala direta com Writer No menu Exibir selecionar: Fontes de dados. Irá aparecer o documento para mesclar os dados e em cima aparecerá a lista com os nomes.

131 Gerando a Mala Direta

132 Clique no botão próximo até chegar ao ultimo dos passos (8. Salvar, imprimir ou enviar) mostrado na tela lateral esquerda.

133 Gerando a Mala Direta Deixe a tela conforme o modelo abaixo e clique em salvar documentos e depois concluir. Informe o nome do novo documento e salve para terminar.

134 OpenOffice.org Calc O OpenOffice.org Calc é um programa de planilha que você pode usar para organizar e manipular dados que contêm texto, números, valores de data e tempo, e mais, por exemplo para o orçamento doméstico.

135 Estrutura

136

137

138 Fundamentos da planilha Por padrão, um documento de planilha consiste em três folhas: Planilha1,Planilha2 e Planilha3. Cada folha divide-se em um máximo de linhas e 256 colunas. As linhas são rotuladas com números e as colunas, com letras. A interseção de uma linha e uma coluna é chamada de célula.

139 Células Uma célula é identificada por uma referência que consiste na letra da coluna da célula seguida do número da linha da célula. Por exemplo, a referência de uma célula na interseção da coluna A e da linha 2 é A2. Além disso, a referência do intervalo de células nas colunas A a C e linhas 1 a 5 é A1:C5.

140 Dicas: Para inserir rapidamente datas e números consecutivos: O Calc tem um recurso de autopreenchimento. O conteúdo de cada célula sucessiva na série é incrementado por um. 1 é incrementado para 2, segunda-feira é incrementada para terceira- feira, e assim por diante. Editar uma célula usar a tecla F2; Para selecionar um intervalo de células, clique em uma célula. Em seguida arraste o mouse até cobrir o intervalo que deseja selecionar. Para selecionar uma linha ou coluna inteira, clique no rótulo da linha ou coluna.

141 Usando fórmulas e funções Podemos inserir fórmulas em uma planilha para efetuar cálculos. Se a fórmula contiver referências a células, o resultado será atualizado automaticamente toda vez que for alterado o conteúdo das células. Também podemos usar as fórmulas ou funções predefinidas que o Calc oferece. Uma fórmula começa com um sinal de igual (=) e pode conter valores, referências a células, operadores, funções e constantes.

142 Operadores

143 Funções O Calc conta com aproximadamente 330 funções predefinidas, divididas nas seguintes categorias: Financeiras; Data e hora; Matemática e trigonométrica; Estatística; Procura e referência; Banco de Dados; Texto; Lógica; Informações.

144 Exemplo Monte a tabela abaixo no Calc e use as funções específicas para encontrar os resultados. 1º SEMESTRE 2012 NomeFaltas1º Bimestre2º BimestreMédia 1 Rodrigo Freitas65,57,8 2 Patricia Morazio127,36,4 3 Cleyde Almeida310,09,5 4 Roberto Dalonso84,26,5 5 Aline Morais73,59,0 6 Marcelo Novaes106,07,2 7 Gloria Maria Silva08,06,5 Maior nota Maior média Menor nota Menor Média Média das notas bimstrais

145 Exercício Utilize o Calc e suas funções especificadas no documento do link abaixo para encontrar os valores da planilha: ftp://ftp.unilins.edu.br/everaldo/ Informatica_Organizacoes/Exercicio/ Ao final envie para o do professor:

146 Função Se Funções lógicas são o meio utilizado nas Planilhas para testar valores, verificando se atendem a determinadas condições. A função SE é usada para testar condições como o exemplo abaixo: Um aluno será considerado aprovado se tiver sua média final maior ou igual a 7 se for menor que 7 reprovado

147 Função Se Sintaxe:

148 Função Se Funções lógicas são o meio utilizado nas Planilhas para testar valores, verificando se atendem a determinadas condições.

149 Exercício Voltar ao exercício para calculo da média dos alunos e usar a função se para definir se o aluno está aprovado ou reprovado. 1º SEMESTRE 2012 NomeFaltas1º Bimestre2º BimestreMédia 1 Rodrigo Freitas65,57,8 2 Patricia Morazio127,36,4 3 Cleyde Almeida310,09,5 4 Roberto Dalonso84,26,5 5 Aline Morais73,59,0 6 Marcelo Novaes106,07,2 7 Gloria Maria Silva08,06,5 Maior nota Maior média Menor nota Menor Média Média das notas bimstrais

150 Gráficos no Calc Muitas vezes, uma imagem vale mais do que mil palavras. Essa frase pode ser utilizada para explicar um pouco sobre os gráficos. Uma planilha de dados geralmente contém muitos dados e números, mas para apresentar esses dados a alguém, se houver a possibilidade de termos um gráfico acompanhando os dados, haverá maior facilidade no entendimento da informação transmitida.

151 Gráficos no Calc Para a geração de um gráfico, sempre será necessário que primeiramente tenha sido gerado alguma base de dados. É a partir de uma base de dados que iremos criar um gráfico. Uma base de dados pode ser uma planilha, ou seja, uma tabela dentro de uma planilha.

152 Exemplo Vamos utilizar o exercício da aula anterior para monstrar a forma de criação de gráficos no calc.

153 Fórmulas e Funções: Valor Futuro (VF) Valor futuro é uma função financeira que permite calcular o valor de um investimento ao final de um prazo. Sintaxe: =VF(taxa; parcelas; pagamento; valor presente) Ex: Se você fizer um investimento de R$350,00, com taxa de 8% ao ano. Qual será o valor daqui a 20 anos? Solução: =VF(8%/12;12*20;-350) Onde: 8% é a taxa de juros dividida ao ano (12); 12*20 é o número de meses (12) multiplicado pelo nº de anos (20) subtraído do valor inicial (-350) do investimento. Resposta: (R$ ,15)

154 Fórmulas e Funções: Valor Futuro (VF) Supomos que você deseja investir em certo equipamento. Porém, para você atingir sua meta, será necessário investir na poupança, sabendo que ela lhe rende 3% ao mês. Seu depósito inicial será de R$ 1.000,00 e seu depósito mensal e constante será de R$ 150,00, no início de cada período. Este depósito será feito durante 1 ano, que é o tempo que você necessita para obter um valor futuro. E que valor é esse?

155 Fórmulas e Funções: Cálculo de juros (TAXA) Imagine que acabe de fazer um empréstimo de R$3.000,00, a ser pago em 18 parcelas de R$257,00. Como saber a taxa de juros empregada no empréstimo? Na célula A1, insira o valor do empréstimo (R$3.000,00) – vp Na célula A2, insira o valor da parcela (R$257,00) – pgto Na célula A3, insira a quantidade de parcelas (18) - nper Com o cursor em A5, vamos calcular a taxa de juros com a ajuda da função TAXA, que possui a seguinte sintaxe =TAXA(parcelas;pagamento;valor presente) =TAXA(A3;-A2;A1) Resposta (Taxa= 5,02%)

156 Fórmulas e Funções: Cálculo de juros (TAXA) Desejamos saber a taxa de juros que está sendo cobrada por um empréstimo feito por você de R$ 2.000,00 em 4 anos, com pagamentos mensais de R$ 200,00. Qual o resultado?

157 Fórmulas e Funções: Cálculo da prestação (PGTO) Retorna o pagamento periódico de uma anuidade. Na compra de um automóvel de R$20.000,00, em 36 prestações, qual será o valor da prestação, com a taxa de 2,5% ao mês? Na célula B1, insira o valor do automóvel (R$20.000,00) –vp Na célula B3, insira o número de parcelas (36) –nper Na célula B4, digite a taxa cobrada (2,5%) - taxa Com o cursor em B2, calcule o valor da prestação com a ajuda da função PGTO, que tem a seguinte sintaxe: =PGTO (taxa; parcelas; valor presente; valor futuro; tipo) =pgto(B4;B3;-B1) Resposta: (R$ 849,03)

158 Fórmulas e Funções: Cálculo da prestação (PGTO) Vamos supor que você fez um empréstimo a alguém de R$ 1.500,00 a serem pagos durante 8 meses a uma taxa anual de 10% (0,83% ao mês). Qual o valor de cada prestação?


Carregar ppt "Prof. Everaldo S. Freitas Informática I (600.002)."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google