A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Modelo Ambiental Eveline Alonso Veloso PUC-Minas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Modelo Ambiental Eveline Alonso Veloso PUC-Minas."— Transcrição da apresentação:

1 Modelo Ambiental Eveline Alonso Veloso PUC-Minas

2 Bibliografia YOURDON, Edward. Análise Estrutura Moderna. Tradução da 3ª edição americana, Rio de Janeiro: Campus, 1992, capítulo 18. PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software. 5ª edição, Rio de Janeiro: McGraw Hill, 2002, capítulo 12.

3 Modelo Ambiental Modela a parte exterior do sistema.

4 Modelo Ambiental Definição da fronteira entre o sistema e o ambiente externo; determinação daquilo que está dentro do sistema e daquilo que está fora; o que faz e o que não faz parte do sistema?

5 Modelo Ambiental Fronteira do sistema: arbitrária; deve ser bem definida. Área dentro da fronteira do sistema: domínio da modificação.

6 Modelo Ambiental Definição das interfaces entre o sistema e o ambiente externo; quais informações penetram no sistema provenientes do ambiente externo? quais informações o sistema produz como saídas para serem transmitidas ao ambiente externo?

7 Modelo Ambiental Sistemas produzem saídas; como respostas a eventos; estímulos do ambiente. Identificação dos eventos que ocorrem no ambiente externo; aos quais o sistema deve reagir; que exigem resposta do sistema.

8 Componentes do Modelo Ambiental Declaração de Objetivos Diagrama de Contexto Lista de Eventos

9 Declaração de Objetivos Declaração textual concisa e breve dos objetivos do sistema; o que o sistema deve e não deve fazer? Identifica os benefícios tangíveis e quantificáveis do sistema como: redução de custos; aumento de vendas; melhora no atendimento; o que se pretende alcançar com a utilização do sistema?

10 Declaração de Objetivos Voltada geralmente para a direção executiva e outros stakeholders que não estão diretamente envolvidos no desenvolvimento do sistema. Normalmente, é um único parágrafo; não se destina a fornecer uma descrição detalhada e abrangente do sistema.

11 Declaração de Objetivos – Exemplo O propósito do sistema de pedidos de livros é manipular todos os detalhes dos pedidos de livros, bem como remessas, faturamento e cobranças de clientes com faturas em atraso. O sistema deve disponibilizar informações sobre pedidos de livros aos sistemas de marketing, vendas e contabilidade.

12 Diagrama de Contexto Definição das interfaces entre o sistema e o ambiente externo. Principais componentes: Processo Terminadores Fluxos Depósitos de Dados Externos

13 Diagrama de Contexto – Processo Uma única bolha que representa todo o sistema; seu nome deve corresponder ao nome do sistema.

14 Diagrama de Contexto – Terminadores Pessoas, organizações ou sistemas externos com os quais o sistema deve se comunicar. Comunicam-se diretamente com o sistema através de fluxos de dados ou de controle; ou indiretamente através de depósitos de dados.

15 Diagrama de Contexto – Terminadores – Dicas Indicar papéis; não nomes de pessoas. Não ligar diretamente terminadores; interações entre terminadores não são mostradas no modelo essencial. Pode-se duplicar o mesmo terminador; para melhorar a legibilidade do diagrama de contexto; deve-se marcá-lo com um asterisco ou uma linha diagonal. Representar a fonte de informação; não o meio.

16 Diagrama de Contexto – Fluxos Podem ser: entrada: dados que o sistema recebe do ambiente externo e que devem ser processados de alguma maneira. saída: dados produzidos pelo sistema e enviados para o ambiente externo. Dica: utilizar substantivos para nomear fluxos.

17 Diagrama de Contexto – Depósitos de Dados Externos Depósitos de dados compartilhados entre: o sistema; e terminadores.

18 Diagrama de Contexto – Exemplo Sistema de Pedidos de Livros Cliente Direção Gráfica Departamento de Contabilidade pedidos de livros, pedidos cancelados fatura relatório de vendas Crédito pedidos de reimpressão livros fatura situação do crédito

19 Lista de Eventos O que acontece no ambiente externo ao sistema; que estimula sua reação?

20 Lista de Eventos Lista narrativa dos estímulos que ocorrem no ambiente externo; e aos quais o sistema deve responder. Deve-se descrever os eventos do ponto de vista do ambiente; de fora do sistema. Deve ser consistente com o diagrama de contexto do sistema.

21 Tipos de Eventos Orientado por Fluxo (F): O sistema toma conhecimento do evento; quando chega até ele um grupo de dados. Nomenclatura: Sujeito (Terminador) + Verbo + Predicado (Fluxo de Dados).

22 Tipos de Eventos Temporal (T): O estímulo não é um fluxo de entrada; mas um momento determinado no tempo. É disparado automaticamente em um determinado momento no tempo. Nomenclatura: Verbo + Predicado (com advérbios temporais).

23 Tipos de Eventos De controle (C): Tipo específico do evento temporal. Ocorre em momentos imprevisíveis. Utilizado para modelar sistemas de tempo real. Associado a um fluxo de controle: fluxo de dados binário: ele está ligado ou desligado; pode passar de um estado para outro em qualquer momento.

24 Lista de Eventos – Exemplos Cliente realiza pedido por livro. (F) Cliente cancela pedido de livro. (F) É hora de gerar relatório mensal de vendas de livros para a direção. (T)


Carregar ppt "Modelo Ambiental Eveline Alonso Veloso PUC-Minas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google