A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

São Paulo, 2 de junho de 2006 CARLOS ZIGNANI Diretor de Relações com Investidores Estratégias e Desempenho do 1T06 Estratégias e Desempenho do 1T06.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "São Paulo, 2 de junho de 2006 CARLOS ZIGNANI Diretor de Relações com Investidores Estratégias e Desempenho do 1T06 Estratégias e Desempenho do 1T06."— Transcrição da apresentação:

1 São Paulo, 2 de junho de 2006 CARLOS ZIGNANI Diretor de Relações com Investidores Estratégias e Desempenho do 1T06 Estratégias e Desempenho do 1T06

2 Parte I Visão Geral Parte II Visão Setorial Parte III Desempenho Operacional Parte IV Desempenho das Ações Parte V Corporação Marcopolo AGENDA:AGENDA:

3 Parte I: VISÃO GERAL Parte I: VISÃO GERAL

4 A EMPRESA

5 Tecnologia Linha completa de produtos Design próprio Processos/sistemas produtivos Comercialização/Logística Presença Global: diversificação de mercados Produtos customizados Custos Competitivos Verticalização Recursos humanos/treinamento Economias de escala Global Sourcing Crescimento Novas operações: Rússia e Índia continua... 5 ESTRATÉGIAS DE ATUAÇÃO

6 Rentabilidade Geração de valor Governança Corporativa Nível II Conselho de Administração Comitês do Conselho de Administração Conselho de Herdeiros Conselho Fiscal Código de Conduta Resultados: últimos 5 anos (2000/2005) Aumento receitas: 2,1 vezes Aumento produção: 2,0 vezes Aumento resultados: 4,8 vezes Aumento valor de mercado: 3,5 vezes Valorização da ação: 2,5 vezes 6

7 ESTRUTURACORPORATIVA

8 Conselho Fiscal AcionistasAcionistas Conselho de Herdeiros Service Providers Negócios CEOCEO NegócioPlásticosNegócioPlásticosNegócioLCVNegócioLCV Negócio Serviços Financeiros NegócioÔnibusNegócioÔnibus Aquisição e Logística Conselho de Administração Executivo RH e Ética Comitês Auditoria Interna Auditoria Externa Admin. e Finanças Des. Organizacional Estratégia e Des. Negócios Estratégia e Inovação Auditoria e Riscos CORPORAÇÃO

9 ESTRUTURA NO MUNDO

10 Caxias do Sul Fundaçãoagosto de 1949 Localização Caxias do Sul-RS Área construída total m ² Área total m ² Capacidade de produção (Brasil) 70 un/dia Capacidade de produção (todo o grupo) 110 un/dia Colaboradores (março/2006) Representantes de vendasBrasil 25 Exterior 32 Volare 65 10

11 POSICIONAMENTOGLOBAL

12 Rio Cuarto - Argentina Caxias do Sul - Brasil Rio de Janeiro - Brasil Bogotá - Colombia Monterrey - México Coimbra - Portugal Johannesburg - África do Sul Changzhou - China Golitsino - Rússia Dharward & Kadhatur - Índia 12

13 ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO

14 NOVASOPERAÇÕES

15 1. RÚSSIA

16 RÚSSIA Dados Econômicos: População143 milhões PIBUS$ 740,7 bilhões (est.2005) Território17,075 milhões de km 2 Km de Estradas km ( km pavimentadas) MoedaRublo (+ RUR28 por dólar) Inflação interna11% em 2005 Outros dados Econômicos: Crescimento do PIB5,9% em 2005 ReservasUS$ 181,3 bilhões (est.2005) Dívida externaUS$ 230,3 bilhões (est.2005) continua OPERAÇÃO RÚSSIA

17 RUSPROMAUTO Dados Econômicos: (faz parte do grupo empresarial SIBAL - Siberian Aluminium) Receitas anuaisUS$ 3,0 bilhões Produtos:Caminhões para diversos usos, veículos comerciais,ônibus e Vans Ônibus: produção por segmento, em 2004: Midi unidades Urbanos unidades Escolares unidades Rodoviários 207 unidades = unid. Vans unidades continua... 17

18 Mercado de ônibus na RÚSSIA Produção total unidades/ano Produção RUSPROMAUTO unidades (entre 5 a 6 mil unidades de rodoviários usados são importados anualmente da Europa) Market Share RUSPROMAUTOentre 70 e 75% (não inclui Vans) continua Dados da JOINT VENTURE Receitas: Ano 1200 unidadesUS$ 15 milhões Ano 2400/500 unid.US$ 30 milhões Ano 3750/1.000 unid.US$ 60 milhões

19 Território de Comercialização: Rússia + Leste Europeu ProdutosRodoviários Market Share esperado20% do mercado de Rodov. Investimentos US$ 6,5 milhões Participação da Marcopolo50% Administraçãocompartilhada Componentes para montagem dos ônibus: Primeiras 200 unidades com componentes Marcopolo-Brasil. A partir de 2007, gradativa nacionalização. Início das atividades4º trimestre

20 2. ÍNDIA

21 ÍNDIA Dados Econômicos: População1,1 bilhão PIBUS$ 720 bilhões (est.2005) Território km 2 Km de Estradas km ( km pavimentadas) MoedaRúpia (44,00 por dólar) Inflação interna4,6% em 2005 Outros dados Econômicos: Crescimento do PIB8,2% em 2005 ReservasUS$ 145 bilhões (est.2005) Dívida externaUS$ 119 bilhões (est.2005) continua OPERAÇÃO ÍNDIA

22 TATA MOTORS Dados Econômicos: (todos relativos ao exercício encerrado em ) ReceitasUS$ 4,7 bilhões Margem Operacional12 a 12,5% Produtos:Veíc. comerciais e automóveis Prod. por segmento190 mil e 179 mil, respectiva- mente, mais 30 mil exportados Partic. de Mercado60% e 17%, respectivamente Outros dados Econômicos: Nº de Empregados continua... 22

23 Mercado de ônibus na ÍNDIA (média 2004/2005) Produção total unidades Produção TATA Motors unidades Market Share TATAentre 48 e 49% continua Dados da JOINT VENTURE Receitas: Ano 1US$ 98 milhões Ano 2US$ 175 milhões Ano 3US$ 290 milhões Ano 4US$ 380 milhões Ano 5US$ 395 milhões

24 Território de Comercialização: Índia + mercados de exportação (exceto NAFTA e Pacto Andino) Market Share esperado25% InvestimentosUS$ 13,3 milhões Participação da Marcopolo49% Administraçãocompartilhada Componentes para montagem dos ônibus: serão adquiridos/produzidos localmente Produtosrodoviários, urbanos, micros e miniônibus Prazo do contrato10 anos Margens esperadassemelhantes às da MP Início das atividadesMaio de

25 HISTÓRIAHISTÓRIA

26 Fundação da Nicola & Cia Ltda, em Caxias do Sul - RS. Primeira exportação da empresa para o Uruguai Alteração da denominação social para Marcopolo S.A. Carrocerias e Ônibus Estréia das ações da Marcopolo na Bovespa 1949 Aquisição da Eliziário de Porto Alegre - RS. Inauguração da Marcopolo unidade Ana Rech com a presença do Presidente da República, Sr. João Figueiredo Inauguração da MVC Componentes Plásticos, em São José dos Pinhais - PR CRONOLOGIACRONOLOGIA continua... 26

27 A Empresa do Ano - Diploma recebido em nível nacional - Revista Exame Comemoração dos 50 anos da Marcopolo S.A Aquisição da Ciferal, em Duque de Caxias - RJ. Constituição da Polomex S.A. de CV, em Aguas Calientes - México Produção do ônibus nº 100 mil Inauguração da Marcopolo Latinoamérica em Rio Cuarto - Córdoba, Argentina Lançamento do Minibus Volare 1991 Inauguração da Escola de Formação Profissional da Marcopolo Constituição da Marcopolo Indústria de Carroçarias em Coimbra - Portugal 2000 Constituição da Superpolo, Bogota (Colômbia) e Marcopolo South África, Pietesburg (South Africa) Lançamento da Geração 6 CRONOLOGIACRONOLOGIA 27 continua Início do projeto de transferência de tecnologia com a cidade de Changzsow - China Instituição do CEMEC - Centro Marcopolo de Educação Corporativa Transferência das instalações da Marcopolo South Africa, para Johanesburg Transferência das instalações da Polomex S/A de CV para Monterrey

28 Adesão ao Nível 2 de Governança Corporativa da Bovespa Inauguração da nova linha de montagem da Unidade de Ana Rech pelo Presidente da República, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva anos de fundação da empresa, consolidando uma organização com 8 fábricas no segmento ônibus, 5 fábricas de produtos plásticos, mais de colaboradores, e rede de comercialização e pós-vendas presente nos 5 continentes Lançamentos da Casa Prática, pela MVC e do ônibus CITMAX, pela Ciferal Recebimento do Troféu BUSBUILDER OF THE YEAR 2004, na BUSWORLD, em Kortrijk - Bélgica CRONOLOGIACRONOLOGIA 2005 Criação do Banco Moneo S.A. Implementação do Código de Conduta Adoção do Plano de Outorga de Opções de Compra ou Subscrição de Ações aos executivos 2006 Lançamento das novas famílias Sênior, Sênior Midi e Ideale Joint venture na Rússia com a Ruspromauto Joint venture na Índia com a Tata Motors Limited 28

29 Parte II: VISÃO SETORIAL Parte II: VISÃO SETORIAL

30 DEMANDA DO MERCADO MUNDIAL

31 A produção é de aproximadamente 214 mil unidades/ano; Indústria pulverizada: grande número de pequenos fabricantes; O crescimento da demanda está concentrada em regiões: em desenvolvimento; com alta densidade demográfica. Mercados de primeiro mundo apresentam indústria madura; Ex: EUA, Europa. Regiões com forte crescimento populacional tendem a demandar transporte coletivo. Ex: China, Índia, Rússia, Paquistão, Tailândia, Indonésia; Movimentos de renovação de frota são grandes impulsionadores de demanda. Ex: América Latina, Oriente Médio e África do Sul. 31

32 MERCADO MUNDIAL DE ÔNIBUS (UNIÃO EUROPÉIA) EUROPA OCIDENTAL 2000 = = AUSTRÁLIA E PACÍFICO 2000 = = E.U.A / CANADÁ 2000 = = MÉXICO 2000 = = CHINA 2000 = = COREA DO SUL 2000 = = JAPÃO 2000 = = AMÉRICA CENTRAL E SUL / CARIBE 2000 = = EUROPA ORIENTAL E ÍNDIA 2000 = = R E S U M O 2000 = = Marcopolo tem 6,5% mercado Mundial ÁFRICA 2000 = = SUDESTE ÁSIA (FAR EAST) 2000 = = Fonte: Daimler Chrysler

33 MARCOPOLO: PRESENÇA MUNDIAL E DESEMPENHO MARCOPOLO: PRESENÇA MUNDIAL E DESEMPENHO

34 MERCADOS: PRESENÇA MUNDIAL

35 14,0% PRODUÇÃO BRASILEIRA DE CARROCERIAS PARA ÔNIBUS (em UF’s) E MERCADO EXTERNO (em %) Fonte: Simefre 35 6,7%

36 PARTICIPAÇÃO NA PRODUÇÃO BRASILEIRA (em %) Fonte: Simefre 36 (*) Irizar, Maxibus, Neobus, Mascarello.

37 Parte III: DESEMPENHOOPERACIONAL DESEMPENHOOPERACIONAL

38 ,8% -2,7% MI ME 1.800,0 MI ME MI = Mercado Interno ME = Mercado Externo 2006E = Estimativa 3,3% 6,5% DESEMPENHO DO 1T06 38

39 -17,8% 0,3% 5,7% 2006E = Estimativa 10,9% DESEMPENHO DO 1T06 39

40 29,7% 12,0% -12,3% 2006E = Estimativa -13,4% DESEMPENHO DO 1T06 40

41 1T06 1T05 1T06 1T05 Composição da Receita LíquidaRelação das Receitas no Brasil e ME DESEMPENHO DO 1T06 41

42 -5,9% 18,2% 37,3% -3,2% DESEMPENHO DO 1T06 42

43 -3,1% -38,0% -21,5% 91,3% DESEMPENHO DO 1T06 43

44 -49,5% 2006E = Estimativa -12,7% DESEMPENHO DO 1T06 44

45 RESULTADO CONSOLIDADO 45

46 Parte IV: DESEMPENHO DAS AÇÕES Parte IV: DESEMPENHO DAS AÇÕES

47 DISTRIBUIÇÃO DAS AÇÕES ORDINÁRIAS Controladores: 47 em 31/03/2006

48 DISTRIBUIÇÃO DAS AÇÕES PREFERENCIAIS Controladores: 48 em 31/03/2006

49 DESEMPENHO DAS AÇÕES 49

50 DIVIDENDOS/JUROS S/CAPITAL PRÓPRIO (em R$ milhões) (Controladora) PAY OUT MÉDIO: 46,8% 50

51 Parte V: CORPORAÇÃOMARCOPOLO CORPORAÇÃOMARCOPOLO

52 FÁBRICASFÁBRICAS

53 MARCOPOLO - UNIDADE PLANALTO Caxias do Sul - RS - Brasil 53

54 MARCOPOLO - UNIDADE ANA RECH Caxias do Sul - RS - Brasil 54

55 CIFERAL INDÚSTRIA DE ÔNIBUS LTDA. Duque de Caxias - RJ - Brasil 55

56 MARCOPOLO INDÚSTRIA DE CARROÇARIAS S.A. Coimbra - Portugal 56

57 MARCOPOLO LATINOAMÉRICA S.A. Rio Cuarto - Córdoba - Argentina 57

58 Monterrey - México POLOMEX S.A. DE C.V. 58

59 Johannesburg - África do Sul MARCOPOLO SOUTH AFRICA (PTY) LTD. 59

60 Bogotá - Colômbia SUPERPOLO S.A. 60

61 Changzhou - China TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA 61

62 São José dos Pinhais - PR - Brasil MVC SÃO JOSÉ DOS PINHAIS 62

63 Catalão - GO - Brasil MVC CATALÃO 63

64 MVC CAXIAS DO SUL Caxias do Sul - RS - Brasil 64

65 MVC MÉXICO Monterrey - México 65

66 LINHA DE PRODUTOS PRODUTOS

67 RODOVIÁRIOSRODOVIÁRIOS

68 MODELO PARADISO PARADISO 1200 PARADISO 1350 PARADISO 1550 LD PARADISO 1800 DD 68

69 VIAGGIO 1050 MODELO VIAGGIO VIAGGIO II 330 (Portugal) VIAGGIO II 350 (Portugal) VIAGGIO III 370 (Portugal) 69

70 VIAGGIO III 370 VIAGGIO III (Portugal) 70

71 MODELO ANDARE ANDARE ANDARE CLASS ANDARE COM TETO REMOVÍVEL 71

72 IDEALE 770 INTERMUNICIPAL - IDEALE 72

73 ALLEGRO INTERMUNICIPAL - ALLEGRO ALLEGRO SE ALLEGRO K 73

74 URBANOSURBANOS

75 TORINO MODELO TORINO TORINO ARTICULADO TORINO BIARTICULADO TORINO PISO BAIXO 75

76 MODELO VIALE VIALE VIALE BIARTICULADO VIALE HI VIALE PISO BAIXO VIALE DD SUNNY GRAN VIALE DD VIALE ARTICULADO 76

77 MODELO GRAN VIALE GRAN VIALE GRAN VIALE ARTICULADO 77

78 URBANO - ESPECIAL TROLLEYBUS 78

79 MODELO BOXER BOXER Mercado: México 79

80 MODELO CITMAX CITMAX 80

81 MIDI & MICROÔNIBUS MICROÔNIBUS

82 MIDIBUS - SENIOR MIDI 82

83 MICROÔNIBUS - SENIOR SENIOR - Turismo SENIOR - Urbano SENIOR - Taxi 83

84 MICROÔNIBUS - SENIOR EUROPA 84

85 MICROÔNIBUS - TEMPLE e LISTO TEMPLE LISTO Mercado: Colômbia 85

86 MICROÔNIBUS - MINIMAX MINIMAX 86

87 MINIÔNIBUSMINIÔNIBUS

88 MINIÔNIBUS - VICINO / FRATELLO Fratello Vicino 88

89 VOLARE W9 Mercado Nacional Modelos: Urbano, Taxi, Executivo, VIP, Escolar Modelo para Exportação Modelos: Urbano, Taxi, Executivo, VIP, Escolar, disponível também em RHD. VOLARE A5 89

90 90 CALHA E PÁRA-CHOQUE PEÇAS INTERNAS DA CABINE TELEFONES PÚBLICOS

91 RELAÇÕES COM INVESTIDORES Diretor de Relações com Investidores Sr. Carlos Zignani Fone: (54) Gerente de Relações com Investidores Sr. João Luiz Borsoi Fone: (54)

92 Observações: Esta apresentação contém informações futuras. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem os desejos e as expectativas da direção da Companhia. As palavras antecipa, deseja, espera, prevê, pretende, planeja, prediz, projeta, almeja e similares, pretendem identificar afirmações que, necessariamente, envolvem riscos conhecidos e desconhecidos. Riscos conhecidos incluem incertezas, que não são limitadas ao impacto da competitividade dos preços e serviços, aceitação dos serviços no mercado, transições de serviço da Companhia e seus competidores, aprovação regulamentar, moeda, flutuação da moeda, mudanças no mix de serviços oferecidos e outros riscos descritos nos relatórios da Companhia. Esta apresentação está atualizada até a presente data e a Marcopolo não se obriga a atualizá-la mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros. 92

93


Carregar ppt "São Paulo, 2 de junho de 2006 CARLOS ZIGNANI Diretor de Relações com Investidores Estratégias e Desempenho do 1T06 Estratégias e Desempenho do 1T06."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google