A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciclo Hidrológico e água Subterrânea Dinâmica Física da Terra Universidade Luterana do Brasil – Curso de Geografia Professor Dr. Dakir Larara M. da Silva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciclo Hidrológico e água Subterrânea Dinâmica Física da Terra Universidade Luterana do Brasil – Curso de Geografia Professor Dr. Dakir Larara M. da Silva."— Transcrição da apresentação:

1 Ciclo Hidrológico e água Subterrânea Dinâmica Física da Terra Universidade Luterana do Brasil – Curso de Geografia Professor Dr. Dakir Larara M. da Silva

2 Introdução

3 A água é essencial à vida e todos os organismos vivos no planeta Terra dependem da água para sua sobrevivência. A Terra é o único planeta do sistema solar que tem água nos três estados (sólido, líquido e gasoso), e as mudanças de estado físico da água no ciclo hidrológico são fundamentais e influenciam os processos biogeoquímicos nos ecossistemas terrestres e aquáticos.

4 Introdução Dentro do compartimento da Hidrosfera, a água pode estar na forma líquida, de vapor e de gelo. A água é considerada salgada quando tem mais de 30g de sais/litro e é considerada doce quando tem menos de 0,5g de sais/litro. O termo água salobra é utilizado no caso da quantidade de sais estar no intervalo entre os dois casos. Assim, o termo água doce refere-se à água contendo pequenas quantidades de sais, pois na natureza, até a mais pura das águas tem sais dissolvidos naturalmente. Os íons mais comuns são: carbonato (CO 3 2- ), bicarbonato HCO 3- ), cloreto (Cl - ), sulfato (SO 4 2- ), nitrato (NO 3 - ), sódio (Na+), cálcio (Ca 2+ ), potássio (K + ), magnésio (Mg 2+ ) e bário (Ba 2+ ). As águas chamadas minerais têm cerca de 0,1 g (100 mg) de sais por litro. Esses sais têm origem na lenta dissolução das rochas que compõe a crosta terrestre.

5 Introdução Se toda água do planeta fosse equivalente àquela contida em 1 galão de 20L, então teríamos aproximadamente 19,45L de água salgada (97,5%) e apenas uma jarra de 550ml de água doce (menos de 2,5%). Ainda assim, nessa jarra, teríamos 400ml de água na forma de gelo e apenas 150ml (menos de 1% do total global) na forma de água disponível para o consumo humano. Veja na Tabela como é distribuída a água do planeta. Note que a água doce é distribuída em rios e lagos (águas de superfície), em aquíferos subterrâneos, na atmosfera (na forma de vapor), no solo e no corpo dos seres vivos (biota). Observe também como a água subterrânea é importante como reservatório de água doce (0,68%).

6 Distribuição da água no Planeta num determinado momento. Fonte: Adaptado de Shiklomanov, 1999 apud Diop e Rekacewicz, 2003 e Tundise, 2003.

7 Analogia – Mundo Vs. Cotidiano 2,5% de água doce

8 Uso mundial de água por setores nos últimos 70 anos. Fonte: Nações Unidas, 2009.

9 O Ciclo Hidrológico Toda a água do Planeta circula e integra-se ao ecossistema global através do ciclo hidrológico. Do ponto de vista energético, esse ciclo pode ser assim resumido: a ação do sol sobre os oceanos, rios, lagos e partes úmidas da superfície terrestre provoca constante evaporação das águas; uma vez na atmosfera, por resfriamento, o vapor condensa-se formando nuvens que voltam aos oceanos e continentes sob a forma de chuva, neblina, neve ou granizo. Nos continentes, a água cai sobre rios, lagos e demais reservatórios superficiais ou sobre o solo; uma vez no solo, a água novamente evapora, nele se infiltra ou escoa buscando rios e mares. Parte da água absorvida pela terra vai para o subsolo, cujo tempo de estocagem varia de duas semanas à 10 mil anos, e parte é utilizada pelas plantas e animais nos seus processos vitais que, através dos dejetos, da transpiração e da evapotranspiração devolvem-na ao solo ou diretamente à atmosfera.

10 O Ciclo Hidrológico

11

12 Bacia Hidrográfica

13 Distribuição da água no Subsolo

14 O Nível Freático e o relevo da superfície

15 Os três tipos fundamentais de porosidade conforme diferentes materiais numa seção geológica

16 Vale cárstico associado à caverna Lapa dos Brejões. No lado esquerdo do vale avista-se o pórtico de entrada da caverna com 106m de altura. Município de Morro do Chapéu, Chapada Diamantina, BA. Foto: Ivo Karmann.

17 A água e sua interação com o relevo Cárstico (Calcita)


Carregar ppt "Ciclo Hidrológico e água Subterrânea Dinâmica Física da Terra Universidade Luterana do Brasil – Curso de Geografia Professor Dr. Dakir Larara M. da Silva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google