A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vera Vargas 2011. Tecido Cartilaginoso Consistência rígida Reveste articulações Absorve choques Participa na formação de ossos longos Pericôndrio –Possui.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vera Vargas 2011. Tecido Cartilaginoso Consistência rígida Reveste articulações Absorve choques Participa na formação de ossos longos Pericôndrio –Possui."— Transcrição da apresentação:

1 Vera Vargas 2011

2 Tecido Cartilaginoso Consistência rígida Reveste articulações Absorve choques Participa na formação de ossos longos Pericôndrio –Possui vasos sanguíneos e nervos

3 Células CondroblastosCondroblastos –Produzem a matriz extracelular CondrócitosCondrócitos –Estão situados dentro da cartilagem, nas lacunas, interior da matriz

4 Fonte: Junqueira & Carneiro Formação da Cartilagem

5 Tipos de Cartilagens Hialina - colágeno tipo II Elástica - fibras elásticas Fibrosa - colágeno tipo I

6 Cartilagem Hialina A mais freqüente encontrada no corpo humano Cor branco azulada e translúcida Encontrada nas paredes das fossas nasais, traquéia, brônquios, extremidades das costelas e recobrindo as superfícies articulares dos ossos longos Possui pericôndrio, camada de tecido conjuntivo denso

7 Fonte: Atlas Virtual URI

8 Cartilagem Elástica Encontrada no pavilhão auditivo externo, tuba auditiva, na epiglote e na cartilagem cuneiforme da laringe Possui colágeno do tipo II e grande quantidade de fibras elásticas Possui pericôndrio

9 Fonte: Atlas Virtual URI

10 Cartilagem Fibrosa ou Fibrocartilagem Possui características intermediárias entre tecido conjuntivo denso e a cartilagem hialina Encontrada nos discos intervertebrais Condrócitos formam fileiras Colágeno tipo I

11 Fonte: Atlas Virtual URI

12 Tecido Ósseo

13 Um dos tecidos mais duros do corpo Constituinte principal do esqueleto Estrutura básica de sustentação e proteção de órgãos vitais –Caixa torácica –Caixa craniana –Canal raquidiano Suas células sintetizam matriz calcificada na qual ficam presas Características gerais

14 Órgão hematopoiético –Aloja e protege a medula óssea, formadora das células do sangue

15 Permite a locomoção Os ossos serve de alavanca para os movimentos A maioria dos ossos longos são formados a partir de molde de cartilagem

16 Reservatório de sais minerais Tecido dinâmico – modifica a sua forma –Pressão –Tração remodelação Cálcio (99%) Fósforo Bicarbonato Magnésio Sódio Potássio

17 Calcificação do osso – Matriz óssea Componente orgânicoComponente orgânico –Colágeno tipo 1 + proteoglicanas e glicoproteínas de adesão Componente inorgânicoComponente inorgânico –Cálcio, fósforo, bicarbonato, magnésio, sódio, potássio Hidroxiapatita = Ca10(PO4)6(OH)2

18 Células do osso

19 Osteoprogenitoras –Derivadas do mesênquima Osteoblastos –Síntese de componentes orgânicos (osteóide = matriz óssea recém formada, ainda não calcificada) OsteócitosOsteócitos –Células maduras situadas dentro das lacunas –Manutenção da matriz Osteoclastos –Células gigantes multinucleadas –Reabsorção da matriz óssea

20 Esquema da ossificação intra-membranosa.

21 Fotomicrografia eletrônica de um osteócito. Tecido ósseo seco e desidratado, lacunas e canalículos.

22 Osteoclasto Lacuna de Howship (Zona Pregueada)

23 Ossificação intra-membranosa Processo pelo qual o osso se forma através da diferenciação das células mesenquimais em osteoblastos 8ª semana de gestaçãoOcorre na 8ª semana de gestação em humanos

24 Ossificação Intramembranosa

25 Ossificação endocondral Começa com a proliferação e agregação de células mesenquimais no local do futuro osso Células mesenquimais se diferenciam em condroblastos que produzem uma matriz cartilaginosa Molde de cartilagem hialina

26

27 Observação macroscópica Estrutura do osso Tecido ósseo compacto - Osso denso da superfície externa Tecido ósseo esponjoso - Porção porosa da cavidade medular, medula óssea

28 Estrutura do osso Periósteo – Membrana externa do osso, formada por tecido conjuntivo - Colágeno e fibroblasto Canal de Volkmann Canal de Havers Tecido ósseo esponjoso - Porção porosa da cavidade medular, medula óssea Tecido ósseo compacto - Osso denso da superfície externa Trabéculas, arranjos irregulares das lamelas

29 Estrutura do osso Osso Esponjoso Medula óssea vermelha Cavidade medular Medula óssea amarela Diáfise Epífise Disco Epifisário Cartilagem articular Tecido ósseo compacto

30 Esquema do osso Canal de Havers - Ósteon –Lamelas concêntricas, possuem vasos, nervos e tecido conjuntivo Canal de Volkmann –Canais transversais –Não apresentam lamelas ósseas concêntricas Sistema lamelar circunferencial externo e interno –Formam a região mais externa do osso e circunda o canal medular

31 Sistemas de Havers e as lamelas circunferencias externas e internas

32 Sistemas lamelares do osso compacto Canal de Havers – Ósteon Lamelas concêntricas –Possuem vasos, nervos e tecido conjuntivo Prolongamentos celulares LamelasLacuna Osteócito Canal de Harvers

33 Sistemas de Havers

34

35

36 Histologia do osso Preparação por desgaste. Osso em crescimento, disco de cartilagem.

37 Revestimento ósseo Periósteo – Membrana externa do osso, formada por tecido conjuntivo - Colágeno e fibroblasto Endósteo Reveste cavidades do osso esponjoso, canal medular, canais de Havers e de Volkmann Canal de Volkmann Canal de Havers Tecido ósseo esponjoso Tecido ósseo compacto

38 Processo de regeneração óssea O periósteo e o endósteo próximo a área fraturada respondem com uma intensa proliferação formando um tecido rico em células osteogênica que constituem um colar em torno da fratura e penetra entre as extremidades ósseas rompidas, exemplificado

39 Neste anel ou colar conjuntivo surge tecido ósseo imaturo tanto pela ossificação endocondral de pequenos pedaços de cartilagem que aí se formam como também por ossificação intramembranosa. Podem ser encontrado no local de reparação área de cartilagem, área de ossificação intramembranosa e área de ossificação endocondral. Após algum tempo surge um calo ósseo que envolve a extremidade dos ossos fraturados. Este calo é constituído por tecido ósseo imaturo que se formou de modo desordenado, mas que une provisoriamente as extremidades do osso fraturado. Com a volta gradual do osso às suas atividades, as trações e pressões normais a que está sujeito voltam a atuar e vão determinar a remodelação do calo ósseo. Assim é que pouco a pouco o tecido ósseo primário do calo vai sendo absorvido e substituído por tecido ósseo lamelar, até que a estrutura que o osso apresentava antes da fratura seja totalmente refeita. Este processo esta sendo demonstrado na figura 2.


Carregar ppt "Vera Vargas 2011. Tecido Cartilaginoso Consistência rígida Reveste articulações Absorve choques Participa na formação de ossos longos Pericôndrio –Possui."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google