A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS INSTRUÇÕES DE CONTROLE – PARTE II Prof. Thiago Pereira Rique http://thiagorique.wordpress.com/

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS INSTRUÇÕES DE CONTROLE – PARTE II Prof. Thiago Pereira Rique http://thiagorique.wordpress.com/"— Transcrição da apresentação:

1 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS INSTRUÇÕES DE CONTROLE – PARTE II
Prof. Thiago Pereira Rique

2 Agenda Princípios básicos de repetição controlada por contador
Instrução de repetição for Exemplos com a estrutura for Instrução de repetição do...while A estrutura de seleção múltipla switch Instruções break e continue Operadores lógicos

3 PRINCÍPIOS BÁSICOS DE REPETIÇÃO CONTROLADA POR CONTADOR
Repetição controlada por contador requer: Uma variável de controle (ou contador de loop) O valor inicial da variável de controle O incremento ou decremento da variável de controle a cada iteração A condição de continuação do loop

4 PRINCÍPIOS BÁSICOS DE REPETIÇÃO CONTROLADA POR CONTADOR

5 INSTRUÇÃO DE REPETIÇÃO FOR
Instrução for

6 INSTRUÇÃO DE REPETIÇÃO FOR
Componentes de cabeçalho da instrução for O formato geral da instrução for é:

7 Exemplos com a estrutura for

8 Exemplos com a estrutura for
Aplicativo: somando os inteiros pares de 2 a 20.

9 Exemplos com a estrutura for
Aplicativo: somando os inteiros pares de 2 a 20. Outra alternativa (não aconselhável)

10 INSTRUÇÃO DE REPETIÇÃO DO...WHILE

11 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH
A instrução de seleção múltipla switch realiza ações diferentes com base nos possíveis valores de uma expressão integral constante do tipo byte, short, int ou char.

12 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH
Classe GradeBook com a instrução switch para contar as notas A, B, C, D e F.

13 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH

14 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH

15 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH

16 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH

17 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH

18 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH
A classe GradeBookTest que demonstra a classe GradeBook

19 A ESTRUTURA DE SELEÇÃO MÚLTIPLA SWITCH

20 INSTRUÇÕES BREAK E CONTINUE
Instrução break Quando executada em um while, do...while, for ou switch, ocasiona a saída imediata dessa instrução. Veja exemplo no próximo slide...

21 INSTRUÇÕES BREAK E CONTINUE
Instrução break

22 INSTRUÇÕES BREAK E CONTINUE
Instrução continue Quando executada em um while, for ou do...while, pula as instruções restantes no corpo do loop e prossegue com a próxima iteração. Veja exemplo no próximo slide...

23 INSTRUÇÕES BREAK E CONTINUE
Instrução continue

24 Operadores lógicos Operador E condicional (&&)

25 Operadores lógicos Operador OU condicional (||)

26 Operadores lógicos Operadores condicionais E e OU
Avaliação de curto-circuito de condições complexas As partes de uma expressão contendo os operadores && ou || só são avaliadas até que se saiba se a condição é verdadeira ou falsa.

27 Operadores lógicos Operadores lógicos booleanos E (&) e OU inclusivo (|) São idênticos aos operadores && e ||, só que sempre avaliam seus dois operandos.

28 Operadores lógicos OU exclusivo lógico booleano (^)
Uma condição que contem este operador é true se e somente se um dos operandos for true e o outro false. Se ambos os operandos forem true ou ambos forem false, a condição inteira é false.

29 Operadores lógicos Operador de negação lógica (!)
Operador unário que “inverte” o significado de uma condição.

30 REFERÊNCIA DEITEL, H.M; Java Como Programar. 8ª ed. Ed. Pearson, 2010.


Carregar ppt "LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS INSTRUÇÕES DE CONTROLE – PARTE II Prof. Thiago Pereira Rique http://thiagorique.wordpress.com/"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google