A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE. Gil Vicente: Iniciou sua carreira em 1502, quando recita o Monólogo do Vaqueiro, conhecido também como Auto da Visitação,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE. Gil Vicente: Iniciou sua carreira em 1502, quando recita o Monólogo do Vaqueiro, conhecido também como Auto da Visitação,"— Transcrição da apresentação:

1 AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE

2 Gil Vicente: Iniciou sua carreira em 1502, quando recita o Monólogo do Vaqueiro, conhecido também como Auto da Visitação, em que um simples homem do campo expressa sua alegria pelo nascimento do herdeiro. Esse menino era D. João III, filho de D. Manuel e D. Maria de Castela. Acredita-se que ele nasceu em 1465 e tenha morrido em Em 1562, seu filho, Luís Vicente, publica Copilaçam de todalas peças de Gil Vicente. Textos mais importantes: Monólogo do vaqueiro ou Auto da Visitação, Farsa de Inês Pereira, Farsa do Velho da Horta e Auto da Barca do Inferno, Auto da barca do Purgatório e Auto da Barca da Glória.

3 FORMAS DE TEATRO MEDIEVAL Teatro Litúrgico: mistérios (Cristo: pastores buscam uma estrela); milagres (intercessão de santos e da Virgem Maria); moralidades (personificação de vícios e virtudes). Teatro Litúrgico: mistérios (Cristo: pastores buscam uma estrela); milagres (intercessão de santos e da Virgem Maria); moralidades (personificação de vícios e virtudes). Teatro profano: momos (piadas de duplo sentido, picantes); sotties (presença do parvo, bobo); farsa (texto sem teor religioso). Teatro profano: momos (piadas de duplo sentido, picantes); sotties (presença do parvo, bobo); farsa (texto sem teor religioso).

4 TEATRO VICENTINO auto: Designação genérica para textos poéticos (normalmente em redondilhas) que serviam para representação teatrais de caráter religiosos em fins da Idade Média. auto: Designação genérica para textos poéticos (normalmente em redondilhas) que serviam para representação teatrais de caráter religiosos em fins da Idade Média. Farsa: também é um auto, mas sem caráter religioso. Farsa: também é um auto, mas sem caráter religioso.

5 CARACTERÍSTICAS Tradição popular: apresentado numa carroça de bois, geralmente, em uma praça, tento um discurso para entreter o público. Tradição popular: apresentado numa carroça de bois, geralmente, em uma praça, tento um discurso para entreter o público. Sátira: crítica ao comportamento de todas as camadas sociais: nobreza, clero e povo. Sátira: crítica ao comportamento de todas as camadas sociais: nobreza, clero e povo. Objetivo: não é apenas divertir, mas destacar os vícios para que todos possam refletir. Objetivo: não é apenas divertir, mas destacar os vícios para que todos possam refletir. Linguagem das personagens varia de acordo com a sua origem social: Verossimilhança Linguagem das personagens varia de acordo com a sua origem social: Verossimilhança Não recupera a estrutura do teatro clássico (unidade de tempo e espaço e número reduzido de personagens). Não recupera a estrutura do teatro clássico (unidade de tempo e espaço e número reduzido de personagens).

6 AUTO DA BARCA DO INFERNO (1517) Crítica social: comportamento de todas as camadas sociais Crítica social: comportamento de todas as camadas sociais Moralismo cristão Moralismo cristão Variação lingüística das personagens, de acordo com sua origem Variação lingüística das personagens, de acordo com sua origem Forma: redondilha maior, estrofes em oitava rima com a sequência ABBAACCA Forma: redondilha maior, estrofes em oitava rima com a sequência ABBAACCA

7 AUTO DA BARCA DO INFERNO 1. Fidalgo: 1. Fidalgo: Objetos: pajem que carrega uma cadeira Vício: arrogância e prepotência 2. Onzeneiro (agiota) 2. Onzeneiro (agiota) Objeto: bolsão Vício: a avareza e a ganância 3. Joanes (parvo) 3. Joanes (parvo) Objeto: nenhum; tem linguagem típica de tolo (palavrões); é aceito por ser ingênuo, não ter maldade Vício: nenhum

8 AUTO DA BARCA DO INFERNO 4. Sapateiro 4. Sapateiro Objetos: avental e as ferramentas Vício: roubar, cobrava mais do que seu serviço valia. 5. Frade 5. Frade Objetos: amante, espada, escudo, e hábito Vício: descumpria todos os votos de sua ordem. 6. Brísida Vaz (alcoviteira) 6. Brísida Vaz (alcoviteira) Objeto: 600 hímens postiços, roupas, joias, etc. Vício: luxuria

9 AUTO DA BARCA DO INFERNO 7. Judeu 7. Judeu Objeto: um bode para sacrifício Vício: não aceita cristo como redentor 8. Corregedor (juiz) 8. Corregedor (juiz) Objeto: processos e a vara Vício: Corrupção jurídica 9. Procurador: 9. Procurador: Objeto: autos, papéis de fórum Vício: Corrupção jurídica

10 AUTO DA BARCA DO INFERNO 10 Enforcado: 10 Enforcado: Objeto: corda Vício: se enforca, acreditando que seria salvo 11. Cavaleiros que morreram em nome de Cristo: 11. Cavaleiros que morreram em nome de Cristo: Objetos: espadas e cruz de Cristo Vício: nenhum Salvam-se porque morreram nas grandes cruzadas em nome de Cristo.


Carregar ppt "AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE. Gil Vicente: Iniciou sua carreira em 1502, quando recita o Monólogo do Vaqueiro, conhecido também como Auto da Visitação,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google