A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Componentes das redes de móvel & as redes sem fios UIMMT RANCN UIM : User Identity ModuleMT : Mobile Terminal RAN : Radio Access NetworkCN : Core Network.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Componentes das redes de móvel & as redes sem fios UIMMT RANCN UIM : User Identity ModuleMT : Mobile Terminal RAN : Radio Access NetworkCN : Core Network."— Transcrição da apresentação:

1 Componentes das redes de móvel & as redes sem fios UIMMT RANCN UIM : User Identity ModuleMT : Mobile Terminal RAN : Radio Access NetworkCN : Core Network

2 Redes De Móvel & Redes Sem Fios RDM RSF Um utilizador é definido como utilizador móvel se o mesmo é capaz de comunicar fora da sua rede de assinatura conservando ao mesmo tempo o mesmo endereço. Um sistema chama-se sem fios se o mesmo propõe um serviço de comunicação totalmente independente das tomadas murais.

3 Exemplos de Redes Móveis e/ou Sem fios SistemaSem FiosMovel GSM UMTS TCP/IPxx IP Mobilex ATMxx DECT x

4 Os Sistemas Celulares GSM : Global System for Mobile communications GPRS : General Packet Radio Service EDGE : Enhanced Data for GSM Evolution UMTS : Universal Mobile Telecommunications System

5 GSM 1979: reserva da banda do 900 MHz para as comunicaçoes móveis na Europa por IUT 1980: criação de grupo de trabalho GSM (Groupe Spécial Mobile) 1992: comercialização real dos primeiros sistemas GSM Desde o GSM deixou a sua sigla francesa para a de Global System for Mobile communications e suplantou os sistemas analógicos.

6 FDMA O FDMA é o método de acesso múltiplo mais utilizado. Esta técnica é mais antiga, e permite diferenciar os utilizadores por simples uma diferenciação frequencial. Com efeito, para ouvir o utilizador N, o receptor considera apenas a frequência fN associado. A aplicação desta tecnologia é bastante simples. Frequência Tempo B A C Ocupado pelo utilizador 2 Ocupado pelo utilizador 1 Livre Frequency Division Multiple Access Canal físico

7 TDMA Frequência Tempo Ocupado pelo utilizador 2 Ocupado pelo utilizador 1 Livre Time Division Multiple Access Canal físico O TDMA é um método de acesso que baseia-se na distribuição de recursos no tempo. Cada utilizador emite ou transmite num intervalo de tempo concreto cuja periodicidade é definida pela duração da trama. Neste caso, para ouvir o utilizador N, o receptor tem apenas a considerar o intervalo de tempos N associado à este utilizador. 1, 2, 3,4Slots

8 F-TDMA Frequência Tempo Frequency Time Division Multiple Access B A C Ocupado pelo utilizador 2 Ocupado pelo utilizador 1 Livre 1, 2, 3,4Slots

9 CDMA Tempo Code Division Multiple Access Livre Codigo Frequência Ocupado pelo utilizador 2 Ocupado pelo utilizador 1 Canal físico O CDMA é baseado na distribuição por códigos. Com efeito, cada utilizador é diferenciado do resto dos utilizadores por um código N que lhe foi atribuído no início da sua comunicação e que é ortogonal ao resto de códigos ligados à outros utilizadores. Neste caso, para ouvir o utilizador N, o receptor tem apenas a multiplicar o sinal recebido pelo código N associado à este utilizador.

10 Serviços GSM Serviços de fala Serviços de dados Short Message Services (SMS) Funções de segurança QoS

11 Redes Celulares (1)

12 Handover Permite de passar duma célula ao outra sem corte de comunicação; É um mecanismo revolucionário responsável do sucesso da telefonia móvel. Cell Handover Uplink Downlink BS

13

14

15

16

17

18

19

20

21 Definição de Roaming O roaming é definido como a capacidade que um cliente móvel tem para automaticamente efectuar e receber chamadas, enviar e receber dados, ou aceder a outros serviços quando viaja para fora da área de cobertura geográfica da sua operadora, utilizando para o efeito, uma rede visitada. Em termos mais tecnicos é o equivalente a mudar de MSC(Mobile Switching Center).

22 Tipos de Roaming Um terminal móvel está em roaming quando opera num sistema móvel de uma localidade diferente daquela em que ele é assinante do serviço. – roaming nacional podemos considerar como roaming todas as chamadas efectuadas em países diferentes do país onde o assinante reside – roaming internacional

23 Funcionamento Roaming (1)

24 Funcionamento Roaming (2) Num sistema móvel, o terminal móvel comunica com o sistema através da Estação Rádio Base (BTS) mais próxima. A BTS que o terminal móvel utiliza para comunicar com o sistema vai mudando conforme o terminal se move. Um terminal móvel é registrado numa Área de Registo, que é a área de localização do terminal móvel por ocasião da sua habilitação no serviço móvel. Esta área serve de referência para o cálculo do valor das chamadas destinadas ao assinante

25 Definição de Assinante Quando o terminal está fora da sua Área de Mobilidade ele está em roaming, ou seja, ele é um assinante visitante no sistema móvel daquela região. Esta condição é sinalizada no visor do terminal móvel. São visitantes todos os assinantes que não pertencem à operadora na qual as chamadas são realizadas. O sistema de tarifação de uma região não será capaz de identificar os assinantes que não pertencem à sua rede (base de dados de assinantes).

26 Acordos para Roaming Para que estes assinantes possam efectuar chamadas em roaming é necessário que existam acordos entre operadoras. Dependendo do acordo estabelecido –as chamadas dos visitantes poderão ser tarifadas normalmente e separadas para futuro acerto de contas –ou poderão ser simplesmente encaminhadas para as suas operadoras de origem para então serem tarifadas. Independentemente de serem tarifadas todas as chamadas dos visitantes, estas deverão ser classificadas e enviadas para as suas operadoras de origem, pois serão responsáveis pela cobrança dos assinantes e pelo acerto de contas entre as operadoras.

27 Cobrança em Roaming É efectuada a cobrança em serviços roaming: Para receber chamadas locais, nacionais e internacionais Para efectuar chamadas Serviços de dados

28 Serviços em Roaming Quando em modo analógico, basicamente, o assinante tem acesso ao serviço de voz. Em modo digital, no entanto, o cliente tem acesso a praticamente todos os serviços: - Chamada em Espera, - Consulta, - Conferência, - Identificação de Assinante que telefona, - SMS (Short Message Service) bidireccional, - WAP (Wirelless Application Protocol), - Ícones de serviços como Correio de Voz e SMS, - entre outros.

29 Roaming em Portugal(1) Os Clientes Vodafone podem, em roaming, utilizar os serviços GPRS no estrangeiro como se estivessem em Portugal. Terão assim acesso ao WAP sobre GPRS, à Internet através de computador pessoal ou PDA, ao envio e recepção de e mensagens multimédia (MMS) e acesso remoto às várias aplicações empresariais. No estrangeiro, estes poderão ainda, se registados numa rede 3G, utilizar o Vodafone Mobile Connect Card (versão 3G/GPRS) e aceder ao , Internet e às aplicações empresariais como se estivessem em Portugal.

30 Roaming em Portugal(2)

31 Tecnologias 2,5G HSCSD GPRS EDGE Web site Ericsson

32 HSCSD e GPRS HSCSD - High Speed Circuit Switched Data GPRS - General Packet Radio Service Estas novas tecnologias oferecem soluções para aumentar as taxas de dados com relação às redes GSM existentes. As operadoras de rede querem promover serviços de dados para aumentar as receitas.

33 GPRS General Packet Radio Service oferece uma maior taxa de transmissão de dados. General Packet Radio Service oferece uma maior taxa de transmissão de dados. I funcionalidade de comutaçao de pacotes Introduz funcionalidade de comutaçao de pacotes - Melhor taxa de transferencia - Baixo custo e ligação orientada Reutilização das infraestruturas existentes. Reutilização das infraestruturas existentes. Baseado em interfaces standartizados. Baseado em interfaces standartizados.

34 GPRS vs GSM Comutação de Pacotes Elevada taxa de transmissão (até 170Kbps) Tempo de ligação reduzido Cobrança baseado no volume Suporte robusto das aplicações Comutação de Circuitos Baixa taxa de transmissão (9.6 kbps) Tempo de ligação elevado Cobrança baseado na duração da ligação Volume de dados constantes

35 Tipos de Satélites (1) GEO (Geostationary Orbits) LEO (Low Earth Orbits), MEO (Medium Earth Orbits) HEO (Highly Elliptical Orbits)


Carregar ppt "Componentes das redes de móvel & as redes sem fios UIMMT RANCN UIM : User Identity ModuleMT : Mobile Terminal RAN : Radio Access NetworkCN : Core Network."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google