A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

– 1 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes CAPÍTUL0 6 Desemprego e os Fundamentos da Oferta Agregada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "– 1 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes CAPÍTUL0 6 Desemprego e os Fundamentos da Oferta Agregada."— Transcrição da apresentação:

1 – 1 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes CAPÍTUL0 6 Desemprego e os Fundamentos da Oferta Agregada

2 – 2 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Objectivos do Capítulo Descrever o conjunto de forças que afectam a função oferta agregada, na visão clássica e keynesiana; Perceber a lei de Okun; Conhecer os custos económicos e sociais do desemprego; Medir a taxa de desemprego, a visão da estatística; Distinguir desemprego fricional, estrutural e cíclico; Conhecer as razões do aumento do desemprego na Europa.

3 – 3 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes O mercado de trabalho: Inquérito ao Emprego - INE População activa: Conjunto de indivíduos com idade mínima de 15 anos que no período de referência, constituem a a mão de obra disponível para a produção de bens e serviços que entram no circuito económico (empregados+desempregados); População inactiva: conjunto de indivíduos, qualquer que seja a idade que, no período de referência, não podem ser considerados economicamente activos; Empregado: Indivíduo com idade mínima de 15 anos que, no período de referência : a) tinha efectuado trabalho de pelo menos uma hora mediante o pagamento de remuneração; b)tinha um emprego mas não estava ao serviço; c)tinha uma empresa mas não estava temporariamente ao serviço; d) estava em situação de pré-reforma mas a trabalhar.

4 – 4 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Inquérito ao emprego Taxa de actividade: razão entre população activa e população total; Taxa de emprego: razão entre população empregada e a força de trabalho; Taxa de desemprego: razão entre população desempregada e a força de trabalho;

5 – 5 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Mercado de trabalho População economicamente activa activa; Força de trabalho; Taxa de participação: relação entre a força de trabalho e a população economicamente activa; Taxa de desemprego: a razão entre o numero de desempregados e a força de trabalho.

6 – 6 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

7 – 7 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

8 – 8 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

9 – 9 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Lei de Okun Por cada 2% de quebra relativamente ao PIB potencial, a taxa de desemprego aumenta de 1 ponto percentual.

10 – 10 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

11 – 11 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Tipos de desemprego Desemprego friccional Desemprego estrutural Desemprego cíclico

12 – 12 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

13 – 13 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

14 – 14 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

15 – 15 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

16 – 16 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

17 – 17 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes

18 – 18 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes 1º T º T º T º T População total População 15 e mais anos Menos de 15 anos Dos 15 aos 24 anos Dos 25 aos 34 anos Dos 35 aos 44 anos Dos 45 aos 64 anos Com 65 e mais anos População Total, Açores

19 – 19 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Estrutura Etária, População Residente Açores 2006

20 – 20 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes 1º T º T º T º T População inactiva Menos de 15 anos Dos 15 aos 24 anos Dos 25 aos 34 anos Dos 35 aos 44 anos Dos 45 aos 64 anos Com 65 e mais anos População inactiva >15Anos Estudantes Domésticos Reformados Outros inactivos População Inactiva - Açores

21 – 21 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Taxa de Emprego Nível de escolaridade completo 1º T º T º T º T Até ao básico - 3º ciclo50,951,752,051,6 Secundário67,668,465,9 67,0 Superior81,780,279,781,380,7 Taxa de desemprego4,23,83,34,03,8 Taxa de Emprego segundo a escolaridade, Açores

22 – 22 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Salários e Desemprego

23 – 23 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes A relação de fixação de preços

24 – 24 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Salários Reais de Equilíbrio

25 – 25 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Taxa de Desemprego Salário Real u 1/1+m Relação de fixação de preços Relação de fixação de salários

26 – 26 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Do Desemprego ao Produto

27 – 27 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Taxa natural de desemprego A taxa de desemprego de equilíbrio é a que iguala o salário real decorrente da determinação dos salários ao salário decorrente da fixação de preços. Ou seja a taxa natural de desemprego é a taxa para a qual as forças para aumento ou diminuição dos preços e salários se encontram em equilíbrio; Nível natural de emprego é aquele que se verifica quando o desemprego é igual à taxa natural; Nível natural de produto, o nível de produto associado ao nível natural de emprego.

28 – 28 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes De que forma o crescimento do produto potencial e o aumento dos custos afectam a oferta agregada?

29 – 29 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Na realidade, as deslocações da oferta agregada conjugam os aumentos dos custos e o crescimento do produto potencial

30 – 30 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes A AS é relativamente horizontal no curto prazo mas torna-se vertical no longo prazo

31 – 31 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Situação da população em termos de população activa, 2003

32 – 32 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Ilustração da Lei de Okun, Capítulo 31 / Figura 31-5

33 – 33 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Salários inflexíveis podem levar ao desemprego involuntário Capítulo 31 / Figura 31-6

34 – 34 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes A maior parte do desemprego nos EUA é de curto prazo Capítulo 31 / Figura 31-7

35 – 35 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Distribuição do desemprego por motivo, EUA 1982 e 2000 Capítulo 31 / Figura 31-8

36 – 36 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Taxas de desemprego de grupos diferentes Capítulo 31 / Figura 31-9

37 – 37 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Desemprego nos EUA e na Europa Capítulo 31 / Figura 31-10

38 – 38 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes Capítulo 31 / Quadro 31-1


Carregar ppt "– 1 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Prof. Dr. Fernando Lopes CAPÍTUL0 6 Desemprego e os Fundamentos da Oferta Agregada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google