A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. António Manuel C P Fernandes Construção de Carta Bioclimática Completa e Simplificada Baseado em: Eficiência energética na arquitetura PUC.Goiás,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. António Manuel C P Fernandes Construção de Carta Bioclimática Completa e Simplificada Baseado em: Eficiência energética na arquitetura PUC.Goiás,"— Transcrição da apresentação:

1 Prof. António Manuel C P Fernandes Construção de Carta Bioclimática Completa e Simplificada Baseado em: Eficiência energética na arquitetura PUC.Goiás, Artes e Arquitetura CONFORTO TÉRMICO na arquitetura e urbanismo

2 Usam-se os seguintes dados, para cada mês do ano: > a temperatura média – Tme > a umidade relativa média - URme > a temperatura média das mínimas - Tmi > a temperatura média das máximas – Tma > o valor médio de 3 g/kg, para a variação da Umidade Absoluta e a carta bioclimática (baseada no ábaco psicrométrico referente à altitude do local) como matriz gráfica para a plotagem dos dados acima descritos. Construção de Carta Bioclimática usando as Normais Climatológicas (LAMBERTS, 1997); Prof. António Manuel C P Fernandes Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas)

3 PASSO 1 Utilizando a matriz da carta bioclimática determina-se o ponto A: encontro da linha vertical da Tme com a curva da URme; se os valores forem quebrados faça uma interpolação simples. Repare na linha tracejada horizontal: ela indica a UA desse ponto... Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas) Prof. António Manuel C P Fernandes Para a construção da carta precisamos plotar nela os dados de temperatura e umidade de cada mês do ano: cada mês será representado por um segmento que se constrói com os passos a seguir (Item 4, ex. N. 2, bloco 2) :

4 Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas) PASSO 2... e sobre ela traça- se um segmento horizontal (que passa por A), determinando suas extremidades B (na linha vertical da Tmi) e C (na linha vertical da Tma); o segmento BC representa a variação diária da temperatura, ou seja, a amplitude térmica diária. Prof. António Manuel C P Fernandes

5 Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas) PASSO 3 Agora ajusta-se a variação da UA (usa- se, como média, a variação de 3 g/kg ao longo do dia); assim, o B desloca- se para B e o C para C (na escala vertical da UA), definindo o segmento inclinado BC representativo do mês em questão; a UA aumenta com a evaporação até no meio da tarde e cai à noite. B C Prof. António Manuel C P Fernandes

6 Em alguns casos (quando a variação da UA for maior que a média adotada – 3g/kg) pode ocorrer que o ponto B, mesmo depois de ser empurrado para baixo, fique fora da carta; nesse caso empurramo-lo até o limite desta e o ponto C sobe o mesmo tanto, mantendo-se a gangorra simétrica e coerente com a metodologia proposta. Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas) PASSO 4 se necessário! Observação importante: Prof. António Manuel C P Fernandes

7 Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas) 1. Zona de Conforto 2. Ventilação 3. Resfriamento Evaporativo 4. Massa Térmica (resfri.) 2/4. Vent. + Mas. Térmica 3/4. Mas. Térmica + Resf. Evapo. 2/3/4. Vent. + Mas.Term. + Res. Eva. 5. Ar Condicionado 6. Umidificação 7. Massa Térmica (aquec.) 8. Aquecimento Solar 9. Aquecimento Atenção! cada intersecção é uma nova zona: 2/4, 3/4 e 2/3/4 Prof. António Manuel C P Fernandes

8 Pronto! Aprendido o método para a construção do segmento representativo de um mês, poderemos aplicar isso para definir os 12 meses do ano. Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas) Prof. António Manuel C P Fernandes

9 Construção de Carta Bioclimática (usando as Normais Climatológicas) CARTA SIMPLIFICADA Podemos fazer também uma carta simplificada com 4 meses do ano, março, junho, setembro e dezembro. O resultado final é quase igual, repare: Prof. António Manuel C P Fernandes Somatória dos 4 segmentos 193 mm 100 % Z 1 (conforto)7639 Z 2 (ventilação)6232 Z 2/3/4 (ve/ma/re)126 Z 7 (massa)3317 Z 8 (ma/sol)106


Carregar ppt "Prof. António Manuel C P Fernandes Construção de Carta Bioclimática Completa e Simplificada Baseado em: Eficiência energética na arquitetura PUC.Goiás,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google