A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia da Pesquisa Cursos Superiores de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações Profa. Jamea Cristina Batista Silva março/2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia da Pesquisa Cursos Superiores de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações Profa. Jamea Cristina Batista Silva março/2013."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia da Pesquisa Cursos Superiores de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações Profa. Jamea Cristina Batista Silva março/2013

2 Concordância Verbal A concordância verbal é a solidariedade entre o verbo e o sujeito, isto é, a variação do verbo para conformar-se ao número e à pessoa do sujeito. Nenhum erro gramatical pode transmitir maior sensação de desqualificação do autor do que o erro de concordância verbal. A maior parte dos erros de concordância verbal ocorre em frases longas, geralmente após a interpolação de uma outra oração que separa o sujeito do verbo: o redator esquece quem é o sujeito e faz a concordância com outro substantivo da frase. Seguem-se alguns exemplos:

3 Concordância Verbal Muitos dos distúrbios observados, inclusive o déficit estatural, tem sido atribuído a... (têm sido atribuídos) Entretanto, deve ser ressaltado que esta dosagem, como será comentado adiante, exige um ambiente completamente descontaminado e outras condições especificadas cuja a inobservância podem dar margem a erros grosseiros. (cuja inobservância pode)

4 Concordância Verbal Há diversas situações em que surgem dúvidas na concordância verbal ou mesmo na concordância nominal, isto é, entre adjetivo e substantivo. Observe os exemplos de formas corretas de concordância a seguir:

5 Concordância Verbal Quinze pacientes é pouco. O diretor, ao lado dos coordenadores, deu início ao seminário. Médico e enfermeiras dedicados (verbo fica no masculino quando um dos substantivos for masculino).

6 Concordância Verbal O primeiro e o quinto paciente; ou O primeiro e quinto pacientes; ou O primeiro e o quinto pacientes; ou ainda O primeiro e quinto paciente (quando há um substantivo depois de dois ou mais adjetivos, as quatro formas são aceitas, mas as duas primeiras são mais recomendadas). As universidades americana e brasileira; a universidade americana e a brasileira; ou ainda a universidade americana e brasileira (com um substantivo seguido de dois ou mais adjetivos; as três formas são aceitas, mas a primeira é a mais recomendada e a última deve ser evitada, pois gera ambigüidade).

7 Concordância Verbal Quando o sujeito é representado por a maioria de, a maior parte de ou grande parte de, vindo em seguida um substantivo no plural, o verbo pode ficar no singular ou no plural: A maior parte dos alunos apreciou (ou apreciaram) a aula.

8 Concordância Verbal O verbo no singular destaca o conjunto, enquanto o verbo no plural destaca o indivíduo. Já quando a expressão é seguida de substantivo no singular, o verbo também fica no singular: Grande parte da literatura médica indica que... A maioria da turma estava...

9 Concordância Verbal Quando o sujeito é representado por um dos que, o verbo pode ficar no singular ou no plural: O trabalho de Paul Ehrlich foi um dos que mais contribuiu (ou contribuíram) para a elucidação...

10 Concordância Verbal Quando o sujeito é representado por mais de um, o verbo fica no singular: Mais de um aluno queixou-se da aula.

11 Concordância Verbal Quando o sujeito é formado por uma expressão que indica porcentagem seguida de substantivo, o verbo deve concordar com o substantivo. 40% dos alunos preferiram... 40% do alunado preferiu... 1% dos pacientes apresentaram reações alérgicas. 40% da dose deve ser administrada...

12 Regência Verbal A regência verbal é a ligação do verbo com o seu complemento. Os verbos podem ser transitivos diretos, transitivos indiretos e intransitivos. Transitivo direto (quando o complemento é objeto direto): O estudante escreveu a tese. Transitivo indireto (quando o complemento é objeto indireto): O estudante obedeceu ao orientador. Intransitivo (quando o verbo expressa uma idéia completa): O doutorando brilhou.

13 O Tempo do Verbo É comum em trabalhos acadêmicos a não correlação quanto ao tempo dos verbos utilizados, sobretudo na seção de revisão da literatura. Um trabalho científico é o relato de um experimento que já foi realizado. Portanto, todas as seções do resumo e do trabalho em que se descrevem a literatura prévia, o experimento realizado e os seus resultados devem ser escritas com o verbo no pretérito perfeito: Silver e cols. demonstraram que; o estudo foi realizado; foram colhidas amostras; foi feita a análise estatística; o número de colônias de células encontrado foi de...

14 O Tempo do Verbo Deve-se evitar o pretérito imperfeito, tempo verbal que exprime ação incompleta ou não realizada: Silver e cols. demonstravam que; o estudo era realizado; eram colhidas amostras...

15 O Tempo do Verbo Entretanto, se um autor demonstrar um fato ou conceito que ainda é aceito, esse fato não deve ser descrito no passado, sob pena de dar ao leitor a impressão de que o achado não é mais considerado verdadeiro: Einstein demonstrou que a velocidade da luz é constante, e não Einstein demonstrou que a velocidade da luz era constante.

16 O Tempo do Verbo Deve-se evitar o uso concomitante de duas formas de pretérito: os pacientes eram selecionados com base em suas características clínicas; aquele que preencheram os critérios de inclusão foram submetidos ao teste...

17 Gerúndio O gerúndio simples é uma forma nominal do verbo que expressa uma ação em curso. Essa ação pode ser imediatamente anterior ou posterior à ação do verbo da oração principal, ou ainda contemporânea dela. Exemplos: Examinando a amostra em detalhes, verificamos que não era apropriada. Podendo, escreverei o artigo ainda esta semana.

18 Gerúndio Deve-se evitar o gerúndio em situações em que a ação já foi concluída: Evite: jablonski, estudando 42 pcientes, encontrou 27 que preenchiam os critérios de inclusão no estudo. Prefira: Ao estudar 42 pacientes, Jablonski encontrou 27...

19 Gerúndio Quando o gerúndio combina-se com os auxiliares estar, vir, andar e ir, também é preciso cuidado. O tempo em que ocorre a ação depende do auxiliar empregado: Novas técnicas vêm sendo desenvolvidas em nosso laboratório... Este simpósio está sendo transmitido para toda a universidade.

20 Gerúndio Observe também o uso incorreto do gerúndio nas seguintes situações: Evite: Precisamos de um aluno falando inglês. Procuramos um artigo descrevendo a técnica. Procuramos um livro-texto contendo figuras. Prefira: Precisamos de um aluno que fale inglês. Procuramos um artigo que descrevesse a técnica. Procuramos um livro-texto com figuras.

21 O Uso da Voz Passiva Alguns consideram a voz passiva uma forma imperfeita de expressar uma ação, porque torna impreciso o sujeito do verbo. Seu uso, porém, tornou-se habitual em textos científicos, já que a alternativa menos elegante seria a referência repetida do experimento. Preferimos dizer: amostras de sangue venoso foram coletadas, os pacientes foram examinados... A dizer, repetidamente, coletamos amostras, testamos os pacientes, determinamos os níveis de hormônios, fizemos a análise estatística...

22 O Uso da Voz Passiva Entretanto, o uso da voz passiva na Revisão da Literatura deve ser evitado: Esta forma de resistência foi demonstrada ser mediada por anticorpos... Deve-se usar a voz ativa, destacando os autores do estudo: Wajnberg e Trajman demonstraram que esta forma de resistência é mediada por anticorpos...

23 REFERÊNCIAS Este texto foi extraído e adaptado de: SPECTOR, Nelson. Manual para redação de teses, projetos de pesquisa e artigos científicos. 2. ed., – Rio de Janeiro: Guanabara koogan, p.


Carregar ppt "Metodologia da Pesquisa Cursos Superiores de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações Profa. Jamea Cristina Batista Silva março/2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google