A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projetos Rumo ao CMM/CMMI Projetos Rumo ao CMM/CMMI Profa. Dra. Juliana Herbert ESICenter UNISINOS Belo Horizonte, 7 de outubro de 2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projetos Rumo ao CMM/CMMI Projetos Rumo ao CMM/CMMI Profa. Dra. Juliana Herbert ESICenter UNISINOS Belo Horizonte, 7 de outubro de 2005."— Transcrição da apresentação:

1 Projetos Rumo ao CMM/CMMI Projetos Rumo ao CMM/CMMI Profa. Dra. Juliana Herbert ESICenter UNISINOS Belo Horizonte, 7 de outubro de 2005.

2 Sobre o ESICenter UNISINOS...

3 Fundação sem fins lucrativos. Fundada em 1993 pela Comissão Européia e pelo Governo Basco. Localizado no Parque Tecnológico de Zamúdio, Bilbao, Espanha. Fundação sem fins lucrativos. Fundada em 1993 pela Comissão Européia e pelo Governo Basco. Localizado no Parque Tecnológico de Zamúdio, Bilbao, Espanha. ESI – Instituto Europeu de Software

4 4 Atividades de Internacionalização CIÊNCIA TECNOLOGIA MERCADO SOCIEDADE

5 5 ESICenters Alliance 2 centros criados em 2002: ESICenter UNISINOS – São Leopoldo – RS – Brasil. ESICenter em Shanghai – China. 2 centros criados em 2003: ESICenter em Melbourne - Austrália. ESICenter em Guadalajara - México 1 centro criado em 2004: ESICenter em Sofia – Bulgária.

6 6 Melhoria de Processos de Software Melhoria de Processos de Software: Projetos Rumo ao CMM Projetos Rumo ao CMM Em 2001: com a SOFTSUL, RS, com 9 empresas. Em 2002: com a FUMSOFT, MG, com 7 empresas. Em 2003: RS, com 8 empresas. Em 2004 (CMMI): com a Fundação Vanzolini, SP, com 6 empresas. Em 2005 (CMMI): a ser lançado em novembro – NÍVEL 5. Avaliações formais SCAMPI (Tlantic no RS e MSA em MG). Avaliações formais SCAMPI (Tlantic no RS e MSA em MG). Avaliações classe B (Workshop Appraisal). Avaliações classe B (Workshop Appraisal). Cursos oficiais SEI/CMU. Cursos oficiais SEI/CMU. Cursos e consultoria oficiais em PSP e TSP (SEI/CMU). Cursos e consultoria oficiais em PSP e TSP (SEI/CMU). Criação e coordenação do grupo e de eventos SPIN-RS. Criação e coordenação do grupo e de eventos SPIN-RS. Teste de Software Teste de Software: Cursos e consultoria com foco na definição e implantação de processos de teste de software. Cursos e consultoria com foco na definição e implantação de processos de teste de software. Gestão Estratégica Gestão Estratégica (BITS - Balanced IT Scorecard). Principais Áreas de Atuação

7 7 Parcerias internacionais: Parcerias internacionais: ESI – European Software Institute – Bilbao, Espanha. SEI/CMU – Software Engineering Institute da Universidade de Carnegie Mellon – Pittsburgh, EUA. Watts Humphrey Institute – Chennai, Índia. Recursos: Recursos: 2 SCAMPI lead appraisers – SEI/CMU (serão observados em novembro de 2005, liderando avaliações). 1 instrutor oficial PSP – SEI/CMU. 1 instrutor oficial SW-CMM – SEI/CMU.

8 Por que as empresas decidem implementar modelos de qualidade?

9 9 Razões... Exigência (editais, concorrentes, leis). Necessidade de organização da área de desenvolvimento de software. Melhoria da qualidade dos produtos de software. Melhoria de estimativas de tempo e custo. Aumento da produtividade. Diminuição do custo de desenvolvimento. Melhoria do clima organizacional. Diferencial....

10 10 Benefícios Quantitativos Para a adoção do CMMI, considerando 18 empresas (de CategoriaMédia Número de Empresas Menor Valor Maior Valor Redução do Custo 38%144,5%87% Maior Precisão no Cronograma 50%1420%90% Aumento da Produtividade 50%1311%376% Aumento da Qualidade 50%1629%94% Aumento da Satisfação do Cliente 14%510%55% Retorno do Investimento 3:182:113:1

11 11 Mudança de Cultura Qualidade Definição de objetivos ambiciosos, mas possíveis. Pessoas comprometidas em fazer certo da primeira vez. Pessoas e equipes compreendendo (quantitativamente) seus processos e seu uso de tempo. Comprometimentos pessoais com cronograma, qualidade e melhoria contínua. Aprendizado individual e organizacional com experiências. Definição de insanidade (Watts Humphrey): fazer as coisas sempre do mesmo jeito e esperar resultados diferentes.

12 Século 20: industrialização Melhoria de 50 vezes na produtividade de hardware. Século 21: intelectualização Aplicação de métodos estatísticos para a produção de software de larga escala.

13 13 Projeto Rumo ao CMM Criado pelo ESICenter UNISINOS Propósito apoiar as empresas participantes na implementação das práticas previstas no modelo SW CMM.

14 Projeto Rumo ao CMM 2001

15 15 Projeto Rumo ao CMM UNISINOS (LQS) e SOFTSUL. Objetivo: ajudar as empresas participantes a atingir o nível 2 do CMM em suas organizações, melhorando a qualidade de seus processos de software. Duração: janeiro a dezembro de 2001.

16 16 Rumo ao CMM Participantes: Compasso Dell Computers ECS GoDigital Meta Informática Micromega Qualitá N&L DZSet

17 17 Rumo ao CMM Treinamento horas. 9 workshops mensais. 8 meses de consultoria (em Informática e RH). 3 mini-auditorias.

18 18 Rumo ao CMM Lançamento à comunidade empresarial gaúcha: Em 12 de dezembro de Workshop com palestras sobre o projeto, sobre CMM e sobre qualidade do produto de software. Local: auditório da PROCERGS, em Porto Alegre. 83 participantes de empresas de Porto Alegre e do interior do estado.

19 19 Rumo ao CMM Continuidade: Foram realizadas visitas às empresas, explicando o CMM e o projeto. Foram solicitados financiamentos ao SEBRAE e CNPq, sem sucesso. Em 16 de janeiro de 2001 foi fechado o grupo de 9 empresas que participariam do projeto. Em 31 de janeiro foi realizada a primeira reunião com representantes das empresas.

20 Rumo ao CMM Primeira Etapa Treinamento

21 21 Cursos de Apoio à Implantação Relacionamento Interpessoal - 16 horas. Tratamento de Clientes - 16 horas. Administração do Tempo - 16 horas. Cursos extras: Motivação - 8 horas. Técnicas de Apresentação - 8 horas. TOTAL: 48 horas

22 22 Cursos para o SEPG Introdução à Qualidade de Software - 16 horas Profa. Juliana Herbert (UNISINOS) Visão Geral do CMM - 8 horas Odisnei Galarraga (DSI/UNISINOS) Métricas de Software - 16 horas Gabriela Elisa da Cunha (DSI/UNISINOS) Melhoria do Processo de Software - 8 horas Clênio Figueiredo Salviano (ITI) Utilização do GQM no Desenvolvimento de Software - 16 horas Profa. Christiane Gresso von Wangenheim (UNIVALE) Teste de Software - 24 horas Profa. Juliana Herbert (UNISINOS) Utilização do PSP no Desenvolvimento de Software - 16 horas Profa. Sheila Reinehr (PUC-PR) Gerência de Configuração - 8 horas Wagner Roberto De Martino (ITI) Implantação das KPAs do Nível 2 do CMM - 8 horas Prof. Marcelo Pessôa (Fundação Vanzolini) TOTAL: 120 horas

23 23 Cursos para os Outros Grupos na Organização Gerência de Requisitos - 16 horas Prof. Rubens Parra (Fundação CPqD) Métricas de Software - 16 horas Gabriela Elisa da Cunha (DSI/UNISINOS) Utilização do PSP no Desenvolvimento de Software - 16 horas Profa. Sheila Reinehr (PUC-PR) Definição de Ações Corretivas no Processo de Desenvolvimento de Software - 8 horas Prof. Marcelo Pessôa (Fundação Vanzolini) Gerência de Subcontratos - 8 horas Prof. Marcelo Pessôa (Fundação Vanzolini) Disseminação de Normas da Qualidade em uma Empresa de Desenvolvimento de Software - 16 horas Profa. Juliana Herbert (UNISINOS) Gerência de Configuração - 8 horas Wagner Roberto De Martino (ITI) Implantação de Programas de Treinamento em uma Organização - 16 horas Profa. Susana Marques (UNISINOS) TOTAL: 104 horas

24 24 Mudanças Durante o Projeto Inserção de cursos extras de reforço: Técnicas de Apresentação - 8 horas. Motivação - 8 horas. Maior distribuição dos cursos nos primeiros meses do projeto. Troca de enfoque do curso de Disseminação de Normas. Troca de segundas edições de cursos por um novo curso: Acompanhamento do Projeto de Software, ministrado pelo Prof. José Rubens Parra, da Fundação CPqD, com 24 horas de duração.

25 Rumo ao CMM Segunda Etapa Consultoria

26 26 Consultoria De maio a dezembro. 5 consultores na área de melhoria de processo: Consultoria quinzenal, com 3 horas de duração. 2 consultores na área de Relações Humanas: Consultoria de três em três semanas, com 3 horas de duração.

27 27 Consultoria Todas as visitas agendadas previamente. Cada visita com uma ata correspondente. Utilizado um plano de implantação das KPAs do nível 2 do CMM, dividido em fases: Fase de criação de infra-estrutura. Fase de implantação das atividades das KPAs. Fase de melhoria.

28 28 Plano de Implantação Cada fase tem um período de verificação final de objetivos (propostos X atingidos). Ênfase na primeira fase - KPAs de: Planejamento de Projeto de Software e Acompanhamento e Supervisão de Projeto de Software. Final de cada fase: auditoria de instituição externa (Fundação Vanzolini).

29 Rumo ao CMM Workshops

30 Sabadão do CMM São Leopoldo, 7 de abril de Número de participantes: 112.

31 31 Origem do Sabadão do CMM Dificuldade de disseminação do CMM nas empresas. Problemas de comunicação dos objetivos do projeto. Problemas de comunicação das etapas do projeto.

32 32 Objetivos do Sabadão Apresentar a equipe de consultores. Discutir o processo de implantação do CMM nas empresas. Apresentar a estrutura geral do projeto Rumo ao CMM. Discutir dúvidas. Discutir etapas já realizadas e a serem realizadas. Proporcionar um evento de lançamento coletivo do projeto às empresas participantes.

33 33 Nosso roteiro: Abertura. Identificação das empresas. Apresentação dos consultores. Pontos marcantes do nível 2 do CMM - Prof. Mauro Spínola (Fundação Vanzolini). Processo geral de implantação do CMM - Prof. Marcelo Pessôa (Fundação Vanzolini). Estrutura do projeto. Resolução de dúvidas gerais. Fechamento. Nosso horário: 9:00h às 12:30h

34 Primeiro Workshop São Leopoldo, 25 de abril de Número de participantes: 81.

35 35 Objetivos do Workshop Ser um fórum de discussões sobre o projeto Rumo ao CMM. Proporcionar a troca de experiências entre as empresas do projeto. Discutir experiências de implantação do CMM no Brasil. Discutir experiências de implantação de programas da qualidade em empresas do projeto.

36 36 E ainda: Representar milestones no decorrer da implantação do projeto...

37 37 Nosso roteiro: Abertura. Identificação das empresas. Palestra: Programa da qualidade na Empresa N&L. Discussão. Implantação do CMM na Fundação CPqD - José Rubens Parra e Raquel Moreda. Discussão. Resolução de dúvidas gerais sobre o projeto. Fechamento. Nosso horário: 13:00h às 17:30h

38 Segundo Workshop São Leopoldo, 30 de maio de Número de participantes: 55.

39 39 Nosso roteiro: Abertura. Identificação das empresas. Palestra: Programa da qualidade na Empresa Meta Informática. Discussão. Apresentação do Plano de Implantação do Nível 2 do CMM - Prof. Marcelo Pessôa (Fundação Vanzolini) e Profa. Juliana Herbert (UNISINOS). Discussão. Resolução de dúvidas gerais sobre o projeto. Fechamento. Nosso horário: 13:00h às 17:30h

40 Terceiro Workshop São Leopoldo, 25 de julho de Número de participantes: 57.

41 41 Nosso roteiro: Abertura. Identificação das empresas. Palestra: Implantação e Operacionalização de Grupos de SQA em Organizações - Case Fundação CPqD - Raquel Moreda. Discussão. Resolução de dúvidas gerais sobre o projeto. Fechamento. Nosso horário: 13:30h às 17:00h

42 Quarto Workshop São Leopoldo, 29 de agosto de Número de participantes: 52.

43 43 Nosso roteiro: Abertura. Identificação das empresas. Palestra: Implantação do CMM na HP Brasil - Marcio Flôres. Discussão. Resolução de dúvidas gerais sobre o projeto. Fechamento. Nosso horário: 13:30h às 17:00h

44 Quinto Workshop Caxias do Sul, 12 de setembro de Número de participantes: 56.

45 45 Nosso roteiro: Abertura. Identificação das empresas. Palestra: Experiências de Avaliação do CMM no Brasil - Carlos Caran (ISD Brasil). Discussão. Implantação do CMM na Compasso. Discussão. Resolução de dúvidas gerais sobre o projeto. Fechamento. Confraternização oficial. Nosso horário: 13:30h às 17:00h

46 46 Outros Workshops Setembro (2 edições). Outubro. Novembro. Dezembro.

47 47 Mudanças no Projeto No final de cada workshop (a partir de julho), começou a ser realizada uma reunião com os coordenadores e dois representantes de cada empresa, para avaliação do projeto.

48 48 Mecanismos para Coordenação do Projeto Lista de discussões. Pedidos constantes de feedback das empresas. Reuniões mensais de avaliação, com representantes das empresas. Avaliações gerais feitas em workshops.

49 Projeto Rumo ao CMM com a FUMSOFT Setembro de 2002 a Dezembro de 2003

50 50 Projeto Rumo ao CMM com a FUMSOFT Em 2002: com a FUMSOFT, no estado de MG, com 7 empresas. Audiolab Software BHS International Syst Quantum Informática Spress Informática Squadra Tecnologia em Software Teknisa Tecnologia em Informática

51 51 Projeto Rumo ao CMM com a FUMSOFT Estrutura: 140 horas de consultoria por empresa. 144 horas de treinamento. 20 horas de workshops.

52 52 Projeto Rumo ao CMM com a FUMSOFT Cursos: Cursos: Visão Geral do CMM (16h) Gerenciamento de Requisitos (16h) Planejamento e Acompanhamento de Projetos de Software (24h) Documentação de Políticas e Processos de Software (24h) Gerência de Configuração de Software (16h) Gerência de Subcontratos de Software (16h) Garantia da Qualidade de Software (16h) Métricas de Software (16h)

53 Projeto Rumo ao CMM UNISINOS Março de 2003 a Junho de 2004

54 54 Projeto Rumo ao CMM UNISINOS Em 2003: no estado do RS, com 5 empresas Ação Sistemas de Informática Ltda AdvancedIT Ltda Gens S/A Ivirtua Ltda John Deere do Brasil

55 55 Projeto Rumo ao CMM UNISINOS Structure: Structure: 184 horas de consultoria por empresa. 200 horas de treinamento. 24 horas de workshops. 32 horas de avaliações informais.

56 56 Projeto Rumo ao CMM UNISINOS Cursos: Cursos: Visão Geral do CMM (16h) Gerenciamento de Requisitos (16h) Planejamento e Acompanhamento de Projetos de Software (24h) Documentação de Políticas e Processos de Software (24h) Gerência de Projetos com o PMBoK (16h) Gerência de Configuração de Software (16h) Gerência de Subcontratos de Software (16h) Garantia da Qualidade de Software (16h) Métricas de Software (16h)

57 Projeto Rumo ao CMMI São Paulo Junho de 2004 a Dezembro de 2005

58 58 Projeto Rumo ao CMMI - SP Em setembro/2003, lançamento do Rumo ao CMMI, em parceria com a Fundação Vanzolini, no estado de SP.

59 59 Projeto Rumo ao CMMI - SP Em setembro/2003, lançamento do Rumo ao CMMI, em parceria com a Fundação Vanzolini, no estado de SP. Empresas: YMF Epson HST Emphasys

60 60 Projeto Rumo ao CMMI - SP Estrutura: Estrutura: 24 horas de diagnóstico. 120 horas de consultoria. 136 horas de treinamento. 24 horas de workshops. 32 horas de avaliações informais.

61 61 Projetos Rumo ao CMM/CMMI Projetos Rumo ao CMM/CMMI Profa. Dra. Juliana Herbert ESICenter UNISINOS Belo Horizonte, 7 de outubro de 2005.


Carregar ppt "Projetos Rumo ao CMM/CMMI Projetos Rumo ao CMM/CMMI Profa. Dra. Juliana Herbert ESICenter UNISINOS Belo Horizonte, 7 de outubro de 2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google