A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Painel 2: Grupos de Empresas Rumo ao CMM/CMMI WOGE/SOFTEX 06 de Outubro de 2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Painel 2: Grupos de Empresas Rumo ao CMM/CMMI WOGE/SOFTEX 06 de Outubro de 2005."— Transcrição da apresentação:

1 Painel 2: Grupos de Empresas Rumo ao CMM/CMMI WOGE/SOFTEX 06 de Outubro de 2005

2 Ana Patrícia Silveira Viotti Engenheira Civil e Mestre em Ciência da Computação (UFMG) Experiência de 19 anos em análise e desenvolvimento de sistemas, sendo 7 anos como Gerente de Pesquisa & Desenvolvimento Coordenadora do SEPG Diretora Técnica da Spress

3 Agenda Apresentação da Spress Projeto Rumo ao CMM com a Fumsoft Processo de Avaliação Resultados Lições Aprendidas Recomendações Conclusão Futuro.

4 Spress Informática S/A

5 Spress Informática S/A Software House Início das atividades em 1970 Localizada em Belo Horizonte - MG Sede própria (2.400 m2) Número Funcionários: 162 Número Clientes: Atuação Nacional 6 Filiais virtuais - 56 suportes regionais.

6 Spress Informática S/A Software Sistemas de Gestão de Concessionárias de Veículos (Líder do mercado) Sistema de Automação Comercial.

7 Suporte Regional Help Desk Consultoria e Auditoria Treinamento Workshop e Seminários Fábrica de Software. Spress Informática S/A Serviços

8 Spress Informática S/A 32 meses horas de trabalho Investimento de R$1,5 mi

9 Spress Informática S/A

10 Grupo de 7 empresas organizado pela FUMSOFT Iniciado em Setembro de 2002 em parceria com o ESICenter UNISINOS Estrutura geral: 140 horas de consultoria; 144 horas de treinamento - 8 cursos; 72 horas de treinamento - 9 tutoriais; 20 horas de treinamento - 4 workshops. Projeto: Rumo ao CMM com a Fumsoft

11 Motivação empresa preocupada com definição e melhoria de seus processos operacionais necessidade da melhoria para crescer Objetivos conseguir um processo de SW efetivo, cumprindo compromissos de prazo, custo e qualidade redução de bugs, horas extras e incêndios! Projeto: Rumo ao CMM com a Fumsoft

12 1º Desafio - definição de papéis/grupos: SEPG ( Software Engineering Process Group) 8 funcionários (os melhores!) NENHUM com dedicação exclusiva SQA criar setor e o cargo/papel identificar na equipe ou contratar? iniciar as atividades (inexistentes) SCM criar auditorias tempo disponível para atividades Projeto: Rumo ao CMM com a Fumsoft

13 2º Desafio - Intitucionalização Campanha Motivacional Treinamentos Internos Mecanismo de sugestões. Projeto: Rumo ao CMM com a Fumsoft Esta é a forma como nós fazemos as coisas aqui A cultura organizacional conduz o processo

14 Campanha Motivacional

15 No fim do projeto a Organização contava com... Processos de Desenvolvimento de Software: Patrocinado pela Diretoria Técnica; Definido e mantido pelo SEPG; Monitorado pelo Comitê Diretivo; Institucionalizado; Disponibilizado; e com os seguintes ativos...

16 Spress Informática Ativos Políticas Organizacionais Procedimentos Delineam/Restringem e são base para alinham um conjunto de apresentam Processos Instruções de Trabalho Grupos assumem Papéis Melhoria SEPGSEPG Medições Padrões/Templates Processo Padrão de Software executam Ciclo de Vida que é utilizado Tipo de Projeto definem critérios e diretrizes para adaptação do Ferramentas e Banco de Dados Treinamento suportado por Produtos de Trabalho geram e utilizam Fluxo de Trabalho (define a arquitetura do OPD) Define o curso de execução

17 Spress Informática Ferramentas e Banco de Dados GAS: é um sistema de gestão que atende a todas as operações realizadas nos diversos departamentos da empresa É base para a execução e gerenciamento das atividades Para a organização, determina um ambiente de desenvolvimento integrado, com gerência de requisitos (OS), planejamento e controle e monitoramento de projetos, gerência de riscos e custos, gerência de configuração (integrado com CVS), garantia de qualidade e medições automáticas.

18 Processo de Avaliação Iniciado em Outubro de 2004 em parceria com a ISD Brasil Duração: 7 meses Processo: Mini-avaliação (mini-assessment) Treinamento no método de avaliação (SCE) Avaliação Interna com mentoring Avaliação Oficial nível 2 SW-CMM

19 Resultado Avaliação Oficial Total de Práticas: 99 Pontos fortes: 100% Pontos fracos: 0% Finalizado um dia antes do previsto

20 Resultado Avaliação Oficial

21 Resumo Geral

22 Tangíveis Fornece uma estrutura para priorização de ações Ganho real de produtividade Redução de defeitos (bugs) Controle efetivo de prazos e custos Melhoria de qualidade reportada pelos clientes Intangíveis Moral da equipe elevada Ambiente de trabalho estável Melhoria da comunicação (linguagem comum) Resultados

23 A melhoria é contínua mesmo! Comunicação é a alma do negócio Saber parar e/ou esperar Implementação das práticas em diversos projetos (se possível todos) Intitucionalização não deixar para depois (treinar & treinar) utilização de práticas do PSP (Personal Software Process) e TSP (Team Software Process) Lições Aprendidas

24 Apoio da alta direção deixe claro desde o começo SEPG sua boa formação é essencial dar status ao grupo Projeto de Melhoria relato do andamento para todos os níveis Recomendações

25 Importância de uma Ferramenta Gerencial elemento de integração dos processos, dos procedimentos e da equipe dá suporte à implantação e institucionalização do modelo acelera o processo de avaliação garante que, mesmo depois do esforço inicial de implantação dos novos processos, sua aderência tende a ser persistente na empresa. Recomendações

26 Exige muita dedicação É Difícil, mas vale a pena o esforço! Conclusão

27 Migração para o CMMI: Treinamentos no modelo (introdução e intermediário) e no método de avaliação SCAMPI Consultorias mensais Avaliações Classe C e B Avaliação Classe A para obtenção do nível 3 de maturidade no 2o semestre de 2006 Futuro...

28 Obrigada.


Carregar ppt "Painel 2: Grupos de Empresas Rumo ao CMM/CMMI WOGE/SOFTEX 06 de Outubro de 2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google