A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Missão Promover a inclusão social de populações menos favorecidas, utilizando as tecnologias da informação e comunicação como um instrumento para a.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Missão Promover a inclusão social de populações menos favorecidas, utilizando as tecnologias da informação e comunicação como um instrumento para a."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Missão Promover a inclusão social de populações menos favorecidas, utilizando as tecnologias da informação e comunicação como um instrumento para a construção e o exercício da cidadania.

4 Modelo de EIC Auto- Sustentabilidade Auto-Gestão Proposta Político Pedagógica

5 Proposta Pedagógica Transforma o aprender Informática em um meio para promover a discussão de temas da realidade local Incentiva a investigação de soluções para os problemas que afetam a comunidade e a valorização da história, cultura e conhecimento local Estimula a criação de projetos que contribuam para uma transformação social efetiva

6 Inclusão Digital para Inclusão Social Acesso Eqüitativo Uso com sentido Apropriação Social Disponibilidade de recursos tecnológicos, físicos, econômicos e materiais Capacitar para o uso relacionado com o contexto, cultura e necessidades do grupos A técnica passa a ser incorporada ao dia-a-dia de pessoas e comunidades de forma crítica e criativa, gerando novos conhecimentos

7 Levando TICs para comunidades de baixa renda CDI Matriz CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI Regional CDI RegionalEICEICEICEICEICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEIC EICEICEICEIC EICEICEICEIC EICEIC EICEIC

8 1.Maceió - AL 2.Manaus - AM 3.Salvador - BA 4.Fortaleza - CE 5.Médio Jaguaribe - CE 6.Brasília - DF 7.Vitória - ES 8.Goiânia - GO 9.São Luís - MA 10.Paraíba - PB 11.Campo Grande - MS 12.Além Paraíba - MG 13.Belo Horizonte - MG 14.Juiz de Fora - MG 15.Leopoldina - MG 16.Poços de Caldas - MG 17.Altamira - PA 18.Belém - PA 19.Curitiba – PR 20.Londrina - PR 21.Toledo - PR 22.Recife – PE 23. Petrópolis - RJ 24.Rio de Janeiro – RJ 25.Sul Fluminense – RJ 26.Natal - RN 27. Porto Alegre - RS 28.Blumenau - SC 29.Chapecó - SC 30.Criciúma - SC 31.Florianópolis - SC 32.Campinas - SP 33.Piracicaba - SP 34. Santos - SP 35. São José dos Campos - SP 36.São Paulo - SP 37.Aracaju - SE Escritórios de CDIs Regionais no Brasil

9 Presença Internacional do CDI 1.Luanda (Angola) 2.Buenos Aires (Argentina) 3.Santiago (Chile) 4.Bogota (Colombia) 5.Guatemala City (Guatemala) 6.Tegucigalpa (Honduras) 7.Tokyo (Japan) 8.Mexico City (Mexico) 9.Monterrey (Mexico) 10.Johannesburgo (South Africa) 11.Montevideu (Uruguai)

10 CDI Hoje Escolas Alunos (ano) ,90023,94045,50082,180138,728214,62038,920 Acumulado ,32043,26088,760170,940322,280536,900575,820 Educadores ,674 Voluntários Computadores

11 Cenário de Inclusão Digital No mundo existem cerca de 580 milhões de internautas (menos de 10,5% da população mundial) No Brasil, apenas 12,46% da população tem acesso a computadores, 8,31% à Internet e 97,24% dos incluídos digitais estão concentrados em áreas urbanas (Fonte: Mapa da Exclusão Digital, CDI, FGV, Sun e USAID) Apenas 6% das cidades brasileiras possuem provedor local de Internet (Fonte: IBGE/2002) A chance de possuir um computador é 338% maior para brancos do que para não- brancos (Fonte: Mapa da Exclusão Digital) Segundo a ONU, o Brasil é o 65º colocado entre os países com maior acesso digital A mensalidade cobrada pelos provedores de acesso à Internet ainda é muito alta no país - -consome 11,8% da renda média mensal do brasileiro

12 Reconhecimentos Prêmio UNESCO 2002, Comunicação e Informação Tecnologia Social Efetiva Fundação Banco do Brasil Certificado de qualidade para experiências com jovens em situação de risco social Empreendedor Social de Destaque Schwab Foundation Prêmio Banco Mundial de Cidadania Prêmio Ashoka Mckinsey, menção honrosa em captação de recursos Doutor Honoris Causa DePaul University World Technology Awards Empreendedorismo Social Top Social 2003 ADVB Líder Social do Brasil GAZETA MERCANTIL

13 Reconhecimentos Membro da Ashoka Foundation Um dos seis Local Heroes CNN International Prêmio Humanitário do Ano, Revista Latin Trade Um dos 50 líderes na América Latina parao terceiro milênio. Prêmio Criança, Fundação Abrinq Um dos 20 Líderes da Internet na América Latina Líder Avina CDI é o único projeto de tecnologia a participar. CDI é reconhecido como uma das 6 iniciativas altamente qualificadas no combate à exclusão digital.

14 Mantenedores

15 Apoiadores

16 65% de los estudantes tienen entre 10 y 18 años 56% son mujeres 65% son negros 63% no tienen ningun fuente de renda 29% reciben cerca de 1 a 2 veces el salario mínimo Brasileño (US$ 70) Perfil del Estudante Fonte: Iser 65% dos estudantes têm entre 10 e 18 anos 56% são mulheres 65% são negros 63% não têm nenhuma receita financeira 29% têm uma renda mensal entre um e dois salários mínimos Perfil dos Alunos

17 Fonte: ISER Impacto 90% acreditam que os cursos superaram suas expectativas 87% consideram que os cursos contribuíram para mudanças positivas em suas vidas 90% pretendem continuar nos cursos 79% tem esperança de conseguir um emprego Impacto

18 O que as Empresas podem fazer pela Inclusão Digital - Realização: Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e CDI - Patrocínio: ALSTOM e Sadia

19 O que as Empresas podem fazer pela Inclusão Digital - Discute e reúne formas de promover a inclusão digital como ação de responsabilidade social empresarial, incentiva a produção e a troca de conhecimento nas comunidades localizadas nas áreas de entorno das empresas, estimula e influencia a busca de auto- sustentabilidade das comunidades. - Fornece dicas profissionais e de implementação de programas, além de compartilhar experiências bem-sucedidas de empresas de diversos portes e setores da economia que servem de benchmark para outras iniciativas. - Visa orientar o empresário a identificar diretrizes e promover soluções criativas e inovadoras, muitas vezes em parceria com instituições do primeiro e do terceiro setor.

20 O que as Empresas podem fazer pela Inclusão Digital Critérios de Seleção dos Casos maturidade da experiência resultados obtidos qualidade da iniciativa nas áreas de comunicação, tecnologia e educação diversidade de investimento social em inclusão digital ação filantrópica x investimento social mescla de casos de empresas de tecnologia da informação e de outros setores

21 O que as Empresas podem fazer pela Inclusão Digital Para um acesso Real Disponibilidade de infra-estrutura Preços acessíveis Capacitação técnica Educação Conteúdo relevante Integração ao dia-a-dia

22 O que as Empresas podem fazer pela Inclusão Digital O computador na empresa Doação de máquinas e equipamentos Presença na comunidade Capacitação e emprego Voluntariado Inclusão de portadores de necessidades especiais Parcerias com governo e terceiro setor Roteiro para uma política de inclusão digital corporativa

23 Roteiro para uma Política de Inclusão Digital Corporativa Identifique parceiros Sensibilize a empresa Defina objetivos claros Faça um diagnóstico

24 Roteiro para uma Política de Inclusão Digital Corporativa Dentro da Empresa Diagnóstico interno Defina uma política de inclusão digital fácil de ser implantada Envolva os funcionários Estabeleça metas quantitativas e qualitativas Incentive os funcionários a buscar a inclusão digital de seus familiares Estimule o voluntariado corporativo

25 Roteiro para uma Política de Inclusão Digital Corporativa Na Comunidade Aproxime-se da comunidade Avalie os recursos necessários Mobilize os funcionários e colaboradores Defina responsabilidades Avalie periodicamente os resultados Compartilhe sua avaliação

26 Roteiro para uma Política de Inclusão Digital Corporativa Na Sociedade Doação de computadores Sensibilização para o voluntariado Patrocínio Definição de políticas Setoriais Apoio para políticas públicas

27 METODOLOGIA As técnicas não possuem, por si só, a capacidade de transformar uma sociedade. São os homens conjugados à técnica que operam mudanças. Portanto, o trabalho do educador não deve esgotar-se no domínio da técnica, já que esta não existe sem os homens e estes não existem fora da história, fora da realidade que devem transformar. Paulo Freire

28 Daniel Marinho, Coordenador de Comunicação do CDI-SP Tel.: (11) ramal


Carregar ppt "Missão Promover a inclusão social de populações menos favorecidas, utilizando as tecnologias da informação e comunicação como um instrumento para a."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google