A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: A CRISE DA MONARQUIA OBJETIVOS ANALISAR OS ELEMENTOS QUE CONDUZIRAM.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: A CRISE DA MONARQUIA OBJETIVOS ANALISAR OS ELEMENTOS QUE CONDUZIRAM."— Transcrição da apresentação:

1 EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: A CRISE DA MONARQUIA OBJETIVOS ANALISAR OS ELEMENTOS QUE CONDUZIRAM À CRISE DA ESCRAVIDÃO NO BRASIL RELACIONAR AS CHAMADAS QUESTÕES COM O FINAL DO IMPÉRIO INTRODUÇÃO: REVISÃO DA AULA PASSADA

2 A crise da escravidão no Brasil A escravidão não acabou apenas por motivos econômicos O movimento abolicionista atingiu quase todas as classes sociais, principalmente a partir de 1870, quando após a Guerra da Tríplice aliança, o Exército voltou francamente abolicionista e os militares se recusaram a continuar atuando como capitães do mato, prendendo escravos fugidos ou combatendo quilombos formados Comícios, panfletos, chás, debates, jornais, bares, quermesses, festas, bailes, discussões entre estudantes, livros, palestras, etc. A propaganda crescia mais e mais Corrente moderada (Joaquim Nabuco, José do Patrocínio, Rui Barbosa, André Rebouças) e corrente radical (Luís Gama, Silva Jardim, Raul Pompéia) A existência de escravos só beneficiava a minoria dos grandes proprietários cafeicultores (havia ainda por volta de 1870, escravos), apesar de boa parte desta elite também apoiar a causa abolicionista O movimento abolicionista, mesmo com a sociedade brasileira sendo ainda eminentemente rural, foi tipicamente urbano Fundação de sociedades abolicionistas, da sociedade dos caifazes em São Paulo e o episódio do Dragão do Mar (Museu do Ceará) A Lei do ventre livre, a Lei dos sexagenários e a Lei Áurea

3 A crise da monarquia A Questão militar – insatisfação do Exército, republicanismo nas escolas militares, os casos de Sena Madureira no RJ (a proibição dos militares de se manifestarem através da imprensa) e de Cunha Matos no PI (política partidária) A Questão abolicionista – o Estado imperial apoiava-se na escravidão e a escravidão apoiava-se no Estado imperial O caso do Ceará em 1884 As leis abolicionistas demoraram 17 anos da primeira à última A crítica – foram leis protelatórias; em 1888 havia escravos A Questão religiosa – o Padroado (a ligação íntima entre o Estado e a Igreja católica) e o Beneplácito A Maçonaria (a prisão e condenação dos bispos de Olinda e de Belém a trabalhos forçados), a insatisfação da Igreja e da população (mesmo com a anistia dada a ambos, foi retirado o apoio do clero à monarquia) CONCLUSÃO: A república foi proclamada dezoito meses após a abolição da escravidão, num claro indício de que a monarquia fora ferida de morte em 1888

4 APÓS A GUERRA DO PARAGUAI

5 FUGA EM MASSA

6

7 CAPITÃES DO MATO

8 CORRENTE MODERADA

9 CORRENTE RADICAL

10 CAMPANHA ABOLICIONISTA

11 LEI DO VENTRE LIVRE

12 DRAGÃO DO MAR

13 LEI DOS SEXAGENÁRIOS

14 LEI ÁUREA

15 RESISTÊNCIA

16 RACISMO

17 DENÚNCIA SOCIAL

18 QUESTÃO MILITAR

19 QUESTÃO ABOLICIONISTA

20 QUESTÃO RELIGIOSA


Carregar ppt "EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: A CRISE DA MONARQUIA OBJETIVOS ANALISAR OS ELEMENTOS QUE CONDUZIRAM."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google