A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Esofagites Infecciosas Dr. Sílvio Oliveira Dr. Sílvio Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Esofagites Infecciosas Dr. Sílvio Oliveira Dr. Sílvio Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 Esofagites Infecciosas Dr. Sílvio Oliveira Dr. Sílvio Oliveira

2 Esofagites Infecciosas-Introdução n Imunodeprimidos;pouco comum em imunocompetentes n Uma das maiores causas de morbidade em AIDS n Mais comuns: Candidíase,CMV,Herpes simples n Sintomas esofagianos: Disfagia e odinofagia

3 Esofagites Infecciosas- Etiologia Fungos: Candida albicans,Histoplasma capsulatum, Blastomyces dermatidis Blastomyces dermatidis Vírus: CMV, Herpes simples, lesões aftosas e úlceras extensas idiopáticas idiopáticas Bacterianas: BK, Sífilis

4 Esofagites Infecciosas- Candidíase n É a mais comum ( 49 a 79% dos casos em pacientes com AIDS + disfagia + odinofagia) n Outras causas: Neoplasias malignas, Atb prolongada, Corticoterapia, Rxt, Qxt, Diabetes, Imunossupressão n Menos comuns: Ibp prolongado, Alcoolismo, Desnutrição, Senilidade, Acalásia, Obstrução do esôfago n Mecanismos: flora bacteriana/leucopenia n Manifestação clínica : queixas esofagianas desde que não sejam as típicas de DRGE n Diagnóstico: Aspecto endoscópico Escovado Escovado Biópsias Biópsias Cultura Cultura

5 Esofagites Infecciosas- Candidíase n Classificação de Kodsi Grau I-Placas brancas elevadas < 2mm, com hiperemia mas sem edema ou ulceração Grau II-Placas brancas elevadas > 2mm, com hiperemia mas sem edema ou ulceração Grau III-Placas elevadas confluentes, lineares e nodulares, com hiperemia e ulceração Grau IV-Grau III mais friabilidade da mucosa que pode estar associada a estenose

6 Esofagite - Candida

7

8 Esofagites Infecciosas- CMV SS: Odinofagia,Dor torácica,Hemorragia(macro/micro) Aspecto endoscópico: enantema difuso ou áreas de enantema e úlceras 1/3 médio ou distal 1/3 médio ou distal geral/ múltiplas geral/ múltiplas lineares lineares rasas rasas rara/ massa ulcerada rara/ massa ulcerada Biópsias na base da úlcera: as inclusões citomegálicas são encontradas na base da úlcera. A extensão da inflamação e as lesões teciduais normal/ são proporcionais ao n de inclusões

9 Esofagite por CMV

10 Esofagites Infecciosas- Herpes Simples SS: Disfagia/Odinofagia Pode haver relato prévio de herpes labial precedendo as queixas esofagianas Pode haver relato prévio de herpes labial precedendo as queixas esofagianas Aspectos endoscópicos: Precoce- Vesículas Precoce- Vesículas Mais Comum-Úlceras arredondadas, rasas ou de média profundidade, 1 a 3mm, que podem tornar-se grandes e coalescentes Mais Comum-Úlceras arredondadas, rasas ou de média profundidade, 1 a 3mm, que podem tornar-se grandes e coalescentes Biópsias na borda da úlcera Diagnóstico: Esfregaço Histo-patológico Histo-patológico Cultura Cultura

11 Herpes simples Herpes simples

12 Esofagites Infecciosas-Idiopáticas n Pacientes HIV + n Úlceras irregulares de esôfago médio e distal n Odinofagia intensa n Aspecto endoscópico semelhante a CMV n Freqüentemente solitárias e profundas n Causa desconhecida

13 Esofagites Infecciosas- Bacterianas Raras; Mais comum em diabetes e doenças hematológicas malignas Tuberculose: secundária ao acometimento de outros órgãos SS: assintomático ou odinofagia e disfagia SS: assintomático ou odinofagia e disfagia EDA: úlceras isoladas ou múltiplas de tamanho variável, bordas finas e irregulares, fundo purulento acinzentado EDA: úlceras isoladas ou múltiplas de tamanho variável, bordas finas e irregulares, fundo purulento acinzentado área de estenose com pequenas úlceras adjacentes área de estenose com pequenas úlceras adjacentes forma granular, com pequenos nódulos acinzentados, ulcerados ou não forma granular, com pequenos nódulos acinzentados, ulcerados ou não massa ulcerada ou tumor polipóide massa ulcerada ou tumor polipóide Sífilis:Esôfago proximal; Disfagia EDA: nódulos sub-mucosos, erosões ou fibrose da parede EDA: nódulos sub-mucosos, erosões ou fibrose da parede

14 Esofagites Infecciosas- Outras Causas Histoplasma capsulatum Comprometimento secundário, gânglios mediastinais EDA: irregularidade do relevo ou raras ulcerações Diagnóstico: Histopatológico RX do Tórax RX do Tórax Broncoscopia Broncoscopia Blastomyces dermatidis

15 FIM


Carregar ppt "Esofagites Infecciosas Dr. Sílvio Oliveira Dr. Sílvio Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google