A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Confederação Nacional da Indústria Seminário Eficiência Energética como Ferramenta de Competitividade e de Redução de Custos Gerência de Infra-Estrutura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Confederação Nacional da Indústria Seminário Eficiência Energética como Ferramenta de Competitividade e de Redução de Custos Gerência de Infra-Estrutura."— Transcrição da apresentação:

1 Confederação Nacional da Indústria Seminário Eficiência Energética como Ferramenta de Competitividade e de Redução de Custos Gerência de Infra-Estrutura Junho

2 Confederação Nacional da Indústria Confederação Nacional da Indústria – CNI: representa indústria brasileira; Instituto Euvaldo Lodi – IEL: capacitação empresarial e estágio, interlocução indústria – academia; Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI: fornece à indústria qualificação profissional Serviço Social da Indústria – SESI: educação, saúde e lazer para trabalhador. Sistema Indústria

3 Confederação Nacional da Indústria Histórico Início das atividades : Parceria: CNI + Eletrobrás/Procel Indústria Contexto inicial: Informações dispersas e pouco confiáveis; Conhecimento desatualizado da experiência nacional e internacional; Eficiência: mercado pouco ativo e sem perspectivas de mudanças !! Objetivo: Promover ações de eficiência energética nas indústrias: Atuação junto ao governo e aproximação das indústrias.

4 Confederação Nacional da Indústria Conclusões Existe uma oportunidade interessante de economia de energia na indústria nacional; As indústrias, em especial médias empresas, precisam de ajuda para desenvolver projetos de eficiência; Existem recursos disponíveis para o desenvolvimento de projetos com pouco acesso – desconhecimento, custo do dinheiro e burocracia; Já existe um histórico de projetos de sucesso no Brasil; Outros países desenvolvem programas agressivos de EE para o setor industrial.

5 Confederação Nacional da Indústria Propostas para 2010 Plano Nacional de Eficiência Energética – MME: Estabelecimento de metas e marcos para futuras ações; Definição de metas de economia para Contribuição da Indústria - Agenda de EE: Documento pragmático: metas e indicadores; Parcerias: CNI, Abrace, Abcee e ABTCP. Ações de EE como prioridade no plano nacional de mudança do clima: Incentivos ficais para projetos industriais de EE: Parceria: CNI, Eletrobrás/Procel, Abrace, Abcee; Projetos térmicos e elétricos.

6 Confederação Nacional da Indústria Informações para a Indústria Levantamento de potenciais de EE em 14 setores industriais – consumo nacional x melhores práticas; Oportunidades de MDL para EE na indústria; Curso para gestores industriais de EE – Senai/SC; Guias de eficiência energética em sistemas motrizes; Análise de projetos realizados e indicadores de resultados:

7 Confederação Nacional da Indústria Custo marginal de expansão x projetos de EE Duração das ações: 10 anos; Remuneração do capital: 12% aa

8 Confederação Nacional da Indústria Freqüência de soluções em projetos de EE

9 Confederação Nacional da Indústria Custo de investimento por tecnologia CEC = custo de energia conservada

10 Confederação Nacional da Indústria PROESCO – BNDES: –Financiáveis: Estudos e Projetos; Obras e Instalações; Máquinas e Equipamentos; Serviços Técnicos Especializados; Sistemas de Informação, Monitoramento, Controle e Fiscalização. –Contrapartida: investimentos já realizados até o sexto mês anterior; –As modalidades operacionais: Apoio às ESCOs e usuários finais; –Prazo Total: até 72 meses, incluído o prazo máximo de carência de até 24 meses - até 90%. –Custo Financeiro: Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP); Remuneração Básica do BNDES: 1% ao ano; Remuneração do Agente Financeiro Mandatário: 1% ao ano; Remuneração por Assunção de Risco do BNDES: 3% ao ano; Remuneração do Agente limitada a 4%, obedecendo-se as normas do BNDES. Financiamento

11 Confederação Nacional da Indústria Núcleos de EE nos sistemas estaduais da indústria: –Aproveitar a experiência já existente do Procel; –Desenvolver estratégia de gestão visando a sustentabilidade; –Aproveitar as informações levantadas para desenvolver produtos e serviços de interesse da indústria; –Agregar parceiros: Senai, BNDES, fornecedores de equipamentos. Próximos passos – Disponibilidade de serviços

12 Confederação Nacional da Indústria Serviços de consultoria nas áreas de: –Eficiência energética; –Produção mais limpa; –Automação; –Logistica; –Sucroaucoleiro. Maiores informações: –www. Senai.org.br –Senai/BA: (71) – Greta Almeida - Senai – Disponibilidade de serviços

13 Confederação Nacional da Indústria OBRIGADO! Rodrigo Garcia (61)


Carregar ppt "Confederação Nacional da Indústria Seminário Eficiência Energética como Ferramenta de Competitividade e de Redução de Custos Gerência de Infra-Estrutura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google