A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comissão de Desenvolvimento de Novas Aplicações para o Gás LP - Sindigás Aurélio Ferreira 13/12/2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comissão de Desenvolvimento de Novas Aplicações para o Gás LP - Sindigás Aurélio Ferreira 13/12/2010."— Transcrição da apresentação:

1 Comissão de Desenvolvimento de Novas Aplicações para o Gás LP - Sindigás Aurélio Ferreira 13/12/2010

2 Serviço de interesse público nº 1: Cobertura de 100% dos municípios; Atendimento de 95% da população: 56 milhões de residências; 181 milhões de habitantes; Maior capilaridade comparado à eletricidade; Energia limpa, competitiva e portável. Fontes: Procon, Sindigás, Anp, IBGE, WLPGA A indústria brasileira de Gás LP: 6º maior mercado residencial 100 milhões de vasilhames; 23 distribuidoras; 37 mil revendedores; 35 bases primárias; 27 centros de manutenção/destroca; 350,000 empregos diretos e indiretos; Faturamento Líquido de US$ 10,5 bilhões; US$ 2,2 bilhões em taxas. O Gás LP no Brasil

3 Em 10 anos, a oferta de GLP no Brasil dobrará! Melhores Práticas: Comerciais Segurança Respeito ao Cliente Sustentabilidade Restrições: Eliminação das restrições de Aplicações do produto O Futuro do Gás LP no Brasil Fonte: Sindigás, ANP, BEN; MME 2008: 6,7 Milhões de Tons 2020: 14 Milhões de Tons

4 Booz Allen PNE - ME Petrobras Perspectivas para Oferta Futura

5 Projeção de Demanda Vegetativa (ANP) CAGR 1,9% a.a 1,2% a.a 1,6% a.a

6 Projeção de incremento da demanda por Novos Usos (M ton) Nota: 1 Volume potencial adicional de cada iniciativa projetado para 2015 a partir da estimativa de potencial atual apresentada 2 Não inclui o consumo do Setor Energético Fonte: Plano Nacional de Energia 2030 (EPE), Análise Booz Allen

7 No segmento doméstico, a energia elétrica é a fonte mais utilizada para aquecimento de água Fonte: Eletrobrás Se desconsiderarmos os que não aquecem a água, 90% da população utiliza energia elétrica.

8 Mercado Imobiliário Principais Indicadores: Liberação de financiamentos com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos SBPE – 56% 2010 (P) com 389 mil unidades; Liberação de financiamentos com recursos do FGTS – 49% 2010 (P) com 513 mil unidades; Programa Minha Casa, Minha Vida com meta de 1 milhão de unidades contratadas para 2010.

9 Mercado Imobiliário – Financiamentos SBPE e FGTS Liberação de financiamentos com recursos do SBPE Liberação de financiamentos com recursos do FGTS Fonte: BC e Abecip, Projeção (P) Tendências Consultoria Financiamentos SBPE e FGTS se concentram nas classes de Renda B e C (3 á 15 SM)

10 Mercado Imobiliário – PMCMV Programa Minha Casa, Minha Vida Unidades Contratas pelo PMCMV (mai/10): Fonte: BC e Abecip Cenário positivo com meta de 1 milhão de unidades habitacionais; De forma geral subsídios do Programa Minha Casa Minha Vida são demandados pela classe de renda D e E; Apesar da meta ousada do PMCMV a entrega de unidades deve ser bem abaixo de 1 milhão de unidades em 2010.

11 Mercado Imobiliário - Potencial Futuro Gás LP Fonte:IBGE – PNAD (Cenário Regional de classe de renda set/10) e,Projeção (P) Tendências Consultoria Aproximadamente 1,5 milhão de famílias formadas ao ano até 2014; Potencial do uso do gás LP em novos empreendimentos, maior conforto térmico e eficiência energética com o aquecimento de água; Potencial: Classes A/B: 500 mil novas famílias ao ano com consumo médio mês 20 kg Gás LP = ton/mês ou ton/aa Classes C/D: mil novas famílias ao ano com consumo médio mês 10 kg Gás LP = ton/mês ou ton/aa Variação no número de famílias por classe de renda (mil): = aa = 500 aa ~ ~

12 Investimentos Premissa 1: 2/3 das unidades (1.0 milhão) são casas e 1/3 são condomínios (0.5 milhão); Premissa 2: Em condomínios o investimento para o granel é de R$ 10 mil por Ton de Gás LP; Em residências o investimento é de R$ 90 por vasilhame 13 kg; Premissa 3: Capturar 30% do potencial do mercado imobiliário ao ano; Investimento total necessário para o setor : Investimento para capturar volume em Condomínios = 100 milhões aa; Investimento para capturar volume em Casas = 90 milhões aa.

13 Próximos Passos Projeto USP comparando eficiência Gás LP frente outros energéticos (GN e EE); Divulgação do Programa para construtoras, feiras do setor imobiliário, SECOVIs; Parceria com fabricantes de equipamentos: Aquecedores de água; Solar e Híbrido; Marketing da Etiquetagem em Edificações na prospecção de clientes de Gás LP.

14 Conclusões Incremento da oferta e demanda de novos usos do Gás LP no médio prazo; Cenário positivo da Construção Civil com novos empreendimentos imobiliários; Mudança de paradigma no uso da energia no Brasil: Programa Nacional de Etiquetagem em Edificações Residencial/Comercial e Público; Gás LP é uma energia limpa, segura e econômica.

15 Conclusões


Carregar ppt "Comissão de Desenvolvimento de Novas Aplicações para o Gás LP - Sindigás Aurélio Ferreira 13/12/2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google